Economia de energia

660 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
660
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Economia de energia

  1. 1. Economia de Energia Centro Universitário de Patos de Minas - UNIPAM{ Engenharia Química - 2°Período Douglas Müller Jean Pablo Ana Caroline Alisson Galvão
  2. 2. IntroduçãoUma das maiores se não for a maior invenções dahumanidade, a eletricidade é também um dos grandesvilões do meio ambiente, sendo a principal causa doaquecimento global que tanto vem preocupandocientistas e especialistas. Sem a eletricidade, o homemnão teria se desenvolvido, criado máquinas ouinventado novas formas de se comunicar.
  3. 3. Com 87% da sua matriz energética provenientes de hidroelétricas, o Brasil está à beira de um colapso, devido ao baixo nível dos reservatórios nas usinas do Sudeste, pois esse tipo de fonte de energia depende das chuvas. Uma saída para a crise energética no Brasil pode estar nos demais países sul-americanos. Segundo estudos do governo, as possibilidades para o suprimento de energia sul- americana poderiam incluir novas linhas de transmissão no sul do País, principalmente da Argentina, e mesmo novos acordos com os países vizinhos. A principal vantagem seria o custo relativamente reduzido dessa energia.Energia no Brasil
  4. 4. Vendas Hidro Importação Biomassa Derivados do PetróleoEnergia no Brasil
  5. 5. A elevação dos custos com energia e a falta de espaço para máquinas nas empresas colocaram os fabricantes de computadores em uma encruzilhada: quem não desenvolver equipamentos que reúnam melhor eficiência energética e maior desempenho corre o risco de perder a competitividade. Ao mesmo tempo, essas questões impulsionam a indústria de condicionamento de ar a criar novas tecnologias. A economia de espaço e a facilidade de integração aumentaram a popularidade desses servidores, mas criaram outro problema: como compartilham energia, ventilação, drives, comutadores e portas, quanto maior o número de máquinas empilhadas, maior é a quantidade de calor produzida por seus processadores. O tema é tão importante que está atraindo fabricantes de hardware para a área de condicionadores de ar como a HP, que no começo do ano lançou um sistema de controle ambiental que usa o resfriamento à água para baixar as temperaturas.Tecnologia x Energia
  6. 6. Governos, iniciativa privada e organizações sociais estão empenhados em garantir que, no futuro, a energia seja utilizada de forma mais racional. Acordos entre países, campanhas de conscientização e regras mais rígidas de certificação certamente impulsionarão o desenvolvimento de produtos de informática e eletrônicos mais eficientes no consumo energético. A partir de 20 de julho de 2007, os computadores terão de ser mais eficientes no aproveitamento da energia para obter o selo da Energy Star, entidade de proteção ambiental ligada à Agência de Proteção do Meio Ambiente (Environmental Protection Agency - EPA) e ao Departamento de Energia dos Estados Unidos.O Futuro
  7. 7. O mercado brasileiro está repleto de produtos que ajudam a reduzir o consumo de energia na empresa e em casa. As principais marcas da indústria já oferecem refrigeradores, máquinas de lavar roupa, aparelhos de ar- condicionado que são identificados para o consumidor com o selo do Procel - Programa de Combate ao Desperdício de Energia Elétrica do governo federal. O selo é concedido anualmente aos equipamentos que apresentam os melhores índices de eficiência energética e, para participar, o fabricante deve submeter seus produtos a testes específicos em laboratório idôneo, indicado pelo Procel. Com relação a computadores, monitores, servidores e periféricos de informática em geral, a maioria dos fabricantes já aderiu às normas da Energy Star, iniciativa de proteção ambiental do Departamento de Energia do governo dos Estados Unidos e da Agência de Proteção do Meio Ambiente.Mercado e Energia
  8. 8. Há dois anos, chegaram ao mercado os primeirosprocessadores com núcleo duplo, também conhecidoscomo dual-core: dois núcleos de processamentoindependentes com seus respectivos caches econtroladores colados em um único chip, que permitema execução de tarefas em paralelo. Por agilizarem ofuncionamento do computador e darem suporte avídeos de alta definição, som de qualidade evisualização 3D, esses processadores foraminicialmente vendidos como uma excelente plataformapara consumidores que desejavam utilizar maisrecursos de entretenimento em seus computadores.
  9. 9. Os aparelhos elétricos e eletrônicos estão entre os principais vilões do consumo doméstico de energia elétrica. Mas, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), é possível economizar energia e gastar menos na conta de luz no final do mês. Para isso, o consumidor precisa acabar com os desperdícios. Por exemplo, na posição inverno, o chuveiro elétrico consome 30% a mais do que na posição verão. Outras dicas são evitar banhos demorados e desligar o chuveiro quando estiver se ensaboando. Além disso, apague as lâmpadas quando os cômodos estiverem vazios e prefira lâmpadas fluorescentes compactas ou circulares, que consomem menos energia e duram mais. Também evite acender as lâmpadas no horário em que há luz natural.Como economizar
  10. 10. Tabela de consumode energia
  11. 11. Utilizar a energia com eficiência significa combater o desperdício, consumindo apenas o necessário e preservando os recursos naturais do planeta. Com pequenas mudanças nos nossos hábitos e atitudes, podemos gerar grandes resultados e contribuir para a formação de uma sociedade mais sustentável.Conclusão
  12. 12. Perguntas..??

×