GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1
E. E. MÉXICO
Rua Leonel...
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Plano de gestão 2014     ee  mexico
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Plano de gestão 2014 ee mexico

299 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
299
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de gestão 2014 ee mexico

  1. 1. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 77 ESCOLA ESTADUAL MÉXICO Diretoria de Ensino Região - Sul – 1 ANEXOS AO PLANO DE GESTÃO 2014 São Paulo – abril – 2014 E. E. México – Seja Bem-vindo
  2. 2. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 78 Abril – 2014 SUMÁRIO PLANO DE GESTÃO 2014 Sumário 3 1. Caracterização da Escola 6 1.1 Ficha Técnica 6 1.2 Agrupamento de alunos 7 2. Gestão Pedagógica 11
  3. 3. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 79 2.1 Gestão Pedagógica – Objetivos Gerais – Missão 11 2.2 Avaliação do processo educacional 14 2.2.1 - Tabela 1 – Índices aprovação / retenção / abandono – EF 15 2.2.2 - Tabela 2 - Avaliações externas – SARESP / IDESP 16 2.2.3 - Gráfico 1 - 9º ANOS – METAS E IDESP – 2012/2013 17 2.2.4 - Gráfico 2 - Índices – resultados finais - 9º anos em 2012 18 2.2.5 - Gráfico 3 - Índices – resultados finais - 9º anos em 2013 18 2.2.6 - Tabela 3 – Índices aprovação / retenção / abandono - EM 19 2.2.7 - Gráfico 4 – 3ª Séries EM – METAS/IDESP – 2012/2013 20 2.2.8 - Gráfico 5 – Índices - Prom. Retidos Abandono - EM - 2012 20 2.2.9 - Gráfico 6 – Índices - Prom. Retidos Abandono - EM - 2013 21 2.2.10 - Autorização dos pais sobre o Projeto “Reforço aos Sábados” 23 2.3 Plano de Ação Participativa 24 2.3.1 – Ficha Diagnóstica. Projeto P. A. - Recuperação Contínua 25 2.3.1.1 - Ficha de acomp. Projeto P. A. - Recuperação Contínua 26 2.3.2 - Ficha Diagnóstica Projeto Projeto TCC 9ºs Anos... 28 2.3.2.1 - Ficha de acomp. Projeto Projeto TCC 9ºs Anos 29 2.3.3 - Ficha Diagnóstica. Projeto Readequação do “Projeto Leitura” 30 2.3.3.1 - Ficha de acomp. Projeto Readequação do “Projeto Leitura” 31 2.3.4 - Ficha Diagnóstica. Planejamento Pedagógico 32 2.3.4.1 - Ficha de acomp. Planejamento Pedagógico 33 2.3.5 - Ficha Diagnóstica. Projeto - Projeto ATCP formador 34 2.3.5.1 - Ficha de acomp. Projeto P. A. - Projeto ATCP formador 35 2.3.6 - Ficha Diagnóstica. Projeto - Projeto “Um dia na escola do meu filho” 37 2.3.6.1 - Ficha de acomp. Projeto “Um dia na escola do meu filho” 38 2.3.7 - Ficha Diagnóstica. Reunião da Equipe Gestora 39 2.3.7.1 - Ficha de acomp. Reunião da Equipe Gestora 40 2.3.8 - Ficha Diagnóstica. Frequência/assiduidade do corpo docente 41 2.3.8.1 - Ficha de acomp. Frequência/assiduidade do corpo docente 42 2.3.9 - Ficha Diagnóstica. Projeto Preservação do Patrimônio 43 2.3.9.1 - Ficha de acomp. Projeto Preservação do Patrimônio 44 2.4 Matrizes Curriculares 45 2.4.1 - Ensino Fundamental Anos Finais - diurno 45 2.4.2 - Ensino Médio - Diurno 46 2.4.3 - Ensino Médio - noturno 47 2.5 Projetos da Pasta 48 2.5.1 - Programa Escola da Família 48 2.5.2 - Atividades Curriculares Desportivas 48 2.5.2.1 - Futsal 50 2.5.2.2 - Voleibol 52 2.5.2.3 - Basquetebol 56 2.5.3 - Acessa Escola 58 2.5.4 - Projeto: Professor de Apoio 2014 60 2.6 Coordenação Pedagógica 62 2.6.1 - Projeto de Coordenação Pedagógica - EFAF 62
  4. 4. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 80 2.6.2 - Projeto de Coordenação Pedagógica - EM 66 2.7 Anexo – Modelos de Registros utilizados na U. E. 69 2.7.1 - Modelo de Registro de notas e frequência utilizado no Conselho Participativo – EF - 1º bimestral 2014 (6ºanoA) 69 2.7.2 - Modelo de Registro lista de presença utilizado no Conselho Participativo - EF - 1º bimestre 2014 (6º ano A) 70 2.7.3 - Modelo de Registro de ATA utilizado no Conselho Participativo – EF - 1º bimestre 2014 (6º ano A) 71 2.7.4 - Modelo de Registro de ATA utilizado no Conselho Participativo – EF - 1º bimestre 2014 (6º ano A – folha verso) 72 2.7.5 - Modelo de Registro de notas e frequência utilizado no Conselho Participativo – EM - 1º bimestre 2014 (1ª série A) 73 2.7.6 - Modelo de Registro lista de presença utilizado no Conselho Participativo EM - 1º bimestre 2014 (1ª série A) 74 2.7.7 - Modelo de Registro de ATA utilizado no Conselho Participativo – EM - 1º bimestre 2014 (1ª série A) 75 2.7.8 - Modelo de Registro de ATA utilizado no Conselho Participativo – EM - 1º bimestre 2014 (1ª série A) 76 3 Gestão Democrática 77 3.1 Ata de eleição de APM 2014 77 3.1.1 - Relação de Membros da APM 2014 80 3.2 Ata de Conselho de escola 2014 81 3.3 Conselho de Classe Participativo – 1º Bim. 2014 – 2 imagens 84 3.3.1. - Modelo de Ata de Conselho de Classe Participativo 85 3.3.2 - Modelo de Lista de Presença de Conselho de Classe Participativo 86 3.4 Grêmio Estudantil 87 3.4.1 Anexo – Chapa de candidatos vencedores do Grêmio Estudantil 2012 87 3.4.2 - Objetivos 88 3.4.3 - Estatuto Social do Grêmio Estudantil 88 3.4.4 - Foto da chapa vencedora da eleição em 2014 88 3.4.5 - Livro Ata – Ata de Eleição do Grêmio Estudantil–2014.Termo de Posse 89 4. Gestão de Pessoas 92 4.1 Equipe gestora 92 4.1.1 Prof. José Tadeu Campos Ribeiro- Diretor 92 4.1.2 Prof. Ilka Celli Lippi - Vice-diretora 92 4.1.3 Prof. Regina Rosa dos Santos - Vice-diretora 92 4.1.4 Prof. Claudia Potapovas Anuatti – P. C. – EFAF 93 4.1.5 Prof. Regina de Paula Ribeiro Teixeira – P. C. E M 93 4.2 Relação de docentes x aulas atribuídas 94 4.3 Relação nominal do pessoal administrativo 99 4.4 Equipe de funcionários 100 4.5 Professores responsáveis pelos períodos 101 4.6 Relação de Professores Coordenadores classe – EFAF / EM 101 5. Gestão de Recursos 103 5.1 Plano de aplicação de recursos 103 5.2 Quadro resumo dos recursos recebidos pela APM 105
  5. 5. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 81 6. Gestão do Tempo 106 6.1 Calendário Escolar 2014 106 6.2 6.2 - Horário de aulas docente/disciplina – 2014 107 6.2.1 - Horário das aulas: – período matutino 107 6.2.2 - Horário das aulas: – período vespertino 108 6.2.3 - Horário das aulas: – período noturno 109 6.3 Escala de Férias Administrativas 110 6.4 Horários de Expediente Administrativo 111 6.5 Relação de ATPC 112 6.5.1 - Relação de ATPC – EF manhã - Sextas–feiras das 9h40 – 10h30 112 6.5.2 - Relação de ATPC – EF- tarde-Sextas–feiras das 10h30 -12h10 h 113 2.5.3 - Relação de ATPC – EM – diurno – Sextas–feiras das 12:30 a 14:10 h 114 2.5.4 - Relação de ATPC - EM noturno Quintas – feiras das 17h10 a 18h50 h 115 6.6 Horário de Expediente – Biblioteca, Acessa Escola, Secretaria 116 6.7 Horário de Expediente – Acessa Escola 116 6.8 Horário de Expediente – Secretaria 116 7 Parecer do Conselho de Escola 117 8 Observações (para a supervisão) 118
  6. 6. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 82 1. Caracterização da Escola 1.1. Ficha Técnica Nome Escola Estadual México Endereços Rua Leonel da Gama Beles, 82 – Vila Joaniza – CEP.: 04403-360 – São Paulo – SP ee_mexico@yahoo.com.br Telefones 5621-2212 / 5624-6836 / 5620-0319 (“orelhão”) Jurisdição Diretoria de Ensino Região - Sul-1 Códigos utilizados CIEE: 005113 / FDE: 1529 / UA: 40257 CNPJ – APM – 48.884.175/0001-35 Atos legais Dec. 42.703 de 29/11/63 (criou o G. E. de Vila Joaniza) Lei s/nº de 21/10/70 (alterou nome p/Grupo Escolar México) Res. SE 53 de 21/03/85 (alterou nome para EEPSG México) Del. CEE 10/97 e Parecer 67/98 (tornou-se E.E. México) Cursos oferecidos Ensino Fundamental Anos Finais e Ensino Médio regulares Períodos e horários de 2ª a 6ª feira: manhã (07 – 12h20) – 8ªs séries/9ºanos e Ensino Médio tarde (13–17h30 / 18h20) – 6º, 6ª séries /7ºanos e 7ª séries/8º anos noite (19-23h) - Ensino Médio - aos sábados e domingos: 9 – 17h (Programa Escola da Família e Educação Física do EM período noturno)
  7. 7. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 83 1.2. Agrupamento de alunos No corrente ano letivo, os alunos matriculados na E. E. México estão agrupados da seguinte maneira:
  8. 8. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 84
  9. 9. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 85
  10. 10. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 86
  11. 11. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 87
  12. 12. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 88 2. Gestão Pedagógica 2.1 - Proposta Pedagógica – Objetivos Gerais – Missão A proposta pedagógica da Escola Estadual México fundamenta-se na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - LDB 9.394/96, a Constituição Brasileira de 1988, na Lei 8069 de 13 de julho de 1990, o Estatuto da Criança e do Adolescente, o disposto nos Parâmetros Curriculares Nacionais - PCN e Deliberação no. 01/99 do Conselho Estadual de Educação de São Paulo. No Ensino Fundamental e no Ensino Médio, a proposta pedagógica privilegia o ensino enquanto construção do conhecimento, o desenvolvimento pleno das potencialidades do aluno e sua inserção no ambiente social utilizando, para isso, os conteúdos curriculares da base nacional comum e os temas transversais, trabalhados em sua contextualização em consonância com as diretrizes da Secretaria da Educação. A E. E. México tem como objetivos da Proposta Pedagógica: - preparar cidadãos empreendedores, competentes, sujeitos críticos, possuidores de valores éticos e políticos, comprometidos com a construção de uma sociedade plural e democrática; - aparelhar essa pessoa para viver num futuro “desconhecido”, tendo em vista a velocidade com que muda a sociedade; - assumir seu papel especial na formação da juventude, criando um espaço de convivência democrática, onde se respeitam as diferenças e se privilegiam ações coletivas, com objetivos humanos e sociais. Para tanto, toma-se por base o art. 32 da LDBEN, em que o Ensino Fundamental tem por objetivo a formação básica do cidadão, mediante: I - o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo; II - a compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade; III - o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores;
  13. 13. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 89 IV – o fortalecimento dos vínculos de família, dos laços de solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se assenta a vida social. Toma-se por base, também, o Art. 35 da LDBEN, em que o Ensino Médio tem por finalidade: I - a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos; II - a preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando, para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade a novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento posteriores; III - o aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico; IV - a compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina. A escola leva em conta: - a carência de atividades complementares de aprendizagem verificadas no bairro; - as poucas perspectivas profissionais imediatas que se oferecem ao adolescente da região; - o ambiente violento e inseguro que se verifica nas grandes cidades brasileiras e que, por vezes, se traduz em uma convivência tensa entre as várias partes envolvidas no processo pedagógico; - a falta de equipamentos culturais públicos como museus, teatros, bibliotecas etc.; A proposta pedagógica da E. E. México visa enfrentar essas necessidades e percalços e atingir os objetivos na lei federal nº 9394, de 20 de dezembro de 1996 e do Estatuto da Criança e do Adolescente. Em vista disto, estabelece como: Missão: Promover o desenvolvimento humano através de ações educacionais empreendedoras e cidadãs. Elege como essenciais na execução dessa missão os seguintes Valores: Diálogo, respeito, transparência, flexibilidade, autonomia, comprometimento, eficácia, inovação, responsabilidade, gestão democrática, qualidade do ensino, organização e integração curricular, integração escola/família/comunidade.
  14. 14. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 90 Tendo como base para seu trabalho em ambas as modalidades de ensino os seguintes Pressupostos: 1. O processo de aprendizagem deve ser baseado no binômio autonomia - responsabilidade; 2. O respeito à diversidade, às diferenças, à individualidade e ao bem comum deve ser cultivado em todas as ações pedagógicas da área; 3. A sala de aula deve ser encarada como um espaço de interação social, um ambiente privilegiado para a formação do homem – sujeito social; 4. O aluno deve ser considerado um ser aprendiz, indivíduo que já possui conhecimentos que devem ser considerados e respeitados no processo ensino- aprendizagem; 5. O aluno/aprendiz deve ser “agente” do processo ensino-aprendizagem. A escola também fundamenta sua prática educativa em torno de quatro aprendizagens fundamentais que ao longo de toda a vida, serão os pilares do conhecimento: Aprender a conhecer, Isto é, adquirir os instrumentos da compreensão; Aprender a fazer para agir sobre o meio envolvente; Aprender a viver juntos, a fim de participar e cooperar com os outros em todas as atividades humanas; finalmente, Aprender a ser, via essencial que integra as três precedentes. Além daqueles previstos nas leis já citadas, estabelecem-se também como objetivos gerais desta escola: . elevar, sistematicamente, a qualidade de ensino oferecidos aos educados; . promover a integração escola-comunidade; . formar cidadãos consciente de deus direitos e deveres; . proporcionar um ambiente favorável ao estudo e ao ensino; . estimular em seus alunos a participação ética bem como a atuação solidária junto à comunidade. . atingir as metas estabelecidas a cada ano do IDESP para o EF e para o EM. 2.2 - Avaliação do Processo Educacional
  15. 15. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 91 A presente avaliação do processo educacional foi realizada na E. E. México no dia 09/04/2014 – Dia “D” da Autoavaliação Institucional – levou em consideração as reflexões feitas nas reuniões pedagógicas realizadas no mês de março e contaram com a participação do corpo docente, equipe pedagógica e gestora da escola, alem de membros da comunidade e funcionários. Avaliou-se os índices IDESP alcançados pela unidade ao longo dos anos entre 2007 e 2013. Comparou-se os índices e as metas em todos os anos e analisou-se os motivos, a partir dos índices de desempenho – “abaixo do básico, básico, adequado e avançado” nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, segundo os quais determinaram o alcance ou não das metas estabelecidas. Analisou-se também os índices de promoção, retenção e evasão no Ensino Médio e Fundamental, alem do fluxo dos últimos anos. A partir destes indicadores, o corpo docente se debruçou sobre os projetos pedagógicos para 2014, tendo como foco principal a manutenção dos índices de aprovação/retenção no EF, a melhoria destes índices no EM e a superação das metas IDESP para 2014. Foto 1 – professores - IDESP – análise dos índices – 09/04/2014 – período manhã. Numa análise inicial, consideraremos os resultados obtidos internamente pela Escola no Ensino Fundamental, comparados aos anos anteriores. Para isso, propõe-se a tabela abaixo:
  16. 16. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 92 2.2.1 - Tabela 1 – Índices aprovação / retenção / abandono – EF Indicadores  Ano Taxa de aprovação Taxa de reprovação Taxa de abandono 2008 81,2 8,3 10,5 2009 83,7 7,0 9,3 2010 88,2 2,9 8,9 2011 80,0 9,0 11,0 2012 84,0 6,0 10,0 2013 95,0 5,0 00,0 O que se percebe no quadro de resultados percentuais de aprovação, retenção e evasão dos últimos cinco anos da E. E. México no caso do Ensino Fundamental, as taxas não chegam a ser tão altas quanto as apresentadas pelo Ensino Médio nos últimos anos, porem, através dos projetos realizados com sucesso em 2013, a equipe logrou um feito inédito: zerou a taxa de evasão nesta série. Para isso, no entanto, há de se considerar que os alunos “transferidos” saíram da escola devidamente matriculados para outras unidades escolares. Foto 2 – professores - IDESP – análise dos índices – 09/04/2014 – período manhã. 2.2.2 - Tabela 2 - Avaliações externas – SARESP / IDESP (Vermelho – abaixo da meta; Verde – acima da meta) Meta Resultado Meta Resultado
  17. 17. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 93 ANO 9ª série EF 9ª série EF 3ª série EM 3ª série EM 2007 - 2,21 - 1,08 2008 2,34 2,08 1,17 1,58 2009 2,21 2,53 1,68 1,43 2010 2,66 2,25 1,54 1,17 2011 2,44 1,99 1,33 0,98 2012 2,18 1,99 1,13 1,22 2013 2,13 1,95 1,32 1,23 2014 2,12 ---* 1,36 ---* *Índices para 2015. Quanto aos resultados do IDESP, lembramos que o ano de 2012 foi frustrante para a escola no nível do Ensino Fundamental, haja vista que não atingiu a meta de 1,99 estipulada para o período. Entretanto, para alento de todos, neste mesmo ano de 2012, o Ensino Médio superou a meta IDESP estabelecida de 1,13, tendo conseguido 1,22. Já no ano de 2013, em que pese todos os esforços e projetos pedagógicos focados nos nonos anos e executados com sucesso, mais uma vez a escola não conseguiu atingir a meta estabelecida (de 2,13). De acordo com o Boletim1 divulgado em 29/03/2014, em língua portuguesa, o melhor rendimento que se verificou foi o 49,36% no nível “básico”, porém se somarmos os níveis “básico”, “adequado” e “avançado” alcançaremos um índice razoável de desempenho de 58,81%. O mesmo rendimento nos nonos anos não se verificou na disciplina de matemática, a qual obteve rendimento de 54,08% “abaixo do básico” e de apenas 45,92% satisfatório, somando-se os níveis “básico”, “adequado” e “avançado”. 2.2.3 - Gráfico 1 - 9º ANOS – METAS E IDESP – 2012/2013 1 Disponível em < http://idesp.edunet.sp.gov.br/o_que_e.asp> acessado em 30/03/2014.
  18. 18. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 94 Os baixos índices de desempenho nas duas disciplinas avaliadas podem ser atribuídos a vários fatores internos e externos ao ambiente escolar e ao processo ensino - aprendizagem. No ano de 2013, entretanto, a equipe gestora/docente implementou um projeto de reforço e recuperação que foi realizado aos sábados, das 9 as 12h, com a participação de docentes das disciplinas de português e matemática, em parceria com o educadores estagiários do Programa Escola da Família, envolvendo atividades de todos os componentes curriculares. Após sua implementação, alguns resultados significativos puderam ser verificados, sobretudo na elevação dos índices de aprovação e na diminuição do índice de evasão em comparação com os anos anteriores. O resultado deste processo foi a melhoria direta, segundo o citado Boletim, do “Indicador de Fluxo”, tendo sido obtido – 0,9652 em 2013. Em comparação, o mesmo índice, em 2012, foi de 0,8310 para os 9º anos. 2.2.4 - Gráfico 2 - Índices – resultados finais - 9º anos em 2012
  19. 19. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 95 2.2.5 - Gráfico 3 - Índices – resultados finais - 9º anos em 2013 Quanto ao Ensino Médio o que se percebe no quadro de resultados percentuais de aprovação, retenção e abandono dos últimos cinco anos da E. E. México é a persistência da elevada taxa de evasão no Ensino Médio (verificada mais especificamente nas primeiras séries do EM noturno). No entanto pode-se verificar uma sensível diminuição deste índice nos três últimos anos - 30%, 25%, 9%, respectivamente nos anos de 2011, 2012, 2013. É bom deixar claro que a equipe gestora, além das providências legais cabíveis, não poupa
  20. 20. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 96 esforços para reduzir essas taxas, buscando das mais diversas maneiras, estabelecer contato com as famílias e possibilitando atividades de compensação de ausências e reposição de conteúdos sempre que o aluno comparece à Escola e apresenta justificativas para suas faltas, alem dos encaminhamentos oferecidos nos Conselhos de Classe Participativos bimestrais. 2.2.6 - Tabela 3 – Índices aprovação / retenção / abandono - EM Indicadores  Ano Taxa de aprovação Taxa de reprovação Taxa de abandono 2008 70,8 10,1 19,1 2009 67,7 9,4 22,9 2010 74,3 3,5 22,2 2011 55,0 16,0 30,0 2012 58,0 17,0 25,0 2013 79,0 12,0 9,0 Quanto aos resultados do IDESP em 2013 para o Ensino Médio, a escola não logrou o resultado almejado de 1,32. No entanto registrou-se um pequeno avanço em relação ao ano de 2012, de 1,22 para 1,23. Tomando por base a distribuição do desempenho por disciplina constata-se que em Língua Portuguesa a escola obteve 51,60% de resultado satisfatório, sendo 32,98 % de rendimento no nível básico, 18,62% no nível adequado e 0 (zero) no nível avançado. Já na disciplina de Matemática, obteve um dos piores resultados dos últimos anos, sendo 72,34% de desempenho abaixo do básico, 26,06%, de desempenho básica e apenas 1,6% de adequado. Não se registrou (zero) ponto percentual no nível avançado. Por isso o indicador de matemática ter registrado tão pífio desempenho. 2.2.7 - Gráfico 4 – 3ª Séries EM – METAS/IDESP – 2012/2013
  21. 21. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 97 2.2.8 - Gráfico 5 – Índices - Prom. Retidos Abandono - EM - 2012 2.2.9 - Gráfico 6 – Índices - Prom. Retidos Abandono - EM - 2013
  22. 22. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 98 Quanto às metas do IDESP para 2014, a expectativa da equipe docente e gestora é de que será necessário reavaliar a manutenção dos projetos que obtiveram sucesso em 2013 e rever a manutenção de ações malogradas. Trabalho árduo e persistência deverá ser o caminho para que a escola alcance as metas para 2014, com o objetivo de que reflitam um aproveitamento, em média, satisfatório em todos os componentes curriculares e se concretize em promoção como um todo ao longo dos bimestres e ao final do ano. Foto 3 – equipe gestora - IDESP – análise dos índices – 09/04/2014 – período manhã. As diversas ações estabelecidas no Plano de Ação Participativa contemplam o objetivo de alcançar as metas IDESP estabelecidas para o ano de 2014, cujo foco será a disciplina de
  23. 23. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 99 matemática nos nonos anos do EFAF e nas 3º séries do EM, alem da diminuição dos índices de evasão e repetência em todas séries e turnos. Foto 4 – equipe gestora - IDESP – análise dos índices – 09/04/2014 – período manhã. 2.2.10 - Modelo de Autorização/Ciência dos pais sobre o Projeto “Reforço aos Sábados”
  24. 24. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 100 2.3 - PLANO DE AÇÃO PARTICIPATIVO
  25. 25. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 101 A presente seção constitui um resumo parcial do Plano de Ação Participativo (PAP), ora em elaboração, para o ano de 2014 e levou em consideração as reflexões feitas pelo corpo docente nas reuniões pedagógicas, nos ATPC’s, as reflexões realizadas no Dia “D” da autoavaliação institucional e as experiências que, ao longo dos últimos anos consolidaram as características, o clima organizacional e os fazeres pedagógicos desta unidade escolar. Sua construção, ainda parcial, consistiu de uma re-elaboração das metas dos anos anteriores tendo em vista os índices de aprovação, repetência, evasão e os resultados do Idesp de 2013 e metas para 2014. Fichas de Avaliação Diagnóstica 1 - Ficha Diagn. Projeto P. A. - Recuperação Contínua 1.1– Ficha de acomp. Projeto P. A. - Recuperação Contínua. 2 - Ficha Diagn. Projeto Projeto TCC 9ºs Anos... 2.1 – Ficha de acomp. Projeto Projeto TCC 9ºs Anos 3 - Ficha Diagn. Projeto Readequação do “Projeto Leitura” 3.1 – Ficha de acomp. Projeto Readequação do “Projeto Leitura” 4 - Ficha Diagn. Planejamento Pedagógico 4.1 – Ficha de acomp. Planejamento Pedagógico 5 - Ficha Diagn. Projeto - Projeto ATCP formador 5.1 – Ficha de acomp. Projeto P. A. - Projeto ATCP formador 6 - Ficha Diagn. Projeto - Projeto “Um dia na escola do meu filho” 6.1 – Ficha de acomp. Projeto “Um dia na escola do meu filho” 7 - Ficha Diagn. Reunião da Equipe Gestora 7.1 – Ficha de acomp. Reunião da Equipe Gestora 8 - Ficha Diagn. Frequência/assiduidade do corpo docente 8.1 – Ficha de acomp. Frequência/assiduidade do corpo docente 9 - Ficha Diagn. Projeto Preservação do Patrimônio 9.1 – Ficha de acomp. Projeto Preservação do Patrimônio 2.3.1 - Ficha para Diagnóstico e Formulação de Ações P R I O R A L Dimensão GESTÃO PEDAGÓGICA
  26. 26. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 102 I D A D E T A Foco Projeto P. A. - Recuperação Contínua D I A G N Ó S T I C O Nível de Importância Nível de Satisfação (X) Alta Importância ( ) Totalmente Insatisfatório ( ) Média Importância (x) Insatisfatório ( ) Não sabe ou tem dúvida ( ) Baixa Importância ( ) Satisfatório ( ) Não se aplica ( ) Totalmente Satisfatório F A T O S Considerar: o direito do aluno de apropriar-se do currículo escolar de forma contínua e bem sucedida, nos Ensinos Fundamental e Médio; a pluralidade de características e de ritmos de aprendizagem dos alunos no percurso escolar; a necessidade de atendimento à diversidade de demandas apontadas nos diferentes diagnósticos escolares; a importância da adoção de alternativas operacionais diversificadas que promovam aprendizagens contínuas. P R O B Dificuldade de apropriação de novos conteúdos que dependem de conhecimentos prévios ou do desenvolvimento de habilidades básicas de cada disciplina. Dificuldade em atingir níveis desejáveis do IDESP O B J Assegurar, no processo de formação, a aprendizagem significativa dos alunos, de acordo com sua idade / série / ano. R D E E S S U E L J Apropriação significativa de conteúdos e habilidades de acordo com sua idade– série. I N D I C A D O R Índice de rendimento satisfatório por bimestre verificado nas disciplinas de português e matemática no EFAF e no EM. SI TUA ÇÃO ATUAL Valor Data 63% ABRIL 2014 M E T A 100% DEZEMBRO 2014 A Ç Ã O O Professor Auxiliar terá como função precípua apoiar o professor responsável pela disciplina no desenvolvimento de atividades de ensino e de aprendizagem, em especial as de recuperação contínua, oferecidas a alunos dos ensinos fundamental e médio, com vistas à superação de dificuldades e necessidades identificadas em seu percurso escolar.  Deverá registrar no diário de classe, os alunos atendidos e as dificuldades encontradas e superadas de acordo com a necessidade individual de cada aluno.  registrar no diário de classe, de acordo com a necessidade, as habilidades e competências pertinentes à cada série uma vez por semana a título de revisão
  27. 27. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 103 retomar conteúdos ou recapitulações, as lições de sala de aula, lições para serem feitas em casa e outras formas de estudos, caracterizando-as como recuperação contínua e atividades de orientação de estudos. 2.3.1.1 - Ficha para Acompanhamento do Plano de Ação P R I O R I D A D E A L T A Dimensão Gestão Pedagógica Foco Projeto P. A. - Recuperação Contínua I N D I C A D O R Índice de rendimento satisfatório por bimestre verificado nas disciplinas de português e matemática no EFAF e no EM. S A I T T U U A A L Ç Ã O Valor Data 63% Abril - 2014 M E T A 100% Dezembro - 2014 A P U R A Ç Ã O A Ç Ã O O Professor Auxiliar terá como função precípua apoiar o professor responsável pela disciplina no desenvolvimento de atividades de ensino e de aprendizagem, em especial as de recuperação contínua, oferecidas a alunos dos ensinos fundamental e médio, com vistas à superação de dificuldades e necessidades identificadas em seu percurso escolar.  Deverá registrar no diário de classe, os alunos atendidos e as dificuldades encontradas e superadas de acordo com a necessidade individual de cada aluno.  registrar no diário de classe, de acordo com a necessidade, as habilidades e competências pertinentes à cada série uma vez por semana a título de revisão  retomar conteúdos ou recapitulações, as lições de sala de aula, lições para serem feitas em casa e outras formas de estudos, caracterizando-as como recuperação contínua e atividades de orientação de estudos. Início Prazo Término E N T R E G A S E Q U Cargo Nome PC – EM Regina de Paula Ribeiro
  28. 28. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 104 I P E R E S P O N S A V E L PC – EFAF Professores P. A.: Cláudia Potapovas Anuatti EF : 6º anos – L. P. - Elaine F. Neves; 7º anos – L. P. Jaqueline A. Santos; Mat. – Débora Caetano da Silva; 8º anos – L. P. - Luciano Souza Gomes; Mat. – Débora Caetano da Silva; 9º anos – L. P. 9ºA – Wellington D. da Silva; 9º BCDE – Bruna D. Judith; 9º anos -Mat – Rinaldo Paschoalin; EM manhã: 1ª/2ª/3ª séries – L. P. Bruna D. Judith 1ª AB – mat.- Rinaldo Paschoalin 1ªCDE/2ª/3ª séries – mat. – Bruno de Oliveira EM – noite 1ª/2ª/3ª séries – L. P. Carlos Tadeu de Oliveira; 1ª séries – mat. – José Donizete Carlos; 2ª/3ª séries – mat. Rinaldo Paschoalin; 2.3.2 - Ficha para Diagnóstico e Formulação de Ações P R I O R I D A D E A L T A Dimensão GESTÃO PEDAGÓGICA Foco Projeto TCC 9ºs Anos – tema: “Vida Saudável: uma questão de Cidadania”
  29. 29. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 105 D I A G N Ó S T I C O Nível de Importância Nível de Satisfação (X) Alta Importância ( ) Totalmente Insatisfatório ( ) Média Importância (X) Insatisfatório ( ) Não sabe ou tem dúvida ( ) Baixa Importância ( ) Satisfatório ( ) Não se aplica ( ) Totalmente Satisfatório F A T O S O jovem cidadão habitante das grandes cidades como é o caso de São Paulo está sujeito às mazelas sociais dos grandes centros urbanos, tais como – gravidez indesejada, doenças sexualmente transmissíveis, obesidade, desnutrição, anorexia, bulimia e sobre as consequências do uso de drogas lícitas e ilícitas, falta de saneamento básico e habitações em áreas de risco. P R O B L E M A No âmbito escolar verifica-se, com certa frequência, que muitos alunos do EF:  não praticam hábitos de alimentação saudáveis;  uma parcela deles já tiveram ou têm contato com entorpecentes;  habitam em áreas de média ou alta vulnerabilidade social;  percentual de alunos/as já tiveram relação sexual com risco de gravidez indesejada e/ou contrair doença sexualmente transmissível. O B J E T I V O S Melhorar a qualidade da aprendizagem e do desempenho dos alunos através da conscientização e divulgação de hábitos saudáveis; Potencializar as habilidades que envolvem uma pesquisa científica, dando ênfase às competências: leitora e escritora, bem como análise de gráficos e fontes documentais. Desenvolver metodologia de pesquisa científica segundo as normas ABNT; Atingir as metas IDESP para 2014 R D E E S S U E L J Melhoria da qualidade de ensino e do índice de aprovação no EFAF. Atingir a Meta IDESP para 2015 I N D I C A D O R Meta IDESP para 2015. SI TUA ÇÃO ATUAL Valor Data IDESP EF – 2014: 1,95 Março 2014 META IDESP EF – 2014: 2,12 Março 2015 A Ç Ã O Desenvolver procedimentos metodológicos de pesquisa cientifica: Estabelecer tema; problema de pesquisa; levantamento bibliográfico; pesquisa qualitativa/quantitativa; conclusão; bibliografia; apresentação de TCC para banca de professores; Elaboração de TCC – Trabalho de Conclusão de Curso. Temática: drogas ilícitas e lícitas; hábitos alimentares/nutrição; sexualidade, saneamento básico. Todos os temas evocam para uma Vida Saudável que é uma questão de Cidadania. Uso da Internet, pesquisa oral, bibliografia geral e específica sobre os variados subtemas. Atividade lúdico-pedagógica e orientações metodológica da pesquisa envolvendo alunos dos 9º anos do EFAF.
  30. 30. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 106 2.3.2.1 - Ficha para Acompanhamento do Plano de Ação P R I O R I D A D E A L T A Dimensão GESTÃO PEDAGÓGICA Foco Projeto TCC 9ºS Anos “Vida Saudável: uma questão de Cidadania”. I N D I C A D O R Meta IDESP para 2015. S A I T T U U A A L Ç Ã O Valor Data IDESP EF – 2014: 1,95 Março 2014 M E T A IDESP EF – 2014: 2,12 28/novembro/2014 A P U R A Ç Ã O 25/04 Introdução aos temas 28/04 Pesquisa individual 16/05 Devolutiva 28/05 Divisão dos grupos 29/08 Devolutiva 22 a 27/9 Rascunho Banner Apresentações TCC para Banca Avaliativa 28/ Novembro Data limite das apresentações. A Ç Ã O Atividade pesquisa científica e orientações de estudos envolvendo alunos do EFAF. Início Prazo Término E N T R E G A S 2º bimestre 25/abril 2 meses E Q U I P E Cargo Nome PC - EF Professores responsáveis PC – EF - Cláudia Potapovas Anuatti Corpo docente – 9º anos:Solange Cássia, Elisabeth Almeida, Aparecida Rosângela, Olga Vallejo, Clayton Maciel, Neimar Fernando, Solange Grosso, Sueli Ciebra, Agnaldo Fortuna, Rogério Lima, Amanda Márcia Santos. 2.3.3 - Ficha para Diagnóstico e Formulação de Ações P R I O R I D A A L T A Dimensão GESTÃO PEDAGÓGICA Foco Readequação do “Projeto Leitura” por período e nível de ensino como ação de incentivo à leitura e
  31. 31. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 107 D E interpretação de texto D I A G N Ó S T I C O Nível de Importância Nível de Satisfação (x) Alta Importância ( ) Totalmente Insatisfatório ( ) Média Importância (x) Insatisfatório ( ) Não sabe ou tem dúvida ( ) Baixa Importância ( ) Satisfatório ( ) Não se aplica ( ) Totalmente Satisfatório F A T O S Há cerca de dez anos a escola implementou um Projeto interdisciplinar e transdisciplinar de Leitura como ação de incentivo à leitura e interpretação de texto envolvendo as turmas do EFAF e EM. Trata-se da aplicação de uma prova de interpretação de um texto abordando assuntos da atualidade e também formatação de questões de SARESP. P R O B A escola não atingiu as metas estabelecidas do IDESP para o EFAF e EM em 2013. Nível de proficiência em 72,34% dos alunos do EM e 54,08 % do EF diagnosticado “abaixo do básico” na disciplina de matemática; Os alunos apresentam dificuldades recorrentes em leitura e interpretação nas disciplinas do núcleo básico, porém o maior “gargalo” tem sido o raciocínio lógico e interpretação de problemas matemáticos. O B J Melhoria da qualidade de ensino e do índice de aprovação no EFAF e EM; Resolução das dificuldades de aprendizagem; Redução do número de retenção. R D E E S S U E L J Melhorar a qualidade do ensino. Atingir as metas IDESP para 2014 I N D I C A D O R METAS DO IDESP para 2014 no EF e no EM SI TUA ÇÃO ATUAL Valor Data IDESP EF 1,95 EM 1,23 Março 2014 M E T A IDESP EF 2,12 EM 1,36 Março 2015 A Ç Ã O Projeto interdisciplinar e transdisciplinar de Leitura com duração bimestral, como ação de incentivo à leitura e interpretação de texto envolvendo as turmas do EFAF e EM. Trata-se da aplicação de um exercício de interpretação de texto abordando assuntos da atualidade e de questões que envolvam raciocínio lógico matemático. 2.3.3.1 - Ficha para Acompanhamento do Plano de Ação P Dimensão GESTÃO PEDAGÓGICA
  32. 32. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 108 R I O R I D A D E A L T A Foco Readequação do Projeto Leitura como ação de incentivo à leitura e interpretação de texto I N D I C A D O R METAS DO IDESP para 2014 no EF e no EM S A I T T U U A A L Ç Ã O Valor Data IDESP EF 1,95 EM 1,23 Março 2014 M E T A IDESP EF 2,12 EM 1,36 Março 2015 A P U R A Ç Ã O A Ç Ã O Projeto interdisciplinar de Leitura com duração bimestral, como ação de incentivo à leitura e interpretação de texto envolvendo as turmas do EFAF e EM. Trata-se da aplicação de um exercício de interpretação de texto abordando assuntos da atualidade e de questões que envolvam raciocínio lógico matemático. Início Prazo Término E N T R E G A S bimestral Dez 2014 E Q U I P E Cargo Nome PC PC EM - Regina de Paula Ribeiro EFAF - Cláudia Potapovas Anuatti 2.3.4 - Ficha para Diagnóstico e Formulação de Ações P R I O R I D A D E A L T A Dimensão GESTÃO PEDAGÓGICA Foco Planejamento Pedagógico D I A G N Ó Nível de Importância Nível de Satisfação (x) Alta Importância ( ) Totalmente Insatisfatório ( ) Média Importância ( ) Insatisfatório
  33. 33. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 109 S T I C O ( ) Não sabe ou tem dúvida ( ) Baixa Importância (x) Satisfatório ( ) Não se aplica ( ) Totalmente Satisfatório F A T O S A reunião pedagógica constitui um espaço privilegiado de análise das questões mais prementes do processo pedagógico. É o momento em que os docentes elaboram projetos de intervenção com objetivos voltados ao desenvolvimento do processo ensino aprendizagem, alem das metas a serem atingidas anualmente. P R O B Desconhecimento, de uma parte do corpo docente, a respeito das metas e objetivos da escola e do projeto pedagógico e a consequente não implementação de ações pedagógicas coerentes com problemáticas específicas e/ou ações eficazes. O B J Participação de 100% dos professores na elaboração, definição e palnejamento das ações constantes na Proposta Pedagógica e no Plano de Gestão. Unidade de ação do corpo docente frente às proposições e projetos definidos. R D E E S S U E L J Estabelecer unidade de ação da equipe gestora e do corpo docente tendo em vista as metas estabelecidas; Alcançar as metas IDESP para 2014. I N D I C A D O R Participação da equipe gestora e do corpo docente nas reuniões pedagógicas SI TUA ÇÃO ATUAL Valor Data IDESP EF 1,95 EM 1,23 Março 2014 M E T A IDESP EF 2,12 EM 1,36 Março 2015 A Ç Ã O Realização de Reunião Pedagógica participação de 100% dos professores na elaboração, definição e execução das ações constantes na Proposta Pedagógica e no Plano de Gestão. Contando com Reuniões em três períodos: manhã/tarde/noite 2.3.4.1 - Ficha para Acompanhamento do Plano de Ação P R I O R I D A D E A L T A Dimensão Gestão Pedagógica Foco Planejamento Pedagógico
  34. 34. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 110 I N D I C A D O R Participação da equipe gestora e do corpo docente nas reuniões pedagógicas S A I T T U U A A L Ç Ã O Valor Data 90% 05, 06, 07 de março M E T A 100% A P U R A Ç Ã O A Ç Ã O Realização de reunião pedagógica com participação de 100% dos professores na elaboração, definição e execução das ações constantes na Proposta Pedagógica e no Plano de Gestão.. Início Prazo Término E N T R E G A S março 2014 semestral Reuniões Pedagógicas realizadas em 05, 06, 07 Março Reuniões Pedagógicas realizadas em E Q . R S P. Cargo Nome Diretor Vice-diretora Vice-diretora PC PC PMEC PMEC José Tadeu Campos Ribeiro Ilka Celli Lippi Regina Rosa dos Santos Regina de Paula Ribeiro Claudia Anuatti Potapovas Maria Aparecida Gonçalves Simone Rodrigues 2.3.5 - Ficha para Diagnóstico e Formulação de Ações P R I O R I D A D E A L T A Dimensão GESTÃO PEDAGÓGICA Foco Projeto ATPC formador D I A G N Ó Nível de Importância Nível de Satisfação (x) Alta Importância ( ) Totalmente Insatisfatório ( ) Média Importância ( ) Insatisfatório
  35. 35. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 111 S T I C O ( ) Não sabe ou tem dúvida ( ) Baixa Importância (X) Satisfatório ( ) Não se aplica ( ) Totalmente Satisfatório F A T O S Dentre as atribuições do Professor Coordenador pedagógico está a de articular os Professores de diversas disciplinas para trabalharem em conjunto estabelecendo metas, diretrizes e eficiência para um trabalho inter e transdisciplinar. P R O B A rotina da escola nem sempre permite que se trabalhe de fato com a formação do professor, levando a um trabalho fragmentado e sem sequência ou finalização adequada. O B J Diagnosticar as principais dificuldades pedagógicas da escola e propor soluções; favorecer um trabalho efetivamente coletivo; priorizar a troca de experiências e a preparação de materiais pedagógicos; estabelecer cronogramas para o processo de ensino aprendizagem; criar momentos de reflexão e auto avaliação; R D E E S S U E L J Melhorar as práticas de ensino-aprendizagem em sala de aula. Elevar os índices de aprovação; Diminuir os índices de retenção; Alcançar as metas do IDESP para o EF e o EM I N D I C A D O R Metas IDESP para a Educação Fundamental dos Anos Finais e de Ensino Médio para 2014. SI TUA ÇÃO ATUAL Valor Data IDESP EF 1,95 EM 1,23 Março 2014 M E T A IDESP EF 2,12 EM 1,36 Março 2015 A Ç Ã O Reuniões de ATPC a serviço da efetiva aprendizagem dos alunos; Estabelecer entre os professores um clima de cooperação e desenvolvimento profissional; Desenvolver e elaborar atividades visando aprimoramento das práticas pedagógicas; Matrícula dos professores em Cursos, principalmente os promovidos pela Escola de Formação de Professores. Refletir com os professores os resultados do SARESP localizando e diagnosticando as maiores dificuldades; identificar habilidades envolvidas e preparar material de estudo para que sejam incluídas e trabalhadas nos planos de aulas. Discutir resultados de outras avaliações internas identificando as reais dificuldades dos alunos e propondo ações para solucioná-las. Acompanhar de perto o rendimento e assiduidade dos alunos, fazendo os encaminhamentos necessários; estabelecer com a direção e os professores um cronograma e pauta para as reuniões buscando envolver toda a equipe solicitando colaboração específica quando necessário. 2.3.5.1 - Ficha para Acompanhamento do Plano de Ação P R I O A Dimensão Gestão Pedagógica
  36. 36. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 112 R I D A D E L T A Foco Projeto ATPC formador I N D I C A D O R Metas IDESP para a Educação Fundamental dos Anos Finais e de Ensino Médio para 2014. S A I T T U U A A L Ç Ã O Valor Data IDESP EF 1,95 EM 1,23 Março 2014 M E T A IDESP EF 2,12 EM 1,36 Março 2015 A P U R A Ç Ã O A Ç Ã O Reuniões de ATPC a serviço da efetiva aprendizagem dos alunos; Estabelecer entre os professores um clima de cooperação e desenvolvimento profissional; Desenvolver e elaborar atividades visando aprimoramento das práticas pedagógicas; Matrícula dos professores em Cursos, principalmente os promovidos pela Escola de Formação de Professores. Refletir com os professores os resultados do SARESP localizando e diagnosticando as maiores dificuldades; identificar habilidades envolvidas e preparar material de estudo para que sejam incluídas e trabalhadas nos planos de aulas. Discutir resultados de outras avaliações internas identificando as reais dificuldades dos alunos e propondo ações para solucioná-las. Acompanhar de perto o rendimento e assiduidade dos alunos, fazendo os encaminhamentos necessários; estabelecer com a direção e os professores um cronograma e pauta para as reuniões buscando envolver toda a equipe solicitando colaboração específica quando necessário. Início Prazo Término E N T R E G A S 2º bimestre 3º bimestre 4º bimestre E Q U I P E R E S P. Cargo Nome PC– EM PC – EFAF Professor Regina de Paula Ribeiro Claudia Potapovas Anuatti Conjunto dos professores do EFAF e EM
  37. 37. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 113 2.3.6 - Ficha para Diagnóstico e Formulação de Ações P R I O R I D A D E A L T A Dimensão GESTÃO PEDAGÓGICA Foco Projeto “UM DIA NA ESCOLA DO MEU FILHO” D I A G N Ó S T I C O Nível de Importância Nível de Satisfação (x) Alta Importância ( ) Totalmente Insatisfatório ( ) Média Importância ( ) Insatisfatório ( ) Não sabe ou tem dúvida ( ) Baixa Importância ( ) Satisfatório ( ) Não se aplica (X ) Totalmente Satisfatório F A T O S Constata-se que a presença da família na Escola contribui positivamente no rendimento escolar dos filhos na escola. Quando as famílias, assim como toda a comunidade escolar e local, se envolve ativamente nas decisões tomadas na escola, esta participação gera situações de bom aproveitamento e combate o baixo rendimento e
  38. 38. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 114 vulnerabilidade social. P R O B Pouca participação da família na vida escolar dos alunos no Ensino Fundamental e no Médio. O B J Receber os pais como convidados de honra; Apresentar a escola, mostrar o rendimento do aluno. Apresentar e compartilhar os projetos pedagógicos. Viver juntos momentos agradáveis e divertidos. A Escola que busca ser democrática e autônoma deve imprimir nas suas ações uma postura de presteza e agilidade para a construção de uma cultura participativa. R D E E S S U E L J Elevar a participação dos pais na vida escolar dos seus filhos. I N D I C A D O R Número de pais e alunos participantes no evento SI TUA ÇÃO ATUAL Valor Data 10% Fevereiro 2014 M E T A 20% Agosto 2014 A Ç Ã O Organizar a agenda definindo atividades, horário, espaço da escola, materiais necessários, responsáveis por cada evento selecionado. Atividades de pátio e quadra – pebolim, tênis de mesa, ginástica aeróbica, vôlei, futsal, xadrez, dama. Apresentar o Conselho de Escola, APM, o Grêmio para a Comunidade Escolar, principalmente para os que não conhecem estes colegiados. 2.3.6.1 - Ficha para Acompanhamento do Plano de Ação P R I O R I D A D E A L T A Dimensão Gestão Pedagógica Foco Projeto “UM DIA NA ESCOLA DO MEU FILHO” I N D I C A D O R Número de pais e alunos participantes no evento S A I T T U U A A L Ç Ã O Valor Data 10% (da comunidade escolar) Fevereiro 2014 M E T A 20% Agosto 2014 A P U R A Ç
  39. 39. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 115 Ã O A Ç Ã O Organizar a agenda definindo atividades, horário, espaço da escola, materiais necessários, responsáveis por cada evento selecionado. Atividades de pátio e quadra – pebolim, tênis de mesa, ginástica aeróbica, vôlei, futsal, xadrez, dama. Apresentar o Conselho de Escola, APM, o Grêmio para a Comunidade Escolar, principalmente para os que não conhecem estes colegiados. Início Prazo Término E N T R E G A S E Q U I P E R E S P. Cargo Nome Diretor Vice-diretor PC PC PMEC PMEC Professores José Tadeu Campos Ribeiro Ilka Celli Lippi Regina de Paula Ribeiro Claudia Anuatti Potapovas Maria Aparecida Gonçalves Simone Rodrigues Totalidade do corpo docente GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS 2.3.7 - Ficha para Diagnóstico e Formulação de Ações P R I O R I D A D E A L T A Dimensão GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS Foco Reunião da Equipe Gestora D I A G N Ó S T I C O Nível de Importância Nível de Satisfação ( ) Alta Importância ( ) Totalmente Insatisfatório (x) Média Importância ( ) Insatisfatório ( ) Não sabe ou tem dúvida ( ) Baixa Importância (x) Satisfatório ( ) Não se aplica ( ) Totalmente Satisfatório F A T O S A necessidade de articular as ações pedagógicas distribuindo atribuições entre a equipe gestora referente à proposta pedagógica criando rotinas de trabalho e responsabilidades para atendimento das diversas demandas administrativas e pedagógicas.
  40. 40. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 116 P R O B Dificuldade no dia-a-dia de comunicar e se inteirar de todas as ações, demandas e projetos em andamento na escola. O B J Encaminhar de maneira racional e coordenada o desenvolvimento dos projetos em andamento pela equipe gestora e das demandas administrativas. R D E E S S U E L J Integração da equipe gestora sobre todas as dimensões do projeto pedagógico da escola. I N D I C A D O R Registro das demandas em reuniões semanais, e dos respectivos encaminhamentos pedagógico e administrativos. SI TUA ÇÃO ATUAL Valor Data 90% Abril 2014 M E T A 100% Dezembro 2014 A Ç Ã O Reunião semanal da equipe gestora envolvendo Diretor, vices PCP’S e PMEC às segundas-feiras das 14h00 às 15h00. Estudos e pesquisa – autores / legislação; 2.3.7.1 - Ficha para Acompanhamento do Plano de Ação P R I O R I D A D E A L T A Dimensão GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS Foco Reunião da Equipe Gestora I N D I C A D O R Registro das reuniões semanais, com pauta, encaminhamentos e atribuições de tarefas. S A I T T U U A A L Ç Ã O Valor Data 90% Fev-2014 M E T A 100% Dez - 2014 A P U R A Ç Ã O A Ç Reunião semanal da equipe gestora envolvendo Diretor, vices PCP’S e PMEC às segundas-feiras das 14h00 às 15h00. Início Prazo Término
  41. 41. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 117 Ã O E N T R E G A S E Q U I P E R E S P. Cargo Nome Diretor Vice-diretora Vice-diretora PC - EM PC - EF PMEC PMEC José Tadeu Campos Ribeiro Ilka Celli Lippi Regina Rosa Regina de Paula Ribeiro Claudia Potapovas Anuatti Maria Aparecida Gonçalves Simone Rodrigues 2.3.8 - Ficha para Diagnóstico e Formulação de Ações P R I O R I D A D E A L T A Dimensão GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS Foco Frequência/assiduidade do corpo docente D I A G N Ó S T I C O Nível de Importância Nível de Satisfação (x) Alta Importância ( ) Totalmente Insatisfatório ( ) Média Importância (x) Insatisfatório ( ) Não sabe ou tem dúvida ( ) Baixa Importância ( ) Satisfatório ( ) Não se aplica ( ) Totalmente Satisfatório F A T O S A assiduidade do funcionário e corpo docente constitui condição essencial para manter o bom funcionamento de toda a organização escolar e para o cumprimento dos dias letivos previstos no calendário escolar anual. P R O B Elevado índice de abstenção docente no dia-a-dia.
  42. 42. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 118 O B J Garantir o cumprimento dos dias letivos previstos no calendário escolar. Prever antecipadamente a ausência do professor para organizar atividade e professor eventual. R D E E S S U E L J Garantir o cumprimento dos dias letivos previstos no calendário escolar. I N D I C A D O R Registro antecipado de ausências do professor em livro ata próprio. SI TUA ÇÃO ATUAL Valor Data 30% Fev de 2014 M E T A 100% Dez de 2014 A Ç Ã O Comunicação e registro prévio da ausência do professor em livro ata com registros antecipados de faltas. Banco de tarefas - elaboração de atividade a serem desenvolvidas pelo docente eventual/ PA/ PAA, na ausência do professor. Gestão Pedagógica 2.3.8.1 - Ficha para Acompanhamento do Plano de Ação P R I O R I D A D E A L T A Dimensão GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS Foco Frequência/assiduidade do corpo docente I N D I C A D O R Registro antecipado de ausências do professor em livro ata próprio S A I T T U U A A L Ç Ã O Valor Data 30% Fev de 2014 M E T A 100% Dez de 2014 A P U R A Ç Ã O A Ç Ã O Comunicação e registro prévio da ausência do professor em livro ata com registros antecipados de faltas. Banco de tarefas - elaboração de atividade a serem desenvolvidas pelo docente eventual/ PA/ PAA, na ausência do professor Início Prazo Término
  43. 43. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 119 E N T R E G A S E Q . R E S P O N S Á V E L Cargo Nome Diretor Vice-diretora Vice-diretora PC - EM PC - EF José Tadeu Campos Ribeiro Ilka Celli Lippi Regina Rosa Regina de Paula Ribeiro Claudia Potapovas Anuatti 2.3.9 - Ficha para Diagnóstico e Formulação de Ações P R I O R I D A D E A L T A Dimensão Gestão dos Recursos Físicos e Financeiros Foco Preservação do Patrimônio D I A G N Ó S T I C O Nível de Importância Nível de Satisfação (X) Alta Importância ( ) Totalmente Insatisfatório ( ) Média Importância ( ) Insatisfatório ( ) Não sabe ou tem dúvida ( ) Baixa Importância (x) Satisfatório ( ) Não se aplica ( ) Totalmente Satisfatório F A T O S Danificação de mobiliário escolar provocando falta de cadeiras nos conjuntos de carteiras e cadeiras em sala de aula; Atos isolados de vandalismo contra o patrimônio; Mal uso do mobiliário escolar; P R O B L E M A Falta de cadeiras em número suficiente para atender as salas mais numerosas; Fragilidade do material plástico com o qual é feito o tampo das cadeiras;
  44. 44. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 120 S O B J E T Preservar 100% do mobiliário escolar; Reduzir a zero o registro de baixa do patrimônio por motivo de mal uso ou vandalismo; R D E E S S U E L J Diminuição de 100% dos registros de ocorrência de vandalismo ou mal uso do patrimônio; Mobiliário escolar 100% preservado. I N D I C A D O R Registros de baixa no inventário patrimonial. Registro disciplinar de atos de vandalismo ou mal uso do mobiliário S A I T T U U A A L Ç Ã O Valor Data 20% Fevereiro/2014 M E T A 0% Dezembro/2014 A Ç Ã O Gincana que consiste em avaliar e preservar diariamente o mobiliário escolar. As turmas que mantiverem os itens avaliados como bom e ótimo ao longo de cada mês serão são “premiadas” bimestralmente. 2.3.9.1 - Ficha para Acompanhamento do Plano de Ação P R I O R I D A D E A L T A Dimensão Gestão dos Recursos Físicos e Financeiros Foco Projeto de Preservação do Patrimônio I N D I C A D O R Registros de baixa no inventário patrimonial. Registro disciplinar de atos de vandalismo S A I T T U U A A L Ç Ã O Valor Data 20% Abril 2014 M E T A 0% Dez - 2014 A P U R A Ç Ã O A Ç Ã O Gincana que consiste em avaliar e preservar diariamente o mobiliário escolar. As turmas que mantiverem os itens avaliados como bom e ótimo ao longo de cada mês serão são “premiadas” bimestralmente.. Início Prazo Término E Abri - 2014 mensal Dez 2014
  45. 45. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 121 N T R E G A S E Q . R S P. Cargo Nome Vice - diretor Regina Rosa dos Santos 2.4 - Matrizes curriculares As aulas oferecidas aos alunos da Escola estão organizadas segundo as seguintes matrizes: 2.4.1- Ensino Fundamental Regular – diurno
  46. 46. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 122 2.4.2 - Ensino Médio Diurno
  47. 47. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 123 2.4.3. Ensino Médio noturno
  48. 48. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 124 2.5 - Projetos da Pasta
  49. 49. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 125 2.5.1 - Programa Escola da Família O Programa Escola da Família foi criado no dia 23 de agosto de 2003 pela Secretaria de Estado da Educação. * Ele proporciona a abertura de escolas da Rede Estadual de Ensino, aos finais de semana, com o objetivo de criar uma cultura de paz, despertar potencialidades e ampliar os horizontes culturais de seus participantes. Reunindo profissionais da Educação, voluntários e universitários, o Programa oferece à comunidade atividades que possam contribuir para a inclusão social tendo como foco o respeito à pluralidade e a uma política de prevenção que concorra para uma qualidade de vida, cada vez melhor. Cada escola organiza as atividades dentro de 4 eixos: Esporte, Cultura, Saúde e Trabalho. Em diversas regiões do Estado, as escolas públicas constituem o principal – ou, muitas vezes, o único – equipamento público, especialmente nas localidades em que há pouca ou nenhuma opção de lazer e cultura. Os espaços escolares, que, antes ociosos aos finais de semana, passam a ser ocupados com atividades planejadas para a comunidade participante, favorecendo a essa o direito de conquistar e fortalecer a sua identidade. Assim, essa comunidade com responsabilidade, apropria-se desses espaços, agregando no seu cotidiano valores essenciais para a edificação de uma cultura participativa. Milhares de universitários, de todo o Estado de São Paulo, dedicam hoje, seus finais de semana ao Programa Escola da Família e, em contrapartida, têm seus estudos custeados por um dos maiores programas de concessão de bolsas de estudo do País, realizado em convênio com instituições particulares de Ensino Superior - o Programa Bolsa Universidade. Esses convênios garantem aos universitários 100% de gratuidade nos seus cursos, sendo 50% da mensalidade paga pelo Estado (limitada a um teto de R$ 267,00/mês, renovável semestralmente) e o restante financiado pela própria faculdade. Os universitários contemplados com a bolsa contribuem com seu empenho e dedicação para o crescimento da comunidade local e, quando formados, acrescentarão ao currículo uma preciosa experiência profissional, enriquecida por valores como a responsabilidade social e a participação comunitária. Até o início de 2009, mais de 80 mil universitários já fizeram parte dessa trajetória, beneficiados pelo Programa Bolsa Universidade, atuando nos espaços escolares como Educadores Universitários. * http://escoladafamilia.fde.sp.gov.br/v2/Subpages/sobre.html, acessado em 21-06-2010. Equipe do Programa Escola da Família - E.E. México Gestor – Diretor José Tadeu Campos Ribeiro Educador Profissional – Prof Olavo Rodrigues de Oliveira Educadora Universitária – Suely Batista da Cunha Educadora Universitária – Talita Oliveira Melo - responsável pelos projetos: “Reforço de Matemática”; Educador Universitário – Eduardo Moraes Celestino Educadora Universitária – Bárbara Roberto da Silva Educadora Universitária – Valdirene Teixeira de A. Educadora Universitária – Suely Batista da Cunha
  50. 50. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 126 Educadora Universitária – Silvana R. do Nascimento Educadora Universitária – Rosa Maria Gentil Atividades voluntárias – Judô – prof. Voluntários Allan Andrade– sábados e domingos das 9 às 13 h. Atividades disponíveis no pátio - Tênis de mesa, Pebolim, biblioteca, brinquedoteca, quadra de vôlei. 2.5.2 - Atividades curriculares desportivas 2014 As Atividades curriculares desportivas (ACD’s) foram implantadas na unidade escolar tendo sido homologadas na reunião do Conselho de Escola realizada em 15 de março de 2013. Conta com as seguintes modalidades: Futsal Juvenil Masculino (FJM) com 3 aulas semanais, Basquete Juvenil Masculino (BJM) com 2 aulas semanais, Voleibol Juvenil Masculino (VJM) com 3 aulas semanais, Voleibol Infantil Feminino (VIF), com 2 aulas semanais. CONTEÚDOS - PLANOS DE TRABALHO 2.5.2.1 - Futsal Juvenil Masculino (Professor : Roberto Carlos de Barros Jr)
  51. 51. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 127 1) Objetivo Geral:  Considerar a importância da prática do esporte escolar como espaço de vivência de relações interpessoais que contribuem para a implantação das oportunidades de exercício de uma cidadania ampla e consciente;  A relevância da participação de alunos em atividades esportivas competitivas ou recreativas como um dos fatores contribuintes para a minimização da questão da violência e da aquisição de hábitos danosos ao convívio social.  Proporcionar aos alunos um local de prática esportiva e lazer, pois a região não oferece local adequado à pratica desportiva;  Levar o educando a ter postura de respeito consigo mesmo, com os companheiros, os adversários e árbitros;  Relacionamento e entrosamento professor/aluno e aluno/professor;  Desenvolver e aplicar a cooperação, solidariedade, ajudando o outro, dar esperança e autoconfiança. 2) Objetivos Específicos:  Levar o aluno a ter domínio do próprio corpo, executando com precisão os fundamentos desenvolvidos;  Desenvolver e melhorar o relacionamento e o entrosamento professor/aluno;  Desenvolver nos alunos as habilidades motoras, as capacidades físicas básicas, a coordenação, a competitividade e obedecer as regras. 3) Justificativa:  O aluno terá o conhecimento e a aprendizagem dos fundamentos desenvolvidos no Futebol de Salão, para que possam adquirir a possibilidade de participar de jogos amistosos, torneios e campeonatos, bem como melhorar sua saúde mental e física.  Aprender a aceitar a disputa como um elemento de competição e não como uma atitude de rivalidade frente aos colegas.  Aceitar, antes de mais nada, regras e atitudes corretas dos colegas, sabendo diferenciar o erro do acerto, aceitando desta forma a perda e a conquista da vitória, aprendendo a disputar sem que haja atitude ruim entre os colegas. 4) Conteúdos:  Compreensão dos aspectos históricos e sociais da modalidade;  Desenvolvimento das qualidades físicas básicas para serem utilizadas de forma adequada ao Futebol;  Desenvolvimento da coordenação motora, agilidade, flexibilidade, força e potencia;  Participação em jogos dentro de um contexto escolar recreativo e competitivo, respeitando as regras e atitudes dos colegas;  Desenvolvimento dos fundamentos do Futebol de Salão: drible, passe, chute a gol, defesa de goleiro, domínio de bola, condução de bola, cabeceio;  Aprendizagem dos sistemas táticos 3X1, 2X2, sistemas defensivos, cobranças de lateral e cobrança de falta. 5) Metodologia:
  52. 52. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 128  Desenvolver a participação de atividades em grandes e pequenos grupos, compreendendo as diferenças individuais e proporcionando colaborar para que o grupo possa atingir os objetivos a que se propôs. 6) Estratégia:  Elaboração de exercícios individuais, em dupla, grupos e fileiras;  Desenvolvimento de aulas pratica e envolvimentos de temas específicos, jogos predesportivos, recreativos e ensinamento dos fundamentos, para uma boa aprendizagem e participação em jogos e campeonatos. 7) Especificar:  Modalidade: Futsal  Categoria: Juvenil  Gênero: Masculino 8) Cronograma das aulas ( dia e hora de cada aula): Professor : Roberto Carlos de Barros Jr. R.G. 13.271.563-6 9) Recursos Materiais / Recursos Físicos:  Traves, redes, bolas, arcos, coletes e cones.  Quadra. 10) Avaliação: com registro do aluno / com registro do professor  Observação do Professor, sobre as técnicas fundamentais e regras desenvolvidas no decorrer das atividades;  Controle, apuração da freqüência, disciplina e participação;
  53. 53. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 129 2.5.2.2 – Voleibol Infantil Feminino / Juvenil Masculino (Professor : Roberto Carlos de Barros Jr) Objetivo Geral:  Considerar a importância da pratica do esporte escolar como espaço de vivência de relação interpessoais que contribuem a implantação das oportunidades de exercícios de uma cidadania ampla e consciente;  A relevância da participação de alunos em atividades esportivas competitivas ou recreativas com um dos fatores contribuintes para a minimização da questão da violência e da aquisição de hábitos danosos ao convívio social.  Proporcionar aos alunos um local da pratica esportiva e lazer, pois a região não oferece local adequado à pratica desportiva;  Valorizar o diálogo na resolução de conflitos, ajudando o outro, dando segurança e contribuindo para um ambiente favorável ao trabalho;  Valorizar o diálogo na resolução de conflitos, respeitar a opinião do colega;  Valorização do estilo pessoal de cada um;  Predisposição para experimentar situações novas, ou que envolvam novas aprendizagens;  Conhecer o próprio corpo, dimensões, limites, diferenças individuais, noção de espaço e freqüência cardíaca. 1. Objetivos Específicos:  Levar o aluno a ter domínio do próprio corpo, executando com precisão os fundamentos desenvolvidos;  Desenvolver e melhorar o relacionamento e o entrosamento professor/aluno;  Desenvolver nos alunos as habilidades motoras, as capacidades físicas básicas, a coordenação, a competitividade e obedecer às regras. 2. Justificativa:  O aluno terá o conhecimento e a aprendizagem dos fundamentos desenvolvidos no Voleibol, para que possam adquirir a possibilidade de participar de jogos amistosos, torneios e campeonatos, bem como melhorar sua saúde mental e física.  Aprender a aceitar a disputa como um elemento de competição e não como uma atitude de rivalidade frente aos colegas.  Aceitar, antes de mais nada, regras e atitudes corretas dos colegas, sabendo diferenciar o erro do acerto, aceitando desta forma a perda e a conquista da vitória, aprendendo a disputar sem que haja atitude ruim entre os colegas. 4) Conteúdos:  Compreensão dos aspectos históricos e sociais da modalidade;  Desenvolvimento das qualidades físicas básicas para serem utilizadas de forma adequada ao Voleibol;  Desenvolvimento da coordenação motora, agilidade, flexibilidade, força e potencia;
  54. 54. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 130  Participação em jogos dentro de um contexto escolar recreativo e competitivo, respeitando as regras e atitudes dos colegas;  Pratica de toque, manchete, saque, recepção, levantamento, bloqueio, cortada e pratica de jogo;  Aprendizagem dos sistemas táticos 6X0, 5X1 e 4X2.  Repetição do movimento para aprendizagem gesto esportivo;  Compreensão e vivencias dos aspectos técnicos e táticos do esporte no contexto escolar. 5) Metodologia:  Desenvolver a participação de atividades em grandes e pequenos grupos, compreendendo as diferenças individuais e proporcionando colaborar para que o grupo possa atingir os objetivos a que se propôs. 3. Estratégia:  Elaboração de exercícios individuais, em dupla, grupos e fileiras;  Desenvolvimento de aulas pratica e envolvimentos de temas específicos, jogos predesportivos, recreativos e ensinamento dos fundamentos, para uma boa aprendizagem e participação em jogos e campeonatos. 7) Especificar: Modalidade: Voleibol Categoria: Infantil / Juvenil Gênero: Masculino / Feminino 8) Cronograma das aulas ( dia e hora de cada aula): Professor : Roberto Carlos de Barros Jr. R.G. 13.271.563-6
  55. 55. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 131
  56. 56. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 132 4. Recursos Materiais / Recursos Físicos:  Poste, rede, antenas, coletes e bola.  Quadra. 10) Avaliação: com registro do aluno / com registro do professor  Observação do Professor, sobre as técnicas fundamentais e regras desenvolvidas no decorrer das atividades;  Controle, apuração da freqüência, disciplina e participação;  O aluno percebera as melhorias adquiridas com execução e repetição dos fundamentos ensinados, bem como cultivar e exercitar o convívio social 2.5.2.3 – Basquetebol Juvenil Masculino 1) Objetivo Geral:
  57. 57. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 133  Considerar a importância da pratica do esporte escolar como espaço de vivencia de relação interpessoais que contribuem a implantação das oportunidades de exercícios de uma cidadania ampla e consciente;  A relevância da participação de alunos em atividades esportivas competitivas ou recreativas com um dos fatores contribuintes para a minimização da questão da violência e da aquisição de hábitos danosos ao convívio social.  Proporcionar aos alunos um local da pratica esportiva e lazer, pois a região não oferece local adequado à pratica desportiva;  Levar o educando a ter postura de respeito consigo e com os companheiros, adversários e árbitros;  Relacionamento e entrosamento professor/aluno e aluno/professor;  Desenvolver e aplicar a cooperação, solidariedade, ajudando o outro, dar esperança e autoconfiança. 2) Objetivos Específicos:  Levar o aluno a ter domínio do próprio corpo, executando com precisão os fundamentos desenvolvidos;  Desenvolver e melhorar o relacionamento e o entrosamento professor/aluno;  Desenvolver nos alunos as habilidades motoras, as capacidades físicas básicas, a coordenação, a competitividade e obedecer as regras. 3) Justificativa:  Dar oportunidade ao educando de praticar uma modalidade pouco divulgada, criando meios, espaços físicos e materiais. O bairro é muito carente em áreas de lazer, o único local para prática de alguma modalidade esportiva é a escola. 4) Conteúdos:  Compreensão dos aspectos históricos e sociais da modalidade;  Desenvolvimento da coordenação motora, agilidade, flexibilidade, força e potencia;  Participação em jogos dentro de um contexto recreativo e competitivo, respeitando as regras e atitudes dos colegas;  Desenvolvimento dos fundamentos do basquetebol: drible, passe, defesa e ataque, manejo de bola e arremessos;  Aprendizagem dos sistemas defensivos e ofensivos, sistema de marcação individual e por zona. 5) Metodologia:  Desenvolver a participação de atividades em grandes e pequenos grupos, compreendendo as diferenças individuais e proporcionando colaborar para que o grupo possa atingir os objetivos a que se propôs. 6) Estratégia:  Elaboração de exercícios individuais, em dupla, grupos e fileiras;
  58. 58. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 134  Desenvolvimento de aulas pratica e envolvimentos de temas específicos, jogos pré-desportivos, recreativos e ensinamento dos fundamentos, para uma boa aprendizagem e participação em jogos e campeonatos. 7) Especificar: Modalidade: Basquetebol Categoria: Juvenil Gênero: Masculino 8) Cronograma das aulas ( dia e hora de cada aula): Professor : Roberto Carlos de Barros Jr. R.G. 13.271.563-6 9) Recursos Materiais / Recursos Físicos:  Tabela, aro, redes, bolas, coletes e cones.  Quadra. 10) Avaliação: com registro do aluno / com registro do professor  Observação do Professor, sobre as técnicas fundamentais e regras desenvolvidas no decorrer das atividades;  Controle, apuração da freqüência, disciplina e participação;
  59. 59. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 135  O aluno perceberá as melhorias adquiridas com execução e repetição dos fundamentos ensinados, bem como cultivar e exercitar o convívio social. 2.5.3 - Programa Acessa Escola2 Aprender a usar computadores, usar computadores para aprender. Acessa Escola, um programa do Governo do Estado de São Paulo, desenvolvido pelas Secretarias de Estado da Educação e de Gestão Pública, sob a coordenação da Fundação para o Desenvolvimento da Educação - FDE, tem por objetivo promover a inclusão digital e social dos alunos, professores e funcionários das escolas da rede pública estadual. Por meio da Internet, ele possibilita aos usuários o acesso às tecnologias da informação e comunicação para a construção do conhecimento e o fortalecimento social da equipe escolar. Outras vertentes que queremos promover:  Protagonismo juvenil;  Participação ativa do jovem na linha de frente da construção de novos espaços dentro da escola;  Socialização de saberes;  Alunos, professores e funcionários num processo interativo de troca e construção de conhecimento;  Prestação de serviços;  Canal para acesso aos recursos de utilidade pública disponíveis na internet. Aprender a usar computadores, usar computadores para aprender A SEE, através da Resolução 037 de 25/04/2008, cria o Programa Acessa Escola que visa proporcionar a apropriação das tecnologias da informação e comunicação a partir das salas de informática das escolas estaduais para a inclusão digital. A implementação do Programa contou com a experiência da Secretaria de Gestão Pública do Estado de São Paulo no gerenciamento do Programa Acessa São Paulo, por meio de uma parceria com a Secretaria da Educação, normatizada pela Resolução Conjunta SE/SGP 1, de 23-6-2008. OBJETIVOS Desenvolver um programa voltado à inclusão da comunidade escolar na sociedade da informação, utilizando-se dos equipamentos existentes na sala de informática das escolas estaduais, conectados à Rede Intragov do Governo do Estado de São Paulo. Levando em conta que, com o acesso à Internet, alunos, professores e pais dispõem hoje de um espaço virtual inesgotável de pesquisa, de oferta de serviços e de possibilidades de trocas interpessoal e institucional, o programa tem como objetivos:  Disponibilizar à comunidade escolar os recursos do ambiente web, criado pelo Programa Acessa Escola; 2 Disponível em <http://acessaescola.fde.sp.gov.br/publico/Programa.aspx> acesso em 24/06/2013.
  60. 60. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 136  Promover a criação e o fortalecimento de uma rede de professores (uso, troca e produção de novos conteúdos);  Criar um ambiente de colaboração e troca de informações e conhecimentos entre alunos e professores, intra e interescolar;  Potencializar os usos da infra-estrutura física e de equipamentos existente na escola. COMO FUNCIONA A Sala do Acessa Escola é um espaço de aprendizado e interação. Na busca do melhor aproveitamento, algumas regras foram estabelecidas:  Os computadores são de uso livre e gratuito;  Todos podem utilizar o computador por trinta minutos e ao final do tempo podem retornar ao final da fila para acessar novamente por mais meia hora;  Todos os usuários precisam retirar uma senha para utilizar os computadores;  Todos têm os mesmos direitos de acesso;  Todos os usuários devem ser cadastrados e assinar um Termo de Adesão;  Os menores de 18 anos devem ter autorização dos pais;  As salas funcionarão no horário escolar. Grupo de Apoio – Diretor José Tadeu Campos Ribeiro Vice Diretor Ilka Celly Lippi G.O.E. Carmen Severino Estagiários Fundap: Gleicy Ribeiro do Carmo – RG 38.931.788-3 horário – 08:00 – 12:00 h Larissa Fernandes da Silva – RG 38.225.859-9 horário – 16:00 – 20:00 h 2.5.4 - Projeto: Professor de Apoio 2014 Profº: Rogério Santos Lima Turmas 9º anos A; B; C; D; E 1º anos A; B; C; E 2º anos A; B; C; D 3º anos A; B; C Temas 1º Bimestre 2º Bimestre - Pluralidade cultural - Ética
  61. 61. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 137 - Atualidades - Cidadania 3º Bimestre 4º Bimestre - Saúde - Tecnologia da Informação - Meio ambiente - Trabalho e Consumo Período Janeiro de 2014 à Dezembro de 2014 Justificativa Os conteúdos e temas deverão se incorporados nas áreas já existentes e no trabalho educativo desenvolvido pela escola, levando em consideração os conteúdos a serem desenvolvidos de acordo com o Projeto Político Pedagógico da escola, considerando também o PAP, o Projeto de Ação Pedagógico e o Curso MGME, Melhor Gestão, Melhor Educação. Objetivo Promover no educando, uma visão da realidade social no seu contexto cultural e atuar nessa sociedade e interferir de modo a transformá-la. Desenvolver os temas de maneira inter e transdisciplinar juntamente com os professores e seus respectivos currículos. . Pluralidade Cultural Para atuarmos em uma sociedade pluriculturalista, é preciso conhecer cada cultura, saber compreendê-las quanto a sua importância, consciente de que o ser humano nasce em uma cultura e dela faz parte, e com isso respeitá-las. De modo com que possam interagir socialmente no mundo, as escolas têm a incumbência de mediar esse conhecimento no educando. Atualidades Proporcionar aos alunos um conhecimento significativo sobre o que ocorre pelo mundo, as principais noticias, e o entendimento de políticas. Ética O objetivo da ética é promover autonomia moral no educando como: respeito mútuo, justiça, solidariedade, diálogo, ou seja, é um conjunto de valores e princípio a serem construídos com os alunos. Cidadania Exercer a cidadania é ter consciência de seus direitos e obrigações e lutar para que sejam colocados em prática. Exercer a cidadania é estar em pleno gozo das disposições constitucionais. Preparar o cidadão para o exercício da cidadania é um dos objetivos da educação de um país. Saúde Saúde nada mais é do que o bem estar físico, mental e social do indivíduo. Nessa perspectiva, a escola prepara o aluno desde a infância para compreende a importância de
  62. 62. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 138 estar saudável, na promoção e prevenção de doenças (doenças não só físicas como mentais), que afetam a vida e o convívio social do ser humano. Meio Ambiente Damos o nome de Meio ambiente, ao conjunto de seres e elementos que se relacionam e essas relações aqui estabelecidas são as relações sociais, econômicas e culturais. Constitui-se também como parte do meio ambiente, as áreas ambientais, na qual, o ser humano deve viver de forma harmônica, o que ainda é uma grande guerra a ser vencida, devido aos maus hábitos adquiridos no decorrer da existência humana. Uma escola preocupada em manter uma harmonia sustentável entre o homem e o meio ambiente deve educar seus alunos desde a educação infantil para essa relação pacífica. Trabalho e Consumo Trabalho e consumo consistem na relação do homem/ sociedade, em seu caráter político, social, econômico e cultural. Nessa relação trabalho-ganho-consumo, as escolas tende a orientá-los quanto o livre arbítrio de escolha de profissão, capacitando-os para que sejam um profissional competente e que os oriente quanto a um consumo consciente, e garantido na forma da lei pelo código do consumidor. Tecnologia da informação Como a tecnologia da informação pode abranger e ser usada em vários contextos, a sua definição pode ser bastante complexa e ampla. A tecnologia é usada para fazer o tratamento da informação, auxiliando a alcançar um determinado objetivo. Conclusão A importância de esclarecer e orientar os temas transversais (a serem debatidos nas escolas em diversas disciplinas) possibilita a escola que adota esses temas na sua prática educativa, de formar cidadãos críticos, conscientes e democráticos para o exercício da cidadania. Que eles possam ser conhecedores e praticantes de seus direitos e deveres, valorizando e respeitando através da ética, o meio social, cultural, político, ambiental e econômico. Dessa forma, que eles interfiram na sociedade com o objetivo de contribuir colaborativamente para um mundo melhor e mais consciente. 2.6 - Coordenação Pedagógica 2.6.1 - PROJETO PEDAGÓGICO – Ensino Fundamental dos Anos Finais NOME: Cláudia Potapovas Anuatti E-MAIL: claudiaanuatti@gmail.com e claudiaanuatti@hotmail.com FORMAÇÃO UNIVERSITÁRIA: Licenciatura Plena em Filosofia pela FAI do Ipiranga, ano de 1991. PÓS-GRADUAÇÃO: Especialização em Filosofia pela UNESP juntamente com a REDEFOR, desenvolvido pela SECRETARIA DA EDUCAÇÃO. Ano 2010/2011. JUSTIFICATIVA:
  63. 63. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 139 Uma Coordenação competente demonstra que deve ocorrer uma sintonia de união entre todos os componentes envolvidos com a Equipe Gestora; isto é, deve acontecer um trabalho cristalino, atuante, democrático e eficiente. Este trabalho gestor é previsto nas ações do PAP, Plano de Ação Participativo. As transformações atuais que a Sociedade, a Educação e mais especificamente o ambiente escolar vêm recebendo com a utilização das TDICs (Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação) desafiam e demonstram que se faz necessário diversas reflexões que promovam mudanças significativas. Estas mudanças serão decorrentes da utilização de uma metodologia diferenciada e elaborada cujo maior objetivo seja a aquisição da competência leitora e escritora como consta na Proposta Pedagógica da Escola. Fica evidente que a atuação da Coordenação promove a ampliação do domínio das habilitações de cada disciplina, teoria ou área específica. De acordo com o Currículo do Estado de São Paulo, faz-se urgente a promoção do aperfeiçoamento, orientações técnicas específicas e desenvolvimento profissional dos professores com vistas à eficácia deste trabalho. Através do compromisso da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (SEE-SP), por meio da Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores do Estado de São Paulo “Paulo Renato Costa Souza” (EFAP) e da “Coordenadoria de Gestão da Educação Básica” (CGEB), em continuidade ao Programa Educação – Compromisso de São Paulo que estabelece a ação de formação continuada no Curso “Melhor Gestão, Melhor Ensino” como mais uma das vertentes voltadas à melhoria da educação do estado de São Paulo tem seu maior foco na dimensão pedagógica, mais precisamente nas competências: leitora e escritora voltado para os Anos Finais, por esta razão a Coordenação deve amplamente se comprometer com todas estas ações propostas. Como dita a Resolução SE-22, de 18-4-2013. A Escola visa uma educação com uma aprendizagem de excelência, então, o trabalho e a atuação de um Professor Coordenador sendo organizados requerem a competência e a habilidade de formar e informar levando em conta os aspectos: sócio- históricos-educativos (o trabalho interdisciplinar incentivado também pelo uso das TDICs). Analisando o novo modelo metodológico e didático apresentado e desenvolvido através do Curso Melhor Gestão e Melhor Educação, é nos apresentado que o foco do desenvolvimento da competência leitora e escritora juntamente com o acompanhamento das aulas (para o diagnóstico do trabalho a ser realizado) e para a formação dos professores (bem como para o atendimento de suas necessidades quanto à disponibilidade de materiais de apoio pedagógico e espaços de aprendizagem) possam garantir uma excelente aula, podendo também ser avaliados e ajustados através do feedback. Os Indicadores específicos de observação de salas de aulas (em alguns momentos similares das características de gêneros textuais tanto para Língua Portuguesa e Matemática, em outros não similares quando a linguagem se torna mais científica e técnica), nos direcionam para a importância do planejamento e que a execução das ações previstas devem ocupar a rotina da Equipe Gestora unida e administradora do seu próprio tempo. Precisamente, para a função de Professora Coordenadora Pedagógica, as ações
  64. 64. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIAO SUL 1 E. E. MÉXICO Rua Leonel da Gama Beles, 82, V.Joaniza São Paulo, SP – CEP 04403-360 – Tel.5621-2212 ee_méxico@yahoo.com.br ee-mexico.blogspot.com 140 devem refletir o envolvimento num Plano de Ação Participativa e relacionada ao cotidiano escolar com suas ações específicas. OBJETIVOS: A intenção em Coordenar a equipe de profissionais envolvidos no Processo Educativo de uma Escola é buscar conquistas sociais e políticas pertinentes às da Secretaria da Educação, respeitando a Constituição Federal, o Estatuto da Criança e do Adolescente e a LDBEN. A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, por meio da Resolução SE nº 70/2010, recomenda que a organização do trabalho da equipe gestora ocorra levando em consideração cinco dimensões ou gestões: Gestão Pedagógica, Gestão Participativa, Gestão de Recursos Humanos, Gestão dos Recursos Físicos e Financeiros e Gestão de Resultados Educacionais de Ensino e Aprendizagem. Assim sendo, a Coordenadora avalia o trabalho pedagógico realizado na Escola, atualizando e enriquecendo o Currículo pela adoção de processos criativos e inovadores, assim como implementar medidas pedagógicas levando em conta os resultados de avaliação dos alunos e a atuação dos professores articulada com a proposta pedagógica com as necessidades de melhoria do rendimento escolar. Também é objetivo real: olhar para todas as questões que envolvam o dia a dia da sala de aula, tais como propostas pedagógicas, novas metodologias (observar aulas), acompanhando os professores para o desenvolvimento de um trabalho inclusivo, democrático e de qualidade para todos envolvidos neste processo educativo, mediando informações oferecidas pelo Núcleo Pedagógico através de Orientações Técnicas, informações oferecidas pela Equipe Gestora e Equipe de Supervisão Escolar, assim como da própria Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, zelando pelo Currículo, Planejamento de aulas e a Avaliação. Oferecer aos docentes subsídios para a apresentação e aquisição de um maior aprofundamento teórico contribuindo para a Formação Continuada e Efetiva do Professorado. Orientar a elaboração dos planos de trabalho em qualquer esfera significativa dentro do panorama escolar com o grupo de professores e funcionários envolvidos visando uma reflexão e discussão de toda a organização pedagógica, acadêmica e de convivência profissional. Orientar a elaboração de Projetos específicos que a Escola venha a desenvolver ao longo do Ano Letivo, orientar também as escolhas de Livros Didáticos – PNLD 2013 – como se faz necessário. De acordo com a Resolução SE nº3, de 18-01-2013, e de Resolução SE – 88 e 90 de 19-12-2007, as atribuições de Professor Coordenador são determinantes para a função pretendida, assim destaco o comprometimento em acompanhar diariamente a rotina e prática pedagógica em sala de aula utilizando-se a metodologia de observação de aulas para o desenvolvimento de plano de formação continuada dos docentes, resultando em um feedback da observação ao docente. Esta metodologia está sendo amplamente aplicada

×