Genetica ii

208 visualizações

Publicada em

Biologia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
208
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Genetica ii

  1. 1. Genética Profª Glaucia
  2. 2. Definição:  É a ciência que estuda a fisiologia da hereditariedade e da variação.  A genética é a parte da biologia que estuda a passagem das características biológicas e físicas de geração para geração.
  3. 3. Mendel, o Pai da Genética  Gregor Mendel (1822-18884)  Entre os anos de 1851 e 1853 estuda História Natural na Universidade de Viena. Neste curso, adquiri muitos conhecimentos que seriam de extrema importância para o desenvolvimento de suas teorias (leis). Aproveitou também os conhecimentos adquiridos do pai, que era jardineiro, para começar a fazer pesquisas com árvores frutíferas. Em 1856 já fazia pesquisas com ervilhas, nos jardins do monastério. Sua teoria principal era a de que as características das plantas (cores, por exemplo) deviam-se a elementos hereditários (atualmente conhecidos como genes). Como passava grande parte do tempo dedicando-se às atividades administrativas do monastério, foi deixando de lado suas pesquisas relacionadas ao estudo da hereditariedade. Morreu em 6 de janeiro de 1884 sem que tivesse, em vida, seus estudos reconhecidos. Somente no começo do século XX que alguns pesquisadores puderam verificar a importância das descobertas de Mendel para o mundo da genética.
  4. 4. Como um caráter é herdado  Os caracteres são transmitidos de uma geração a outra por meio de gametas.  Cromossomos:  Sexuais – X e Y  Autossomos.  Genes: É a unidade fundamental da hereditariedade. “Controlam todo organismo”
  5. 5. Conceitos:  Lócus: Posição ocupada por um determinado tipo de gene.  Genes Alelos: Genes que interagem determinando um caráter hereditário formam par e se situam em locais correspondentes nos cromossomos homólogos.  Cromossomos homólogos -São aqueles que nas células somáticas formam um par. Possuem o mesmo tamanho, têm a mesma forma e encerram genes para o mesmo caráter.
  6. 6.  Homozigoto ou puro - Indivíduo que possui genes alelos iguais para determinado fenótipo.  Heterozigoto ou híbrido - Indivíduo que possui genes alelos diferentes para um mesmo caráter.
  7. 7.  Genótipo - Conjunto de genes responsáveis por um caráter hereditário. É a constituição genética de um indivíduo. O genótipo é representado por letras. Para isso, convencionou-se: a) A letra que designa a manifestação dominante deve ser a mesma que designa a manifestação recessiva. b) Distinguimos a manifestação dominante por uma letra maiúscula; a recessiva, por letra minúscula.  Fenótipo - Caráter que se manifesta por efeito do genótipo. Resulta da interação do genótipo com o meio ambiente.  Fenótipo = genótipo + o meio
  8. 8.  Gene dominante: É aquele que manifesta seu caráter hereditário mesmo na ausência de seu alelo dominante, ou seja, determina seu caráter mesmo em dose simples.  Gene recessivo: É aquele que só manifesta seu caráter hereditário, na ausência do seu alelo dominante, ou seja, só manifesta seu caráter hereditário em dose dupla.
  9. 9. Nomenclatura dos pares de genes AA = dominante homozigoto (puro) Aa = dominante heterozigoto (híbrido) aa = recessivo homozigoto (puro)
  10. 10. 1ª Lei de Mendel Lei da Segregação ou Lei da Pureza dos Gametas  “Cada característica é determinada por dois fatores que se separam na formação dos gametas, onde ocorrem em dose simples”, isto é, para cada gameta masculino ou feminino encaminha-se apenas um fator.  Por que Pisum sativum?
  11. 11. Probabilidade  Princípios básicos:A probabilidade de um evento ocorrer não é modificada pela ocorrência deste mesmo evento em situação anterior.  Regra do “e” – A chance de dois eventos independentes ocorrerem juntos será o produto (a multiplicação) de suas chances de ocorrerem separadamente.  Regra do “ou” – A ocorrência de dois eventos que se excluem mutuamente é igual à soma das probabilidades com que cada evento ocorra. Onde P é a probabilidade de um evento ocorrer, A é o número de eventos desejados e S é o número total de eventos possíveis.
  12. 12. Exemplo:  Regra do “e” Se jogarmos duas moedas para cima, qual a probabilidade de sair “cara” nas duas? R = 1/4 ou 25%
  13. 13.  Regra do “ou” Qual a chance de sair “cara” ou “coroa” em uma jogada de moeda?
  14. 14. Regra do “e” e do “ou” simultaneamente  Qual a probabilidade de um casal ter dois filhos, sendo um menino e uma menina? OU
  15. 15. Genealogias - Símbolos Homem normal Mulher normal Homem afetado Mulher afetada Casamento Filhos Sexo indeterminado Gêmeos verdadeiros Gêmeos falsos ou dizigóticos
  16. 16. Heredograma  Exemplo:
  17. 17. Monoibridismo Sem dominância
  18. 18. Herança intermediária
  19. 19. Expressão dos genes  Expressividade - É a capacidade que tem um gene de revelar a sua expressão com maior ou menor intensidade. OBS: Dois indivíduos podem ter o mesmo genótipo e apresentarem fenótipos diferentes. http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Genetica/leismendel8.php
  20. 20. Penetrância  Indivíduos portadores de um determinado genótipo pode, eventualmente não o expressar. Ex: Cálvice

×