Atmosfera

11.324 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Diversão e humor
2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.324
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.213
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
239
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atmosfera

  1. 1. ATMOSFERA FATORES CLIMÁTICOS
  2. 2. ATMOSFERA <ul><li>TEMPO: é a ação momentânea dos fenômenos atmosféricos relacionados a diversos fatores como umidade, temperatura, ventos e nebulosidade; </li></ul><ul><li>CLIMA: define como a sustentabilidade de fenômenos repetitivos que caracterizam determinada região. Ex: clima tropical; </li></ul>
  3. 3. ATMOSFERA <ul><li>LATITUDE </li></ul><ul><li>Forma esférica da Terra influencia a insolação, pois em direção dos polos os raios solares inclinam cada vez mais. </li></ul><ul><li>Quanto maior a latitude menor a temperatura </li></ul><ul><li>Quanto menor a latitude maior a temperatura </li></ul>
  4. 5. ATMOSFERA <ul><li>ALTITUDE </li></ul><ul><li>Quanto maior a altitude menor a temperatura </li></ul><ul><li>O calor irradiado pela superfície terrestre aquece a atmosfera. </li></ul><ul><li>Nas baixas altitudes, na linha do mar, por exemplo, o ar é mais denso, concentrado, permitindo maior acúmulo de calor. </li></ul><ul><li>A cada 1000 metros perde-se em torno de 6ºC </li></ul>
  5. 7. ATMOSFERA <ul><li>MARITIMIDADE E CONTINENTALIDADE </li></ul><ul><li>A proximidade do mar “equilibra” o clima, pois as rochas e a água possuem calor específico diferentes. </li></ul><ul><li>As rochas (continentes) aquecem rápido e esfriam rápido; </li></ul><ul><li>As águas (oceanos) aquecem lentamente e esfriam lentamente; </li></ul>
  6. 9. ATMOSFERA CORRENTES MARÍTIMAS Conhecidas como extensas porções de água que se deslocam pelos oceanos, configuram segundo a sua temperatura (quente ou fria), salinidade e direção, e de acordo com o movimento de rotação da terra. Exercem muita influência no clima terrestre, caracterizando os sistemas de chuva no litoral e de seca no interior (associados ao tipo de relevo).
  7. 11. ATMOSFERA MASSAS DE AR Porções da atmosfera com características particulares de temperatura, pressão e umidade. Podem ser quentes ou frias, secas e úmidas. Classificam-se conforme o local de origem: equatoriais e tropicais (quentes); polares (frias); continentais (geralmente secas) e marítimas (úmidas)
  8. 12. ATMOSFERA <ul><li>FRENTES: São contatos de duas massas com características diferentes. </li></ul><ul><li>Frente Quente: O ar quente desloca-se sobre o ar frio. Produz, geralmente, chuvas fracas; </li></ul><ul><li>Frente Fria: O ar frio empurra o ar quente. Produz, geralmente, chuvas fortes. </li></ul>
  9. 15. ATMOSFERA <ul><li>AMPLITUDE TÉRMICA </li></ul><ul><li>DIFERENÇA ENTRE A MÁXIMA E A MÍNIMA DE UMA REGIÃO EM DETERMINADO PERÍODO </li></ul><ul><li>Nas áreas litorâneas a amplitude térmica é menor pois como já foi visto a maritimidade mantém o clima mais “equilibrado”. </li></ul>
  10. 16. ATMOSFERA <ul><li>PRESSÃO ATMOSFÉRICA </li></ul><ul><li>Peso do ar sobre a superfície terrestre </li></ul><ul><li>Quanto mais denso o ar mais pesado. </li></ul><ul><li>No nível do mar a pressão do ar é superior, pois é mais denso e concentrado. </li></ul>
  11. 17. ATMOSFERA <ul><li>VENTO </li></ul><ul><li>Deslocamento do ar atmosférico devido a diferenças de pressão </li></ul><ul><li>O ar aquecido pelo sol tende a ficar mais leve e subir, enquanto o ar frio por ser mais denso e pesado, vai para baixo </li></ul><ul><li>Linha do Equador – Trópicos – Ventos alísios </li></ul>
  12. 19. ATMOSFERA - MASSAS DE AR <ul><li>LATITUDE </li></ul><ul><li>Polar, Tropical e Equatorial </li></ul><ul><li>UMIDADE </li></ul><ul><li>Continental (seca) e Oceânica (úmida) </li></ul>Características Gerais das Massas de Ar Tipo Origem Características Polar (P) Marítima Oceanos Alta Latit Fria, úmida e instável Continental Antártida Fria, seca e estável Tropical (T) Continental Desertos Tropicais Quente, seca e estável Marítima Oceanos Baix Lat Quente e úmida Marítima Oceanos Prox Equ Quente e úmida Continental Continental Prx Eq Quente e geral úmida
  13. 20. ATMOSFERA <ul><li>PRECIPITAÇÕES </li></ul><ul><li>Chuvas, Neve e Granizo </li></ul><ul><li>CHUVAS </li></ul><ul><li>A chuva ocorre quando uma nuvem saturada de vapor de água entra em contato com uma camada de ar frio. </li></ul>
  14. 21. CHUVA CONVECTIVA <ul><li>Quando o ar atmosférico apresenta temperaturas elevadas e a rápida ascensão vertical do ar entra em contato com as camadas mais frias, condensando e precipitando, geralmente é intensa e rápida. (chuva de verão) </li></ul>
  15. 23. CHUVA FRONTAL <ul><li>Resulta do encontro de uma massa de ar frio com uma massa de ar quente. O encontro forma uma frente – local da chuva. A que predominar receberá o nome (frente fria ou frente quente) </li></ul>
  16. 25. CHUVA OROGRÁFICA <ul><li>Ou de relevo, registra-se quando ventos provenientes do oceano encontram uma porção mais elevada de relevo (serras, montanhas) e se deslocam horizontalmente, provocando condensação nas elevadas altitudes (ar frio) e, consequentemente, precipitação. </li></ul>
  17. 30. CAMADAS ATMOSFÉRICAS
  18. 31. FENÔMENOS ATMOSFÉRICOS EFEITO ESTUFA Retenção de parte do calor emitido pelo Sol Efeito natural intensificado pelas atividades industriais, desmatamento e queima de combustíveis (veículos) GEE - CO 2 , CH 4 , N 2 O
  19. 34. ILHA DE CALOR Mudanças no microclima das cidades devido a ausência de áreas verdes, grandes concentrações de concreto, asfalto e elevada incidência de poluentes no ar Aumento das médias térmicas nas regiões urbanizadas
  20. 37. INVERSÃO TÉRMICA Alterações na circulação das camadas de ar próximas à superfície em grandes cidades, ou cidades industriais, devido a maior concentração de gases poluentes. Fenômeno que ocorre principalmente no inverno. Camadas de ar quente e fria não conseguem circular, ficando estacionado em cima das cidades, evitando a dispersão de poluentes, agravando problemas respiratórios.
  21. 40. CHUVA ÁCIDA Alta concentração de ácidos na composição da água em função da grande quantidade de poluentes no ar, principalmente combustíveis fósseis. GCA – CO 2 , SO 2 , NO 2 reagem com o vapor de água, formando o ácido sulfúrico H 2 SO 4 e ácido nítrico HNO 3 . Com a precipitação da chuva ácida há prejuízo para o solo, plantações, florestas, águas de rios e lagos, além da corrosão de edifícios e monumentos históricos

×