m-Payment no Brasil

2.370 visualizações

Publicada em

Apresentação com cases de mobile payment (m-payment) no Brasil e dados de mercado.

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.370
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.318
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

m-Payment no Brasil

  1. 1. Perspectivas m-Payment Brasil Março - 2013 Dani Porto @dporto daniporto@voakiwi.com.br
  2. 2. Dani Porto• 13 anos de mercado SVA• Eu Mobile• Diretoria MoMoSP• Fundadora Kiwi• Portabilidade.net
  3. 3. O que é m-Payment? “m-Payment também conhecido como mobile money, mobile wallet geralmente se referem a pagamentos realizados através de um dispositivo móvel.” Wikipedia “m-Payment é a possibilidade de realizar pagamentos por meio de dispositivos móveis de telecomunicação, como o celular”. MPF
  4. 4. Já está acontecendo no Brasil?
  5. 5. Solução com foco no mercado corporativo e permite aos funcionáriosde uma empresa, fazer pagamento de táxi através do celular.
  6. 6. Primeiro case de virtual goods no Brasil. Usuários do Habbo podemcomprar móveis ou outros produtos do hotel via SMS e o valor pagodo “produto” é descontado da conta telefonica ou dos créditos docliente.
  7. 7. É possível recarregar celulares pré-pagos através de cartão de créditopré-cadastrado. Após o cadastro, há possibilidade de fazer recargadireto no celular via URA, SMS, App.
  8. 8. É possível transferências de créditos de um celular para outro, desdeque sejam da mesma operadora. Infelizmente ainda não háinteroperabilidade entre operadoras para transferência de créditosentre operadoras distintas.
  9. 9. Lojas de aplicativos com volume de vendas na casa dos Bi.
  10. 10. No POS (Cielo) ao invés de passar o cartão de crédito,basta informar o número do celular. Em seguida, vocêrecebe um push no celular para confirmar a transação.Parceria: Banco do Brasil, Oi e a Paggo.
  11. 11. Venda de Seguros dos mais variados tipos direto no celularcom modelo de cobrança no CO-BILLING (apenas no PósPago). Com o co-billing, os tributos são menores que o deTelecom e portanto a cadeia toda se beneficia.
  12. 12. Snappin: Recém lançado, a promessa do serviço é não pegar filana saída da balada.
  13. 13. Pagamento é feito via cartão de crédito no aplicativo do Shopping Leblon.A câmera do Smartphone escaneia o tiquete do estacionamento, o quelibera a abertura da cancela sem necessidade de dirigir-se ao caixa. OShopping recebe 82 mil carros por mês.
  14. 14. PAYLEVEN GO PAYSimilares ao Square: é um serviço, onde um hardware éplugado no celular transformando-o em um POS.
  15. 15. Aplicativo para nicho voltado a profissionais liberais. Nesse casocelular vira um POS já que o aplicativo executa a mesma funçãocom a diferença de ao invés passar o cartão de crédito, o clientedigita o número do mesmo no aplicativo.
  16. 16. Há diversas categorias de m-payment
  17. 17. Tudo isso…É só a ponta do iceberg, o mercado é muito promissor.
  18. 18. VideoLançado em 2012 em parceria com a Nokia e PagSeguropermite a realização de pagamento via NFC.
  19. 19. Video
  20. 20. Mercadom-Payment: 1,3trilhão de dólaresaté 2017 de acordo comforecast da Juniper
  21. 21. E no Brasil… o mercado esta em pleno desenvolvimento ehá muitas oportunidades, principalmente para: OPERADORAS 1. Virtual Goods: pouco difundido e há grande demanda no mercado. 1. Wallet: as operadoras através da venda de Recarga já armazenam cartão de crédito de seus clientes. 2. Redução Churn: custos altos de aquisição e o mobile payment utilizado como fidelização.
  22. 22. E no Brasil… o mercado esta em pleno desenvolvimento ehá muitas oportunidades, principalmente para: NOVOS SERVIÇOS 1. Com foco no usuário e que facilite a sua vida, a exemplo dos aplicativos: Snappin e do Shopping Leblon
  23. 23. Obrigada! DANI PORTO VOA KIWI VOA!!daniporto@voakiwi.com.br www.portabilidade.net

×