Pedagogia, Andragogia e Tecnologias Educacionais: facilitando a vida de educadores, tutorese educandos na realidade educac...
“aldeia global”, onde Cibercultura e Tecnologias Educacionais devam ser utilizadas nas maisvariadas atividades, e em todo ...
NOVELLO, Tanise P. & LAURINO, Débora P. EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: SEUSCENÁRIOS E AUTORES. Rio Grade do Sul – RS. 2012.SOBOLL, ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cursos na modalidade ead tutoria e educadores edjango l. freitas

171 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
171
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cursos na modalidade ead tutoria e educadores edjango l. freitas

  1. 1. Pedagogia, Andragogia e Tecnologias Educacionais: facilitando a vida de educadores, tutorese educandos na realidade educacional atual.Por: Prof. Edjango Lima Freitas Cibercultura e Tecnologias Educacionais estão diretamente relacionadas e em pautanas atuais discussões do mundo moderno. Desta forma, destacando-se no sistema educacionalvigente, como ferramentas importantes na formação continuada de professores. Esta intimização vem sendo consolidada desde o final do século XX e com amplacontinuidade no século XXI refletindo notadamente que os avanços tecnológicos atuais comoa informática são a mola mestra geradora de inovação em qualquer área que esteja presente,seja na cidade ou no campo, com ênfase e grande contribuição para a Educação a Distância(EAD), sendo opção considerável para muitos Educadores que não possuem tempo de estaremsentados nos bancos escolares diariamente para complementarem o ensino tão cobrado nocontexto social, econômico, político e cultural dessa sociedade global. Sendo assim, muitas instituições de ensino sejam elas pública ou privada, estãoaderindo a ferramentas informacionais multimídia, como metodologia facilitadora para oensino/aprendizagem. Neste contexto, surgem como assunto intrínseco ao processo educativo a Pedagogia,esta que é pensada para educar crianças e jovens dentro de suas realidades e buscando afacilitação do aprendizado. Onde o Educador se faz utilizador direto desta nova realidade,para sua formação e como mecanismo de facilitação em seu trabalho diário, estreitando oslaços com a atual realidade dos alunos. Para isso ocorrer de forma clara e concisa é necessário comprometer-se a manusear osaplicativos disponíveis e aprender a lhe dar como os novos procedimentos metodológicosdisponibilizados, fazendo com que os encontros escolares, sejam eles presenciais ou não,facilitem o aprendizado do educando. É nessa hora que se torna fundamental a presença dotutor para facilitar este processo. Este aqui participando ativamente do processo, como orientador através até mesmo domaterial que foi adotado pelo curso. Como parte ativa na interação com os tutriados econteúdo a ser facilitado. Entretanto, os educadores como às instituições educacionais, necessitam estaremantenados com essas novas tecnologias, proporcionando reciclagens na área de EAD esugerindo aos professores e tutores novas formas de educar. Com essa interação se tem umnovo aliado que é a informática, manifestando assim o prazer a mais de vivenciar uma aulainterativa por ambas as partes, e que se note o alunado sendo encarado como ser pensante,dentro de suas atividades prazerosas que antes faziam parte apenas dos seus momentos delazer. Esta visão contribui positivamente para a andragogia, fazendo com que cada Educadorperceba os educandos como agentes ativos na sua própria formação. Desta maneira tem-se umtralho com sentido real e renovador. Pois contribui positivamente para a formação de adultos,fazendo com que os mesmos tenham uma atenção diferenciada e mais próxima em seu tempodisponível e realidade. A Educação de Jovens e Adultos deve ser inicialmente baseada no respeito, seja aotempo de aprendizado de cada um, limites muitas vezes impostos por fatores ambientais esociais, além do grande monstro da falta de participação coletiva. Tornando assim, tanto Educador como educando, indivíduos desejantes, participantes,ativos, críticos e responsáveis pelo processo, não mais os considerado como receptáculos deinformações e conhecimentos (Seja na relação professor-aluno ou formador-professor). O Educador torna-se assim, agente da construção de seu conhecimento, utilizando osrecursos disponíveis para buscar, selecionar e inter-relacionar e integrar-se na chamada
  2. 2. “aldeia global”, onde Cibercultura e Tecnologias Educacionais devam ser utilizadas nas maisvariadas atividades, e em todo esfera da cadeia produtiva da chamada Globalização. Para tanto, também se faz necessária à construção de materiais condizentes com cadarealidade e público alvo. Sabendo-se distinguir a metodologias de abordagem dentro dasfaixas etárias a serem alcançadas. É fato ainda que a EAD se faz presente de maneira forte nosegmento da Graduação e Pós-Graduação e que para tanto, as entidades e seu corpo docentedevem produzir recursos e material de qualidade, afim de qualificar o tempo dos educandosdispensados para a realização destes cursos. Destes podem ser utilizados na transmissão de conteúdo, vídeos, textos, indicação desites, dispositivos de áudio e interacionais flash players. Garantindo dinamicidade eatratividade para o acompanhamento dos mesmos. Para Pierre Lévy (1993) o homem e a máquina necessitam se comunicar, isto é, um eoutro se complementam nessa comunicação, entre o sistema informático e seus usuárioshumanos, o qual o mesmo denominou de interface. E esta por sua vez facilita as relações deaprendizado tanto para os professores em suas formações como para os alunos em seuaprendizado diário. O autor nos informar que, Cibercultura e Tecnologias Educacionais, são assuntos queestão notoriamente exercendo influência no processo educativo quando o educador ao teracesso a esta “nova” tecnologia informacional, consideravelmente, facilita suas atividadesdiárias, bem ainda, contribui para a melhoria de sua formação e com o alunado para que essespercebam as ferramentas midiáticas como facilitadoras de suas vidas. Os pensadores em momentos Históricos e percepções distintas influenciarampositivamente a andragogia atual, não só por alguns deles falarem da influência do ambiente edo meio social, predisposição psicológica e biológica, mas também na libertação através davisão critica. Em comum, todos acreditavam e pregavam que o educando deveria ser a peçaprincipal para o desenvolvimento de sua educação, podendo (devendo) eles mesmoscontribuir para o aprendizado individual e/ou coletivo. Dewey, acreditava que a educação se construía através da democracia e com liberdadede pensamento. Pregava que a teoria deveria estar diretamente ligada à prática e que oaprendido era assimilado através desta. Piaget, defendia uma abordagem interdisciplinar, ondeatravés da biologia e psicologia retratou as fases de desenvolvimento educacional da criança.Acreditava que cada criança estava propensa a aprender em períodos diferenciados e estesdeveriam ser respeitados. Vygotsky, baseava sua teoria no espaço vivido, as criançasrecebiam influência direta do ambiente em que as mesmas habitavam e condições sociais paradesenvolver sua educação. Paulo Freire, acreditava que a Educação deveria ser libertadora,formadora de cidadãos conscientes de seus direitos e deveres. Teve bastante influencia naformação de jovens e adultos, buscando sempre conscientizá-los de seu papel social. Como foi discutida anteriormente, tanto par a Pedagogia com Andragogia, essesautores deixaram uma grande contribuição, que também deve ser aplicada dentro de novasformas de educar, inclusive na Educação a Distância.ReferênciasLÉVY; Pierre. In ANJOS; Mateus Ubijatan dos. & ANDRADE; Cláudio César de. ARELAÇÃO ENTRE EDUCAÇÃO E CIBERCULTURA NA PERSPECTIVA DE PIERRELÉVY. 2007. UNICENTRO.MORAN, José Manuel. O QUE É EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Sumaré – SP
  3. 3. NOVELLO, Tanise P. & LAURINO, Débora P. EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: SEUSCENÁRIOS E AUTORES. Rio Grade do Sul – RS. 2012.SOBOLL, Renate S. METODOLOGIA ANDAGRÓGICA E DOCÊNCIATRANSDISCIPLINAR NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Brasília – DF. 2010.InternetEaD na UnicampFonte: http://anabeatrizgomes.blogspot.com/2011/02/ead-na-unicamp.htmlHora de acesso:20:33, dia 15/03/2012

×