AGNI - ANÁLISE DE CAUSAS AGN N.º de acidentes
24
26
27
44
47
FATORES HUMANOS
FALTADE REGRAS DE SEGURANÇAOU INCUMPRIMENTO D...
e
O Chef Hélio Loureiro foi um
dos parceiros da GERTAL
no e-book 100% Alimento
A
GERTAL desenvolveu o conceito 100% Ali-
m...
Superado!
Desafio às unidades
Na edição anterior da eMotiva
lançámos um desafio
às unidades da GERTAL.
O objetivo foi enco...
vencedor é…
‘
‘
E o grande
… a Maçã de Gelatina
da equipa da Sugalidal!
Criatividade, apresentação
e o sabor conquistaram ...
TopGertal
Apresentamos as 10 unidades da GERTAL
com melhores resultados nas inspeções higieno-sanitárias
nos 3 segmentos o...
Receita da empada
INGREDIENTES
RECHEIO
CAVALAEM LATA- KG
LOMBARDO
4 PIMENTOSVERMELHOS
3 PIMENTOSVERDES
CEBOLA
FARINHA
AZEI...
Não esquecer
Fazer os lançamentos diariamenteno PCG permite identificar maisrapidamente os erros.
Fechar contas todas as s...
EFICIÊNCIA
PROCESSOS
A GERTAL está nos Açores há 25 anos. Estamos de parabéns!
E
m 1990, a nossa empresa abriu a primeira
...
eMotiva 02
eMotiva 02
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

eMotiva 02

667 visualizações

Publicada em

Edição n.º 2 da eMotiva

Publicada em: Alimentos
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
667
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

eMotiva 02

  1. 1. AGNI - ANÁLISE DE CAUSAS AGN N.º de acidentes 24 26 27 44 47 FATORES HUMANOS FALTADE REGRAS DE SEGURANÇAOU INCUMPRIMENTO DAS MESMAS POSIÇÃO OU POSTURAINCORRETANOTRABALHO FALTADE FORMAÇÃO / INFORMAÇÃO EPI INDISPONÍVEL,DESADEQUADO ÀTAREFA,EM MAU ESTADO,DEFEITUOSO AGN2 - ANÁLISE DE CAUSAS AGS N.º de acidentes 11 13 38 46 65 FALTADE REGRAS DE SEGURANÇAOU INCUMPRIMENTO DAS MESMAS POSIÇÃO OU POSTURAINCORRETANOTRABALHO ESTRUTURA/ EQUIPAMENTO/ UTENSÍLIO DEFEITUOSO,INCOMPLETO OU EM MAU ESTADO (NÃO SEGURO) EPI INDISPONÍVEL,DESADEQUADO ÀTAREFA,EM MAU ESTADO,DEFEITUOSO FATORES HUMANOS AGN SUBSTÂNCIAQUENTE OBJECTOS CORTANTES QUEDAAO MESMO NÍVEL PISO ESCORREGADIO ESFORÇO EXCESSIVO 3 - CAUSASAGN N.º dias de baixaN.º de acidentes 204 264 200 330 20925 24 19 15 15 + + + + + AGN QUEDAAO MESMO NÍVEL MANIPULAÇÃO DE OBJECTOS OBJECTOS CORTANTES SUBSTÂNCIAQUENTE PISO ESCORREGADIO 4 - CAUSASAGS N.º dias de baixaN.º de acidentes 139 231 257 750 116933 29 18 13 10 + + + + + Por um ambiente de trabalho mais SeguroUm por todos, todos pela segurança! e O recurso mais precioso da GERTAL são as pessoas. Quando ocorre um acidente de trabalho a equipa fica reduzida ou sujeita à substituição por um colaborador que não está tão familiarizado com a função, lesando a produtividade da unidade, para além do acidentado. Nos gráficos apresentados são visíveis alguns dados de 2014 sobre Segurança no Trabalho. As duas principais causas são os Fatores Humanos, como distrações e a Inexistência ou a Não Utilização de EPIs (gráficos 1 e 2). Os Responsáveis das Unida- des devem garantir que a equipa compreende quais os perigos a que podem estar expostos e facultar a todos os colaboradores as Descrições de Função. É também o dever dos Responsáveis das Unidades garantir que os EPIs existem e são sempre utilizados. No que diz respeito às situações e causas na origem dos acidentes (gráficos 3 e 4), destacam-se o Piso Es- corregadio e o Manuseamento de Objetos Cortantes. Cabe a todos os colaboradores garantir um ambien- te de trabalho mais seguro, alertando para eventuais situações que potenciem o acidente. É importante não esquecer em matéria de acidentes só o Zero satifaz!
  2. 2. e O Chef Hélio Loureiro foi um dos parceiros da GERTAL no e-book 100% Alimento A GERTAL desenvolveu o conceito 100% Ali- mento, através de um e-book que dá a conhecer aplicações práticas de aproveitamento total dos alimentos, mediante a partilha de receitas com informação sobre a valorização nutricional. O objetivo é promover uma alimentação equilibrada e de qualidade, que melhore as escolhas das ementas e re- duza o desperdício alimentar. O e-book, que contou com as participações do Chef Hélio Loureiro e da Associação Portuguesa de Nutricionistas, inclui um conjunto de re- ceitasdesopas,pratosdepeixe,carne,ovosesobremesas. O 100% Alimento combate o desperdício alimentar em três frentes: a má manipulação dos alimentos, a pre- sença de restos nos pratos e o desequilíbrio nutricional. Em Portugal, e de acordo com os dados do Projecto Estu- do e Reflexão sobre o Desperdício Alimentar (PERDA), desenvolvido pelo Centro de Estudos e Estratégias para a Sustentabilidade, apurou-se que os consumidores portu- gueses desperdiçam cerca de 324 toneladas de alimentos por ano. A má manipulação dos alimentos é, muitas ve- zes, fruto da não utilização de componentes dos alimen- tos ricos em nutrientes essenciais, como vitaminas, fi- bras e minerais. Aproveite sempre as folhas de cenoura, beterraba, nabo, couve-flôr, brócolos, abóbora e rabanete. Inclua as cascas de batata, banana, tangerina, laranja, pe- pino, maçã, abacaxi, beringela, beterraba, melão, mara- cujá, manga, abóbora ou curgete. Sem esquecer as en- trecascas de melancia e maracujá, ou as asas, pescoços de aves, cascas de mariscos, espinhas e cabeças de peixe. Outro aspeto fundamental a minimizar é a presença de restos no prato, muitas vezes resultante de doses desa- justadas ao público-alvo. Deve-se trabalhar a consciên- cia, não só dos consumidores face ao desperdício, mas também a dos colaboradores da empre- sa. Por outro lado, é fundamental aliar o conceito de aproveitamento total dos alimentos a uma alimentação equi- librada, seguindo as recomendações da Roda dos Alimentos, ferramen- ta essencial para uma alimentação mais saudável. Nesta edição, apresentamos duas receitas incluídas no e-book 100% Alimento. Boas receitas e bom proveito! Receitas a 100%
  3. 3. Superado! Desafio às unidades Na edição anterior da eMotiva lançámos um desafio às unidades da GERTAL. O objetivo foi encontrar a melhor sobremesa, de acordo com critérios definidos e avaliados por um júri. O resultado foi a vitória da criatividade e do saber fazer bem. Um exemplo para todos! D ia 9 de fevereiro a GERTAL lançou um repto às equipas das nossas unidades: criar uma sobremesa que fosse ao mes- mo tempo saborosa, criativa, equilibrada e com uma excelente relação qualidade/preço. Treze unidades da GERTAL responderam afirmativa- mente ao desafio. As equipas elegeram uma ou várias sobremesas que têm sido um sucesso. A escolha ba- seou-se não só na experiência de consumo dos nos- sos clientes, que já estão rendidos a estas sobremesas, mas também no saber fazer dos nossos colaboradores. Reunidas as sobremesas candidatas foi constituído um júri pela GERTAL para avaliar qual a melhor sobre- mesa em prova. Devido ao elevado número de sobre- mesas em concurso, a prova de degustação decorreu durante três dias. Durante os três dias de provas, o júri avaliou cada sobremesa de acordo com rigorosos crité- rios (ver caixa ao lado). No final, somos todos vencedo- res, pois os sucessos de uns podem ser os sucessos de toda a equipa GERTAL. „ Os critérios& o júri do concurso O júri da GERTAL foi constituído por: • João Ventura • Margarida Pinheiro • Marina Rebelo • Maria João Moutela • João Gonçalves Criatividade Apresentação Sabor Textura 1 2 3 4 5 6 7 8 Equilíbrio de doce Equilíbrio de sabores Consistência Custo Todas as sobremesas foram votadas de acordo com os seguintes critérios:
  4. 4. vencedor é… ‘ ‘ E o grande … a Maçã de Gelatina da equipa da Sugalidal! Criatividade, apresentação e o sabor conquistaram o júri. Inspire-se e experimente. Foi uma iniciativa muito positiva, promovendo o envolvimento das equipas, com o objectivo de melhorar o serviço João Gonçalves O júri teve a difícil missão de degustar 27 so- bremesas em três dias. Marina Rebelo, ele- mento do júri da GERTAL, referiu as “agra- dáveis surpresas”. Adiantou ainda que esta foi uma “iniciativa de louvar, com mérito para todos os intervenientes”, salientando a “troca de experiências entre as diversas equipas da GERTAL” a concurso como um fator positivo para a união entre os colaboradores da empresa. João Gonçalves, também elemento do júri, realçou as “ideias e reciclagem de sabores”, atribuindo uma “nota muito favorável às no- vidades apresentadas a concurso”. A equipa vencedora foi a equipa da unidade da Sugadial, com a deliciosa Maçã de Gelatina. Destaque ainda para as Menções Honrosas do Pudim de Chá, do Hospital do Fundão, e para a Pavlova de Frutos do Santander. Nota especial para a criatividade da Tarte de Arroz Doce da Celcat e para as apresentações do Pão-de-Ló de Ananás e para a Tarte de Maçã, ambas dos Açores. Menções honrosas Pavlova de Frutos Pudim de Chá Proximamente serão entregues os diplomas ao Primeiro Classificado e Menções Honrosas A eMotiva agradeçe a colaboração de toda a equipa de pastelaria e em particular à Diretora Helena Penim, que muito contribuiu para o sucesso desta iniciativa. e
  5. 5. TopGertal Apresentamos as 10 unidades da GERTAL com melhores resultados nas inspeções higieno-sanitárias nos 3 segmentos onde operamos. Todos os números da eMotiva terão as atualizações do ranking. Veja no próximo número se a sua unidade é TOP. 1 .- Hospital de Lamego............................................96,8 2 .- Hospital de Vila Real........................................... 93,9 3 .- UCC Vila Pouca de Aguiar....................................91,0 4 .- Hospital da Régua..............................................90,6 5 .- Hospital de Chaves.............................................90,2 6 .- Cuf Infante Santo...............................................88,6 7 .- C. Soc. e Paroquial N. Senhora da Anunciada....88,4 .8 - C. Infantil Odivelas..............................................88,0 9 .- CAI Vale Fundao.................................................. 85,0 .10 - C. Soc. de Carnide.............................................84,1 1 .- Nanium................................................................98,9 2 .- Santander Totta..................................................96,4 3 .- Fima/Iglo............................................................96,3 4 .- Cimpor Souselas................................................94,2 5 .- Galp.....................................................................94,1 6 .- Casino Estoril...................................................... 93,3 7 .- Celbi....................................................................92,8 8 .- CGD.....................................................................92,7 9 .- Faurecia Vouzela.................................................92,5 10.- Sanitana...............................................................91,9 1.- INA.......................................................................98,0 2 - Col. S.João Brito.................................................97,5 3 - Inf. Planaltinho / Col. Planalto..........................96,9 4.- EB Mestre Domingos Saraiva -DREL C.............. 95,6 5.- EB Almeida Garret -DREL C................................ 93,9 6.- EB Padre Himalaia-Távora..................................92,9 7.- Cebi - Jovens.......................................................92,5 8.- EB/S Arcos de Valdevez.....................................92,2 9.- APPACDM Porto..................................................92,1 10. - ACVP...................................................................91,8
  6. 6. Receita da empada INGREDIENTES RECHEIO CAVALAEM LATA- KG LOMBARDO 4 PIMENTOSVERMELHOS 3 PIMENTOSVERDES CEBOLA FARINHA AZEITE PIMENTA SAL OREGÃOS MASSA FARINHA MARGARINA AZEITE ÁGUA GEMAS SAL PREPARAÇÃO Corte os pimentos eacebola. Cozao lombardo,e corte fininho.Refogueacebola com os pimentos.Junteacavala e o lombardo e deixealourar. Adicione sal,pimentae orégãos q.b.Recheieamassaquebrada com o preparado e cubra-o comarestante massaquebrada. Leveao forno cerca30 minutos. Bomapetite!Empada de CavalaA criatividade de uma receita que é um sucesso. O gosto pela cozinha vem de longa data. Maria das Dores Araújo, cozinheira da unidade GERTAL da Caixa Geral de De- pósitos, em Lisboa, inspira-se num ingre- diente nacional como a cavala, um peixe típico da nossa costa, rico em Omega3. “Li uma re- ceita de cavala no forno que achei que podia melho- rá-la numa versão em empada”. Um dos truques é a utilização do wok (frigideira asiática) para saltear os legumes e o toque fresco do sumo de limão para aromatizar o recheio. Uma delícia! Maria das Dores Araújo, da unidade GERTAL da Caixa Geral de Depósitos, apresenta a sua receita de empada de cavala e
  7. 7. Não esquecer Fazer os lançamentos diariamenteno PCG permite identificar maisrapidamente os erros. Fechar contas todas as semanaspermite identificar se estamos a atingir os objetivos. Enviar os dados nas datas definidaspermite ao DPCG ajudar as unidadesmais rapidamente. Método eficazProcedimentos corretos de lançamento de dados no PCG N a GERTAL temos a capacidade de, permanen- temente, anteciparmos necessidades futuras. Para que continuemos a ser uma empresa de referência temos de estar focados nos no- vos desafios que se apresentam todos os dias. Esta é a missão do Departamento de Planeamento e Controlo de Gestão: acompanhar todas as atividades da empresa para, em conjunto, podermos ultrapassar qualquer dificuldade. Para tal, é necessário estarmos correta e atempadamente informados, com procedi- mentos que visam a simplificação de processos e a eli- minação de tarefas duplicadas. O lançamento correto no PCG das refeições, vendas, compras, devoluções e requisições evita perdas de tempo com revisões e acer- tos. É da maior importância que todas as unidades adotem um método correto de trabalho, o que implica: 1 - Ordenar os documentos por data antes de iniciar os lançamentos. 2 - Lançar primeiro as compras,depois as devoluções e transferências e só por fim as saídas de produtos. 3 - Lançar as receitas e refeições nos dias respetivos e nunca em blocos. 4 - Reportar de imediato as dificuldades. 5 - Não deixar os lançamentos para o último dia de reporte O mercado é cada vez mais competitivo e servir mais de 300 mil refeições diárias, em mais de 2.000 locais dife- rentes, exige um esforço de acompanhamento e resposta constante da equipa do Departamento de Planeamento e Controlo de Gestão. Em conjunto vamos todos garantir que na GERTAL o caminho da Eficácia, Eficiência, Ino- vação e Qualidade continue a ser percorrido. þ þ þ e
  8. 8. EFICIÊNCIA PROCESSOS A GERTAL está nos Açores há 25 anos. Estamos de parabéns! E m 1990, a nossa empresa abriu a primeira unidade no Arquipélago dos Açores. Foi em Ponta Delgada, na unidade da RTP/ RDP. Desde então, a GERTAL tem percorrido um caminho de su- cesso que tem sido reconhecido pelas empresas e instituições nossas clien- tes, pelos utentes e pela comunidade em geral. Este ano assinalam-se os 25 anos de presença da GERTAL nos Açores. Estamos localizados em cinco das nove ilhas do território insular: São Miguel, Terceira, São Jorge, Faial e Gra- ciosa. Graças ao empenho e profissionalismo inexce- dível de todos os colaboradores, podemos hoje dizer que somos a maior empresa de restauração coletiva nos Açores. Todos os dias trabalha- mos afincadamente para levar aos nossos clientes e utentes das ilhas açoreanas cerca de 8.000 refeições, todas elas fru- to do amor e dedicação característicos de todos os colaboradores da GERTAL. Em 2014, servimos 1.255.567 refeições, o que equivale a cinco refeições por cada habitante do Arquipélago. Têm sido 25 anos de dedicação. Próximo desafio Tudo o que faço é necessário? Líderes nos Açores Concorrência Dê-nos sugestões de como combater o desperdício. Listamos 7 principais motivos: 1 - Produção excessiva 2 - Defeito 3 - Motivação 4 - Inventários 5 - Transporte 6 - Extra processos 7 - Tempo de Espera Como participar? As vossas sugestões devem considerar ideias que possam ser adaptadas em todas as áreas da GERTAL. Contribua através do e-mail emotiva4you@lx.gertal.pt e

×