CULTURA, MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Eduardo A. Simões Geraldes FFLCH-USP Elisabeth A. Dudziak POLI-USP
Sumário <ul><li>Dimensões da sustentabilidade </li></ul><ul><li>Cultura e Desenvolvimento Sustentável </li></ul><ul><li>As...
Objetivos <ul><li>Analisar e compreender as repercussões de medidas oficiais de preservação cultural </li></ul><ul><li>Obs...
Dimensões da Sustentabilidade <ul><li>Social </li></ul><ul><li>Econômica </li></ul><ul><li>Ecológica </li></ul><ul><li>Esp...
CULTURA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL <ul><li>. A noção de desenvolvimento sustentável implica uma dimensão cultural que a...
Culturas tradicionais <ul><li>modo de vida ligado aos ciclos e recursos naturais </li></ul><ul><li>noção de território col...
Paisagem - Processo Cultural In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: ...
Paisagem - Estética In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. S...
Estudo de Caso A VIla de Picinguaba Ubatuba - SP
Localização e Área tombada Condephaat-1983 In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São P...
Estratégia de Abordagem In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais...
1. Ocupação da terra In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. ...
2. Território Normativo <ul><li>Regulamento dos Parques Estaduais Paulistas-  decreto 25341 /1986. </li></ul><ul><li>Decre...
Premissas do Tombamento <ul><li>A resolução n.7 (1983) do CONDEPHAAT, referente ao tombamento dos aglomerados humanos de P...
3. Paisagem Caiçara Mudança cultural e transformação da paisagem <ul><li>O Núcleo Picinguaba do Parque Estadual da Serra d...
3. Paisagem Caiçara Arquitetura Vernácula In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Pa...
3. Paisagem Caiçara Paisagem transformada In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Pa...
In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/F...
Considerações Finais <ul><li>A cultura é um processo dinâmico </li></ul><ul><li>A paisagem é um processo cultural mais com...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

CULTURA, MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

4.020 visualizações

Publicada em

Dimensões da sustentabilidade
Cultura e Desenvolvimento Sustentável
Aspectos do Patrimônio Cultural
Memória
Identidade cultural
Paisagem

Publicada em: Tecnologia, Turismo
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.020
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
91
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Ao ser instalado, o Núcleo deixou aos moradores a escolha de permanecer na área (obedecendo a determinadas regras), ou deixá-la em troca de uma indenização. As restrições às atividades tradicionalmente praticadas pela comunidade, baseadas no aproveitamento dos recursos naturais locais, inviabilizou o modo de vida tradicional dessas populações, e por conseqüência precipitou a transformação do modo de ocupação do território da Vila.
  • No confronto com situação real da Vila, a noção de comunidade tradicional adotada como parâmetro das ações oficiais provou-se ineficaz. O modo de vida local e o cenário social foram submetidos, reproduzindoem escala local os processos característicos da economia urbana mundial: virtual loteamento de todo o território da Vila, área de preservação ambiental e cultural, oficialmente tombada.
  • CULTURA, MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

    1. 1. CULTURA, MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Eduardo A. Simões Geraldes FFLCH-USP Elisabeth A. Dudziak POLI-USP
    2. 2. Sumário <ul><li>Dimensões da sustentabilidade </li></ul><ul><li>Cultura e Desenvolvimento Sustentável </li></ul><ul><li>Aspectos do Patrimônio Cultural </li></ul><ul><ul><li>Memória </li></ul></ul><ul><ul><li>Identidade cultural </li></ul></ul><ul><ul><li>Paisagem </li></ul></ul><ul><li>Estudo de caso: Vila de Picinguaba </li></ul><ul><li>Considerações Finais </li></ul>In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    3. 3. Objetivos <ul><li>Analisar e compreender as repercussões de medidas oficiais de preservação cultural </li></ul><ul><li>Observar a situação das populações tradicionais em relação à tais medidas </li></ul><ul><li>Analisar criticamente os pressupostos teóricos e metodológicos relativos à implementação de projetos de desenvolvimento sustentável </li></ul>In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    4. 4. Dimensões da Sustentabilidade <ul><li>Social </li></ul><ul><li>Econômica </li></ul><ul><li>Ecológica </li></ul><ul><li>Espacial </li></ul><ul><li>Cultural </li></ul>In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    5. 5. CULTURA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL <ul><li>. A noção de desenvolvimento sustentável implica uma dimensão cultural que aponta para além dos parâmetros puramente quantitativos. </li></ul><ul><li>. Esta dimensão não vem sendo considerada em sua complexidade pelas políticas públicas. </li></ul>In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    6. 6. Culturas tradicionais <ul><li>modo de vida ligado aos ciclos e recursos naturais </li></ul><ul><li>noção de território coletivo ou familiar como espaço de reprodução econômica e social </li></ul><ul><li>produção voltada prioritariamente à subsistência </li></ul><ul><li>estrutura social e econômica baseada na unidade familiar e relações de parentesco (compadrio) </li></ul><ul><li>reduzida acumulação de capital </li></ul><ul><li>uso de tecnologia simples e rudimentar </li></ul><ul><li>vida econômica e social baseada em mínimos vitais </li></ul>In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    7. 7. Paisagem - Processo Cultural In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    8. 8. Paisagem - Estética In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003. <ul><ul><ul><li>“ Extensão de posse, posse da extensão. A paisagem é um espaço em que a funcionalidade se dá em proveito de espetáculo estético. Para ver uma paisagem é necessário se estar distante, isto é, separado, exterior, espectador, como se pode estar de um cenário (décor), de uma cena. Espetáculo de uma harmonia, de uma natureza, de um tempo perdido, de uma história suspensa. Se inclui homens ou máquinas é como figurantes ou acessórios” </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>(RONAI, 1977 apud HOLZER, 1998). </li></ul></ul></ul>
    9. 9. Estudo de Caso A VIla de Picinguaba Ubatuba - SP
    10. 10. Localização e Área tombada Condephaat-1983 In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    11. 11. Estratégia de Abordagem In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003. 1.O uso e ocupação da terra 2.O Território Normativo 3. A Paisagem Caiçara
    12. 12. 1. Ocupação da terra In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003. 1962 1977 1992
    13. 13. 2. Território Normativo <ul><li>Regulamento dos Parques Estaduais Paulistas- decreto 25341 /1986. </li></ul><ul><li>Decreto de Criação do Parque estadual da Serra do Mar - 10251 /1977. </li></ul><ul><li>Resolução nº40 do Condephaat. </li></ul><ul><li>Código Florestal - lei 4771 de 1965. </li></ul><ul><li>Resolução Conama n.4 / 1985 </li></ul><ul><li>Plano de Manejo das Unidades de Conservação - Parque Estadual da Serra do Mar. - Núcleo Picinguaba. </li></ul>In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    14. 14. Premissas do Tombamento <ul><li>A resolução n.7 (1983) do CONDEPHAAT, referente ao tombamento dos aglomerados humanos de Picinguaba,afirma especificamente a necessidade de preservação das tradições caiçaras, inclusive a ” trama urbana...organicamente condicionada pela paisagem local ” e “ as soluções construtivas típicas da chamada arquitetura vernácula ” (sic.). </li></ul>In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    15. 15. 3. Paisagem Caiçara Mudança cultural e transformação da paisagem <ul><li>O Núcleo Picinguaba do Parque Estadual da Serra do Mar, (1985) tinha como objetivos: </li></ul><ul><li>. compatibilizar a presença das comunidades caiçaras e a conservação ambiental. </li></ul><ul><li>. seguir o postulado que afirma a complementaridade entre bio-diversidade e sócio-diversidade . </li></ul>In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    16. 16. 3. Paisagem Caiçara Arquitetura Vernácula In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    17. 17. 3. Paisagem Caiçara Paisagem transformada In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.
    18. 18. In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003. <ul><ul><ul><li>“ A recuperação da paisagem pelos meios de informação </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>modernos e da comunicação em escala industrial é flagrante. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Existe uma leitura sociológica evidente dos fenômenos: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>a paisagem como meio de afirmação e dominação de grupos sociais privilegiados, a paisagem que se vende e se faz </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>vender, a paisagem elaboração de classe e objeto de mercado” (Sautter, 1979:48). </li></ul></ul></ul>
    19. 19. Considerações Finais <ul><li>A cultura é um processo dinâmico </li></ul><ul><li>A paisagem é um processo cultural mais complexo que o imaginário apropriado pela lógica do mercado </li></ul><ul><li>A sustentabilidade cultural passa necessariamente pela reapropriação do espaço público e comunitário </li></ul><ul><li>A perspectiva da complexidade permite uma abordagem mais eficaz dos processos culturais </li></ul><ul><li>Considerar a dimensão cultural é essencial para a elaboração de políticas de sustentabilidade que se proponham a ir além do simples discurso </li></ul>In: VII Encontro Nacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, 2003, São Paulo. ENGEMA: Anais.. São Paulo : FIA/FEA/FGV, 2003.

    ×