UPA 24hs

11.687 visualizações

Publicada em

Sistema desenvolvido segundo a Política Nacional de Humanização da Atenção a Gestão do SUS (PNH).

Realiza o encaminhamento dos pacientes aos respectivos eixos de atendimento, de acordo com a gravidade de sua condição, controlando de forma eficaz as filas de acesso, registros médicos e complementares, desde o acolhimento com classificação de risco até a alta.

Integra hospitais e postos de saúde, emitindo relatórios gerenciais. O histórico assistencial do paciente é mantido na rede.

Publicada em: Saúde e medicina, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.687
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
105
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

UPA 24hs

  1. 2. <ul><li>Modelo de Negócio com diretores e consultores, com grande experiência técnica e teórica na atuação em áreas públicas e também que já foram executivos em grandes empresas. </li></ul><ul><li>450 colaboradores com experiência acumulada na Gestão da Saúde. </li></ul><ul><li>Empresa e Profissionais certificados com utilização de práticas e metodologias consagradas. </li></ul>ECO Sistemas
  2. 3. Os produtos e serviços oferecidos pela empresa incluem sistemas de informação, projetos de redes e desenvolvimento de aplicativos web e desktop customizáveis de acordo com as necessidades de seus clientes. Algumas das melhores soluções desenvolvidas pela Eco: Klinikos Stok Sophya Safira GIS SCP UPA 24h Escolar ECO RH Patrimônio WEB Intus PRODUTOS
  3. 4. Apoio na implantação de 39 UPAs no estado Mais de 6.000.000 de atendimentos realizados Suporte robusto devido aos Processos/TI Estado do Rio de Janeiro População: 15.383.407 Área: 43.696,054 km² Municípios: 92 Experiência com UPAs – Rio de Janeiro
  4. 5. Sistema de Informação Eficaz: Atendimentos: 6.5 milhões Adulto: 4,8 milhões Pediátrico: 1,7 milhões Medicamentos distribuídos: 42 milhões Exames laboratoriais: 3,5 milhões imagem: 1,2 milhões Gestão por Indicadores Processos Robustos Experiência com UPAs - Rio de Janeiro
  5. 6. Processos Sistema BI Experiência com UPAs Assistência Social Atendimento de Alto Risco - Urgência (Sala Amarela) / Emergência (Sala Vermelha) Terapêutica Liberação do Paciente Processos de Apoio Pr é-Atendimento Atendimento de Baixo Risco Assistência Farmacêutica Exame (Laboratorial / Imagem)
  6. 7. O produto gera controle no processo de atendimento , desde a chegada do paciente, até a sua alta efetiva. Sistema UPA 24h – PaperLess Case SESDEC
  7. 8. Baseado no controle das várias filas, orientam o atendimento dos pacientes nas especialidades, nas internações por observação, respeitando a priorização dada pela classificação de risco de cada paciente acolhido na unidade Case SESDEC Sistema UPA 24h – PaperLess
  8. 9. <ul><li>Valorização das necessidades dos cidadãos e processo de trabalho em saúde: aderência ao PNH </li></ul><ul><li>Automatização com forma aderente às melhores práticas de atendimento médico; </li></ul><ul><li>Geração de informações para a tomada de decisões gerenciais e estratégicas </li></ul><ul><li>Diminuição do custo de manutenção ( gastos:papel, impressora, e toner). </li></ul><ul><li>Agiliza de forma segura o fluxo de informações entre os setores de uma UPA. </li></ul>Benefícios
  9. 10. Paperless Implanta ção UPA Paperless AGENDA
  10. 11. FLUXO Pacientes são ACOLHIDOS POSTO DE ENFERMAGEM SADT/MEDICAÇÃO REMOÇÃO espera chamada HIPODERMIA MEDICAÇÃO SADT aprazamento administração checagem Coleta/exame Pacientes GRAVES são encaminhados à EMERGÊNCIA REAVALIAÇÃO NOVA PRESCRIÇÃO ALTA PAINEL ELETRÔNICO - Chamada Registro espera ALTA PAINEL ELETRÔNICO - Chamada Classificação espera Dispensação Ambulatorial FARMÁCIA Coleta / exame Atendimento aos Postos ATENDIMENTO MÉDICO ATENDIMENTO MÉDICO ATENDIMENTO MÉDICO PAINEL ELETRÔNICO - Chamada Atendimento
  11. 12. TELA DE ACOLHIMENTO O paciente é identificado por seu cartão nacional de saúde ou simplesmente pelo nome. É inscrito na especialidade, conforme avaliação do acolhedor. A avaliação também indicará se o paciente deve passar pela classificação de risco, o que prioriza seu atendimento diante dos demais pacientes “não-risco”. TELA DE VISUALIZAÇÃO DA FILA Dentre os pacientes “não-risco”, os idosos também são priorizados e o sistema controla as filas de acordo com esses critérios e com a ordem de chegada 1. Acolhimento
  12. 13. <ul><li>Os campos número do boletim, data e hora são preenchidos automaticamente; </li></ul>Registro do atendimento do paciente de urgência. Pode-se cadastrar o paciente ou carregar o registro pré-existente. TELA DE REGISTRO O registro de urgência é conseguinte ao acolhimento e obrigatório . Este processo irá colocar o paciente na fila do médico e obter as informações adicionais para criar o Boletim de Atendimento. Maior dinamismo na ferramenta de identificação de pacientes homônimos. 2. Registro
  13. 14. O Módulo de Urgência e Emergência do Sistema UPA foi estruturado em conformidade com as políticas do MS/PNH; Oferece mecanismos de controle das filas de atendimento ; Gera relatórios operacionais, de morbidade e estatísticos. <ul><li>Nesta tela, o enfermeiro visualiza a fila de pacientes acolhidos, aguardando a chamada para a classificação de risco. A chamada para este atendimento é realizada através de painel de identificação com recursos de áudio – alerta sonoro e microfone . </li></ul><ul><li>O enfermeiro procede à pré-consulta de avaliação do paciente, indicando seu risco potencial, o que irá direcionar seu atendimento para as áreas observação ou emergência, ou ainda, orientá-lo para a espera de atendimento em consultório, de acordo com seu risco. </li></ul>TELA DE CLASSIFICAÇÃO DE RISCO 3. Classificação de Risco
  14. 15. RECEITA TELA DE ATENDIMENTO - MÉDICO <ul><li>O médico visualiza a fila de pacientes que estão aguardando atendimento, conforme prioridade/risco. </li></ul><ul><li>Ao selecionar a visualização da classificação de risco (recomendável), acessa os dados informados pela enfermagem. </li></ul><ul><li>É possível reclassificar o risco do paciente . </li></ul><ul><li>É possível encaminhamento para algum eixo de atendimento ou dar saída do paciente. </li></ul><ul><li>Após o registro inicial do Atendimento Médico são habilitadas as demais informações do atendimento </li></ul><ul><li>É possível chamar outro paciente para reavaliação </li></ul>ÍCONES : O médico é notificado quando todos os EXAMES do paciente forem realizados e quando todas as checagens de MEDICAMENTOS forem finalizadas. EVOLUÇÃO Exibe os dados da evolução do paciente. Pode ser alterado pelo médico, se necessário. PARECER Profissional de Saúde solicita eletronicamente parecer sobre determinado paciente/evolução/laudo 4. Atendimento Médico 4.1 RECEITA <ul><li>Memória do que é receitado, rastreabilidade dos atendimentos e histórico do paciente; </li></ul><ul><li>Padronização de processos; </li></ul><ul><li>Celeridade no atendimento; </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Apoio ao profissional de saúde; </li></ul><ul><li>Controles da farmácia. </li></ul><ul><li>Receitas geradas no sistema, vinculadas ao paciente e seu episódio de atendimento, compondo seu histórico; </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>A impressão das receitas é realizada em A5, contemplando todos os dados da receita de forma legível e organizada, para que o paciente possa proceder às orientações médicas; </li></ul><ul><li>O médico é orientado pelo sistema sobre o que pode ser dispensado pela farmácia da UPA; </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>É informado sobre a disponibilidade do medicamento no atendimento; </li></ul><ul><li>O “pedido” da receita é encaminhado eletronicamente à farmácia, onde o farmacêutico visualiza todos os dados da receita e os itens a dispensar. </li></ul><ul><li>Receitas geradas manualmente, em modelo confeccionado na própria unidade (três guias por folha A4); </li></ul><ul><li>A guia era apresentada na farmácia pelo próprio paciente para proceder à retirada do medicamento; </li></ul><ul><li>O médico não dispunha de material de apoio que orientasse sobre o que podia ser dispensado pela UPA e de </li></ul><ul><li>informações sobre a disponibilidade do medicamento no momento do atendimento; </li></ul><ul><li>Receitas entregues manualmente. </li></ul>
  15. 16. 4.2 PRESCRIÇÕES TELA PRESCRIÇÃO <ul><li>Contempla todos os procedimentos a serem realizados para um paciente dentro da unidade. </li></ul><ul><li>Ao prescrever o médico visualizará SOMENTE os medicamentos da UPA; </li></ul><ul><li>Aparecerá a informação de disponibilidade do medicamento na Farmácia central, mas o sistema não impedirá a sua prescrição. </li></ul><ul><li>Recursos: </li></ul><ul><li>PRESCRIÇÃO PADRÃO: Previamente cadastradas, editáveis nesta tela. </li></ul><ul><li>CÓPIA ou ALTERAÇÃO </li></ul><ul><li>de prescrições anteriores. </li></ul>4. Atendimento Médico <ul><li>Padronização no processos; </li></ul><ul><li>Agilidade e segurança na intervenção; </li></ul><ul><li>Maior controle sobre a execução das prescrições; </li></ul><ul><li>Apoio ao processo de dispensação, prazamento e checagem; </li></ul><ul><li>Visão do consumo por paciente. </li></ul><ul><li>Prescrição gerada no sistema </li></ul><ul><li>MODELO de prescrição : pré-definições que facilitam o processo de montagem da prescrição Ex: IAM - todos os medicamentos, cuidados, controle de sinais vitais habitualmente prescritos nesta condição são “carregados” o médico trabalha na edição das exceções , se for o caso; </li></ul><ul><li>  CÓPIA de prescrição: na renovação da rotina, a prescrição do dia anterior poderá ser copiada, e as exceções alteradas; </li></ul><ul><li>SUSPENSÃO de itens : que serão refletidas automaticamente no plano terapêutico – controle de enfermagem; </li></ul><ul><li>Associação de medicamentos e diluições (solução/solúvel); </li></ul><ul><li>  Independente da forma de prescrição do medicamento (Mg, Ml, Mcg, gotas, Frasco, Unidade) os itens solicitados à farmácia são convertidos à unidade de dispensação; </li></ul><ul><li>Informações sobre a disponibilidade do medicamento na farmácia no momento da prescrição; </li></ul><ul><li>  As prescrições são encaminhadas eletronicamente à farmácia, após análise e confirmação do que será pedido, pela enfermagem; </li></ul><ul><li>  Os pedidos podem ser gerados de forma consolidada ou individual, de acordo com parametrização do medicamento. </li></ul><ul><li>Prescrições geradas manualmente em formulários pré-impressos; </li></ul><ul><li>O médico não dispunha de informações sobre a disponibilidade do medicamento no momento do atendimento; </li></ul><ul><li>O processo manual era repetido para a renovação das prescrições ou alterações no decorrer do atendimento; </li></ul><ul><li>A recuperação de informações através na pesquisa dos formulários; </li></ul><ul><li>Sobrecarga da enfermagem na interação com a farmácia para solicitação de medicamentos . </li></ul>
  16. 17. TELA DE SOLICITAÇÃO DE EXAMES / LAUDOS <ul><li>Efetua os pedidos (exames de imagem ou de patologia clínica) ao setor responsável de forma eletrônica; </li></ul><ul><li>Os médico acessam diretamente o laudo de seus respectivos pacientes após liberação. </li></ul>4. Atendimento Médico 4.3 SADT <ul><li>Agilidade no atendimento; </li></ul><ul><li>Racionalização de processos; </li></ul><ul><li>Apoio ao profissional de saúde; </li></ul><ul><li>Substituição do papel. </li></ul><ul><li>Solicitação de exames laboratoriais e de imagem tratados via sistema com integração com laboratório e radiologia; </li></ul><ul><li>O resultado dos exames pode ser visualizado pelo sistema; </li></ul><ul><li>Por demanda do paciente, o médico pode comandar a impressão dos laudos em impressora destinada a este fim, na recepção da UPA. </li></ul><ul><li>Solicitações de exames geradas em papel; </li></ul><ul><li>Pacientes aguardavam na porta do consultório com resultados de exame para reavaliação do médico. </li></ul>
  17. 18. <ul><li>Nesta tela a enfermagem procederá ao registro de COLETA DE MATERIAL e identificação dos tubos, dos pacientes com requisição, identificados por RISCO, para interfaceamento com o sistema de laboratório da UPA; </li></ul>TELA : COLETA DE EXAMES 5. Posto de Enfermagem 5.1 Coleta de Exames <ul><li>Maior confiabilidade no FLUXO ; </li></ul><ul><li>Racionalização de processos; </li></ul><ul><li>Substituição do papel. </li></ul><ul><li>Solicitação de exames laboratoriais tratados via sistema ; </li></ul><ul><li>Pacientes com requisição registradas no sistema; </li></ul><ul><li>Identificação do paciente por RISCO. </li></ul><ul><li>Solicitações de exames geradas em papel; </li></ul><ul><li>“ Manuseio e porte” da solicitação pelo paciente; </li></ul><ul><li>Visualização da fila de acordo com o risco. </li></ul>
  18. 19. TELA: PEDIDOS DO POSTO <ul><li>Análise das prescrições registradas para solicitação de abastecimento do posto. </li></ul><ul><li>(prescrições geradas que ainda não tenham sido encaminhadas a farmácia ). </li></ul><ul><li>OPÇÃO DE FILTRO: MEDICAMENTOS : </li></ul><ul><li>Serão exibidos os itens prescritos de FORMA CONSOLIDADA (soma das quantidades de todas as prescrições). </li></ul><ul><li>Oferece informações acerca de: </li></ul><ul><ul><li>SALDO DISPONÍVEL - saldo no sub-almoxarifado do posto em questão, </li></ul></ul><ul><ul><li>PEDIDO PENDENTE - o total de itens já solicitados à farmácia e ainda não atendidos/transferidos para o sub-almoxarifado, </li></ul></ul><ul><ul><li>EM USO - o total de medicamentos “comprometidos” para os pacientes em atendimento, através do aprazamento. </li></ul></ul><ul><li>Independente do sugerido pelo sistema, a enfermagem poderá pedir QUALQUER quantidade à farmácia, mesmo que acima ou abaixo do sugerido. </li></ul><ul><li>  É possível selecionar um item e verificar todas as prescrições que possuem esse referido item e, ainda, visualizar o DETALHAMENTO da prescrição. </li></ul><ul><li>  Serão gerados pedidos INDIVIDUAIS correspondentes ao número de prescrições nesta situação e um ÚNICO pedido do POSTO de enfermagem, consolidando os medicamentos assim parametrizados; </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>OPÇÃO DE FILTRO: PRESCRIÇÃO </li></ul><ul><li>Serão exibidos os itens prescritos de FORMA INDIVIDUAL , e ver seu detalhamento. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>A enfermagem poderá pedir prescrições pontualmente, selecionando-as nesta visão. Estas serão encaminhadas à farmácia gerando um ÚNICO pedido com os medicamentos componentes da prescrição, mesmo que existam medicamentos parametrizados como pedido consolidado. </li></ul>5. Posto de Enfermagem 5.2 Pedido do Posto <ul><li>Padronização de processos; </li></ul><ul><li>Controles alinhados com a farmácia; </li></ul><ul><li>Responsabilidade solidária na prestação de contas. </li></ul><ul><li>As prescrições são “retidas” nos respectivos postos de enfermagem para análise do que é necessário pedir, mediante a visualização do que existe no posto ; </li></ul><ul><li>A enfermagem participa ativamente no processo de abastecimento do seu setor, através do sistema; </li></ul><ul><li>O posto pede de forma consolidada e individual, de acordo com a parametrização do medicamento ou necessidade do paciente.; </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>A enfermagem tem visualização do saldo de todos os medicamentos que estão em seu posto organizados em: </li></ul><ul><ul><li>Grade própria – medicamentos definidos como componentes do sub almoxarifado. </li></ul></ul><ul><ul><li>Em uso – medicamentos “comprometidos” por aprazamento. </li></ul></ul><ul><li>Não havia controle padrão para o abastecimento dos setores / postos de enfermagem; </li></ul><ul><li>A conciliação entre pedidos e consumo era apoiada em planilhas e/ou batimento dos formulários de prescrição. </li></ul>
  19. 20. <ul><li>Status dos pedidos: </li></ul><ul><li>PENDENTE : pedidos enviados à farmácia e ainda não liberados pela mesma e </li></ul><ul><li>RECEBIDO: pedidos liberados pela farmácia. </li></ul><ul><li>É possível ainda consultar o detalhamento do pedido, no que concerne as quantidades solicitadas e efetivamente liberadas, por medicamento. </li></ul><ul><li>Tela de apoio aos enfermeiros, para acompanhamento e pesquisa da situação dos pedidos gerados pelo posto para a Farmácia. </li></ul>5. Posto de Enfermagem 5.3 Consulta Pedido do Posto <ul><li>Padronização de processos; </li></ul><ul><li>Controles alinhados com a farmácia; </li></ul><ul><li>Responsabilidade solidária na prestação de contas. </li></ul><ul><li>O posto pode consultar o detalhe de qualquer prescrição; </li></ul><ul><li>A enfermagem tem visualização do saldo de medicamentos FRACIONADOS ou inteiros. </li></ul><ul><li>A conciliação entre pedidos e consumo era apoiada em planilhas e/ou batimento dos formulários de prescrição; </li></ul><ul><li>Não havia controle padrão para o reabastecimento dos setores / postos de enfermagem; </li></ul><ul><li>O controle de medicamentos era feito apenas por frasco ou caixa. </li></ul>
  20. 21. <ul><li>Visualização, pela enfermagem, das prescrições de todos pacientes em atendimento , por posto de enfermagem nos status : </li></ul><ul><li>ABERTOS: novas prescrições incluídas / PENDENTES : itens por checar / LIBERADOS: todos os aprazamentos checados dentro da rotina. </li></ul><ul><li>A enfermagem poderá CONFIRMAR todos os aprazamentos ou, caso entenda necessário, re-aprazar algum item específico, apenas movendo o item entre as grids de horário. O sistema recalculará automaticamente todos os itens (horários) subseqüentes . </li></ul><ul><li>Ítens visualizados como SOS poderão mudar para PLANO TERAPÊUTICO , quando necessário. A mesma regra vale para os itens À CRITÉRIO MÉDICO </li></ul><ul><li>Além do ajuste de horários, a enfermagem poderá registrar o CANCELAMENTO de uma administração (motivo em campo texto) e registrar ANOTAÇÕES referentes ao estado do paciente e/ou sua prescrição; </li></ul><ul><li>Na CHECAGEM de medicamentos o sistema efetuará a BAIXA dos itens nos respectivos sub-almoxarifados dos postos de trabalho, incluindo aqueles medicamentos que admitem baixa fracionada (ex: xarope). </li></ul><ul><li>Enfermagem: </li></ul><ul><li>verifica prescrições dos pacientes em atendimento; </li></ul><ul><li>procede ao aprazamento e checagem das prescrições; </li></ul><ul><li>registra sinais vitais, </li></ul><ul><li>visualiza as anotações médicas e de enfermagem, relativas ao paciente selecionado </li></ul><ul><li>Médico: </li></ul><ul><li>poderá incluir itens de prescrição;  </li></ul><ul><li>suspender itens prescritos. </li></ul><ul><li>Obs: Ao suspender um horário de um determinado item, todos os horários à frente serão suspensos. </li></ul>5. Posto de Enfermagem 5.4 Plano Terapêutico <ul><li>Maior confiabilidade no processo. </li></ul><ul><li>Agilidade na alteração do tratamento. </li></ul><ul><li>Agilidade na comunicação entre médicos e enfermagem. </li></ul><ul><li>Controle na administração de medicamentos. </li></ul><ul><li>Tudo o que é prescrito é encaminhado ao posto de enfermagem, e organizado em </li></ul><ul><li>Plano Terapêutico Eletrônico, no status: </li></ul><ul><li>novas prescrições, em andamento e finalizada;. </li></ul><ul><li>Campo de texto para Médico e Enfermagem descreverem parecer/observações sobre o paciente em questão; </li></ul><ul><li>A enfermagem poderá visualizar qual o status das prescrições : ABERTO, PENDENTES e LIBERADO </li></ul><ul><li>Na checagem o sistema efetuará a BAIXA dos itens nos respectivos sub-almoxarifados dos postos de trabalho, incluindo aqueles medicamentos que admitem baixa fracionada (ex: xarope). </li></ul><ul><li>Aprazamento e checagem registrados manualmente; </li></ul><ul><li>A troca de informações entre profissionais e plantões apoiada nos formulários de prescrição e livro de registro; </li></ul><ul><li>Verificação da efetiva administração dos medicamentos somente era possível mediante análise dos formulários. </li></ul>
  21. 22. Consulta da situação de saldo dos insumos existentes no seu posto de trabalho nos seguintes status : GRADE : indica a quantidade de medicamentos pré-definida para aquele posto de trabalho. É um instrumento de reposição dos saldos advindo do sistema Stok. Serve como um balizador para a análise das quantidades existentes acima ou abaixo do indicado; SALDO TOTAL : é a quantidade real existente no posto de enfermagem, considerando os medicamentos “EM USO” ; EM USO : são as quantidades ( *) comprometidas para administrações futuras (checagens), via aprazamento; SALDO DISPONÍVEL : corresponde ao SALDO TOTAL subtraído dos medicamentos EM USO;   Recurso para DEVOLUÇÃO de medicamentos à farmácia e para DESCARTE dos eventuais saldos não reutilizáveis/recondicionáveis. No caso de devolução, a SAÍDA do insumo do sub-almoxarifado é registrada automaticamente e a entrada na farmácia dependerá de confirmação do farmacêutico;   (*) frações de medicamentos passíveis de baixa fracionada, como por exemplo, xaropes, loções etc. TELA DE DEVOLUÇÃO E DESCARTE DO POSTO 5. Posto de Enfermagem 5.5 Devolução e Descarte <ul><li>Padronização de processos; </li></ul><ul><li>Controles alinhados com a farmácia; </li></ul><ul><li>Responsabilidade solidária na prestação de contas; </li></ul><ul><li>Apoio ao profissional de saúde. </li></ul><ul><li>  O sistema oferece controle do que foi pedido e efetivamente recebido, saldo do posto, saldo de medicamentos em uso (aqueles comprometidos por aprazamento) e grade, além de recursos de devolução à farmácia e descarte de medicamentos; </li></ul><ul><li>Visão da situação de saldo dos insumos existentes no seu posto de trabalho; </li></ul><ul><li>Na devolução do posto para a farmácia, a saída deste é automática e a entrada na farmácia depende de avaliação do farmacêutico. </li></ul><ul><li>Solicitação e recebimento dos medicamentos à farmacia em papel; </li></ul><ul><li>A enfermagem não tinha visão da situação de saldo dos insumos existentes no seu posto de trabalho; </li></ul><ul><li>Não oferecia recurso para a DEVOLUÇÃO de medicamentos à farmácia e para DESCARTE dos eventuais saldos não reutilizáveis. </li></ul>
  22. 23. <ul><li>Exibe as receitas encaminhadas no atendimento médico </li></ul><ul><li>A liberação do medicamento poderá ser: total ou parcial </li></ul><ul><li>Sistema desenvolvido para GESTÃO DE ESTOQUE E FARMÁCIAS. </li></ul><ul><li>Controla entrada, saída, movimentação, compra, gasto, e custo entre outros, por; insumo, depósito , paciente ou setor da unidade . </li></ul><ul><li>Totalmente integrado com o Sistema UPA24h. </li></ul>TELA DE DISPENSAÇÃO EXTERNA TELAS DE DISPENSAÇÃO INTERNA (por paciente ou setor) 6. Farmácia 6.1 Dispensação <ul><li>Maior confiabilidade no processo; </li></ul><ul><li>Padronização de processos; </li></ul><ul><li>Visão do consumo por paciente; </li></ul><ul><li>Controle sobre a dispensação ambulatorial; </li></ul><ul><li>Rastreabilidade. </li></ul><ul><li>Registro eletrônico da receita ; </li></ul><ul><li>As receitas são encaminhadas eletronicamente farmácia; </li></ul><ul><li>Baixa associada ao paciente; </li></ul><ul><li>O médico receita somente medicamentos passíveis de dispensação, pré-definidos por parametrização. </li></ul><ul><li>Receitas geradas manualmente, em modelo confeccionado na própria unidade (três guias em cada folha A4) ; </li></ul><ul><li>Digitação da receita no sistema para baixa somente após a entrega dos medicamentos ao paciente; </li></ul><ul><li>A baixa dos medicamentos não estava associada ao paciente. </li></ul>
  23. 24. <ul><li>O sistema informa os pacientes que estão aguardando remoção </li></ul>7. Remoção

×