Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
Edição Online Para Um Milhão e Oitocentos Mil Leitores
Zona Sul, Oceânica e Cen...
Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
2
Cultura
Paulo Roberto Cecchetti prcecchetti@ig.com.br
annaperet@gmail.com
DIZ...
Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
3
Documento
dizjornal@hotmail.com
Edição na internet para Hum milhão e 800 mil ...
Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
4
Informes
Expediente
Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
R Otavio Carneiro 143/70...
Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
5
InternetLaio Brenner - dizjornal@hotmail.com
Compartilho, Logo sou Remunerado...
Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
6
Edgard Fonseca
edgard.fonseca22@hotmail.com
Edição na internet para Hum milhã...
Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
7
Edição na internet para Hum milhão e 800 mil leitores
N
uma reunião convocada...
Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
8
Renda Fina
Aniversariantes da Edição
Marina Diuana Martins Elizabeth Cristina...
Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
9
Conexões
erialencar.arte@gmail.com
E! Games
dizjornal@hotmail.com
Jêronimo Fa...
Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
10
Fernando Mello - fmelloadv@gmail.com
Fernando de Farias Mello
ATENÇÃO PARAA ...
Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
Pela Cidade
11
Edição na internet para Hum milhão e 800 mil leitores
Imersão em...
Niterói
07/11 a 14/11/15
www.dizjornal.com
Em Foco
12
Edição na internet para Hum milhão e 800 mil leitores
Ultrassonograf...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dizjornal140

135 visualizações

Publicada em

Edição 140 Diz Jornal

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
135
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dizjornal140

  1. 1. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com Edição Online Para Um Milhão e Oitocentos Mil Leitores Zona Sul, Oceânica e Centro de Niterói16 Mil Exemplares Impressos D or Riret esponsável: Edgard Fonseca Circula por 15 dias ChayenneCarvalho–belezaLorenaGomesdoPauloRobbert–produçãoRayanneMarinho–Foto:JulioCerino 1ª Quinzena Nº 140 de Novembro Ano 08 de 2015 Diz: Todo Mundo Gosta Página 03 Empréstimos e Inverdades Tiro Pela Página 06 Culatra
  2. 2. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com 2 Cultura Paulo Roberto Cecchetti prcecchetti@ig.com.br annaperet@gmail.com DIZ pra mim... (que eu conto) Anna Carolina Peret Edição na internet para Hum milhão e 800 mil leitores Cara a Tapa Anuncio Módulo 1A ANUNCIE AQUI R$ 200,00 Por inserção ou 12 inserções por R$ 1.080,00 em 6 mensais de R$ 360,00 EDITORA DizDiz3628-0552 • 3628-5252 www.dizjornal.com Edição de Livros sem Custo Gosto muito de nutrir expectativas ci- nematográficas. O que é isso? Bem... Pra mim, é acompanhar, esperar, tor- cer e elucubrar sobre o que, possivelmente, irá acontecer. Tem gente que faz isso com o futuro e recorre à astrologia. Tem gente que faz isso com o clima, e não tira a TV do canal do tempo. Tem inclusive aqueles que fazem isso com esportes, e ficam discutindo horas sobre o que os treinadores devem ou não fa- zer para ganhar determinada partida. Enfim, cada um nutre, dentro de si, uma expectati- va, uma ansiedade, um desejo misturado com curiosidade. E, muitas vezes, esse ímpeto tor- na-se quase uma obsessão. Um fanatismo! No meu caso, admito: é paixão, desejo, loucura pelo cinema! Estou acompanhando, por exemplo, o desen- rolar da escalação do elenco para um filme em que Jacqueline Kennedy, ex-primeira dama dos Estados Unidos, será interpretada por ninguém menos que Natalie Portman. É ou não é para ficar entusiasmado? Bem, a meu ver, é! Ok, eu sei que parece um pouco de exagero, afinal, o filme tem previsão de estreia para 2017. Mas e daí? Imaginem só: “Jackie” – provável título do drama – acompanhará Ja- cqueline Kennedy nos quatro dias posteriores a morte do então presidente John Kennedy, em 1963, assassinado enquanto passeava em carro aberto em campanha para reeleição. Se a escalação de Portman foi perfeita, a do ator que dará vida a também foi. Peter Sar- sgaard, ator conhe- cido por trabalhos como “Meninos Não Choram”, “O Preço de uma Ver- dade” e “Soldado Anônimo” foi mui- to bem escolhido! O longa-metragem terá a direção do cineasta chileno Pa- blo Larraín, que já mostrou talento em “No” e “O Clube”. Perdoem-me, meus amigos, mas não consigo negar mi- nha ansiedade! E para quem foi criança de verdade, há mais um filme para “fazer so- nhar”... Eu sou fã da Mulher Maravilha e sem- pre desejei vê-la bem representada nas telo- nas. Creio que chegou a hora! Mais uma vez, ainda vai demorar um pouco, mas nem tanto! A atriz Gal Gadot, famosa por suas participa- ções na série “Velozes e Furiosos” ganhou a disputa e interpretará a heroína. A previsão do filme solo da personagem é também para 2017. Inclusive, há rumores de que Chris Pine dará vida a Steve Trevor, interesse amo- roso da protagonista, e que Eva Green será uma das vilãs do longa. Parece bacana, certo? Fico ainda mais empolgada quando descubro que será a diretora Patty Jenkins que orques- trará a produção. Jenkins dirigiu um dos meus filmes prediletos: “Monster: Desejo Assassi- no”! Creio que ela fará um excelente traba- lho. E eu ainda tenho mais uma boa notícia: para quem quer ter uma ideia de como será a Mulher Maravilha de Gal Gadot, ela fará sua estreia no cinema em “Batman Vs Superman - A Origem da Justiça”, que chega aos cinemas no dia 24 de março de 2016. Não está nem tão longe assim, né? É correr e conferir! Pois continuo aqui meu ques- tionamento: será que espero demais do futuro? Entusias- mo-me desmedidamente com o amanhã? Talvez! Tenho per- cebido que, quanto mais nos empolgamos com o devir, mais podemos nos frustrar. Em ge- ral, é isso que acontece. A sensata escritora Martha Me- deiros afirma que “excesso de expectativa é o caminho mais curto para a frustração”. Con- tudo, eu vejo algo preocupan- te nesta constatação: e quan- do a expectativa é o que nos move? Quando é ela que nos faz seguir, sonhar e persistir? O que seria de nós, humanos, se não tivésse- mos o direito de sonhar com possibilidades infinitas, transpondo barreiras, realizando o impossível? Sim, a frustração é uma possibi- lidade sempre recorrente. Entretanto, quem nunca tenta, idealiza, deseja, imagina, jamais saberá se vai dar certo ou não, não é mes- mo? Prefiro dar a “cara a tapa” e continuar sonhando! Boa semana! - A artista plástica Rosa Stalleikem regressa de Paris e Nova Iorque, onde participou, respectivamente, da mostra “Diversité de L’art contempo- rain international”, na Galeria Artitu- de, e da exposição “Vive la France...I love NY”, na Saphira & Ventura Gal- lery; e vem expor “4 Artes”, na Ga- leria Marly Faro, em Ipanema, Rio de Janeiro. Vernissage acontece dia 08 de novembro, domingo, às 19 horas. - A Aliança Francesa de Niterói/AFN (Rua Lopes Trovão, nº 52 - 2º andar - Icaraí) promove a exposição fotográfica “Caminhos, Lugares e Jeitos”, de Eunice Vasques. Visitação gratuita até 14 de novembro. - Vem aí o 4º Salão de Artes Visuais, edição 2016, organi- zado pela Aliança Francesa Niterói e pelo Instituto Cultural Germânico. Visitação até 30 de novembro. Mais informa- ções para inscrição on line no site: www.afniteroi.com.br - O Grupo Nuance (Neide, Gracinha, Marly e Aparecida) comemorando 30 anos declamando ótima poesia! - Nestes 07 de novembro a turma do ginásio do Instituto ABEL, ano 1964, faz 51 anos. Vai ter um almoço de ade- são (Churrasco a partir das 11 horas) na casa do João Batis- ta Vasconcellos Torres Filho. Já marcaram presença Marcos Vaz, Antonio Puhl, Vicente Cecchetti, Humberto Hipoll, Giminez, Ernesto Guadelupe e Paulo Decnop. - Sucesso de público a exposição “Primavera na Praça” com poesias, haicais e crônicas dos integrantes do movi- mento cultural “Escrito- res ao ar Livro”. Na foto, Sergio Caldieri, Belvedere Bruno, Edgard Fonseca, P.R.Cecchetti e Marcia Pes- sanha. - O espaço ICG Icaraí (Av. Sete de Setembro, nº 131 - Icaraí) apresenta a exposição “Mil ve- zes Papel”, de Mar- cia Krone, Visitação gratuita até 28 de novembro, 2ª a 6ª, das 15 às 20 horas; Sáb., das 11 às 16 horas. (foto 3).
  3. 3. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com 3 Documento dizjornal@hotmail.com Edição na internet para Hum milhão e 800 mil leitores Empréstimos e Inverdades: A Explosão Virá! O Município de Niterói vive uma situação dramática do ponto de vista econômico e financeiro. Vive um “quadro de aparência de prosperidade”, muita propaganda e anúncios enganosos que dizem que tudo vai muito bem, enquanto nos postos de saúde faltam medicamentos básicos, escolas são anunciadas como perfeitas e integrais, enquanto a população mais humilde protesta pela ausência do mínimo para sobrevivência. Falta tudo, enquanto propaga-se uma aura de prosperidade e de qualidade de vida inexistente. O único propósito é eleitoral. Engana-se com baixos propósitos para objetivos pessoais e de forma inescrupulosa. Uma bolha que quan- do estourar será pior do que fez a presidente da República: o diabo para se eleger e o diabo disponível para o povo. E que se dane! Perguntamos ao vereador Bruno Lessa, um dos quatro vereadores de oposição em Niterói, para que saibamos minimamente o que nos espera. Vereador Bruno Lessa Diz: Como vês o atual plano de endivida- mento da Prefeitura de Niterói? Rodrigo Neves ao assumir a prefeitura pro- pagou a ideia de que o município estava amplamente endividado e que isso o impos- sibilitava de assumir novos investimentos. No início da gestão todo problema ou falha se devia a suposta dívida herdada. Surpre- endentemente, cinco meses depois, iniciou uma série de tomadas de empréstimos que parecem não ter fim. A mais recente, uma tentativa de captar 170 milhões de dóla- res junto ao BID. No total o governo já contraiu cerca de 840 milhões de reais em empréstimos. Caso o novo empréstimo jun- to ao BID se concretize e com o valor do dólar em um patamar de R$ 4,00 a dívi- da total do município, contraída apenas na atual gestão chegará a pouco mais de 1,5 bilhão. É um absurdo que um governo, em menos de 4 anos, esgote 70% da capaci- dade de investimento do município. Com este grande volume de empréstimos a pre- feitura pode inviabilizar a saúde financeira da cidade nos próximos anos. Essa é uma conta gigantesca que ficará para as próxi- mas gestões. Quando o município começar a pagar todos esses empréstimos com juros e encargos o impacto no orçamento será enorme. Outro agravante é a falta de trans- parência em alguns desses financiamen- tos. Por exemplo: a Câmara de Vereadores aprovou no ano passado em uma sessão extraordinária, sob protestos da oposição, um empréstimo de 100 milhões de dólares junto a Corporação Andina de Fomento - CAF. Não houve sequer uma audiência pú- blica para discutir com a população quais seriam os investimentos gerados por esses recursos. Temos um governo extremamente incha- do. Atualmente a Prefeitura conta com 47 secretarias, ou estruturas com “status de secretaria”. Uma aberração! Eu achava que era impossível superar os 39 ministérios dos governos Lula/Dilma, mas a gestão pe- tista em Niterói se superou. Além disso, o prefeito recriou mais de 1.100 cargos co- missionados. Não é isso que a população quer ver. Não se pode contrair diversos em- préstimos sem destinação clara e manter 47 secretarias! É uma irresponsabilidade. Diz: Qual é a correlação real entre estes empréstimos milionários com a execução destas obras anunciadas? Não há um super- dimensionamento em tudo isso? O marketing é o forte do governo petis- ta. No ano passado, foram gastos R$16,5 milhões com propaganda e este ano há a previsão orçamentária de mais 15 milhões de reais com esse fim. Isso é o governo do PT. Tudo megalômano. Muita fala e pouca ação. O anúncio das obras ganha propor- ções imensas e quem apenas acompanha esse lado, acredita que tudo está indo bem. Existem projetos isolados, mas do ponto de vista da mobilidade urbana, por exemplo, falta um planejamento estrutural da cidade. Diz: Estamos no terceiro ano do mandato do atual prefeito. Até o momento, muito poucas obras foram concluídas, e algumas, matematicamente não haverá tempo sufi- ciente para conclusão. Como avalias este quadro? E este dinheiro todo? Ficará para o último ano de mandato para fazer “proe- zas” e obras concluídas a “toque de caixa”? Como digo sempre, a Prefeitura peca no planejamento. Parece que primeiro toma os empréstimos para só então pensar o que fazer com o recurso. E, grande parte dis- so, é também responsabilidade do Legisla- tivo que aprova todos os empréstimos sem discutir a fundo essas questões, ignorando diversos questionamentos que fazemos na Câmara. A cidade necessita de políticas de estado e não apenas de governo. Por isso o planejamento é tão importante. O que não podemos permitir é que haja um “festival” de inaugurações de obras incompletas em ano eleitoral, com o intuito de angariar vo- tos. Diz: O prefeito teve três anos para realizar obras. Além do prédio do CISP, e pequenas intervenções como a pista de skate, algu- mas contenções de encostas… Nada fez. Como é que no último ano vai realizar tudo prometido? Acredito que o governo utilizará diversos meios para tentar ludibriar a população. Como já temos visto desde o início do man- dato, as inúmeras propagandas na grande mídia em horário nobre, jornais de grande circulação, informativos próprios etc. A Prefeitura gastou até hoje dezenas de mi- lhões com empresas de publicidade. O ob- jetivo de todo esse investimento é ludibriar a população. Criar uma cidade fictícia onde tudo parece perfeito. É revoltante com tantas demandas na cidade, gastar essa quantia com propaganda...Fiz, inclusive, uma representação no Ministério Público para que a Prefeitura explique esse gasto milionário. Diz: Existe alguma chance, juridicamente falando, de impedir este desastre do endi- vidamento sem proveito objetivo? Tenho discutido a exaustão as questões relativas aos empréstimos na Câmara. Ou- tros vereadores, como Paulo Eduardo Go- mes, também tem buscado debater esse assunto. Infelizmente somos minoria. Pou- co, além do nosso voto contra os emprés- timos, podemos fazer. O que é necessário nesse momento é uma mobilização da população para tentar frear esse endivida- mento todo que a atual gestão propõe. A população precisa pressionar o Legislativo e o Executivo. É fundamental termos a consciência do quanto é importante a saúde financeira do Município. Vivemos em nosso país um grave momento de crise econômica. Pre- cisamos de um governo austero e não de empréstimos sem fim e inexplicáveis. Atu- almente, a cidade gasta muito pouco com o pagamento de empréstimos, mas daqui a alguns anos o valor pago de amortização e juros vai aumentar bruscamente e Niterói não está preparada para pagar essa conta.
  4. 4. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com 4 Informes Expediente Edgard Fonseca Comunicação Ltda. R Otavio Carneiro 143/704 - Niterói/RJ. Diretor/Editor: Edgard Fonseca Registro Profíssional MT 29931/RJ Distribuição, circulação e logística: Ernesto Guadelupe Diagramação: Eri Alencar Impressão: Tribuna | Tiragem 16.000 exemplares Redação do Diz R. Cônsul Francisco Cruz, nº 3 Centro - Niterói, RJ - Tel: 3628-0552 |9613-8634 CEP 24.020-270 dizjornal@hotmail.com www.dizjornal.com Os artigos assinados são de integral e absoluta responsabilidade dos autores. D! Nutrição clara.petrucci@dizjornal.com | Instagram: Clara PetrucciEdição na internet para Hum milhão e 800 mil leitores Distribuidora Guadalupe 25 Anos de bons serviços Jornais Alternativos - Revistas - Folhetos - Encartes Demonstração de Placas Sinalizadoras Entrega de Encomendas e Entregas Seletivas Niterói - Rio de Janeiro - São Gonçalo - Itaboraí - Magé - Rio Bonito - Maricá - Macaé eguada@ar.microlink.com.br guada@ar.microlink.com.br 99625-5929 | 98111-0289 3027-3281 | 2711-0386 (sec.elet. 7867-9235 ID 10*73448 DG Por que você não tem o abdômen dos sonhos? O s gostos por tipos de abdômen são bem amplos; tem gente que gosta dele tanquinho, com gomi- nhos, outros apenas a barriga reta, outros a barriga "negativa" e alguns, apenas que não fique evidente na roupa. O gosto pode va- riar, mas que todo mundo sonha e poucos conseguem, isso é verdade. Tem muita gente que me procura apenas com o objetivo da barriga "sarada". Diz que já fez de tudo, dieta, tratamento estético, academia e nem assim a coisa funciona. A primeira coisa a ser levada em conta é: qual o seu objetivo? Como chegar até ele? Resolvo sozinho? Existem protocolos que funcionam com uma pessoa e que não funciona com outra, por isso a individualidade deve ser muito bem observada. Exemplo: seu amigo está indo à academia, ao nutricionista, fazendo aeróbico em jejum e está conseguindo alcançar seus objetivos; então ele te fala superficialmente o que está comendo e o que está fazendo; e você re- solve fazer igual, porém nada acontece. O motivo é que aquilo que foi prescrito para o seu amigo, não é pra você! E como já falei do aeróbico em jejum, se não for acompanhado de uma dieta adequada você irá catabolizar músculo e não perderá a da- nada da "pochete". Outro erro comum é achar que fazer abdo- minal vai te dar um abdômen "trincado ". O abdominal é importante sim, mas se não for associado ao aeróbico e dieta, a única coisa que vai acontecer é uma barriga estufada, com uma camada de gordura por cima. Se você quer chegar ao seu objetivo, não será pelo caminho mais fácil, nem pelo tex- to do Instagram famoso que você irá conse- guir, e sim buscando profissionais capacita- dos! Verão tá aí, mas ainda dá tempo! Eleição na AFAT Nesta semana ocorreu a elei- ção da AFAT – Associação Fluminense dos Advogados Tra- balhistas, que é o maior órgão representativo dos trabalhistas. O advogado Marcelo Cruz, ree- legeu-se numa chapa por única. Para valorizar a eleição, a Cha- pa 222, encabeçada por Claudio Vianna, votou em peso, conside- rando que nesta eleição o voto é facultativo. Estima-se que 75% dos votos recebidos vieram via Claudio Vianna. O mais curioso é que nesta elei- ção disputada pela OAB-Niterói, teve quem dissesse que havia uma contradição por parte do candidato Claudio Vianna, em apoiar Marcelo Cruz e Felipe Santa Cruz, por serem can- didatos à reeleição. A Chapa do Claudio defende renovação, mas, nestes casos, não há perpetuação de mandato. O Felipe Santa Cruz, é candidato a um segundo mandato e já se comprometeu publicamente não tentar mais outra reeleição, o Marcelo era “candidato único”. Socorro para o Antônio Pedro ASecretaria de Estado de Saúde doa mais de 60 mil itens de insumos hospitalares para o Hospital Universitário Antônio Pe- dro, em Niterói. A doa- ção reúne uma lista de 30 tipos de materiais diferen- tes e perfaz a soma mais de R$ 77 mil. No lote estão incluídos seringas, bisturis, agulhas, sondas, luvas e aventais para que a unidade possa ser reaberta. -O Antônio Pedro é um hospital muito importante para a região e a secretaria já faz regu- larmente alguns repasses para a unidade através do município de Niterói, no Programa de Apoio às UTIs. Mas a gente entende que nesse momento de crise, todo mundo tem que se ajudar. Ao longo do ano nós estamos nos reunindo com a direção, disponibilizando ser- vidores e auxiliando no que pode - disse o secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto. Para se ter uma ideia do reforço de materiais para o hospital, só de aventais descartáveis foram repassadas três mil unidades. No total, também foram doadas 12 mil seringas des- cartáveis, mil eletrodos de monitor cardíaco e 7 mil compressas de gaze. O diretor da unidade, Tarcísio Rivello, comemorou o repasse feito pela SES. A secretaria nos atendeu em praticamente todos os itens que pedimos. Foi uma grande ajuda, real - afirmou Rivello. Marcelo Cruz e Claudio Vianna Felipe Peixoto e Tarcísio Rivello
  5. 5. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com 5 InternetLaio Brenner - dizjornal@hotmail.com Compartilho, Logo sou Remunerado! Já pensou se o facebook pagasse para os usuários realizar postagens. Pois bem, o que pra muitos é di- fícil até de acreditar já existe e possui mais 4.5 milhões de usuários que “recebem” para realizar postagens e divulgar a rede social. Trata-se do Tsu, uma rede social criada em outubro de 2014 apenas para quem é convidado. Ela recompensa os usuários por sua atividade. De acordo com a descrição da rede social, usar o Tsu “não tem quase nada de di- ferente do que você já faz em outras plataformas hoje”. É possível compartilhar fo- tos, vídeos e outros tipos de conteúdo para seus amigos e seguidores. Como no Face- book, existe uma timeline e a possibilidade de definir com quem você deseja compartilhar: amigos, amigos de amigos, público geral. ORAÇÃOASANTO EXPEDITO Festa 19 de abril. Comemora-se todo dia 19 Se vc. está com algum , precisa de , peça a Santo Expedito. Ele é o Santo dos Negócios que precisam de pronta solução e cuja invocação nunca é tardia. Problema Difícil e aparentemente sem Solução Ajuda Urgente ORAÇÃO Obrigado. : Meu Santo Expedito da Causas Justas e Urgentes, socorrei-me nesta hora de aflição e desespero. Intercedei junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo! Vós que sois o Santo dos Aflitos, Vós que sois o Santo das Causas Urgentes, protegei-me, ajudai-me, Dai-me Força, Coragem e Serenidade. Atendei o meu pedido: (fazer o pedido) Ajudai-me a superar estas Horas Difíceis, protegei-me de todos que possam me prejudicar; Protegei minha família, atendei o meu pedido com urgência. Devolvei-me a Paz a Tranqüilidade Serei grato pelo resto da minha vida e levarei seu nome a todos que têm fé. Rezar 1 Padre Nosso,1 Ave Maria e Fazer o sinal da cruz. “para que os pedidos sejam atendidos é necessário que sejam justos”. Agradeço a Santo Expedito a Graça Alcançada.Santo Expedito Dr. Helder Machado Urologia Tratamentode Cálculo Renal a Raio Laser Rua Dr. Celestino, 26 Centro - Niterói. Tels:2620-2084 /2613-1747 Clínica Atendemos UNIMED eParticular Atendimento 24H pelo tels: 8840-0001e9956-1620 Segundo o site, eles dão 90% do que é arrecadado com anúncios para os usuários. Em troca, o Tsu pede que o conteúdo criado seja publicado primei- ro por lá. Quem indica novos cadastra- dos também tem direito a recompensas. Existe uma fórmula “secreta” e com muitas variáveis. Dos U$ 100 de recei- ta, US$ 90 são divididos pelos usuários. Se quatro deles com- partilham o conteúdo, a divisão fica assim: o criador do conteú- do original recebe 50% dos res- tantes US$ 90. O primeiro usuá- rio a compartilhar obtém 33,3%. Quem compartilha em segundo grau recebe 11,1%. Neste caso, US $ 9,99. O compartilhamento em terceiro grau gera 3,70%. Os usuários podem transferir os fundos para o “banco” de seus amigos, para a caridade ou para outros membros do Tsu. Eles só têm direito a receber um cheque com o valor do que arrecadaram quando batem a marca de US$ 100. Pode não parecer muito, mas é uma opção de ganhar algum extra nos tempos da atual crise econômica que vivemos, e afinal não custa nada experimentar. Inté!
  6. 6. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com 6 Edgard Fonseca edgard.fonseca22@hotmail.com Edição na internet para Hum milhão e 800 mil leitores H istoricamente as transformações se processam a partir da união de forças. Nos conflitos de ideologia e até mesmo nas guerras, a vitória se deve a estratégias bem montadas, negociadas com aliados, todos em direção ao mes- mo objetivo. Quem não conhece a velha máxima do “dividir para reinar?” Por que os governos autoritários e ineficientes se perpetuam? (ou pelo menos ficam tem- po demais, e promovem estragos). Por incompetência das oposições! Invaria- velmente desunidas e ávidas pelo poder e sem a percepção que sozinhas jamais vencerão. Estamos assistindo uma das eleições mais acirradas e com grande peso emocional na OAB de Niterói, de todos os tempos. E muitos se perguntam a razão de tanto embate e interesse. Simplesmente, a sub- seção de Niterói é a maior de todo país. Para quem não sabe, a OAB de Niterói está no poder nos últimos três manda- tos, na mão do mesmo grupo e com uma característica de presidência autoritária, onde somente os “comandados” mais próximos ao presidente ainda se movem com vagar. Definitivamente, está na hora da mudan- ça, de novas vozes, novos ares e com uma representatividade voltada para a classe. Afinal é de um órgão de classe que estamos falando, que pulsa e promo- ve transformações, e não de um feudo a “Petit comitê”, como um Astro Rei onde Tiro Pela Culatra gravitam pequenos apêndi- ces, ao estilo de clubes que tem “donos”. Mas, a administração atual tem o desgaste natural e en- frenta uma chapa (222) com todas as chances de vencer a eleição e fazer as necessá- rias transformações para um novo tempo. Ela é liderada por Claudio Vianna, que hoje é o favorito para vencer o pleito. Entretanto, a chapa da si- tuação, mesmo com todo desgaste está trabalhando. Os métodos eleitorais são tão discutíveis quanto os nove anos de gestão, acomo- dação, feudo, obras físicas com dinheiro vindo da OAB-Rio e quase nenhuma re- presentação classista. Visto que até o Sin- dicato dos Advogados do Rio de Janeiro apoia e faz campanha para a chapa 222, que é a do Claudio Vianna. Existe apenas um pequeno detalhe que não posso deixar de comentar. Uma elei- ção como esta pode ficar comprometida por poucos votos. Numa eleição passada, onde disputaram estes mesmos candi- datos, o Claudio Vianna perdeu por 80 votos de diferença. Naquela época, um mesmo fator comum a tantas eleições, atrapalhou a vitória do Claudio. Desarti- culação e disputa das oposições. Com todo respeito que tenho pelo jovem e brilhante advogado Gustavo Fuscaldo, (que é ainda muito verde para assumir uma responsabilidade como comandar a OB-Niterói), com toda boa intenção que tem, além do legítimo direito de disputar a eleição, a sua candidatura, ainda que involuntariamente esteja fazendo o “jogo da situação”. Está dividindo os votos, ain- da que não em grande número, da única chapa de oposição capaz de ganhar, que é a do Claudio Vianna. Numa análise muito simples: o voto do Gustavo Fulcaldo é o voto do insatisfeito, do jovem advogado audiencista, do re- cém-formado e dos raivosos contra a atu- al gestão. Não obterão número suficiente para se elegerem, mas, podem atrapalhar o Claudio. Façamos um mero exercício de raciocínio: O que todos querem? Evidentemente a mudança! Nenhum destes advogados vo- taria no Antônio José. Mas, se não fosse a presença do Fuscaldo no pleito, votariam no Claudio, sem nenhuma dúvida! Não é que eu esteja defendendo o voto útil, mas alertando para o uso inútil do voto, que por uma diferença insignificante pode reconduzir a “situação”, novamente ao poder. Aí, mais três anos de mesmice e inutili- dade prática. Todos voltarão a assistir a subserviência do Toninho aos juízes e desembargadores. E ainda fará festa e atenção obsequiosa. Um desastre para o jovem advogado que precisa de impulso e certezas! Não ousaria sugerir a renún- cia do Gustavo Fuscaldo, respeitando e apoiando o seu direito à disputa, mas, apelo ao bom senso dos jovens advoga- dos insatisfeitos e raivosos: se desejam realmente uma transformação, só existe um caminho. Todos unidos deverão votar maciçamente no Claudio Vianna. Ele é a única chance da mudança. Que me per- doe o Gustavo Fuscaldo, a quem respeito e prezo, mas o momento exige uma gui- nada histórica e ele não pode representar a força auxiliar do grupo da situação, ain- da que involuntariamente. O ideal seria juntar todo mundo das oposições, decidir num grande acordo como será esse fu- turo, e definitivamente executar a grande transformação. Todos juntos, vitória certa! Avante para o futuro! Aentrevista do Lula no SBT. Se as técnicas de neu- rolinguística acertam sempre, O Luis Inácio Lula da Silva mentiu, mentiu e mentiu o tempo todo. Ele é um profissional da dissimulação. Errou. Deveria ser ator. O problema é que ele iria conta- minar o meio. Invés de novelas, teríamos corrupção em série. Mente, Mente que Nem Sente No Almoço da ACHUAP A bela Valéria Hoelz com a patronesse Terezinha Calil no almoço da Achuap Ilana Ferreira no almoço da Achuap Marcelo Aidar e Claudio Viana Fausto & ValériaFausto Hoelz
  7. 7. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com 7 Edição na internet para Hum milhão e 800 mil leitores N uma reunião convocada pelo deputado Comte Bittencourt com os “caciques” do PDT para apresentar seus motivos políticos que o levaram a “ingressar” no governo petista do município de Niterói, e aparar ares- tas criadas com a sua iniciativa, serviu para confortar os seus aliados de sempre. Mas, o fato mais interessante foi a fala do ex-prefeito Jorge Roberto Silveira que disse com clareza: “ eu sou do PDT e sou um homem de partido. Por consequência irei apoiar para prefeito nas próximas elei- ções o candidato do meu partido (leia-se o secretário Estadual de Saúde Felipe Peixoto). O Comte fez a sua escolha e caminhará por onde quiser. Continuare- mos amigos, mas nesta eleição estaremos todos nós unidos pelo PDT.” A reunião foi muito proveitosa, pois aca- bou de vez com as falações perniciosas de que Jorge Roberto iria apoiar Rodrigo Neves. Ponto! É Felipe Peixoto e ponto! A única nota destoante nesta reunião foi a presença do engenheiro Selmo Treiger, que acabou de ingressar no PSDB. Ele é oriundo do PDT e se apresenta como amigo de Jorge Roberto Silveira. Não Este é o Homem representava o PSDB, até porque não foi autorizado. Com este fato conseguiu apenas aborrecer muito a direção do Par- tido. Ele já entrou fazendo estrago: mal entrou por uma porta, o Leo Fróes, até então candidato a vereador pelo PSDB, saiu pela outra, por considerar impossível conviver num mesmo ambiente onde Sel- mo Treiger estiver. Foi uma perda lamen- tável para o PSDB, pois o Leo Fróes tem muitos votos que farão falta à legenda. Fi- cou um clima ruim, que já estava estranho desde o início. Ele não procurou o diretó- rio local do PSDB para se filiar. Já chegou com uma ficha abonada por Aécio Neves, presidente nacional do partido, apresen- tado por Adriano Pires, como se temes- se a sua rejeição. Veio logo via Brasília, o que causou certo desconforto local. Agora com seu comparecimento nesta reunião do PDT apenas fortaleceu as sus- peitas de corredor que ele na verdade é um “braço avançado” de Jorge Roberto Silveira dentro do PSDB. Trocando em miúdos: um olheiro de plantão. O clima para ele no partido não ficou bom... U ma densa manifestação foi realiza- da no Centro da cidade de Niterói protestando contra a possibilidade de privatizar o Hospital Universitário Antô- nio Pedro, além do fechamento de leitos. Contra a privatização somos todos contra. Quanto ao fechamento de leitos, o protes- to deverá ser dirigido ao governo Federal, pois não repassa os recursos necessários ao funcionamento regular da instituição. Se este governo, que distribuiu dinheiro pelo mundo afora, inclusive para países africa- nos com ditadores no poder, que não deixa de sustentar o Movimento dos Sem Ter- ra, incluindo o tal exército que o Lula vive ameaçando a nação, não tomar tenência, o HUAP poderá fechar totalmente. Não se pode fazer atendimento médico sem insu- mos básicos, tais como algodão e seringas. Este governo que destruiu a nação, apare- lhou todas as instituições com incompeten- tes e ladrões, é que deve ser alvo de todos os protestos. Que o povo, que vai ficar sem Protesto em Favor do HUAP atendimento de um Hospital-escola, que sempre foi uma referência no Estado do Rio, que tome consciência contra quem o governo conspira e ultraja diariamente. O povão é quem vai sofrer as consequên- cias. Que o voto do brasileiro seja um voto anti-PT. Talvez assim possamos ter de volta institui- ções como o Hospital Antônio Pedro. ZAPS... ...O escritório de advocacia trabalhista, Pinaud & Advogados Associados comunica a seus clientes que não solicita nenhum adiantamento de honorários para ser depo- sitado em sua conta corrente, independente da ação trabalhista que represente. Qualquer pedido de depósito ou dinheiro em nome do escritório é falso. ...O líder do governo, José Guimarães (PT-CE), declarou que crimes como formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e caixa dois foram retirados do rol de ações a serem “anistiados”. Brincadeira... Ou cinismo mesmo? Silvio Venâncio (China), Vânia Naegele e a noiva Erika Naegele Felipe Peixoto e Jorge Roberto Silveira Ulisses Franceschi Lucia Naegele
  8. 8. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com 8 Renda Fina Aniversariantes da Edição Marina Diuana Martins Elizabeth Cristina Muniz Homero Vianna Maria Amélia Guinim Sergio Honorato Dinah Rodrigues Nasser Edição na internet para Hum milhão e 800 mil leitores Núpcias de Paula e Bernardo Almoço em Benefício da ACHUAP Rita Rivello com Leo Fróes no almoço da AchuapTarcísio e Rita Rivello no almoço da Achuap Casaram-se Paula Tavares e Bernardo Breder, filhos de Heloisa e Paulo Tavares Monteiro e Vanda e Giovanni Gargano Breder. A cerimônia ocorreu dia 01 de novembro na Fortaleza de Santa Cruz da Barra, Niterói, seguida de recepção. Paula Tavares e seu pai Paulo Tavares Fotos Fausto & Valéria
  9. 9. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com 9 Conexões erialencar.arte@gmail.com E! Games dizjornal@hotmail.com Jêronimo Falconi Módulo PB R$ 240,00Por inserção ou 12 inserções por R$ 2.590,00 em 6 mensais de R$ 432,00 Anuncie Aqui Brasil Virou “Zueira” nos Games R ecentemente fomos apresentados a Laura, nova lutadora de "Street Fi- ghter V" que, mais uma vez, coloca o nosso país em destaque em um game de primeira linha. Isso já aconteceu muito no passado, mas nem sempre da melhor ma- neira - em muitos casos, pesou certa falta de conhecimento ou mesmo preconceito e o resultado foi bem bizarro. Relembre al- gumas das gafes mais marcantes de todos os tempos, onde o Brasil virou “zueira” no mundo dos games. • O mais famoso representante do Brasil nos videogames, Blanka é um dos perso- nagens clássicos da série "Street Fighter". Quando foi criado, no início dos anos 90, ganhou o visual de monstro para adicionar certa variedade ao elenco - anos depois, o atual produtor da série pediu desculpas pelo visual de fera. • Lá pelos anos 90, a produtora SNK se es- forçou bastante na localização de diversos de seus principais jogos de luta, incluindo "Fatal Fury 3". Dentre muitos gafes, como erros de ortografia e conjugação, destacam- se algumas traduções totalmente fora de contexto, como a proposta pouco conven- cional para a bela Mai Shiranui – “por que você não deixa eu cuidar da sua bunda...” • Uma das cidades de "Driver 2", do PS1, é o Rio de Janeiro que, “curiosamente”, possui macacos nas árvores da praia. Bem, nunca visitei essa parte da cidade... • O obscuro "Fighter Destiny 2", do Nin- tendo 64, traz a lutadora Adriana, uma pas- sista de escola de samba que... luta com um cocar na cabeça!? No mínimo, deve ser difícil pra caramba se mover com isso! • A Microsoft não estudou Geografia direi- to para o game de tiro de Xbox 360 e PC: a trama acontece em Santos, no litoral de São Paulo, mas o primeiro trailer do título mostra a cidade com o nome Brasilia (sem acento mesmo) e o relevo lembra mais o Rio de Janeiro do que Santos. Essas foram apenas 5 vezes que o nosso país foi “zuado” nos games, mas é claro que há incontáveis outras gafes. E como dizem no facebook a zueira não tem fim. Até a próxima! • Fui numa reunião sobre a garagem subterrânea em Charitas. Fiquei perple- xo em saber, que além de todos os erros de planejamento, essa obra vai custar 15 milhões pra fazer 200 vagas. O custo uni- tário de cada vaga é de 75 mil reais. Se fossem alugadas, em 10 anos custariam 625 reais por mês. É claro que está muito errado ou existe superfaturamento. Não é possível!!! • Não entendo esta relação entre a Guar- da Municipal e o Supermercado Guana- bara. Uma empresa tem o privilégio de ter guardas para disciplinar o trânsito nas suas “promoções”. Soube que eles pagam à prefeitura pelos serviços. Mas, também como pode? A Guarda Municipal não é empresa priva- da para prestar serviços. Tem muita coisa errada nesta terra e difícil para o entendi- mento de pessoas comuns. • Como a prefeitura anuncia que uma es- cola é integral, se vangloria disso, e é fal- so! As famílias da Região Oceânica estão raivosas com tanto descaramento. Estes caras não têm jeito mesmo... • Alguém já veio aqui no Jardim Fluminen- se, na Região Oceânica quando chove? Estes caras da prefeitura que vivem dizendo na TV que Niterói é uma ma- ravilha, nunca vieram nesta terra abandonada pelo poder público. Isto aqui certamente é outra cidade. Não é a tal de Niterói. Isso aqui é o fim do mundo!
  10. 10. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com 10 Fernando Mello - fmelloadv@gmail.com Fernando de Farias Mello ATENÇÃO PARAA MUDANÇA Novos e-mails do Jornal Diz Redação dizjornal@hotmail.com | contato@dizjornal.com Editoria edgardfonseca22@hotmail.com Fernando Mello, Advogado www.fariasmelloberanger.com.br e-mail: fmelloadv@gmail.com Ataque do Estado Brasileiro O título deste artigo pode até fa- zer você, prezado leitor, achar que escrevo sobre o Estado Is- lâmico. Mas, não é sobre aquele grupo que quer impor uma religião à força e sim sobre o Estado, a União, que nos ataca com o semblante cheio de ódio. Sim, caro leitor, para o Estado brasileiro, nós somos os verdadeiro culpados por tudo de ruim que acontece no país. Isso vai da inflação até a corrupção. Para o Estado brasileiro, somos os chatos que pagam impostos e exigimos algo em tro- ca. Para o Estado brasileiro, incomodamos apenas com a nossa singela existência e somos tratados como um estorvo, como um povo que deve viver oprimido e com medo daqueles que elegeu e elege. Uma idéia totalmente inacreditável e distorci- da, não é? Mas que sobrevive em vários países, principalmente na América Latina. O ano de 2015 tem sido marcado pela manutenção e novos ataques do Estado brasileiro contra o povo. E alguns, com requinte de crueldade e com ares de tor- tura. Especialmente neste mês de novembro, mais uma vez, o nosso inimigo Nº 1, o Estado brasileiro, veio com mais uma nova arma para nos atacar. Escrevo sobre uma boa idéia, a tal do e- Social, que faz o cálculo dos impostos e ainda imprime os recibos de salário dos empregados domésticos e guias para re- colhimento dos impostos à União. Tudo muito correto e etc. e tal. Mas, o contribuinte vem sofrendo para se cadas- trar no e-Social e imprimir as guias. Isso significa que o contribuinte quer pagar, mas a União não tem competência para receber. Falhas insistentes no sistema, desinfor- mação, e o Estado brasileiro em silêncio, fazendo a cobrança cega, surda e muda. Sim, esse foi o menu de soluções para o problema apresen- tado pelo Estado. Como um louco ao volan- te de um carro empres- tado, o subsecretário da Receita Federal declarou ontem que não vai esten- der o prazo para paga- mento das guias. Ou seja, após o prazo, a multa vai ser aplicada. O problema é nosso. Exclu- sivamente nosso, como se estivéssemos criados todos os problemas. Da contratação do site por R$ 6 milhões até o seu precário e quase inexistente funcionamento. O subsecretário da Receita Federal foi eleito pelo governo como o algoz contra o povo que quer pagar impostos. O que ele quis dizer, de forma velada, é que a culpa é nossa. Precisamos exonerar este cidadão. É um torturador, não é? O Brasil é um dos úni- cos países do mundo no qual o Fiscal de Renda existe para mul- tar e nunca para orien- tar o cidadão e empre- sas a maneira correta de recolher impostos. Num país em que rico é confundido com bandido e bandido confundido com pobre coitado, o Fiscal de Rendas será sempre confundido como um carrasco promovido e sustentado pelo Esta- do brasileiro. Escrevo este artigo no dia 04/11 e quando você, caríssimo leitor, o estiver lendo já po- derá estar tudo resolvido e muito prova- velmente graças à pressão da mídia. O Estado brasileiro é o seu Inimigo nº 1.agoratodocelular tem,pelomenos, trêsmodos:normal, silenciosoefazendo barulhopelosseus direitos. #carteiradadobem carteiradadobem.com.br Alerj. Aqui você tem poder. Baixe na PorradanoPovo! PorradanoPovo! Porrada no Povo! Vombora Mulambada!
  11. 11. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com Pela Cidade 11 Edição na internet para Hum milhão e 800 mil leitores Imersão em Processo Criativo O Sopa, em parceria com a Biblioteca Pública de Niterói, transformará a sua pu- blicação em um grupo de estudos mensal sobre criatividade e seus padrões. Es- condendo seu caráter acessível, a criatividade é inata ao seres humanos, porém muitos rótulos foram adicionados a essa palavra. E esse assunto é discutindo na revista digital zine Disfunção para abrir espaço para outra maneira de imergir no processo criativo. O objetivo do grupo de estudos é investigar os padrões e paradigmas que compõem a percepção de um indivíduo criativo, para que possamos estabelecer estratégias capazes de contornar nossos bloqueios. Em forma de "palestra" conjugada com reuniões mais dinâmicas, temas serão propostos a discussão e todos os insigths serão considerados. O objetivo é inspirar uma futura publica- ção sobre esse pequeno período de imersão junto à BPN e a formação da turma. O quinto encontro do grupo acontecerá no dia 14 de novembro às 14h, onde será aborda- do o tema Exaptações, que é uma adaptação biológica que não evoluiu, dirigida principal- mente por pressões seletivas relacionadas à sua função atual. E para movimentar as ideias, o biólogo Rafael Franco, do AquaRio, ministrará uma palestra sobre biologia, corais, ideias adaptadas e o DNA das ideias. O grupo de estudos é gratuito e aberto para quem quiser participar. O Hospital Estadual Aze- vedo Lima (HEAL), em Niterói, com o objetivo de orientar as mães que dão à luz em sua Maternidade, oferece um programa de informações práti- cas, que ajudam na importante tarefa. Ele é o “Mamãe Nota 10” que, com dicas sobre questões bá- sicas voltadas aos cuidados com o bebê, acaba de fazer aniversário comemorando quase 5 mil partu- rientes já atendidas, com direito a certificado. O projeto começou como um bate-papo feito por enfermeiros e técnicos de enfermagem e foi ganhando o reforço de outros profissionais, sendo há mais de um ano conduzido pela equipe multidisciplinar integrada por nutricionis- tas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistente social, terapeutas ocupacionais e fisiotera- peutas. As atividades em grupo variam de 40 a 60 minutos e o programa acontece de segunda à sexta-feira às 11h ou às 14h, e nos fins de semana no horário da tarde. A equipe orienta, esclarece dúvidas sobre diversos assuntos como alimentação saudável e hi- giene, dando dicas preciosas de incentivo Mamãe Nota 10 ao aleitamento materno. Para facilitar o en- tendimento, os profissionais utilizam recur- sos como um boneco e uma banheira para a demonstração do banho, além de seios de pano que simulam os tipos de mamilos mais comuns das mulheres. Nas verdadeiras aulas práticas de materni- dade, as mães assistem à simulação do ba- nho do recém-nascido com recomendações sobre as melhores posições e posturas. Aprendem formas de limpeza e de hidrata- ção para evitar que o bebê tenha assaduras, por exemplo. Ainda dicas de dieta nutricio- nal saudável e até informações relacionadas aos direitos sociais e trabalhistas. O Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata é o mais importante evento deste mês. A Secretaria de Estado de Saúde pro- move as mobilizações pela campanha “Novembro Azul”, movimento mun- dial, e faz um alerta pela importância do cuidado com a saúde do homem. A rede estadual de saúde disponibili- za, através do Rio Imagem, exames de ultrassonografia e biopsias de próstata. Para fazer os exames, os pacientes precisam buscar uma unidade básica de saúde de seu município, que fará diretamente o agendamento. A saúde do homem deve ser levada tão a sério quanto à saúde da mulher. E quanto antes for diagnosticado e dado início ao tratamento, maiores são as chances de cura da doença, que podem chegara até 90% - ressalta o secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto. Um fator de risco importante para o câncer de próstata é a idade, uma vez que tanto a incidência, como a mortalidade, aumentam significativamente após os 50 anos. Por isso, o tipo é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de ¾ dos casos, no mundo, ocorrem a partir dos 65 anos, de acordo com o INCA. Estima-se que, a cada seis homens, um é portador da doença. A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen, abaixo da bexiga e na frente do reto. Possui o tamanho de uma castanha e produz cerca de 70% do sêmen, líquido que contém os espermatozoides e é liberado durante o ato sexual. Novembro Azul Primavera na Praça O evento cultural, "Pri- mavera na Praça", sob a ideia original do psicólogo Marcos Fioravanti e organizado pelo poeta Paulo Roberto Cecchetti, com apoio cultural de Escritores Ao Ar Li- vro; Nikitikitikeru III - Arte com amor; Focus Portal Cultural; Glia – Cultura; e com partici- pação dos vários escritores pro- moveram o lançamento do livro O Enigma do Lago, do jornalista e escritor H. Francisconi. Dentro da proposta está a exposição de textos (poemas, crônicas, sonetos e haicais) em que todos os participantes puderam mostrar - em banners - suas criações literárias, visan- do aumentar o interesse das pessoas frequentadoras da praça aos domingos. Este novo movimento se funda nas inspirações dos poetas do movimento cultural Escritores ao ar Livro, que já existe há 7 anos na Praça Getúlio Vargas, em Icaraí, Niterói, RJ, Brasil. Até a chegada do verão irão promover outros eventos voltados para a cultura e o entre- tenimento. Luiz Barros Sergio Caldiere, Belvedere Bruno, Edgard Fonseca, Cecchetti e Marcia Pessanha Alberto Araújo
  12. 12. Niterói 07/11 a 14/11/15 www.dizjornal.com Em Foco 12 Edição na internet para Hum milhão e 800 mil leitores Ultrassonografias Realizadas: - Transvaginal – Tireoide – Mamaria Abdômen completo - Abdômen superior - Aparelho urinário – Pélvica MarcaçãodeExames:SegundaaSextadas8hàs17h-Sábadodas8hàs14:30 Telefone para contato: 21 2277-7700 Tanto a mamografia quanto a ultrassonografia, o agendamento deverá ser feito pela Secretária de Saúde. São necessários: - Pedido original do SUS com assinatura e carimbo do médico - Xerox dos seguintes documentos: identidade, CPF, comprovante de residência, cartão do SUS e certidão de nascimento (menores de idade) Niterói Recebe o Mamógrafo Móvel E ntre os dias 05 e 25 de novembro cerca de 1.300 mulheres irão reali- zar a mamografia na unidade móvel da secretaria de Saúde do Estado. O equi- pamento que está localizado no município de Niterói - no 12º Batalhão de Polícia Militar, na Avenida Jansen de Mello, s/n – Centro, também irá atender moradoras de Maricá, São Gonçalo, Itaboraí, Tanguá, Rio Bonito e Silva Jardim. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 08h às 18h, e aos sábados, de 08h às 15h. - É importante destacar que as unidades móveis realizam exames com agendamen- to prévio. A paciente deve buscar uma unidade de saúde de seu município, pró- xima à residência, para avaliar a indicação e solicitar o pedido. A secretaria municipal de saúde da cidade encaminha a demanda para o sistema de marcação da secretaria de estado de saúde, que disponibiliza o exame - afirma o secretário de estado de Saúde, Felipe Peixoto. O Mamógrafo Móvel já esteve em Niterói, que foi o primeiro município polo a receber o equipamento. Na ocasião, 590 pacientes fizeram a mamografia. Já em 2015, também esteve em Niterói, entre os dias 20 e 31/10, a unidade móvel de Tomografia Computa- dorizada da SES, que realizou 517 exames. Em dezembro, o aparelho de ressonância magnética do estado chegará ao município. A definição de Niterói como município polo se justifica pela localização, que facilita o acesso aos de- mais pacientes da região. Desde o lançamento do ma- mógrafo móvel, em janeiro de 2014, 25.651 mulheres já re- alizaram o exame. Em outubro de 2015, a campanha Outubro Rosa superou a expectativa de mamografias realizadas na unidade móvel da SES, sendo um total de 1.751 pacientes atendidas. Além da mamografia, a unidade móvel ainda disponibiliza a realização de biópsias mamárias e ultrassonografias. Todo atendimento ocorre através do Sistema Único de Saúde. O câncer de mama é o segundo tipo de tumor maligno mais comum no mundo. No Brasil, é o mais frequente entre as mulheres e apresenta taxa de morta- lidade elevada. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), até o final de 2015, o Brasil deve regis- trar mais de 57 mil novos casos da doença - destes, cerca de oito mil devem ocorrer no estado do Rio de Janeiro. Quando diagnosticado no início, as chan- ces de cura do câncer de mama ultrapassam 90%. Como agendar o exame: para o conforto dos pacientes, as unidades móveis só re- alizam exames agendados, não havendo encaixes ou distribuição de senhas. Para a marcação de exames, o paciente deve en- tregar o pedido emitido por um médico credenciado ao SUS à secretaria municipal de saúde da sua cidade, que encaminhará uma planilha com as demandas para o ser- viço e informa os pacientes sobre a data, hora e local do procedimento. O paciente que possui aparelho de celular recebe essas informações via torpedo telefônico até 48 horas antes do dia marcado. Os resultados são disponibilizados aos pacientes após um período de 10 a 15 dias úteis, pelo muni- cípio de residência, para que então possam encaminhar ao seu médico. Luiz Barros Secretário de Saúde Estadual Felipe Peixoto e Equipe do Mamógrafo Felipe Peixoto coordena pessoalmente as ações da secretaria de SaúdeFelipe Peixoto confraterniza com Animadores Culturais

×