Diretrizes Curriculares para a Educação Básica daRede Municipal de Educação de São LeopoldoPRIMEIRA VERSÃOSOCIOLOGIAA intr...
“imaginação sociológica” através de um exercício constante e criativo da curiosidade e daindagação para a formação de suje...
* Analisar as várias formas de entendimento do conceito de cultura priorizando a visãoantropológica sobre tal conceito;* C...
para intervir e construir um mundo melhor. Por meios de estudos sobre democracia, política,cidadania, movimentos sociais, ...
Possibilitar ao estudante uma discussão sobre os aspectos epistemológicos do senso comume da ciência, assim como, conhecer...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Diretrizes Curriculares RME SL

4.771 visualizações

Publicada em

Proposta de Diretrizes Curriculares para a Rede Municipal de Ensino de São Leopoldo para a disciplina de Sociologia.

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.771
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.457
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diretrizes Curriculares RME SL

  1. 1. Diretrizes Curriculares para a Educação Básica daRede Municipal de Educação de São LeopoldoPRIMEIRA VERSÃOSOCIOLOGIAA introdução do componente curricular de Sociologia na Rede Municipal de São Leopoldo édecorrente da compreensão de sua importância para a formação de sujeitos críticos eautônomos que possam exercer plenamente a cidadania.A Sociologia contribui para ampliar o conhecimento do ser humano sobre sua condição devida, através da problematização do seu ambiente social, das suas causas, dos seusfenômenos e dos meios de intervenção. Através do arcabouço sociológico, temos apossibilidade de compreender o modo como a sociedade e as pessoas se organizam, levandoem conta os diferentes contextos. O componente deve ser um instrumento que permita aosestudantes, dos anos finais do Ensino Fundamental, analisar, interpretar, explicar e argumentarcriticamente sobre a sociedade e suas relações, pois essa é a base para o ser humano exercersua humanidade no sentido pleno. Para isso, não deve ser encarada como um exercíciointelectual abstrato, mas como um meio de possibilitar aos estudantes o primeiro contato comessa ciência e relacioná-la com o concreto, com o vivido e com o desejado.Para atingir essa perspectiva, o componente deve ter um caráter problematizador. Deve fazer areflexão de forma embasada, colocando estudantes e educadores como sujeitos do processode construção do conhecimento. Dessa forma, a realidade social deve ser questionada alémdas aparências, buscando compreender suas causas e contradições, isto é, provocando noestudante o entendimento de que, por trás de um mundo manifesto, se oculta um mundolatente.O foco deste componente curricular é levar os estudantes a desnaturalizar e estranhar arealidade. Essa desnaturalização e esse estranhamento contribuem para o empoderamento ea tomada de consciência dos sujeitos, e para isso, é necessário que tragam para a sala deaula suas vivências, sua realidade e os temas do cotidiano.Através das aulas de Sociologia, podemos despertar nos estudantes a imaginação sociológica(MILLS, 1959), responsável por levar o indivíduo a compreender e a estabelecer uma relaçãoentre sua biografia pessoal e o que acontece na sociedade de seu tempo. Ao tomar-seconsciência das relações existentes entre a forma como a sociedade se organiza e osacontecimentos individuais cotidianos, abrem-se caminhos para a crítica e a possívelsuperação da sociedade estabelecida, estimulando o estudante para ser um agente socialativo.Pela crítica, chega-se à emancipação, pois o conhecimento é um instrumento prático demudanças políticas.6º ano – 5º sérieObjetivo GeralPossibilitar ao estudante compreender, interpretar e explicar através de uma análise crítica asmanifestações culturais, políticas, econômicas e o modo como a sociedade e as pessoas seorganizam. Pontualmente neste ano, o objetivo é iniciar um trabalho que desperte a
  2. 2. “imaginação sociológica” através de um exercício constante e criativo da curiosidade e daindagação para a formação de sujeitos críticos e autônomos. Por meio de estudos sobre oprocesso de socialização, interação social, grupos sociais, padrões sociais, identidade social,cultura, normas e valores, levar o estudante a realizar uma leitura dos seus jeitos de ser, vivere relacionar-se, a fim de contribuir para a construção da sua identidade social e cultural.Objetivos Específicos* Compreender a utilidade da abordagem sociológica para identificar, compreender, analisar edesnaturalizar os fenômenos humanos e sociais que fazem parte do cotidiano dos estudantes;* Utilizar a abordagem sociológica para identificar a relação que existe entre os fenômenoshumanos e sociais e seu jeito de ser e de viver no espaço e tempo;* Compreender o que é um processo de socialização no âmbito familiar, escolar e comunitárioe como esse processo influencia na formação da identidade de cada um (socialização einteração social);* Entender a socialização como processo de aquisição da cultura e de conhecimento quecontribui para a formação da identidade social do indivíduo;* Compreender a organização familiar como uma instituição em transformação no mundocontemporâneo;* Conhecer e diferenciar grupos sociais, papéis sociais e espaços de sociabilidade e percebercomo eles influenciam a formação da identidade social;* Identificar as diferenças que existem na dinâmica das relações sociais a partir das distintasrealidades socioculturais e compreender a correlação entre sociedade/ indivíduo eindividual/coletivo;* Compreender o que significa harmonia e conflito nas relações humanas;* Empregar o diálogo como forma de esclarecer conflitos e tomar decisões coletivas;* Compreender o que gera as violências e diferenciar violência física, psicológica e simbólica;* Reconhecer os limites e as possibilidades pessoais e alheias, como forma de introduzir adiscussão sobre diversidade;* Compreender e valorizar a articulação da linguagem e o papel da memória como elementosque permitem ao homem a produção constante de novas formas de expressão cultural e/ouconstrução da identidade cultural;* Reconhecer que existem regras e leis na sala de aula, na escola e na sociedade, quedefinem direitos e deveres e viabilizam a convivência, mas que também podem serquestionadas e podem ter a colaboração de todos na sua construção e execução;* Conhecer e valorizar as relações de cooperação e a importância de partilharresponsabilidades na sala de aula, na escola, na família e na comunidade;* Despertar a “imaginação sociológica” nos estudantes, por meio da introdução de estudossobre grupos sociais, cultura e diversidade;* Entender como a cultura se diferencia da natureza e como são historicamente construídas;* Diferenciar cultura natural de cultura adquirida;
  3. 3. * Analisar as várias formas de entendimento do conceito de cultura priorizando a visãoantropológica sobre tal conceito;* Conhecer o que é Grêmio Estudantil, qual a sua atuação e o seu papel na escola.7º ano – 6º sérieObjetivo GeralAmpliar o conhecimento do estudante acerca da sua relação com o contexto no qual estáinserido e sobre a influência desse contexto na sua formação. Através do diálogo, da análisede situações concretas e a partir de estudos sobre etnia, raça, gênero, classe social, cultura,violências, grupos minoritários, entre outros, desenvolver princípios e valores como,solidariedade, paz, harmonia, cooperação, participação, tolerância e aceitação das diferenças.Objetivos Específicos* Reconhecer as qualidades da cultura local e valorizá-las para enriquecer a vivência e acidadania;* Identificar e valorizar as diferentes manifestações culturais, étnicas e raciais, para difundir epreservar o direito à diversidade e incentivar a tolerância;* Compreender que a arbitrariedade que existe nas diferenças raciais é construída a partir dasrelações sociais de poder e que não existe base biológica para explica - lá;* Entender o que é grupo minoritário, etnocentrismo e relativismo cultural;* Analisar as diversas formas de preconceito e exclusão, baseadas nas diferenças de raça,etnia, classe social, crença religiosa, sexo e outras características individuais e sociais;* Compreender que os conceitos de feminilidade e masculinidade são construções sociais eculturais e, portanto, além de mutáveis, não tornam homens e mulheres diferentes do ponto devista de suas capacidades e direitos;* Analisar as diferenças de gênero para além das aparências;* Identificar as violências e o preconceito oriundos das diferenças de gênero e conhecer afinalidade da Lei Maria da Penha;* Identificar, contextualizar e desnaturalizar as desigualdades sociais no Brasil e no local ondea escola está inserida;* Conhecer os direitos humanos sob a perspectiva da criança e do adolescente e apresentar oECA como um instrumento de ação política;* Entender a causa e os efeitos da pobreza na sociedade e o papel da ONU, das ONGs, dosMovimentos Sociais e nosso diante de tal problema;* Compreender os problemas sociais de uma gravidez na adolescência;* Aprofundar os conhecimentos sobre o Grêmio Estudantil e identificar esse espaço como umaespaço de ação política do estudante na escola.8º ano – 7º sérieObjetivo GeralPossibilitar aos estudantes compreender e analisar o papel da juventude no espaço social,como a sociedade se estrutura e quais os mecanismos de participação que ela pode utilizar
  4. 4. para intervir e construir um mundo melhor. Por meios de estudos sobre democracia, política,cidadania, movimentos sociais, desigualdade social, estratificação social, violências ejuventude, indústria cultural e justiça, o estudante pode aprofundar seu conhecimento erelacionar a teoria sociológica com uma explicação e intervenção sistemática do/no mundo.Objetivos Específicos* Analisar e compreender o conceito de política diferenciado do conceito de politicagem;* Compreender o conceito de cidadania não apenas no sentido de deveres, obrigações edireitos, mas também como uma condição de respeito do indivíduo em relação à sociedade emque vive e desta em relação ao indivíduo;* Conhecer os instrumentos que existem para o fortalecimento da cidadania;* Identificar como é possível construir uma identidade social e política dinâmica e que atua naconstituição do exercício pleno da cidadania;* Compreender a dimensão do conceito de democracia na atualidade;* Analisar a importância da participação política em todos os espaços sociais;* Conhecer o que são e como surgiram os movimentos sociais e os principais movimentos queatuam em São Leopoldo;* Compreender o conceito de justiça baseado na equidade, nas ações solidárias ecooperativas;* Construir uma visão crítica sobre a indústria cultural e dos meios de informação ecomunicação de massa;* Analisar a relação entre mídia e consumismo na sociedade;* Analisar e compreender o conceito de ideologia e perceber como ele se manifesta no nossocotidiano;* Conhecer as mudanças tecnológicas e como elas influenciam na formação das pessoas e dasociedade;* Identificar, analisar e compreender as causas e os efeitos da desigualdade social e daestratificação social;* Desnaturalizar e estranhar as violências no Brasil e construir uma visão crítica sobre asmesmas;* Analisar a atual conjuntura e o pertencimento da juventude a grupos sociais;* Debater sobre a relação entre juventude e violências;* Utilizar a imaginação sociológica ao relacionar a biografia pessoal com a configuração dajuventude na atualidade;* Identificar representações simbólicas nos discursos e nas ações da juventude;* Aprofundar os conhecimentos sobre o Grêmio Estudantil e identificar esse espaço como umaespaço de ação política do estudante na escola.9º ano – 8º sérieObjetivo Geral
  5. 5. Possibilitar ao estudante uma discussão sobre os aspectos epistemológicos do senso comume da ciência, assim como, conhecer a pesquisa como uma forma de identificar, analisar econhecer uma determinada realidade social. Através de estudos sobre intolerância religiosa,preconceito, estereótipo, políticas públicas, juventude, mundo do trabalho, consciência coletivae individual, o estudante deve realizar construções conceituais adequadas para o EnsinoFundamental, como uma estratégia de análise da realidade para além do senso comum.Também deve perceber e respeitar a diversidade de opiniões e os diferentes entendimentossobre um fenômeno, a fim de desenvolver o posicionamento pessoal, crítico e argumentativo.Objetivos Específicos* Diferenciar pensamento científico de senso comum;* Conhecer as principais formas de pesquisas, os instrumentos de coleta de dados e osmétodos de análise para compreender uma realidade social;* Diferenciar aspectos da consciência coletiva e consciência individual ao retratar os fatossociais;* Reconhecer o papel das políticas públicas, bem como os direitos e os deveres para garantir acidadania e a democracia;* Construir uma pequena proposta de sociedade democrática: princípios, fundamentos eações;* Compreender a relação entre participação política e emancipação;* Refletir sobre intolerância religiosa e direitos humanos e sociais;* Identificar situações de opressão aos homossexuais, negros, mulheres, portadores denecessidades especiais, índios, entre outros grupos minoritários e buscar formas para diminuiro preconceito;* Identificar o pensamento multicultural como o conjunto de respostas às diversidades culturais;* Desconstruir preconceitos e estereótipos sociais e culturais;* Perceber a importância do trabalho para a sociedade;* Discutir sobre o mundo do trabalho na atualidade e relacionar a situação de emprego edesemprego;* Analisar as perspectivas da juventude no mundo do trabalho, a configuração atual dasprofissões e seus projetos de vida;* Aprofundar os conhecimentos sobre o Grêmio Estudantil e identificar esse espaço como umaespaço de ação política do estudante na escola.

×