Área Financeira - Duplo Foco Consultoria

515 visualizações

Publicada em

 A área financeira engloba variáveis como a concessão de crédito para clientes, o planejamento empresarial, a análise de investimentos ou meios viáveis para a obtenção de recursos.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
515
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Área Financeira - Duplo Foco Consultoria

  1. 1. Área Financeira Podemos caracterizar a administração financeira como uma ferramenta utilizada para controlar as finanças da empresa. Ela engloba variáveis como a concessão de crédito para clientes, o planejamento empresarial, a análise de investimentos ou meios viáveis para a obtenção de recursos.
  2. 2. Custos x Lucro >> É nesta área que as análises, decisões e direcionamento dos recursos da empresa são definidos. Sendo assim, fica entre suas responsabilidades a avaliação de quanto a empresa gasta para realizar suas atividades e quanto lucra através da mesma.
  3. 3. Ações específicas para melhoria do resultado da empresa >> Redução de custos: A princípio para o melhor resutado final, no caixa, deve-se avaliar se a empresa está gastando mais que o necessário. >> RH : O departamento de Recursos Humanos é responsavel pela motivação e integração dos funcionários da empresa, e esta função quando bem exercida é refletida em resultados extremamente positivos. >> Benchmark: Benchmark é a ação de reconhecer que uma empresa conquistou a excelência em determinado procedimento e inspirar-se no processo realizado para aplicar na empresa em qual trabalha.
  4. 4. Capital de giro da empresa >> Administrar o capital de giro da empresa significa avaliar o momento atual, as faltas e as sobras de recursos financeiros. É definido como Capital de Giro o valor dos estoques + créditos a receber (clientes) de uma empresa. Fórmulas: http://nfinancas.blogspot.com.br/2010/09/como-calcular-o-capital-de-giro.html CO = Cliclo Operacional PMP = Prazo Médio de pagamento PME = Prazo Médio de Estoque PMF = Prazo Médio de Fabricação PMV = Prazo Médio de Vendas PMR = Prazo Médio de Recebimentos
  5. 5. Capacidade de pagamento (Liquidez) >> Liquidez Imediata: É indicado para analisar a situação da empresa a curto prazo. Leva em consideração apenas a caixa, os saldos bancários e as aplicações financeiras de liquidez imediata para cumprir as obrigações. Fórmulas: http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/indices-de-liquidez.htm >> Liquidez Geral: Esta análise inclui no processo as obrigações da empresa a longo prazo e curto prazo. (Passivo Circulante +Passivo Não Circulante) Liquidez Geral = (Ativo Circulante+Realizável a Longo Prazo) Passivo Circulante Liquidez Imdiata = Disponível A avaliação da Liquidez é importante para identificar se na stuação a qual a empresa se encontra, ela poderá honrar seus compromissos.
  6. 6. Capacidade de pagamento (Liquidez) >> Liquidez Corrente: Esse tipo de índice relaciona quanto que a empresa tem disponível e quanto que ela pode converter para cumprir sua obrigações. Normalmente, é considerado o melhor indicador a curto prazo. Fórmulas: http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/indices-de-liquidez.htm Passivo Circulante Liquidez Geral = (Ativo Circulante - Estoques) Passivo Circulante Disponível Liquidez Corrente = Ativo Circulante A avaliação da Liquidez é importante para identificar se na situação a qual a empresa se encontra, ela poderá honrar seus compromissos. >> Liquidez Seca: Este índice calcula a capacidade de pagamento sem considerar os estoques, ou seja, sem convertê-los. Através deste, é possível analisar a situação de estoque da empresa e dependendo do resultado é possível verificar se a mesma possui, ou não, políticas adequadas de compras e vendas
  7. 7. Fluxo de caixa Análise e interpretação do fluxo de caixa é importante, pois com isto é possível obter o retrato das necessidade e dos compromissos da empresa. Desta maneira, facilitando argumentação e execução das atitudes da empresa. A realização desta atividade é diária é baseada na entrada e saída de dinheiro, a análise consiste em: Tabela: http://fenix.basepro.com.br/help/Manuais_Do_Fenix/Manual.Fenix.05.Detalhamentos.41300000.Operacoes_Fluxo_de_Caixa.htm
  8. 8. Nível de endividamento da empresa O índice de endividamento é uma ferramenta usada para demonstrar a política de obtenção de recursos da empresa. Através desta é possível analisar o tipo de endividamento que a empresa se encontra: - Se a empresa recorre a dívidas como complemento para aplicar na atividade da empresa, é um endividamento sádio. - Se a empresa recorre frequentemente a capitais de terceiros para que possa execer suas atividades e, desta maneira obter, dividas sucessivas, este já um endividamento ruim. Obs.: Dependo do jeito que a empresa administra, o capital de terceiros pode ser vantajoso, desde que além do custo ser inferior ao lucro, o lucro consiga cumprir as obrigações com fornecedores, colaborados, funcionários, etc. Fórmulas: http://sites.pr.sebrae.com.br/blogs/2014/03/24/como-calcular-e-avaliar-o-endividamento-da-sua-empresa/
  9. 9. Nível de endividamento da empresa Sendo estes: PASSIVO = valores do passivo circulante (contas a pagar a fornecedores + empréstimos + financiamentos + impostos + salários → exigíveis nos próximos 360 dias) e também o exigível de longo prazo → valores a pagar acima 360 dias. ATIVO = valores do ativo circulante (saldos disponíveis em caixa e bancos + contas a receber + estoques) Total Ativos Nível de Endividamento = Total Passivo x100 Como Calcular? Avaliação Quando um índice resulta maior que 70% mostra que a empresa possui grande dependência de terceiros. Ou seja, quanto maior a porcentagem pior é a situação de dependência. Fórmulas: http://sites.pr.sebrae.com.br/blogs/2014/03/24/como-calcular-e-avaliar-o-endividamento-da-sua-empresa/
  10. 10. Conclusão Funções: A área financeira é responsável por elaborar peças orçamentárias, identificá-los, avaliar o fluxo do caixa e também analisar as intenções da organização a curto, médio, longo prazo. Análises: Dentro dessa área há diversas funções que estudam a relação econômica/financeira no interior da empresa e também os influênciadores externos. As análises quando erradas ou com resulados negativos aumenta a tendência de falência da empresa. Quando estes são percebidos, é recomendável que a organização procure auxílio profissional externo para que se estabelça uma nova harmonia interna na intenção de reverter a situação.
  11. 11. Contato Duplo Foco Consultoria Geraldo Veiga www.duplofoco.com.br comercial@duplofoco.com.br (21) 2439-1838

×