EBJ - Encontro 08/07/2012

519 visualizações

Publicada em

Apresentação do dia 08/07, sobre "Lealdade nos Relacionamentos".

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
519
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

EBJ - Encontro 08/07/2012

  1. 1. Escola Bíblica Dominical EBJ Aula dia 08/07/2012
  2. 2. LOUVOROfertaORAÇÃO
  3. 3. VídeoJOVENS CRISTÃOS
  4. 4. “Os meus olhos estarão sobre os fiéis da terra, para que seassentem comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá.” Salmos 101:6
  5. 5. VISITANTESANIVERSARIANTES
  6. 6. Sitewww.ipcprocopio.com.br
  7. 7. VídeoVOCÊ SE CONSIDERA REALMENTE LEAL?
  8. 8. Lealdade nos Relacionamentos “ E o que de mim, entre muitastestemunhas, ouviste, confia-o ahomens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros.” II Timóteo 2:2
  9. 9. LEALDADE NOS RELACIONAMENTOS O problema da deslealdade nosrelacionamentos na igreja surge quando não obedecemos os mandamentos reciprocos, de "uns aos outros" e vivemos para um estilo de vida individualista, querendo que o mundogravite ao meu redor como se eu fosse o centro de tudo.
  10. 10. LEALDADE NOS RELACIONAMENTOSA lealdade é demonstrada empequenos atos, mas que são fundamentais para os relacionamentos fraternais.
  11. 11. Separar em grupos de 5 pessoas(Garotas e garotos separados)
  12. 12. Leitura Individual
  13. 13. Reflexão em grupo1) Você tem sido leal com Deus e seus amigos?
  14. 14. Falar uma qualidade que admira na pessoa.Compromisso com Deus.
  15. 15. ATITUDES PRÁTICAS DE LEALDADEAbertura para diálogo - Isto significa que se enfrenta as circunstancias,diferenças e desentendimentos com o devido respeito e em seu devido lugar. Lealdade significatransparência pessoal. Significa que me dou a conhecer.
  16. 16. ATITUDES PRÁTICAS DE LEALDADE Que não há sentimentos ocultos em minha vida em relação aqualquer irmão. Significa que tenhouma consciencia prática que somos membros uns dos outros e preciso manifestar este aspecto da lealdade.
  17. 17. ATITUDES PRÁTICAS DE LEALDADE Disposição de nos aceitarmos como somos - Quando há lealdade você aceita cadamembro como ele realmente o é II Coríntios 12:16-26.
  18. 18. ATITUDES PRÁTICAS DE LEALDADE Projetar respeito - Quando há lealdade, há respeito pela posição efunção de cada membro. Quando há fidelidade você honra os outrosmembros do corpo. A lealdade é umelemento contagioso, você honra ummembro, logo todos tendem a honrar uns aos outros.
  19. 19. ATITUDES PRÁTICAS DE LEALDADE Você falta com o respeito com um, logo você perceberá falta derespeito de uns para com os outros. Fomos criados a imagem e semelhança de Deus e por isso devemos nos ter em alta consideração uns para com os outros.
  20. 20. ATITUDES PRÁTICAS DE LEALDADE Perseverança - Quando hálealdade, há perseverança. O que éperseverança? É fazer alguma coisacom garra ou sem ela, gostando ounão, sentindo ou não. A igreja não é um convencionalismo.
  21. 21. ATITUDES PRÁTICAS DE LEALDADE Quando me convém está tudo bem, e quando não me convém procuro outra igreja. A igreja deve ser o lugar onde se convive nas boas e nas más situações, com perseverança. É muito fácil sair apassear por ai e procurar outro lugar. MaDeus nos chama para ficar e perseverar e solucionar os problemas.
  22. 22. ATITUDES PRÁTICAS DE LEALDADE Proteção e defesa - Quando hálealdade, ha defesa de uns para com os outros. Não devemos ser cumplice de ouvir um irmão falando do outro sem ter uma atitude de proteção dos relacionamentos. Uma igreja assimdificilmente o Diabo conseguirá dividir, por que os membros se defendem.
  23. 23. ATITUDES PRÁTICAS DE LEALDADE Satisfação - Quando há lealdade hátambém satisfação na igreja. O principio da satisfação não é o que minha igreja pode me dar, mas o que eu posso dar a minha igreja. Essa relação se cultivadando mais do que recebendo. Cristo é o nosso exemplo: "Ele nos amou quando ainda eramos perdidos e inimigos de Deus."
  24. 24. CONCLUSÃO Deus quer que você e eu vejamos em cada membro do Seu corpo um instrumento de Deus para formar nossas vidas espirituais. Cada membro tem algo bom para compartilhar e acrescentar no corpo para o seu próprio aumento. Você tem algum problema com alguém da igreja, tem quecomeçar a dar graças a Deus por essa pessoa e deve fazer deliberadamente.
  25. 25. CONCLUSÃO Logo temos que pedir perdão aos membros a quem temos ofendido, machucado ou desrespeitado. Assim se começa a receber abenção, quando se admite que está errado em algo, se arrepende e pede perdão. Cada membro do corpo de Cristo nos foi dado porDeus e não aceitá-los e não respeitálos, estmos faltando o respeito a Deus quem nos deu. A igreja é uma instituição criada por Deus e Ele tem o poder de restaurá-la.
  26. 26. CONCLUSÃOPermita que Deus intervenha em suavida, e como Ele é leal por natureza, Sua ação e obra em nossas vidas desenvolverá por Sua graça, lealdade no mais íntimo como nomais público de nossa igreja. Amém.
  27. 27. 1. Produtos para cesta básica2. Discipulado – Vida na vida
  28. 28. AVISOS• Ben Wong – 24 a 26/08• Camiseta por coordenação –Assinar lista
  29. 29. Próximo EncontroData: 15/07/2012Tema: Vida em FamíliaLição: Avaliação do AutoControle

×