ASTRONOMIA FUNDAMENTAL                         ESTEVÃO ANTUNES JÚNIOR
   Visita ao Egito e Babilônia   “Todas as coisas são números”   Três espécies de observação     Relação matemática en...
   Astronomia Pitagórica     Referência babilônica      ▪ Corpos celestes – divindade      ▪ Distâncias diferentes entre...
▪ 1º) Os planetas giram regularmente ao redor da Terra▪ 2º) Céu e Terra são esféricas▪ 3º) A Terra é um planeta em órbita ...
   Marco histórico e filosófico da Grécia   Criação arte da argumentação     Argumentos abstratos e teóricos     Inves...
   Discípulo de Sócrates   Visão filosófica dominava as especulações    científicas     Tudo o que observamos com os se...
 Teorias sobre o universo      ▪ Não para explicar ou predizer a natureza      ▪ Para expressão divina      ▪ Planetas fi...
   Ronan, C. A., História Ilustrada da Ciência –    Das origens à Grécia. Volume I. Editora Jorge    Zahar Editor. 1983
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pitágoras, sócrates e platão

1.461 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.461
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
121
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pitágoras, sócrates e platão

  1. 1. ASTRONOMIA FUNDAMENTAL ESTEVÃO ANTUNES JÚNIOR
  2. 2.  Visita ao Egito e Babilônia “Todas as coisas são números” Três espécies de observação  Relação matemática entre notas musicais  Triângulos retângulos  Médias geométricas e harmônicas Numerologia mágica (sem significado cientifico) Nem toda quantidade pode ser expressa por números inteiros
  3. 3.  Astronomia Pitagórica  Referência babilônica ▪ Corpos celestes – divindade ▪ Distâncias diferentes entre planetas e estrelas  Pitagóricos ▪ Cálculo distância dos planetas com base nas órbitas ao redor da Terra ▪ Ordem: Terra, Lua, Mercúrio, Vênus, Sol, Marte, Júpiter e Saturno ▪ Depois mudaram Mercúrio e Vênus para depois do Sol
  4. 4. ▪ 1º) Os planetas giram regularmente ao redor da Terra▪ 2º) Céu e Terra são esféricas▪ 3º) A Terra é um planeta em órbita com todos os outros (Filolau) ▪ Número de corpos móveis no Universo: 10 (número místico) ▪ Fogo central (no centro do universo com os astros ao redor) ▪ Terra, Lua, Sol, os cinco planetas e mais as esferas das estrelas ▪ Filolau propôs, para o décimo astro uma Contra-Terra (por isso não podemos ver o fogo central – gira em mesma órbita da Terra)
  5. 5.  Marco histórico e filosófico da Grécia Criação arte da argumentação  Argumentos abstratos e teóricos  Investigação dos fenômenos  Dedução de hipóteses para explicá-los  Prejudicial ao desenvolvimento da ciência natural  Século XVI – desprendimento desta ideia ▪ Novo método: observação, hipótese, predição e experimentação
  6. 6.  Discípulo de Sócrates Visão filosófica dominava as especulações científicas  Tudo o que observamos com os sentidos, nada mais é que a aparência  Realidade é permanente e imutável  Experimentação e observação irrelevantes (enganosas) – como Sócrates
  7. 7.  Teorias sobre o universo ▪ Não para explicar ou predizer a natureza ▪ Para expressão divina ▪ Planetas fixos em espirais, cada um conduzindo uma sereia sentada na borda e girando em torno do centro ▪ Eixo central era mantido em movimento pelas Parcas (deusas: Cloto, Atropos e Láquesis) ▪ Influência pitagórica mas não à Filolau ▪ Acreditava na Terra fixa no centro do universo ▪ Corpos celestes divinos e dotados de alma Nenhuma influência experimental
  8. 8.  Ronan, C. A., História Ilustrada da Ciência – Das origens à Grécia. Volume I. Editora Jorge Zahar Editor. 1983

×