Como calcular o valor da empresa

23.800 visualizações

Publicada em

Descubra como calcular o valor da sua empresa usando a técnica do fluxo de caixa descontado, múltiplos e avaliação dos ativos. Saiba quanto vale o seu negócio

Publicada em: Negócios
1 comentário
15 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Utilize esta ferramenta online: http://www.ozai.com.br/business-valuation
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
23.800
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
447
Comentários
1
Gostaram
15
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como calcular o valor da empresa

  1. 1. QUANTO VALE MINHA EMPRESA? Metodologias de avaliação de empresas
  2. 2. AGENDA 1. Introdução 2. Avaliação por fluxo de caixa descontado 3. Avaliação por múltiplos 4. Avaliação dos ativos 5. Conclusão
  3. 3. QUANTO VALE MINHA EMPRESA? INTRODUÇÃO
  4. 4. • Não existe um valor único e exato • As previsões são cheias de incertezas • PMEs e Start-ups aumentam ainda mais as incertezas INTRODUÇÃO
  5. 5. • O valor da empresa é uma estimativa do potencial de geração de recursos financeiros no futuro, baseada em premissas definidas no presente • Sempre que as premissas mudam o valor da empresa pode mudar INTRODUÇÃO
  6. 6. INTRODUÇÃO O valor da empresa obtido por qualquer uma das metodologias propostas é uma base que deve servir de início para as avaliações e discussões, não é um valor exato que permita afirmar que é realmente quanto vale a empresa.
  7. 7. FONTES DE INFORMAÇÃO 1. A empresa 2. O setor 3. O mercado
  8. 8. FONTES DE INCERTEZA 1. Incerteza na estimativa – Erro ao converter os dados brutos em inputs para o modelo 2. Incerteza da empresa – Erros sobre como será o caminho da empresa no futuro. Ex: A empresa vender mais do que o projetado 3. Incerteza macroeconômica – Mudanças no ambiente macroeconômico. Ex: Uma crise inesperada
  9. 9. COMO LIDAR COM A INCERTEZA 1. Usar diferentes técnicas 2. Fazer cenários 3. Permitir uma amplitude na avaliação
  10. 10. QUANTO VALE MINHA EMPRESA? AVALIAÇÃO POR FLUXO DE CAIXA DESCONTADO
  11. 11. • O valor da empresa é o valor dos fluxos de caixa previstos para o futuro, descontados para o presente a uma taxa que represente o risco • Ou seja, cria-se uma projeção que demonstre o montante financeiro que essa empresa deverá gerar no futuro e avalia-se quanto isso vale hoje • Quanto mais arriscada a empresa, maior a taxa de desconto que deve ser utilizada AVALIAÇÃO POR FLUXO DE CAIXA DESCONTADO
  12. 12. • O valor do Facebook, está baseado no potencial de geração de lucro que os analistas acreditam que a empresa tem nos próximos anos e nos riscos dessas estimativas estarem corretas. • O valor de um imóvel é o valor gerado com o imóvel (receita com aluguel subtraída de gastos com manutenção) em um prazo determinado no futuro e descontado para o dia de hoje EXEMPLOS
  13. 13. INPUTS PARA O MODELO DE FLUXO DE CAIXA DESCONTADO 1. Fluxos de caixa previstos 2. Crescimento esperado 3. Taxa de desconto
  14. 14. 1. FLUXOS DE CAIXA PREVISTOS Fluxo de caixa (FC) é a movimentação financeira (entradas e saídas de recursos financeiros) da empresa em determinado período. Deve-se considerar para calcular o valor da empresa a última linha do FC após previsões de reinvestimento, pagamento de juros, entre outros. Ou seja, o dinheiro que ao final do mês o empreendedor poderá retirar ou terá que injetar na empresa.
  15. 15. 1. FLUXOS DE CAIXA PREVISTOS Para estimar as projeções futuras, deve-se utilizar informações históricas e/ou criar premissas. O plano de negócios pode ser um guia neste processo, pois ratifica de onde as premissas foram obtidas. Em empresas que podem criar um protótipo funcional de maneira rápida e barata (que é o caso de empresas na internet), é sugerido que a empresa faça um teste piloto com o produto, o que poderá ratificar as suas premissas.
  16. 16. 1. FLUXOS DE CAIXA PREVISTOS Deve ser projetado o período em que se espera que a empresa terá um crescimento extraordinário, ou seja, diferente da média do mercado. Outra possibilidade é projetar um pequeno período após a empresa atingir o payback. Esse período pode variar de empresa para empresa. Para empresas nascentes, especialmente em setores muito dinâmicos, projetar um período maior do que 5 anos é muito carregado de incertezas.
  17. 17. 2. CRESCIMENTO ESPERADO Essa é uma premissa importante e também difícil de ser estimada. Ela deve estar alinhada com as informações obtidas na Análise do Mercado. O crescimento esperado da empresa deve ter base nas premissas e estar em acordo com o crescimento do mercado e setor como um todo. Também é preciso avaliar se a capacidade produtiva da empresa suporta o crescimento previsto. É muito comum que empreendedores projetem o crescimento da empresa pautando-se apenas pelo crescimento da capacidade produtiva e sem levar em conta as informações de mercado obtidas. Esse é um grande erro que deve ser evitado.
  18. 18. 3. TAXA DE DESCONTO Taxa de desconto = Taxa livre de risco + prêmio pelo risco Taxa livre de risco: Retorno de um investimento que poderia ser feito com o mesmo capital e não teria risco. Por exemplo: poupança Prêmio pelo risco: Quanto o investidor deseja receber pelo risco que está correndo por investir na empresa. Fatores que podem influenciar o risco: - Tempo de empresa - Imprevisibilidade das projeções - País de atuação - Mercado de atuação - Outros
  19. 19. 3. TAXA DE DESCONTO O site do Professor Damodaran, um dos principais especialistas em Avaliação de empresas do mundo, oferece alguns dados que podem ser utilizados para definir a taxa de desconto. Clique aqui para ter acesso a uma tabela de prêmios pelo risco em cada setor para países emergentes. Empresas pequenas ou nascentes, devem adicionar um prêmio ainda maior pelo risco, do que este proposto por Damodaran.
  20. 20. PRÓS E CONTRAS DO MODELO DE FLUXO DE CAIXA DESCONTADO 1. Exige grande estudo e compreensão do negócio 2. As premissas podem ser manipuladas 3. São carregadas de incertezas
  21. 21. OUTRAS INFORMAÇÕES • Após o período projetado (do crescimento extraordinário) a empresa não deverá acabar. Por isso deve-se projetar um modelo de crescimento estável para a empresa nos próximos anos. Isso tem o nome de perpetuidade. • É possível criar cenários para as projeções, alterando tanto as premissas, quanto a taxa de crescimento ou a taxa de desconto. Caso deseje é possível ainda estimar probabilidade para que os cenários ocorram e então definir um preço médio baseado nas probabilidades dos cenários. • Tome cuidado, pois projeções muito complicadas podem atrapalhar ao invés de ajudar. • Empresas nascentes muitas vezes tem um longo período de investimento até obter lucro, isso, aliado a uma taxa de desconto alta pode afetar diretamente o valor da empresa.
  22. 22. QUANTO VALE MINHA EMPRESA? AVALIAÇÃO POR MÚLTIPLOS
  23. 23. • Avalia-se a empresa baseado em como o mercado precifica empresas semelhantes. • Parecido com como se avalia um imóvel ou um carro, baseado em outros semelhantes na mesma região, do mesmo tamanho, entre outras coisas. AVALIAÇÃO POR MÚLTIPLOS
  24. 24. DIFICULDADES NO USO DE MÚLTIPLOS 1. Encontrar empresas similares 2. Escolher o indicador a ser utilizado
  25. 25. 1. ENCONTRAR EMPRESAS SIMILARES Diferente de um imóvel, cada empresa possui diversas peculiaridades, que podem diferenciá-la das demais. As margens podem ser diferentes, a perspectiva de crescimento, o setor de atuação, entre outras. Para uma comparação perfeita deveria ser escolhida uma empresa do mesmo porte, setor de atuação, risco, potencial de geração de fluxo de caixa, potencial de crescimento, país de atuação. O que é impossível! Na prática procura-se empresas do mesmo setor de atuação e de porte semelhante, o que ainda assim deixa o cálculo impreciso, visto que muitos outros fatores ainda deixam as empresas muito diferentes.
  26. 26. 1. ENCONTRAR EMPRESAS SIMILARES Para evitar a comparação com somente uma empresa, o ideal é buscar informações de mercado que contem com medidas de várias empresas, reduzindo assim a possibilidade de erro na comparação. Para calcular o valor de um posto de gasolina, o empreendedor deveria buscar informações de todos os postos de gasolina vendidos do mesmo porte e na mesma região nos últimos anos. Como é impossível encontrar empresas idênticas, procure controlar as diferenças entre as empresas comparáveis
  27. 27. 1. ENCONTRAR EMPRESAS SIMILARES Existem fontes públicas que calculam os múltiplos médios para o valor de alguns setores de empresas O site do professor Damodaran oferece informações sobre vários múltiplos. Clique aqui para obter os múltiplos por setor para empresas em mercados emergentes. Lembre-se que esses múltiplos são para grandes empresas e devem ser ajustados para o seu negócio.
  28. 28. 2. ESCOLHER O INDICADOR A SER UTILIZADO Múltiplo de Lucro Múltiplo de EBIT Múltiplo de EBITDA Múltiplo de receita Múltiplo de valor contábil Múltiplo de patrimônio líquido Múltiplos setoriais – Ex. Empresas de internet podem ter múltiplos por quantidade de acessos, visitas, etc.
  29. 29. PRÓS E CONTRAS DOS MÚLTIPLOS 1. É simples de ser aplicado 2. Múltiplos podem ser manipulados 3. Todo o setor pode ter viés 4. Não identifica os motivos
  30. 30. QUANTO VALE MINHA EMPRESA? AVALIAÇÃO DOS ATIVOS
  31. 31. AVALIAÇÃO DOS ATIVOS • Consiste em avaliar a empresa pelo valor de todos os seus os ativos • Ou seja, se a empresa parasse de operar e vendesse tudo o que possui quanto isso valeria • Essa situação é bastante atípica e só faz sentido no caso da liquidação da empresa
  32. 32. QUANTO VALE MINHA EMPRESA? CONCLUSÃO
  33. 33. CONCLUSÃO A avaliação de uma empresa não é uma ciência exata. Vários fatores podem influenciar o cálculo do valor da empresa. Com isso, o empreendedor deve entender que o valor calculado para a sua empresa deve ser uma base para negociar com possíveis compradores, mas que é impossível definir o valor exato de uma empresa. A técnica de avaliação do valor do ativo só deve ser utilizada por empresas em liquidação.
  34. 34. CONCLUSÃO O ideal para empresas em operação e com perspectivas de operação por um tempo é utilizar as duas técnicas, Fluxo de caixa descontado e Múltiplo. Dessa forma é possível que se crie um range de valores nos quais a empresa possa se adequar. Muitas vezes, mais importante do que saber o valor exato da empresa, é entender as premissas utilizadas para calculá-lo e que podem ser discutidas, a fim de melhorar ou piorar o valor. O empreendedor deve estar preparado para discutir as premissas que influenciaram o valor da empresa. Raramente o investidor irá questionar o valor em si, mas irá questionar a taxa de desconto, a expectativa de crescimento, as margens, entre outras.
  35. 35. INFORMAÇÕES GERAIS Essa apresentação preocupou-se mais em ser didática e simples do que complexa e completa. Dessa forma, algumas metodologias foram simplificadas, de modo que empresas com demonstrações contábeis mais robustas podem tomas as informações aqui expostas como base, mas para um avaliação mais exata devem procurar um especialista. Essa apresentação foi baseada no livro Avaliação de empresas de Aswath Damodaran e no livro Planos de Negócios que dão certo de José Dornelas.
  36. 36. Eduardo Vilas Boas. Empreender Jovem eduardo@empreende.com.br

×