Formatos de anúncios veiculados na internet

4.937 visualizações

Publicada em

Artigo publicado no P&D Design 2004 – 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. Mais informações em http://www.eduardobrandao.com/publicacoes/artigos-em-congressos/formatos-de-anuncios-veiculados-na-internet/

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.937
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
143
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formatos de anúncios veiculados na internet

  1. 1. Artigo publicado no P&D DESIGN 2004 - 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design Formatos de Anúncios Veiculados na Internet Internet Advertising Forms BRANDÃO, Eduardo Rangel Mestrando em Design PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica MORAES, Anamaria de Doutora em Comunicação PUC-Rio - Pontifícia Universidade CatólicaPalavras-chave: ergonomia, interação, usabilidade.Durante uma pesquisa exploratória sobre a relação dos usuários com a publicidade veiculada na internet, foi realizado olevantamento dos diferentes formatos de propaganda utilizados na rede. Este artigo, na tentativa de contribuir para odesenvolvimento de futuros estudos sobre o mesmo tema, apresenta os tipos de anúncios encontrados.Keywords: human-factors, interaction, usability.In an exploratory research, a survey investigated the reactions of users to the different kinds of internet advertising.This article attempts to contribute to further research on this topic by presenting the different kinds of advertisingfound.Formatos de anúncios veiculados na internetAo longo das últimas décadas, a tecnologia está deixando de ser mecânica e se tornando cada vez maiseletrônica. Segundo Nicholas NEGROPONTE (1995), diretor do Media Lab do MIT - Massachusetts Institutof Technology, existe uma tendência de que cada vez mais pessoas irão utilizar os computadores como umaferramenta em suas vidas, tanto para a realização do trabalho, quanto para atividades relacionadas ao lazer. Ocorreio eletrônico ou os jornais e revistas via internet poderão tornar obsoletos certos produtos que fazemparte do nosso cotidiano, como o fax, o telefone, a secretária-eletrônica, a televisão e o vídeo-cassete.Caso esta tendência seja confirmada no futuro, será possível observar uma adequação cada vez maior dasinterfaces computadorizadas ao homem, fazendo com que estes sistemas tornem-se cada vez mais amigáveis,eficientes, intuitivos, produtivos e, principalmente, interativos. Diversos tipos de relações entre o ser-humanoe o computador poderão surgir, inclusive relações de caráter comercial, resultando em maiores conveniênciaspara os usuários durante a realização de tarefas como adquirir livros ou CDs, comprar ingressos para eventosculturais, enviar presentes, fazer supermercado, gerenciar contas bancárias, entre uma infinidade de outrasopções.Ao se falar em interatividade hoje em dia, internet é a palavra do momento. Desde o surgimento da rede,muitas regras e convenções já foram definidas com o objetivo de fazer com que o seu público não preciseaprender a interagir com um novo site1 a cada vez que mudar de endereço, condicionando-o a procurardeterminados elementos na tela do computador. Em relação às transações comerciais na web2, é possívelobservar que alguns padrões também já foram definidos. O primeiro passo foi dado através do IAB -International Advertising Bureau e do CASIE - Coalition for Advertising Supported Information andEntertainment, que criaram um documento onde recomendavam a utilização de certos formatos depropaganda, sugerindo ao mercado que procurasse atender tais especificações. Este documento, chamado deVoluntary Guidelines for Banner Advertising and Process for Exploring Future Internet Advertising FormsAnnounced by Industry Groups, tinha como propósito estabelecer convenções para a utilização dapublicidade na internet, ajudando no crescimento da rede e agilizando processos de desenvolvimento comolimite de tamanho de arquivo, formato do anúncio, dimensões em pixels3 e tecnologia a ser utilizada.Com base nos formatos de propaganda recomendados pelo IAB e pelo CASIE, este artigo pretendeapresentar alguns dos diferentes tipos de anúncios veiculados na web. Vale ressaltar que este levantamento
  2. 2. Artigo publicado no P&D DESIGN 2004 - 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Designfoi realizado no mês de abril de 2003, durante o desenvolvimento de uma pesquisa exploratória que buscavadescobrir se existia alguma dificuldade por parte dos usuários em reconhecerem e memorizarem asmensagens de diferentes tipos de banner4. Para classificar os formatos mais comuns na internet, foramutilizados como referência os dez portais brasileiros mais visitados5.1- Full bannerFoi o primeiro formato de propaganda on-line utilizado na rede mundial de computadores. Consistebasicamente em um espaço retangular localizado em um ponto específico da tela do browser6, geralmente naparte superior ou inferior da página, e possui conteúdo estático ou animado. Suas dimensões são de 468 x 60pixels e o seu peso em Kbytes7 geralmente permanece entre 20Kb e 30Kb para arquivos .SWF8, ou entre 8Kbe 12Kb para arquivos .GIF9.Figura 1- Full banner. Figura 2- Exemplo de full banner.2- Half bannerPossui as mesmas características do full banner, sendo que a sua largura corresponde à metade do tamanhodo formato mencionado anteriormente. Suas dimensões são de 234 x 60 pixels e o seu peso em Kbytesgeralmente permanece entre 20Kb e 30Kb para arquivos .SWF, ou entre 8Kb e 12Kb para arquivos .GIF.Figura 3- Half banner. Figura 4- Exemplo de half banner.3- Banner botão ou retangularSeu tamanho é padronizado conforme as normas do IAB - International Advertising Bureau, mas podevariar em alguns sites. Geralmente se localizada no topo da página, com o objetivo de garantir uma melhorassociação com a oferta anunciada. Suas dimensões são de 120 x 60 pixels e o seu peso em Kbytesgeralmente permanece entre 8Kb e 12Kb para arquivos .GIF.
  3. 3. Artigo publicado no P&D DESIGN 2004 - 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em DesignFigura 5- Banner botão. Figura 6- Exemplo de banner botão.4- PatrocínioUtilizado para exposição da marca do patrocinador de uma determinada página de um site. Suas dimensõessão de 280 x 26 pixels e o seu peso máximo em Kbytes é de 2Kb, somente para arquivos .GIF.Figura 7- Patrocínio. Figura 8- Exemplo de patrocínio.5- PPI compras ou produto publicitário integradoUtilizado para exposição de promoções ou reconhecimento de marcas. Suas dimensões são de 134 x 90pixels e o seu peso máximo em Kbytes é de 3Kb, somente para arquivos .GIF.Figura 9- PPI compras. Figura 10- Exemplo de PPI compras.
  4. 4. Artigo publicado no P&D DESIGN 2004 - 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design6- Pop-upÉ uma janela que se abre sempre que o usuário visualiza um determinado site, ou seja, uma janela que“flutua” sobre o conteúdo da página, ativada após o carregamento da home-page10 que está sendo visitada.Ao clicar sobre a informação contida na janela pop-up, a mesma será fechada e redirecionará o usuário para apágina do anunciante na web. Caso a propaganda não seja clicada, a janela se fechará automaticamentedepois de um minuto, no máximo. Também é possível fechar este anúncio através do clique sobre o botão“X” no canto superior direito da janela. Suas dimensões permanecem entre 200 ou 300 pixels de altura e 200ou 300 pixels de largura, o tamanho final depende do portal onde a janela será veiculada. Seu peso em Kbytesgeralmente permanece entre 20Kb e 30Kb para arquivos .SWF, ou entre 10Kb e 15Kb para arquivos .GIF.Figura 11- Pop-up. Figura 12- Exemplo de pop-up.7- SkyscraperTrata-se de um anúncio diferente dos padrões descritos até o momento, pois aparece verticalmentena tela. Este formato de propaganda é capaz de acompanhar o scroll11 da página, ou seja, permanecesempre visível enquanto o usuário “rola” a tela para baixo para exibir o restante das informações.Suas dimensões são de 120 x 600 pixels e o seu peso em Kbytes geralmente permanece entre 20Kb e 30Kbpara arquivos .SWF, ou entre 10Kb e 15Kb para arquivos .GIF.Figura 13- Skyscraper. Figura 14- Exemplo de skyscraper.8- SubsetAssim como o skyscraper, o subset também é um anúncio que aparece verticalmente na página. No entanto,a altura deste formato é menor que a do caso anterior, fazendo com que este anúncio não acompanhe o scroll
  5. 5. Artigo publicado no P&D DESIGN 2004 - 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Designda página. Suas dimensões são de 138 x 238 pixels e o seu peso em Kbytes geralmente permanece entre 8Kbe 10Kb para arquivos .GIF, ou entre 8Kb e 10Kb para arquivos .JPG12.Figura 15- Subset. Figura 16- Exemplo de subset.9- Rich media adsSão formatos enriquecidos com novas tecnologias e recursos como som e animações elaboradas, emoposição aos banners do tipo outdoor, que ocupam uma posição fixa na tela. Entre os diversos tipos de richmedia ads, podemos classificar as peças a seguir.9.1- Rich media ads: checkm8É apresentado sobre o conteúdo de uma página na internet, ou seja, o banner é visualizado em uma camadasuperior à barra de navegação e à massa de texto, “flutuando” sobre o restante dos elementos da home-page.Suas dimensões determinam que a altura da peça multiplicada por sua largura não ultrapasse 70.225 pixels(aproximadamente 20% da área visível da página em um monitor de 14 polegadas na resolução de 800 x 600pixels). Seu peso em Kbytes não pode exceder o limite de 20Kb.Figura 17- Checkm8. Figura 18- Exemplo de checkm8.9.2- Rich media ads: expanding graphic ou banner plusPossui originalmente o mesmo tamanho de um full banner, mas expande a propaganda na tela à medida queo usuário passa o mouse sobre a mesma. Quando o usuário remove o ponteiro do mouse de cima do formatoexpandido, o banner se retrai, voltando para o espaço original. Suas dimensões são de 468 x 60 pixelsquando estiver fechado e 468 x 300 pixels, no máximo, quando estiver aberto. O peso em Kbytes do seuarquivo .SWF não pode ultrapassar 24Kb, e o peso em Kbytes do seu arquivo .GIF não pode ultrapassar12Kb.
  6. 6. Artigo publicado no P&D DESIGN 2004 - 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em DesignFigura 19- Expanding graphic ou banner plus. Figura 20- Exemplo de expanding graphic.9.3- Rich media ads: expanding HTMLComo no caso anterior, possui o mesmo tamanho de um full banner e expande a imagem doanúncio para uma área maior da tela, à medida que o usuário passa o mouse sobre a propaganda. Aárea expandida permite a utilização do mesmo tipo de recurso encontrado em qualquer página daweb, como textos em HTML13 ou opções de preenchimento de formulários. Quando o usuárioremove o ponteiro do mouse de cima da área expandida, a mesma se retrai e volta a ocupar o espaçooriginal. Suas dimensões são de 468 x 60 pixels quando estiver fechado e 468 x 430 pixels, no máximo,quando estiver aberto. A soma do peso em Kbytes dos seus arquivos .HTML e .GIF, não pode ultrapassar24Kb.Figura 21- Expanding HTML. Figura 22- Exemplo de expanding HTML.9.4- Rich media ads: interstitialÉ apresentado sobre a tela inteira do browser, e possui um tempo determinado de três segundos para fecharautomaticamente, pois se o usuário não descobrir como sair do anúncio, ficará visualizando a propaganda aoinvés da home-page visitada, uma vez que as dimensões da peça publicitária equivalem a uma tela fullscreen, ou seja, uma tela cheia. Seu peso em Kbytes não pode ultrapassar 15Kb.
  7. 7. Artigo publicado no P&D DESIGN 2004 - 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em DesignFigura 23- Interstitial. Figura 24- Exemplo de interstitial.9.5- Rich media ads: superstitialEste formato é apresentado sobre o conteúdo de um site, como se estivesse inserido em uma camada superioràs barras de navegação e massa de texto da página, “flutuando” sobre o restante da informação. Umacaracterística peculiar deste tipo de anúncio é o fato do mesmo ser carregado no cache14 do computador dousuário, ou seja, há o armazenamento da propaganda na memória da máquina, fazendo com que a mesmaseja visualizada de forma mais rápida na próxima visita à página. Suas dimensões são de 400 x 400 pixels, eo seu peso em Kbytes não pode ultrapassar 300Kb.Figura 25- Superstitial. Figura 26- Exemplo de superstitial.10- ConclusãoComo já foi dito anteriormente, este levantamento dos diferentes formatos de anúncios veiculados na internetfoi realizado no mês de abril de 2003. Na ocasião, estava sendo desenvolvida uma pesquisa exploratória comobjetivo de descobrir se existia alguma dificuldade por parte dos usuários em reconhecerem e memorizaremas mensagens de diferentes tipos de propaganda. Devido a variedade de formatos das peças publicitárias,optou-se por trabalhar apenas com o full banner, e sua aplicação no sentido vertical da tela, oskyscraper.Três sujeitos foram selecionados para participar da pesquisa exploratória, e ao analisar os registros deinteração dos usuários com os formatos de propaganda, foi observado que o full banner foi melhorpercebido. Mas o skyscraper não deixou de ser notado, conforme comentários do tipo: “acho que tinha umanúncio comprido aqui do lado também". A animação foi um elemento que despertou muita atenção dosusuários, conforme relatos do tipo: “Eu vi que tinha alguma coisa animada, se mexendo, foi isso que chamouminha atenção.”. Nenhum usuário conseguiu recordar qual era a mensagem contida na propaganda.
  8. 8. Artigo publicado no P&D DESIGN 2004 - 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em DesignApesar da variedade de anúncios encontrados na rede hoje em dia, e do surgimento de novos formatos detempos em tempos, a propaganda veiculada na internet ainda conserva uma característica peculiar entretodos os seus tipos de banner, independente das dimensões ou tecnologia empregada em cada um. Apublicidade on-line ainda se apresenta através de uma maneira unidirecional, tendo como único objetivo atransmissão de uma informação, uma mensagem, seja ela aceita ou não pelo usuário.Infelizmente, os diferentes formatos não deixam claro para o seu público todos os benefícios que ele poderádispor ao clicar na propaganda. Em alguns casos, vários banners são utilizados ao mesmo tempo em páginasda internet, poluindo as home-pages e confundindo ainda mais os usuários. Não adianta apenas “empurrar”produtos para a uma determinada audiência, sem se preocupar com os reais interesses destas pessoas. Narede mundial de computadores os sujeitos escolhem para onde ir, e o mercado deveria entender que osusuários são os responsáveis pela decisão de clicar em uma propaganda ou não. Empresas ou instituições quecuidam do desenvolvimento da web, não deveriam pensar apenas na sugestão de formatos, se preocupandotambém em fazer com que o público escolha seus próprios produtos.Para ajudar no processo de desenvolvimento das relações comerciais na rede, seria interessante dar um passoalém da classificação dos diferentes formatos de banner. Um estudo aprofundado sobre a relação do homemcom a propaganda veiculada na internet, considerando os diversos formatos de anúncios e a capacidade dosusuários reconhecerem e memorizarem suas mensagens, pode oferecer contribuições para as pesquisas deinteração homem-computador que utilizam a publicidade on-line como tema.1 Site: um endereço da internet que permite acessar os documentos mantidos no computador de uma empresa ou instituição.2 Web ou World Wide Web: significa ampla teia mundial, também conhecida como internet.3 Pixel: é a menor área de uma imagem na tela do computador.4 Banner: anúncio nas páginas de um site, sempre com link direcionado para um endereço determinado pelo anunciante.5 Fonte: institutos JUPITER MEDIA METRIX e IBOPE ERATINGS, novembro e dezembro de 2001.6 Browser: programa que permite navegar na internet.7 Kbyte, Kilobyte ou Kb: equivale a 1.024 bytes. Um byte é formado por 8 bits, e o bit é a unidade de peso utilizada para medir o tamanho de um arquivo.8 SWF: formato de arquivo desenvolvido para criação de gráficos vetoriais e animações na internet.9 GIF (Graphics Interchange Format): formato de arquivo de imagens utilizado na web.10 Home-page: página de um site.11 Scroll: barra de rolagem do browser.12 JPG (Joint Photographic Experts Group): formato de imagem com alto poder de compressão de tamanho de arquivos (em Kbytes).13 HTML (Hyper Text Markup Language): é a linguagem utilizada para se veicular textos e imagens na web. HTML são plataformas independentes e interpretadas pelos browsers.14 Cache ou memória cache: armazena localmente os arquivos de um site visitado, diminuindo o tempo para obter informações e aumentando a qualidade do serviço para os usuários no próximo acesso à mesma página.11- BibliografiaAOL (http://www.aol.com.br/midiakit/pf_formatos.adp)BOL (http://www1.uol.com.br/publicidade/pub_formatos_anuncie.htm)Cadê? (http://br.yahoo.com/publicidade/specs/index.html)Globo.com (http://www.globo.com/Globo.com/canal/0,6993,813,00.html)IG (http://200.226.127.87/formatos.htm)MSN (http://advantage.msn.com.br/flattened/8C04ED36-AD7C-45D7-B5FC-ACB63C630815.asp)NEGROPONTE, Nicholas. A Vida Digital. 2 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. 231 p.PENTEADO, Cláudia. No Banco dos Réus: O Tempo passa e a Figura do Banner Continua sendoQuestionada, em Especial pelos Criativos. Meio Digital, São Paulo, a. 1, n. 6, p 36-42, out. 2000.Terra (http://publicidade.terra.com.br/formato.htm)UOL (http://www1.uol.com.br/publicidade/pub_formatos_anuncie.htm)Yahoo! (http://br.yahoo.com/publicidade/specs/index.html)Eduardo Rangel Brandão, brandaoedu@gmail.com, Anamaria de Moraes, moraergo@rdc.puc-rio.br

×