Elementos pré-textuais

414 visualizações

Publicada em

Monografia de especialização “Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte”. Página 1 até 7: capa, folha de rosto e sumário. Mais informações em http://www.eduardobrandao.com/publicacoes/monografia-especializacao/elementos-pre-textuais/

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
414
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Elementos pré-textuais

  1. 1. DEPARTAMENTO DE ARTES E DESIGN Especialização em Ergonomia e Usabilidade: Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na CidadeIntervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte André Luiz Medeiros Mattos Eduardo Rangel Brandão Anamaria de Moraes Giuseppe Amado de Oliveira
  2. 2. André Luiz Medeiros Mattos Eduardo Rangel BrandãoIntervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte Monografia apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Design como requisito parcial para a obtenção do título de Especialista emErgonomia pelo curso de Especialização em Ergonomia e Usabilidade: Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade. Aprovada pela comissão examinadora. Anamaria de Moraes Giuseppe Amado de Oliveira Rio de Janeiro Fevereiro de 2005
  3. 3. AgradecimentosAos professores Anamaria de Moraes e Giuseppe Amado de Oliveira, por todaatenção, paciência e suporte ao longo do curso de especialização.Aos professores Alexandre de Miranda Dresch, Ana Lúcia Seroa da Motta,Cláudia Renata Mont´Alvão, Eduardo Ariel, Eliana Formiga, Fidel RobertoGutierrez Y Sack, Laura Povina Cavalcante, Lúcia Gomes Ribeiro, Myriam Brittodos Santos, Rosane Schonblun, Sydney Fernandes Freitas, Tereza Cristina dosReis e Valéria Barbosa Gomes, pelo auxílio durante todo o ano de 2004.Aos colegas de classe, pelo prazer tê-los conhecido, assim como pelos laços decarinho e amizade que se formaram e continuarão existindo por muito tempo.
  4. 4. Sumário1.Introdução ........................................................................................................... 82.Apreciação ergonômica ................................................................................ 12 2.1. O que é ergonomia? ............................................................................. 12 2.2. Domínios de especialização da ergonomia .......................................... 13 2.3. O que é apreciação ergonômica? ......................................................... 14 2.4. Sistema alvo ......................................................................................... 14 2.5. Por quê o controlador de tráfego aéreo? .............................................. 15 2.6. História do aeroporto de pequeno porte ............................................... 17 2.7. Classificação do aeroporto de pequeno porte ...................................... 18 2.8. Características do aeroporto de pequeno porte .................................... 18 2.9. Dados estatísticos do aeroporto de pequeno porte ............................... 18 2.10. Efetivo do aeroporto de pequeno porte .............................................. 19 2.11. Localização do aeroporto de pequeno porte ...................................... 19 2.12. Os controladores de tráfego aéreo do aeroporto de pequeno porte .... 21 2.13. Configuração dos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo do aeroporto de pequeno porte .......................................................... 22 2.14. A voz dos controladores de tráfego aéreo .......................................... 25 2.15. Caracterização e posição serial do sistema ........................................ 27 2.16. Ordenação hierárquica do sistema ..................................................... 28 2.17. Expansão do sistema .......................................................................... 29 2.18. Modelagem comunicacional do sistema ............................................ 30 2.19. Fluxograma funcional ação-decisão .................................................. 31 2.20. Problematização ................................................................................. 33 2.20.1. Problematização: problema acidentário ................................ 34 2.20.2. Problematização: problema acional ...................................... 36 2.20.3. Problematização: problema comunicacional ......................... 39 2.20.4. Problematização: problema espacial-arquitetural ................. 45 2.20.5. Problematização: problema físico-ambiental ........................ 50 2.20.6. Problematização: problema instrumental .............................. 52
  5. 5. 2.20.7. Problematização: problema interacional ............................... 58 2.20.8. Problematização: problema interfacial .................................. 62 2.20.9. Problematização: problema natural ....................................... 80 2.20.10. Problematização: problema operacional ............................. 83 2.20.11. Problematização: problema organizacional ........................ 85 2.21. A priorização e consolidação dos problemas: tabela G.U.T. ............. 89 2.22. Parecer ergonômico ........................................................................... 91 2.23. Priorização dos problemas ................................................................. 93 2.24. Conclusões da apreciação ergonômica .............................................. 943.Diagnose ergonômica .................................................................................... 96 3.1. O que é diagnose ergonômica? ............................................................ 96 3.2. Caracterização da tarefa ....................................................................... 96 3.3. Quadro de atividades e meios .............................................................. 97 3.4. Ambiência física e tecnológica ............................................................ 98 3.5. Ambiência física: iluminação .............................................................. 98 3.6. Ambiência física: ruídos .................................................................... 100 3.7. Ambiência física: temperatura e umidade relativa do ar ................... 100 3.8. A voz dos controladores de tráfego aéreo .......................................... 101 3.8.1. A voz dos controladores de tráfego aéreo: perfil dos controladores de tráfego aéreo ........................................................ 102 3.8.2. A voz dos controladores de tráfego aéreo: avaliação do local de trabalho ............................................................................................ 104 3.8.3. A voz dos controladores de tráfego aéreo: o controlador com a palavra ............................................................................................. 106 3.8.4. A voz dos controladores de tráfego aéreo: outros aspectos do ambiente de trabalho ....................................................................... 106 3.8.5. A voz dos controladores de tráfego aéreo: carga mental ...... 107 3.9. Fluxograma de atividades .................................................................. 108 3.10. Tabela de atividades ........................................................................ 110 3.11. Registros comportamentais .............................................................. 114
  6. 6. 3.11.1. Registros comportamentais: registro diacrônico sequencial de eventos por amostragem de tempo .................................................. 114 3.11.2. Registros comportamentais: registro diacrônico de frequência temporal do evento .......................................................................... 117 3.11.3. Registros comportamentais: registro sincrônico de frequência concomitante de eventos ................................................................. 120 3.12. Método RULA de avaliação de posturas ......................................... 124 3.13. Método NASA-TLX ........................................................................ 125 3.14. Quadro diagnóstico ergonômico ...................................................... 126 3.15. Conclusões da diagnose ergonômica ............................................... 1294.Projetação ergonômica ................................................................................ 131 4.1. O que é projetação ergonômica? ........................................................ 131 4.2. Geração de alternativas ...................................................................... 131 4.3. Resultados da geração de alternativas ............................................... 140 4.4. População usuária .............................................................................. 141 4.5. Campo de visão: vista lateral em pé (escala 1:10) referentes a LNVP ....................................................................................................................141 4.6. Campo de visão: vista lateral sentado (escala 1:10) referentes a LNVS ................................................................................................................... 144 4.7. Ângulos bio-mecânicos de conforto: vista lateral em pé (escala 1:10) ................................................................................................................... 145 4.8. Ângulos bio-mecânicos de conforto: vista lateral sentado (escala 1:10) ................................................................................................................... 148 4.9. Conclusões da projetação ergonômica ............................................... 1495.Avaliação, validação e/ou testes ergonômicos .................................... 151 5.1. O que é avaliação, validação e/ou testes ergonômicos? .................... 151 5.2. Validação da reorganização da configuração dos postos de trabalho .152 5.3. Diminuição da altura da bancada de controle de tráfego aéreo ......... 163 5.4. Resultado final: nova bancada de controle de tráfego aéreo ............. 190
  7. 7. 5.5. Validação da nova bancada de controle de tráfego aéreo .................. 1956.Solução de compromisso ........................................................................... 214 6.1. Vários rádios e telefones funcionando ao mesmo tempo .................. 214 6.2. Acionamento repetitivo do botão do rádio ........................................ 215 6.3. Posturas prejudiciais devido à inadequação das cadeiras dos controladores ............................................................................................. 215 6.4. Eliminação da parede de concreto na parte da frente da torre de controle ................................................................................................................... 2157.Conclusão ....................................................................................................... 2198.Referências bibliográficas .......................................................................... 220

×