FOTOPROTECÇÃOComo e porquê proteger a pele das radiações solares?                       Andreia Silva                     ...
Título:                                                                                              Fotoprotecção        ...
Sobre a Autora                 Andreia Silva nasceu em Lisboa em 1978.                 É licenciada em Medicina pela Facul...
Índice GeralSobre a Autora...................................................................................................
Resumo         Este manual apresenta os efeitos nocivos da radiação solar sobre a pele e as         medidas que devem ser ...
IntroduçãoA pele humana tem os seus próprios mecanismos de defesa contra as radiações solares, no entanto, umaexposição ex...
Importância da fotoprotecção1.1. Mecanismo de defesa fisiológico contra a radiação solarFotoprotecção significa protecção ...
Medidas de fotoprotecçãoAs medidas de protecção contra a radiação solar incluem peças de vestuário adequadas (chapéu de ab...
Relógio solarO relógio solar (figura 2) indica quais as horas em que há maior risco de queimadura solar, através de umcódi...
Regra da sombraRecorrendo apenas à luz do sol e à sombra criada pelo nosso próprio corpo torna-se muito fácil perceber sed...
ConclusãoQuando é ultrapassada a capacidade de defesa da pele contra a radiação solar, através da produção demelanina e do...
Referências BibliográficasAPCC - Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo. (2010). Disponível em http://www.apcc.online.pt/...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Manual de fotoprotecção

1.429 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.429
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual de fotoprotecção

  1. 1. FOTOPROTECÇÃOComo e porquê proteger a pele das radiações solares? Andreia Silva Julho 2011 Versão 1.0
  2. 2. Título: Fotoprotecção Autor: Andreia Silva djamoila@hotmail.com Editor: Colégio de Medicina Geral e Familiar Rua Um, n.º11, r/C Esq.º 2835-502 Barreiro Edição: Julho 2011 Versão 1.0 Palavras-chave: Fotoprotecção, Relógio solar, Regra da sombra Imagem da Capa: Dizzy Duckling Diary - sun, sun and sun Agradecimentos:O autor agradece à Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo - APCC pelo material disponibilizado para arealização deste manual, bem como a todos os que colaboraram na sua elaboração. Copyright: Copyright de Colégio de Medicina Geral e Familiar Este documento foi elaborado como complemento à sessão de formação com o tema “Fotoprotecção” do Curso Básico de Dermatologia. Pode ser usado livremente e fotocopiado, desde que seja mencionada a fonte. Como citar este documento: Silva, A. (2011). Fotoprotecção. Versão 1.0. disponível em http://www.slideshare.net/djamoila/manual-de-fotoproteco-8576953 2
  3. 3. Sobre a Autora Andreia Silva nasceu em Lisboa em 1978. É licenciada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. É actualmente médica interna do Internato Médico de Medicina Geral e Familiar no Centro de Saúde de Vendas Novas e colaboradora em regime de voluntariado na Associação Clínica FRATER. 3
  4. 4. Índice GeralSobre a Autora.......................................................................................................3Resumo.................................................................................................................5Introdução.............................................................................................................6Importância da fotoprotecção...................................................................................7 1.1. Mecanismo de defesa fisiológico contra a radiação solar.....................................7 1.2. Efeitos nocivos da radiação solar na pele..........................................................7Medidas de fotoprotecção........................................................................................8Relógio solar..........................................................................................................9Regra da sombra..................................................................................................10Conclusão............................................................................................................11Referências Bibliográficas.......................................................................................12Leituras Recomendadas.........................................................................................12 Índice de FigurasFigura 1 – Envelhecimento cutâneo...........................................................................7Figura 2 – Relógio solar...........................................................................................9Figura 3 – Sombra de crianças na praia...................................................................10 4
  5. 5. Resumo Este manual apresenta os efeitos nocivos da radiação solar sobre a pele e as medidas que devem ser adoptadas para evitar esses efeitos, dando dois exemplos de ferramentas úteis e fáceis de utilizar no quotidiano, que permitem perceber quais as horas em que a exposição ao sol é perigosa. Destinado a todos os que tenham interesse em aprofundar conhecimentos nesta temática, este manual pretende ser um suporte teórico da aprendizagem do formando durante a formação e um instrumento de apoio diário. 5
  6. 6. IntroduçãoA pele humana tem os seus próprios mecanismos de defesa contra as radiações solares, no entanto, umaexposição excessiva ao sol, sem a adopção de medidas preventivas, pode ser causa de envelhecimento cutâneoprecoce e cancro cutâneo.Cada vez mais as pessoas aderem a actividades realizadas ao ar livre, sejam em lazer ou desportivas. Éimportante que estejam alerta para os riscos das radiações solares e que saibam como se proteger.As medidas de fotoprotecção, o relógio solar e a regra da sombra são ferramentas acessíveis a todos,económicas e essenciais na prevenção de lesões cutâneas graves, em particular nas crianças, cuja pele é maissensível. Por esse motivo se torna importante o conhecimento de algumas regras, fáceis de aprender e quedevem ser cumpridas, com benefício para a saúde da pele, do corpo e logo, da mente.No primeiro capítulo deste manual vamos perceber qual o mecanismo de defesa fisiológico contra as radiaçõessolares e quais as consequências possíveis da exposição solar excessiva. No segundo capítulo faz-se umadescrição das principais medidas de protecção solar. No terceiro capítulo é apresentado e explicado o esquemade cores do relógio solar. No quarto capítulo é explicada a regra da sombra e a sua aplicação prática. 6
  7. 7. Importância da fotoprotecção1.1. Mecanismo de defesa fisiológico contra a radiação solarFotoprotecção significa protecção contra a luz, neste caso, a luz do sol sob a forma de radiação solar.A pele tem o seu próprio mecanismo de defesa contra as radiações solares. Na epiderme, que é a camada maissuperficial da pele, existem os melanócitos que são células que produzem melanina, uma substânciaacastanhada que funciona como uma película protectora das células e que confere um tom mais escuro à pele.Além disso a pele torna-se mais espessa devido a uma maior proliferação celular. E isto é o habitualmente sechama “bronzeado” (APCC, 2010).1.2. Efeitos nocivos da radiação solar na peleUm dos efeitos da exposição excessiva ao sol é o fotoenvelhecimento, ou seja, o envelhecimento precoce dapele pela exposição contínua às radiações solares, na figura 1 é visível o envelhecimento da pele das mãosmuito expostas ao sol, que contrasta com a pele das pernas, mais protegidas ao longo da vida.Além disso, podem surgir lesões pré-malignas que podem originar cancro de pele, que é o efeito mais grave dosol.Segundo a APCC, surgem em Portugal por ano 10.000 novos casos de cancro de pele, e destes cerca de 1000serão melanomas, que é a forma mais grave e mortífera de cancro de pele (APCC, 2010). Figura 1 – Envelhecimento cutâneo Fonte: Dermatologia, 2011 7
  8. 8. Medidas de fotoprotecçãoAs medidas de protecção contra a radiação solar incluem peças de vestuário adequadas (chapéu de abas largas,t-shirt ou camisola de cor escura, não porosa e que proteja o decote e braços, calções ou calças), óculos de solcom filtro contra radiações ultravioleta, guarda-sol ou zona com sombra proporcionada por árvores ou edifíciose a utilização de um protector solar adequado.Além destas medidas, é importante a ingestão adequada de água para prevenir desidratação e, principalmente,evitar a exposição solar excessiva e nas horas do dia em que há maior perigo de queimadura. (APCC, 2010) 8
  9. 9. Relógio solarO relógio solar (figura 2) indica quais as horas em que há maior risco de queimadura solar, através de umcódigo de cores em que o vermelho representa as horas em que o risco de queimadura cutânea é muitoelevado, entre as 12 e as 16 horas, o laranja corresponde a um risco elevado, entre as 11 e as 12 e as 16 e as 17horas, o amarelo corresponde a um risco médio, entre as 10 e as 11 e as 17 e as 18 horas, e a cor verde quecorresponde a um risco mínimo, das 8 às 10 e das 18 às 21 horas, sendo estas últimas as horas mais seguraspara a exposição solar (APCC, 2010). Figura 2 – Relógio solar Fonte: Desenvolvimento Infantil, 2010 9
  10. 10. Regra da sombraRecorrendo apenas à luz do sol e à sombra criada pelo nosso próprio corpo torna-se muito fácil perceber sedeterminada hora é adequada ou não há exposição solar: − Quando a sombra é menor que o comprimento do corpo, é perigoso estar ao sol; − Quando a sombra é do mesmo comprimento que o nosso corpo, é arriscado estar ao sol; − Quando a sombra é maior que o comprimento do nosso corpo, é seguro estar ao sol, como se pode observar na figura 3.Esta é uma regra fácil de perceber e de aplicar, sem qualquer custo, sendo um modo fácil e divertido de ensinaras crianças a serem responsáveis pela sua segurança, protegendo-se do sol nas horas perigosas (APCC, 2010). Figura 3 – Sombra de crianças na praia Fonte: Ted Mase, 2011 10
  11. 11. ConclusãoQuando é ultrapassada a capacidade de defesa da pele contra a radiação solar, através da produção demelanina e do espessamento cutâneo, o excesso de exposição solar leva a envelhecimento cutâneo precoce eaumenta a probabilidade de desenvolvimento de cancro cutâneo, ocorrendo cerca de 10.000 casos por ano emPortugal. O melanoma, o tipo mais grave de cancro cutâneo afecta cerca de 1000 portugueses por ano.Por este motivo é importante que a população esteja alerta para os riscos das radiações solares e que saibacomo se proteger, em todas as actividades ao ar livre, sejam de lazer, profissionais ou desportivas.As medidas de fotoprotecção incluem vestuário e protectores solares, mas é também importante ingerir águapara evitar desidratação e não esquecer que há horas em que o risco de queimadura solar é elevado.O relógio solar e a regra da sombra são formas simples de identificar as horas mais adequadas à exposiçãosolar, fáceis de usar e de ensinar, por exemplo, às crianças, cuja pele sensível urge proteger.Pelas graves consequências possíveis do efeito cumulativo da radiação solar sobre a pele é importante protegê-la desde o nascimento, para garantir uma pele bonita e saudável no futuro. 11
  12. 12. Referências BibliográficasAPCC - Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo. (2010). Disponível em http://www.apcc.online.pt/APCC - Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo. (2010). IOL - Cuidado: o sol está a queimar disponível emhttp://www.apcc.online.pt/Dermatologia. (2011). A pele e o sol – fotoenvelhecimento disponível emhttp://www.dermatologia.net/neo/base/estetica/est_fotoenv.htmlDesenvolvimento infantil. (2010). Com a chegada do sol, medidas de foto protecção! III – Relógio solar disponívelem http://desenvolvimento-infantil.blogspot.com/ 2010/04/com-chegada-do-sol-medidas-de-foto_10.htmlDizzy Duckling Diary. (2011). Sun sun & sun - sunarrob disponível emhttp://dizzyducklingdiary.blogspot.com/2011/06/sun-sun-sun.htmlTed Mase. (2011). Photojournalism- girls-beach-shadow disponível em http://tedmase.photoshelter.com/gallery-image/Photojournalism/G0000.l54.a3w6as/I0000eQIf0genM.cLeituras RecomendadasAPCC - Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo. (2010). Disponível em http://www.apcc.online.pt/ 12

×