Administração Geral<br />Aula 4 de 20<br />Santarém, Brasil<br />Sexta-Feira, 26 de Agosto de 2011<br />
Aula anterior<br />Tema:  Teorias Gerais da Administração (Parte 1) - Taylor, Fayol e Recursos e Comportamento  Humanos (B...
Aplicação<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />3<br />Numa empresa qualquer qual é a importância do ...
Assuntos de Hoje<br />Capítulo 3:<br />Cap. 3 Teorias Gerais da Administração (Parte 2) –(Cont.) Comportamento Humano (Beh...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (1)<br />Características Centrais<br />Comportamento Humano em qualquer situação é co...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (2)<br />Voltando a Hawthorne<br />O resultado trabalho é influenciado pelo ambiente ...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (3)<br />Liderança<br />Como se tornar chefe/líder/supervisor?<br />(Indicação) Polít...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (4)<br />Modelos de Líder de Kurt Lewin<br />Autocrático;<br />Em geral centrado na t...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (5)<br />Teorias X e Y de McGregor – TheHumansideof Enterprise<br />O Comportamento d...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (6)<br />Teoria Y;<br />O trabalho é coisa natural, inerente ao ser humano, como o la...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)<br />Modelo Gerencial de Blake e Mouton<br />Administração Geral - Fernando Monte...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)<br />Modelo Gerencial de Blake e Mouton<br />Administração Geral - Fernando Monte...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)<br />Modelo Gerencial de Blake e Mouton<br />Administração Geral - Fernando Monte...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)<br />Modelo Gerencial de Blake e Mouton<br />Administração Geral - Fernando Monte...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)<br />Modelo Gerencial de Blake e Mouton<br />Administração Geral - Fernando Monte...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (8)<br />Existem muitas outras teorias que se encaixam nessa escola, dentre elas:<br ...
Comportamento Humano ou Behaviorismo (9)<br />Herzberg ou dos dois fatores<br />Internos ou Motivacionais<br />Responsabil...
Burocracia – Escola Burocrática (1)<br />Aparece como resposta, como complemento Às duas escolas que vimos anteriormente (...
Burocracia – Escola Burocrática (2)<br />Burocracia:<br />Maneira formal de se atender às necessidades da organização dent...
Burocracia – Escola Burocrática (3)<br />Weber acreditava em 3 tipos de sociedade, destes derivam os 3 tipos de autoridade...
Burocracia – Escola Burocrática (4)<br />Problemas do modelo de Weber:<br />É algo ideal e dificilmente alcançado na reali...
Burocracia – Escola Burocrática (5)<br />Conseqüências do Sistema burocrático:<br />Decisões centralizadas causando morosi...
Escola Estruturalista (1)<br />Não é uma nova teoria, busca conciliar o formal e o informal dentro da organização e em sua...
Escola Estruturalista (2)<br />Percebeu, assim como a escola Burocrática os problemas da abordagem clássica;<br />Percebeu...
Escola Estruturalista (3)<br />Conflitos (desempenho abaixo do desejado):<br />Escola Clássica: inexistentes, empresa e em...
Escola Estruturalista (4)<br />A solução melhor para um conflito é dita “ganha-ganha”, a soluções “ganha-perde” ou “perde-...
Próxima Aula: 5 de 20Dia 2 de Setembro de 2011, Sexta-Feira- Cap. 3: Teorias Gerais da Administração (parte 3): Administra...
Bibliografia da Aula 4 (1)<br />Livros<br />BATEMAN, T. & SNELL, S. Administração Novo Cenário Competitivo. 1ª Ed., São Pa...
Bibliografia da Aula 4 (2)<br />Websites<br />Esta e todas as apresentações estão disponíveis em: slideshare.net/dodandrea...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2011 08-09 - aula 04 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 2) - comportamento humano, burocracia e estruturalista - impressão

1.033 visualizações

Publicada em

Quarta Aula do Curso de Administração Geral da faculdade de Ciencias Contábeis do IESPES em Santarém, Amazônia, Brasil.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.033
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2011 08-09 - aula 04 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 2) - comportamento humano, burocracia e estruturalista - impressão

  1. 1. Administração Geral<br />Aula 4 de 20<br />Santarém, Brasil<br />Sexta-Feira, 26 de Agosto de 2011<br />
  2. 2. Aula anterior<br />Tema: Teorias Gerais da Administração (Parte 1) - Taylor, Fayol e Recursos e Comportamento Humanos (Behaviorismo) <br />Data: Terça-Feira, 09 de Agosto de 2011<br />Pontos Principais:<br />Administração Científica (Taylorismoe Fordismo)<br />Divisão do trabalho;<br />Trabalhador vende seu tempo para o empregador;<br />Incentivo financeiro para os maiores produtores;<br />Linha de montagem (produto se move não o operário);<br />Escola Clássica<br />Estrutura organizacional<br />Divisão formal entre planejador e executor<br />Relações Humanas ou Comportamental<br />Importancia do fator social e psicológico no trabalho, homens não são máquinas<br />Piramide de Maslow – quais os problemas?<br />Pode-se ser completamente realizado?<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />2<br />Ambas enfatizam a importância da divisão de tarefas entre gestor e executor<br />
  3. 3. Aplicação<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />3<br />Numa empresa qualquer qual é a importância do ambiente de trabalho para a a obtenção de resultados?<br />E em uma fábrica (uma montadora), por exemplo?<br />Como um ambiente de trabalho ruim pode influenciar nos resultados??<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  4. 4. Assuntos de Hoje<br />Capítulo 3:<br />Cap. 3 Teorias Gerais da Administração (Parte 2) –(Cont.) Comportamento Humano (Behavioristas), Burocracia e Estruturalista<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />4<br />
  5. 5. Comportamento Humano ou Behaviorismo (1)<br />Características Centrais<br />Comportamento Humano em qualquer situação é complexo e deve ser entendido como tal;<br />O homem, em geral, sofre influência direta do ambiente;<br />O ser humano tem necessidades, por exemplo, de segurança, aprovação, afeto, auto-realização, etc. que devem ser consideradas pelos gestores de pessoas;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />5<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  6. 6. Comportamento Humano ou Behaviorismo (2)<br />Voltando a Hawthorne<br />O resultado trabalho é influenciado pelo ambiente psicológico, não só por aquele físico;<br />Maior especialização não necessariamente leva à melhor resultado;<br />Deve-se considerar a influência do conteúdo e a natureza do trabalho;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />6<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  7. 7. Comportamento Humano ou Behaviorismo (3)<br />Liderança<br />Como se tornar chefe/líder/supervisor?<br />(Indicação) Política ou conhecimento dos donos;<br />Competência técnica;<br />Ser o dono do negócio;<br />Etc.;<br />Autoritarismo x Liderança<br />Existe um ruim e um bom?<br />No exército ou na polícia, por exemplo, uma liderança não autoritária funcionaria?<br />Todos os funcionários tem realmente capacidade de decidir?<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />7<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  8. 8. Comportamento Humano ou Behaviorismo (4)<br />Modelos de Líder de Kurt Lewin<br />Autocrático;<br />Em geral centrado na tarefa;<br />Grupo superdependente e possibilidade de caos em eventos de afastamento;<br />Democrático;<br />Considerado, em grande parte dos casos, o ideal;<br />Em geral centrado nas pessoas;<br />Grupo independente, se o líder se afasta as coisas continuam fluindo;<br />Liberal (laissez-faire);<br />Nem mesmo tenta regular as ações ou busca medir os resultados;<br />Pouco opina, normalmente somente quando questioado;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />8<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  9. 9. Comportamento Humano ou Behaviorismo (5)<br />Teorias X e Y de McGregor – TheHumansideof Enterprise<br />O Comportamento do gestor é fortemente influenciado por suas idéias sobre os administrados;<br />Teoria X:<br />“O homem é avesso ao trabalho e o evitará sempre que possível”;<br />O trabalhador busca apenas recompensas salariais e afins, não está interessado em satisfação pessoal;<br />O trabalhador não tem ambição no cargo;<br />Não aceita mudanças, não tem autocontrole nem autosuficiência, não assume riscos e seus objetivos em geral são diferentes dos da organização;<br />É necessário ser enérgico senão, nada acontece;<br />A remuneração (para mais ou para menos) é a arma utilizada para fazer com que o trabalhador cumpra com os objetivos da empresa, os únicos que importam;<br />Extremo negativo (???);<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />9<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  10. 10. Comportamento Humano ou Behaviorismo (6)<br />Teoria Y;<br />O trabalho é coisa natural, inerente ao ser humano, como o lazer e o descanso;<br />Pode ser fonte de satisfação e traz consigo os bônus e ônus financeiros;<br />Comportamentos semelhantes aos da Teoria X ão são inerentes e sim derivados de experiências passadas;<br />O trabalhador quer cooperar para que a organização atinja seus objetivos;<br />O trabalhador assume responsabilidade e mais, busca por maiores responsabilidades; <br />Tem autocontrole e autodisciplina e não precisa de supervisão constante;<br />A empresa tem que ser capaz de criar as condições necessárias para que o trabalhador externalize essas características inerentes;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />10<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  11. 11. Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)<br />Modelo Gerencial de Blake e Mouton<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />11<br />1,9<br />9,9<br />alto<br />Gerente 1,1<br />Não assume responsabilidade<br />Não auxilia nem orienta<br />Não toma iniciativas<br />Não contribui com idéias<br />Só transmite ordens<br />Muito interessado em vantagens<br />Não se envolve com nada<br />5,5<br />Pessoas<br />médio<br />1,1<br />baixo<br />9,1<br />alto<br />médio<br />baixo<br />Produção<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  12. 12. Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)<br />Modelo Gerencial de Blake e Mouton<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />12<br />1,9<br />9,9<br />alto<br />Gerente 9,1<br />Não é possível conciliar produção e pessoas<br />Enfase na organização do trabalho<br />Trabalhador é só mais um recurso<br />Resultado está acima de tudo e precisa ser alcançado de qualquer maneira<br />5,5<br />Pessoas<br />médio<br />1,1<br />baixo<br />9,1<br />alto<br />médio<br />baixo<br />Produção<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  13. 13. Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)<br />Modelo Gerencial de Blake e Mouton<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />13<br />1,9<br />9,9<br />alto<br />Gerente 1,9<br />Não é possível conciliar produção e pessoas<br />É bom proteger sempre as pessoas<br />Relações humanas são o fim, não o meio<br />Resultado é algo difícil e não depende da capacidade da equipe<br />5,5<br />Pessoas<br />médio<br />1,1<br />baixo<br />9,1<br />alto<br />médio<br />baixo<br />Produção<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  14. 14. Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)<br />Modelo Gerencial de Blake e Mouton<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />14<br />1,9<br />9,9<br />alto<br />Gerente 5,5<br />Problemas são resolvidos mediante intimidação e ameaça<br />A equipe não é chamada a participar das decisões<br />Produção e pessoas não são conciliáveis<br />A comunicação com a equipe visa apenas destruir resistências e não busca participação<br />5,5<br />Pessoas<br />médio<br />1,1<br />baixo<br />9,1<br />alto<br />médio<br />baixo<br />Produção<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  15. 15. Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)<br />Modelo Gerencial de Blake e Mouton<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />15<br />1,9<br />9,9<br />alto<br />Gerente 9,9<br />Atenção simultânea a produção e às pessoas<br />O grupo colabora nas decisões<br />Organiza o trabalho<br />Escolhe o indivíduo de acordo com o desempenho, o trabalhador executa aquilo em que é melhor<br />Estimula a criatividade da equipe<br />Treina o pessoal<br />5,5<br />Pessoas<br />médio<br />1,1<br />baixo<br />9,1<br />alto<br />médio<br />baixo<br />Produção<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  16. 16. Comportamento Humano ou Behaviorismo (8)<br />Existem muitas outras teorias que se encaixam nessa escola, dentre elas:<br />Teoria das necessidades humanas<br />Teorias da motivação<br />Maslow<br />ERC de Alderfer<br />McClelland<br />De Vroom ou da Expectativa<br />Herzberg ou dos dois fatores<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />16<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  17. 17. Comportamento Humano ou Behaviorismo (9)<br />Herzberg ou dos dois fatores<br />Internos ou Motivacionais<br />Responsabilidade, reconhecimento, realização;<br />Relacionados à satisfação no trabalho;<br />São intrínsecos à pessoa e estão ligados ao cargo/função;<br />Estão sob o controle do trabalhador e tem efeitos muito maiores que os Externos;<br />Externos ou higiênicos<br />Condições de trabalho, benefícios, salário, ambiente físico, etc.;<br />Relacionados à insatisfação (quando ausentes);<br />Em geral determinados pela empresa;<br />Se bons não aumentam a satisfação, se ruins causam insatisfação;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />17<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  18. 18. Burocracia – Escola Burocrática (1)<br />Aparece como resposta, como complemento Às duas escolas que vimos anteriormente (Clássica e Behaviorista):<br />Clássica: trata da produção diretamente, sem se preocupar com o lado humano;<br />Behaviorista ou Comportamental: trata do indivíduo pouco considerando as implicações deste como recurso;<br />Ambas negligenciam a empresa como um todo, a organização em si, assim surge a escola Burocrática<br />visa organizar, através da burocracia, e com a ajuda das escolas anteriores, organizações cada vez mais complexas;<br />Max Weber é seu principal ícone;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />18<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  19. 19. Burocracia – Escola Burocrática (2)<br />Burocracia:<br />Maneira formal de se atender às necessidades da organização dentro de padrões de racionalidade e eficiência;<br />Idealmente a burocracia de Weber assim se apresenta:<br />Divisão do trabalho;<br />Hierarquia de autoridade;<br />Seleção Formal (qualificação técnica, treinamento, educação);<br />Regras e regulamentos formais (uniformidade nas ações);<br />Impessoalidade: não se distingue funcionário, regras valem para todos;<br />Orientação de carreira: gerentes não são os donos, são trabalhadores e recebem salários como qualquer outro, seguem assim suas carreiras;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />19<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  20. 20. Burocracia – Escola Burocrática (3)<br />Weber acreditava em 3 tipos de sociedade, destes derivam os 3 tipos de autoridade por ele teorizados;<br />Carismática;<br />Líder admirado;<br />Autoridade na pessoa do líder, não pode ser herdada (ditadores, por exemplo);<br />Tradicional;<br />Líder familiar;<br />Confiança na tradição de gerações;<br />Poder pode ser herdado (reis, por exemplo);<br />Legal, racional ou burocrática<br />É o tipo mais comum em organizações do tipo burocrático;<br />Os comandados o aceitam em virtude de entenderem que ele preenche os requisitos necessários para comandar;<br />A autoridade vem acompanhada de uma grande carga de responsabilidade;<br />Formalidade, impessoalidade e profissionalismo;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />20<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  21. 21. Burocracia – Escola Burocrática (4)<br />Problemas do modelo de Weber:<br />É algo ideal e dificilmente alcançado na realidade;<br />Tende-se a despersonalizar o relacionamento entre as pessoas;<br />Excesso de formalismo e papelada e conseqüente morosidade nas decisões;<br />Propensão dos trabalhadores a usarem a burocracia como escudo, problemas de atendimento:<br />“esse problema não é meu”<br />“eu só trabalho aqui”;<br />Resistência feroz à mudança;<br />Dentre outros;<br />O ABC da Burocracia;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />21<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  22. 22. Burocracia – Escola Burocrática (5)<br />Conseqüências do Sistema burocrático:<br />Decisões centralizadas causando morosidade;<br />Funcionários tendem a cumprir somente o que diz a regra, esquivam-se de decidir e causam problemas com a clientela;<br />O exterior é visto como ameaça e não como Stakeholder, a organização age em defesa própria;<br />Burocracia virou sinônimo de ineficiência;<br />Aparecimento da organização informal e consequentes conflitos;<br />A melhor forma de desburocratizar: delegar poder.<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />22<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  23. 23. Escola Estruturalista (1)<br />Não é uma nova teoria, busca conciliar o formal e o informal dentro da organização e em sua interação com o ambiente externo;<br />A escola distingue dois modos básicos de organização:<br />Racional:<br />Organização é um sistema fechado;<br />Concebido racionalmente para buscar certeza e previsibilidade;<br />Busca da Eficiência através do planejamento e controle;<br />Natural:<br />Organização é um sistema aberto;<br />Conjunto de partes interdependentes e interabrangentes que se ligam entre si e com o ambiente externo;<br />Busca sobreviver e não se tem certeza sobre seu funcionamento em virtude da influencia externa, conseqüentemente aparece a organização informal;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />23<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  24. 24. Escola Estruturalista (2)<br />Percebeu, assim como a escola Burocrática os problemas da abordagem clássica;<br />Percebeu também os problemas da escola Burocrática, em especial o surgimento das organizações informais;<br />Busca eliminar esses “buracos” através da abordagem da organização como um todo (não somente a parte formal desta);<br />Por fim esta escola considera que a empresa é apenas uma das milhares de organizações presentes na sociedade e que, portanto, deve levar em consideração as possíveis interações com esta sociedade, com as empresas e pessoas que a circundam;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />24<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  25. 25. Escola Estruturalista (3)<br />Conflitos (desempenho abaixo do desejado):<br />Escola Clássica: inexistentes, empresa e empregado tem objetivos harmônicos (não concorrentes);<br />Behaviorista: a harmonia deve ser preservada e conflitos devem ser conciliados e resolvidos;<br />Estruturalista: conflitos são os nascedouros da inovação e da melhoria, são geradores de mudança e do desenvolvimento organizacional;<br />São partes da organização;<br />Detectar erros;<br />Aprender e melhorar;<br />São úteis e podem ser construtivos;<br />Podem ser: Individuais, Intraorganizacionais ou Interorganizacionais;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />25<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  26. 26. Escola Estruturalista (4)<br />A solução melhor para um conflito é dita “ganha-ganha”, a soluções “ganha-perde” ou “perde-perde” são muito comuns porém, claramente, não são ideais;<br />Visão do cliente x Visão Departamental – quem resolve o quê?<br />Estudou organizações em geral, não só fábricas (igrejas, comércios, serviços, militares, etc.);<br />Considera-se o estruturalismo como uma fase de transição para a Escola de Sistemas;<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />26<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  27. 27. Próxima Aula: 5 de 20Dia 2 de Setembro de 2011, Sexta-Feira- Cap. 3: Teorias Gerais da Administração (parte 3): Administração Por Objetivos, Desenvolvimento Organizacional e Contingência<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />27<br />Terça,-feira 09/08/2011<br />
  28. 28. Bibliografia da Aula 4 (1)<br />Livros<br />BATEMAN, T. & SNELL, S. Administração Novo Cenário Competitivo. 1ª Ed., São Paulo, Atlas, 2006.<br />Capítulo 1<br />MOTTA, Fernando Cláudio Prestes; VASCONCELOS, Isabella Francisca Gouveia de. Teoria geral da administração. 3ª ed., São Paulo: Pioneira ThomsonLearning, 2002.<br />Capítulos de 2, 3 e 5.<br />OLIVEIRA, Djalma de Pinho de Rebouças. Teoria Geral da Administração. São Paulo, Atlas, 2008.<br />Capítulos 5, 6, 7 e 8<br />RIBEIRO, Antônio de Lima. Teorias da administração. São Paulo: Saraiva, 2004.<br />Capítulos 6 a 8.<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />28<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />
  29. 29. Bibliografia da Aula 4 (2)<br />Websites<br />Esta e todas as apresentações estão disponíveis em: slideshare.net/dodandrea<br />Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea<br />29<br />Sexta-feira, 26/08/2011<br />

×