Gabriela Uchona dos Santos n° 12Poliana da Silveira       n° 17
   O CLA (ácido linoléico conjugado – o mais utilizado)    é um ácido graxo e que está presente nas gorduras    (ou lipíd...
   O CLA é produzido naturalmente pelas bactérias    fermentativas presentes no estômago (rúmen) de    animais ruminantes...
 O objetivo de se aumentar o CLA visa-se uma maior ingestão pelo  ser humano de produtos ricos nesses ácidos graxos. Nos ...
O outro potente efeito identificado para o CLA foi a notávelcapacidade de inibir a síntese de gorduras no organismo.Observ...
 Estudos em animais indicam que o CLA apresenta efeitos positivos  sobre os fatores de risco relacionados com doenças  ca...
Alguns experimentos foram feitos com o intuito de mostrar os  efeitos causados por esse ácido. (Mas são estudos menos  com...
 Estudos experimentais conduzidos em animais e estudos de  revisão demonstraram que a suplementação de CLA pode  levar ao...
Portanto, com o intuito de proteger e promover a saúde dapopulação, o ácido linoléico conjugado isolado ou comoingrediente...
   A quantidade de CLA na carne bovina independe do    processamento e estocagem deste produto.    A ingestão de CLA dura...
áCido linoleico
áCido linoleico
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

áCido linoleico

1.617 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.617
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
39
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

áCido linoleico

  1. 1. Gabriela Uchona dos Santos n° 12Poliana da Silveira n° 17
  2. 2.  O CLA (ácido linoléico conjugado – o mais utilizado) é um ácido graxo e que está presente nas gorduras (ou lipídeos). Trata-se de um composto natural, existente em diferentes formas, de acordo com o arranjo de suas moléculas. É um termo usado para a mistura dos isômeros geométricos do ácido linoléico (C18:2) que contém duas duplas ligações e que está presente em diversos alimentos de origem animal.
  3. 3.  O CLA é produzido naturalmente pelas bactérias fermentativas presentes no estômago (rúmen) de animais ruminantes e está presente em maiores concentrações em carnes, leite e seus derivados. Assim, a particularidade de CLA em produtos alimentícios derivados dos ruminantes relaciona a incompleta biohidrogenação dos ácidos graxos insaturados da dieta do animal no rúmen. Um grande número de espécies de bactérias do rúmen (o primeiro compartimento do estômago de ruminantes) produzem CLA a partir da biohidrogenação do ácido linoléico e linolênico através de enzimas específicas.
  4. 4.  O objetivo de se aumentar o CLA visa-se uma maior ingestão pelo ser humano de produtos ricos nesses ácidos graxos. Nos últimos anos o interesse por esse composto vem aumentando principalmente em função de dois tipos de efeitos biológicos demonstrados em pesquisas por diferentes grupos ao redor do mundo: sua atividade anti-carcinogênica (que previne o câncer) e sua propriedade repartidora de nutrientes. A atividade anti-carcinogênica do CLA, em sua forma cis-9, trans- 11, foi a primeira propriedade a atrair interesse. Talvez este seja o mais potente anti-carcinogênico de origem animal conhecido pelo homem. O CLA cis-9, trans-11 não só previne, mas ataca as células tumorais já presentes no organismo, reduzindo tumores previamente formados.
  5. 5. O outro potente efeito identificado para o CLA foi a notávelcapacidade de inibir a síntese de gorduras no organismo.Observou-se que este efeito de modificador do metabolismo écausado por uma molécula de CLA específica, conhecida comoCLA trans-10, 12. Esse segundo efeito permite reduzir o teor degordura no leite e na carne. Da mesma forma que o CLA inibe asíntese de gordura no leite, a suplementação de CLA na dieta desuínos e ratos reduz a síntese de tecido adiposo. Experimentosconduzidos na Austrália demonstraram redução na espessura degordura de suínos que receberam doses crescentes de CLA. Aredução na espessura do toucinho nas doses mais altas chegou a30%. Pesquisadores americanos, baseados em estudos com ratos,já haviam pleiteado uma patente reivindicando o efeitoantiobesidade do CLA.
  6. 6.  Estudos em animais indicam que o CLA apresenta efeitos positivos sobre os fatores de risco relacionados com doenças cardiovasculares, reduzindo o colesterol plasmático e os níveis de triacilglicerois e melhorando a sensibilidade à insulina. Os pesquisadores já encontraram uma forma de aumentar o CLA no leite e na carne, através do enriquecimento da alimentação dos animais com o próprio CLA. Essa é a maneira mais garantida de aumentar a concentração do ácido linoleico conjugado e permite aproveitar os benefícios metabólicos da molécula. Apesar das vantagens apresentadas até aqui, o principal objetivo do estudo é demonstrar a redução de gordura, bem como o aumento da produção do leite e do teor de proteína no leite e ainda a melhora da persistência da lactação.
  7. 7. Alguns experimentos foram feitos com o intuito de mostrar os efeitos causados por esse ácido. (Mas são estudos menos complexos, futuramente farão melhores pesquisas nos dando o conjunto de benefícios e desvantagens trazidos por esse CLA). Aqui estão alguns resultados: A ingestão de CLA recomendada pelas empresas supera em mais de vinte vezes as quantidades usualmente consumidas pela população, o que levanta preocupações quanto à segurança de uso desses produtos. -Existem evidências científicas obtidas em animais de experimentação e em humanos demonstrando que a suplementação com CLA pode causar efeitos adversos.
  8. 8.  Estudos experimentais conduzidos em animais e estudos de revisão demonstraram que a suplementação de CLA pode levar ao aumento do fígado, esteatose hepática, hiperinsulinêmica e diminuição dos níveis séricos de leptina. Indivíduos com diabetes tipo 2 suplementados com uma mistura de isômeros de CLA por oito semanas demonstraram uma diminuição dos níveis séricos de leptina. Consumo mundial - Fontes comerciais como as cápsulas de CLA representam uma fonte concentrada de CLA e tem sido utilizadas para suplementar a dieta e/ou complementar as quantidades presentes nos alimentos, muito embora não existam recomendações nutricionais sobre a ingestão de CLA.
  9. 9. Portanto, com o intuito de proteger e promover a saúde dapopulação, o ácido linoléico conjugado isolado ou comoingrediente alimentar para ser adicionado em vários alimentosnão devem ser comercializados no Brasil como alimento até queos requisitos legais que exigem a comprovação de sua segurançade uso, mecanismos de ação e eficácia sejam atendidos.Para que as preparações comerciais contendo CLA possam sercomercializadas no Brasil como alimento é necessário que asempresas apresentem documentação científica comprovando asegurança de uso e eficácia das alegações dos produtos, uma vezque essas substâncias serão utilizadas em níveis superiores aosatualmente observados na alimentação da população brasileira.
  10. 10.  A quantidade de CLA na carne bovina independe do processamento e estocagem deste produto. A ingestão de CLA durante a lactação resulta no aumento da concentração de CLA no leite materno

×