marcoams - inomed
marcoams - inomed
Benigno x maligno                                         SINTOMÁTICA                marcoams - inomedASSINTOMÁTICA
ASSINTOMÁTICA                       INDICA-SE PELO                                                                     RIS...
• Baixa prevalência• Um teste com 98% de especificidade                        1 caso de   50 cirurgias          câncer• U...
•   Estima-se em 253.030 novos cânceres 2010 ♀•   O câncer de ovário  4% de todos câncer ♀•   É o de mais difícil diagnós...
• É a segunda causa de morte dentre os câncer  ginecológicos• E a quarta causa de morte dentre todos os cânceres  que afet...
– SOBREVIDA EM CINCO ANOS X ESTADIO DO CÂNCER DE OVÁRIO-FIGO ESTADIAMENTO          PROPORÇÃO DO DE CASOS        SOBREVIDA ...
• gravidez• uso de anticoncepcionais hormonais (ACHO)• Amamentação• Pequeno período menstrual na vida Reprodutiva   – Mena...
Quanto maior for o período de permanência emanovulação em uma mulher, maior será a proteçãodo epitélio ovariano a processo...
• 50 % de positividade  estadio I• 90% estadio II• DOENÇAS BENIGNAS                                    – Salpingite  – Mio...
• Manejo depende:  – Idade  – Sintomática  – Achados morfoestruturais no U.S endovaginal  – Dopplervelocimetria  – Ca 125 ...
Table 1. Histologic Findings in Patients With Persistently Abnormal Screen Results Finding                                ...
• Caracterização morfoestrutural  – Tamanho  – Forma  – Componente cístico     • Septos     • Debrís  – Componente sólido•...
• Identificar alterações fisiológicas• Alterações inflamatórias• Processos benignos• NEOPLASIAS MALIGNAS                  ...
• Determina qual a conduta  – Expectante  – cirurgia• Determina o tipo de cirurgia  – Laparoscopia  – Laparotomia• Se nece...
•   Análise subjetiva•   Sistema de escore simples•   Estatística aplicada ao escore simples•   Análise de regressão logís...
•   Padronização das descrições•   Diminuição do viés inter-observador•   Não implica em aumento de custos•   Mantém a sen...
Table 6. External Validation of Morphology Scoring Systems                               Original Study                Val...
Fatores de riscos independentes associados a malignidade                    FATOR                                         ...
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
marcoams - inomed
cistoControle anual                                Simples                        Complexo                                ...
Study             No. of          Characteristics                    Accuracy                   Patients Sassone et       ...
Patient age          54(years)Ovarian                 height (cm)                 width (cm)             length (cm)volume...
x                           x        x                                x    x        marcoams - inomed
•   Primeiro ano•   Exame clínico e pélvico 3/3 meses•   CA 125•   Não recomendamos Tomografia    – NÃO HÁ evidencia de qu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Massas ovarianas cim 2010 aula final

576 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
576
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Massas ovarianas cim 2010 aula final

  1. 1. marcoams - inomed
  2. 2. marcoams - inomed
  3. 3. Benigno x maligno SINTOMÁTICA marcoams - inomedASSINTOMÁTICA
  4. 4. ASSINTOMÁTICA INDICA-SE PELO RISCO DE NEO56 % dos cistos tem resolução 57 a 60 % dos TU Malignos espontânea ovarianos  componente Ehrlich, et al. (2007) cístico Ehrlich, et al. (2007) marcoams - inomed
  5. 5. • Baixa prevalência• Um teste com 98% de especificidade 1 caso de 50 cirurgias câncer• Um teste com 99,6% de especificidade 10 cirurgias 1 caso de câncer marcoams - inomed
  6. 6. • Estima-se em 253.030 novos cânceres 2010 ♀• O câncer de ovário  4% de todos câncer ♀• É o de mais difícil diagnóstico• Diagnóstico tardio  75 % avançado• É o mais letal  67% de letalidade• Estimativa de novos casos: 3.837 (2009) marcoams - inomed• Número de mortes: 2.583 (2007)
  7. 7. • É a segunda causa de morte dentre os câncer ginecológicos• E a quarta causa de morte dentre todos os cânceres que afeta as mulheres• Incidência aumenta com a idade – 3,2 / 100.000  10 a 39 anos – 40 / 100.000  50 anos marcoams - inomed – 54 / 100.000  > 70 anos » (Ekerhovd 2001).
  8. 8. – SOBREVIDA EM CINCO ANOS X ESTADIO DO CÂNCER DE OVÁRIO-FIGO ESTADIAMENTO PROPORÇÃO DO DE CASOS SOBREVIDA 5 ANOS IA 11.7 89.3 IB 1.4 64.8 IC 14.0 78.2 II A 1.8 79.2 II B 2.6 64.3 II C 5.1 68.2 III A 3.0 49.2 III B 6.3 40.8 III C 41.3 28.9 IV 12.8 13.4FIGO – 2009 marcoams - inomed
  9. 9. • gravidez• uso de anticoncepcionais hormonais (ACHO)• Amamentação• Pequeno período menstrual na vida Reprodutiva – Menarca tardia – Menopausa precoceinomed marcoams -• Histerectomia – Salpingotripsia
  10. 10. Quanto maior for o período de permanência emanovulação em uma mulher, maior será a proteçãodo epitélio ovariano a processos carcinogênicos. marcoams - inomed
  11. 11. • 50 % de positividade estadio I• 90% estadio II• DOENÇAS BENIGNAS – Salpingite – Miomas – Colite – Endometriose – Pericardite – Menstruação – LES – Ca de endométrio – Diverticulite – Pancreatite marcoams - inomed
  12. 12. • Manejo depende: – Idade – Sintomática – Achados morfoestruturais no U.S endovaginal – Dopplervelocimetria – Ca 125 – Classificação de risco marcoams - inomed
  13. 13. Table 1. Histologic Findings in Patients With Persistently Abnormal Screen Results Finding No. of Patients (N = 180) Primary ovarian cancer 17 Serous cystadenoma 78 Endometrioma 25 Mucinous cystadenoma 10 Cystic teratoma 11 Fibroma/thecoma/Brenner tumor 13 Leiomyoma 4 Hydrosalpinx/paratubal cyst 14 Other 8DePriest, et al. 2009 Journal of Clinical Oncology, Vol 21, No 10S marcoams - inomed
  14. 14. • Caracterização morfoestrutural – Tamanho – Forma – Componente cístico • Septos • Debrís – Componente sólido• Dopplervelocimetria marcoams - inomed – angiogênese• Ultrassonografia 3 D
  15. 15. • Identificar alterações fisiológicas• Alterações inflamatórias• Processos benignos• NEOPLASIAS MALIGNAS marcoams - inomed
  16. 16. • Determina qual a conduta – Expectante – cirurgia• Determina o tipo de cirurgia – Laparoscopia – Laparotomia• Se necessita de encaminhamento para cirurgião oncológico marcoams - inomed
  17. 17. • Análise subjetiva• Sistema de escore simples• Estatística aplicada ao escore simples• Análise de regressão logística + escore• Modelo matemático complexo  risco marcoams - inomed
  18. 18. • Padronização das descrições• Diminuição do viés inter-observador• Não implica em aumento de custos• Mantém a sensibilidade e especificidade• Aumenta o valor preditivo positivo• Diminui o risco de cirurgias desnecessárias marcoams - inomed
  19. 19. Table 6. External Validation of Morphology Scoring Systems Original Study Validation Accuracy Accuracy Source, Year Sensitivity Specificity Sensitivity Specificity Area ROC Curve Carter et al, 1988 0.62 0.95 0.93 0.21 0.69 Granberg et al, 1991 0.82 0.92 0.87 0.50 0.83 Sassone et al, 1991 1.0 0.83 0.90 0.34 0.81 Lerner et al, 1994 0.97 0.77 0.77 0.89 0.83 DePriest et al, 1994 0.89 0.70 0.90 0.69 0.90 Yamashita et al, 1997 0.85 0.78 0.60 0.81 0.72 Ferrazzi et al, 1997 0.75 0.67 0.93 0.51 0.86 Abbreviation: ROC, receiver operating characteristic. marcoams - inomedDepriest et al. 2009
  20. 20. Fatores de riscos independentes associados a malignidade FATOR RISCO Historia familiar OR 4,95 Ascite OR 4,75 Fluxo associado a papila OR 3,23 Irregularidade e paredes espessadas OR 3,13 Massa solida complexa OR 2,53 Doppler alterado OR 1,64 Componente sólido máximo 5,1% / mm até 50 mm Idade 3,3% a cada ano Diâmetro da lesão 0,8% a cada mm de aumentoTimmerman et al, -Journal of Clinical Oncology, Vol 23, No 34 , 2005: pp. 8794-8801 marcoams - inomed
  21. 21. marcoams - inomed
  22. 22. marcoams - inomed
  23. 23. marcoams - inomed
  24. 24. marcoams - inomed
  25. 25. marcoams - inomed
  26. 26. marcoams - inomed
  27. 27. marcoams - inomed
  28. 28. marcoams - inomed
  29. 29. marcoams - inomed
  30. 30. marcoams - inomed
  31. 31. marcoams - inomed
  32. 32. marcoams - inomed
  33. 33. marcoams - inomed
  34. 34. marcoams - inomed
  35. 35. marcoams - inomed
  36. 36. cistoControle anual Simples Complexo 3 a 6 cm > 6 cm Ca 125 - Ca 125 - Ca 125 + achados negativos Repetir US Repetir US 1 a 3 meses CIRURGIA 1 a 3 meses SE MODIFICOU VPP 9,8 % Depriest , et al. 2009 marcoams - inomed
  37. 37. Study No. of Characteristics Accuracy Patients Sassone et 143 Gray - scale Sensitivity, 100%; specificity 83%; PPV, 37%; al. [13] characteristics score NPV, 100% Fleischer 43 Pulsatility index Pulsatility index; sensitivity, 100%; specificity, et al. [9] 82%; PPV, 73%; NPV, 100% Fleischer 50 Color and spectral Other variables significant et al. [10] Doppler characteristics OTI [15] 244 Combined gray - scale, AUC = 0.91 with relative cancer risk assignment Doppler (0 - 99%); ovarian tumor index of > 35 - 40: 8% characteristics, and cancer likelihood; sensitivity, 96%; specificity, age 66%; PPV, 29%; NPV, 99% and ovarian tumor index of > 60 - 65: 33% cancer likelihood; sensitivity, 74%; specificity, 95%; PPV, 69%; NPV, 96% UKCTOCS 50,640 Multitechnique Sensitivity, 89%; specificity, 99%; PPV, 35%; [27] screening (ultrasound NPV, 99% and serum CA - 125) IOTA [16] 1,573 Combined gray - scale AUC = 0 0.96; pattern recognition: sensitivity, and color mapping, 90%; specificity, 88% and logistic regression: age, and other clinical sensitivity, 95%; specificity, 74% and subgroup variable s category: sensitivity, 88%, specificity 90%Note — OTI = ovarian tumor index, UKCTOCS = United Kingdom Collaborative Trial of Ovarian CancerScreening, IOTA = International Ovarian Tumor Analysis Group, PPV = positive predictive value, NPV = marcoams - inomednegative predictive value, AUC = area under receiver operating characteristic curve.
  38. 38. Patient age 54(years)Ovarian height (cm) width (cm) length (cm)volumeSassone Inner Wall WallMorphology Septa Echogenicity Structure Thicknessscale2 1 smooth thin, <3 mm none sonolucent irregularities thin, 2 thick, >3 mm low echogenicity <3 mm <3 mm not low echogenicity papillarities >3 thick, 3 applicable, with echogenic mm >3 mm mostly solid core not applicable, mixed 4 - - mostly solid echogenicity 5 - - - high echogenicityPulsatility pulsatility indexIndex OR systolic peak velocity end-diastolic velocity time-average max velocity OR avascular (pulsatility index of 3.3 will be used which is 1 SD)Vessel avascular (must be used if PI isLocation peripheral central septal avascular)Intense echoes marcoams - it Subminomed
  39. 39. x x x x x marcoams - inomed
  40. 40. • Primeiro ano• Exame clínico e pélvico 3/3 meses• CA 125• Não recomendamos Tomografia – NÃO HÁ evidencia de que o tratamento das recidivas em mulheres assintomáticas melhore a sobrevida marcoams - inomed

×