Diz92

320 visualizações

Publicada em

Jornal da segunda quinzena de setembro de 2013

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
320
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diz92

  1. 1. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com
  2. 2. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com 2 Cultura Paulo Roberto Cecchetti prcecchetti@ig.com.br annaperet@gmail.com DIZ pra mim... (que eu conto) Anna Carolina Peret Edição na internet para 900 mil leitores ner Moura (“Tropa de Elite” e “Cidade Baixa”). A dupla nacional marca presença e se destaca. O filme em si não chega a impressionar, mas distrai, descrevendo uma Ter- ra devastada da qual os ricos partiram para viver numa es- tação espacial isolada. Em seguida, assisti ao novo filme de um dos meus atores prediletos: Robert De Niro. Muitos disseram que ele es- tava passando por uma fase ruim e que, após a sua indica- ção ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por “O Lado Bom da Vida”, teria virado o jogo. Sem querer opinar muito sobre sua performan- ce – que, para mim, é sempre invejável – afirmo logo que De Niro é, indiscutivelmente, o fôlego de “A Família” (“The Family”, no original). Os ou- tros atores também brilham, porém, é ele quem rouba a cena. Michelle Pfeiffer (“Ínti- mo & Pessoal” e “O Feitiço de Áquila”) dá vida à sua es- F azia tempo que eu não tinha uma overdose de cinema. E eu carecia dela. Antes de uma forte crise de abs- tinência, eu precisava, enlouquecedoramen- te, passar horas e mais horas degustando da sétima arte. Para alimentar meu vício, fui correndo assistir vários títulos interessantes – e cá estou para contar tudo pra vocês! Pra começar, assisti à “Elysium”. E digo: fui ao cinema pelo elenco e pelo diretor. Estou um pouco cansada de filmes que prenun- ciam o apocalipse. Porém, Neill Blomkamp, responsável pela direção, assinou, há pou- cos anos, “Distrito 9”, filme que eu adoro. Além disso, o ‘casting’ é fantástico, além do eterno Jason Born (ops, Matt Damon) e da sem- pre poderosa Jodie Foster (“O Silêncio dos Inocentes” e “O Plano Perfeito”), dois atores brasilei- ros marcam presen- ça: a veterana Alice Braga (“Eu Sou a Lenda” e “Ensaio Sobre a Cegueira”) e o estreante em Hollywood Wag- posa, destacando-se na comédia. Tommy Lee Jones (“Um Divã para Dois” e “Onde os Fracos não têm Vez”) tem diálogos im- pagáveis com De Niro. Com certeza, uma das melhores comédias dos últimos tem- pos, com diversas referências a películas anteriores. Um deleite para os cinéfilos de plantão. Como gosto bastante da Sandra Bullock (“Um Sonho Possível” e “Velocidade Má- xima”), também arrisquei minhas fichas na sua comédia em cartaz: “As Bem-Armadas” (“The Heat”, no original). Lado a lado com a veterana Melissa McCarthy (“Juntos Pelo Acaso” e “Uma Ladra Sem Limites”) – que, para quem não sabe, começou a carreira fa- zendo ‘stand-up comedy’ em Nova Iorque – Bullock consegue arrancar algumas boas risadas do público. O que talvez não tenha ajudado muito tenha sido a pouca inspira- ção do diretor Paul Feig – cujo currículo tende muito mais para a TV que para o ci- nema – que não conseguiu imprimir fluidez no filme. Fora isso, vale o ingresso! E como também sou uma grande fã do ator Denzel Washington (“Dia de Treinamento” e “O Colecionador de Ossos”), nada mais justo do que conferir seu novo trabalho. Ao lado de Mark Wahlberg (“Ted” e “O Vence- dor”), Denzel está leve e muito livre para alternar ação com seus toques de humor em “Dose Dupla” (“2 Guns”, no original). Os atores dão vida a dois agentes a paisana, escalados para roubar um banco que serve de fachada para Máfia. O detalhe é que um não sabe da real identidade do outro. En- fim, mais uma pérola de Denzel que, com atuação delicada, permite que Mark tam- bém brilhe. Depois de minha maratona pessoal, ali- mentada de minha paixão mais profunda – o cinema – surge aquela felicidade incrí- vel. Porém, rapidamente já sou tomada por uma nova abstinência cinematográfica que me leva a consultar os filmes que em breve verei. É, sem dúvida, um vício sem fim. E dos bons! Vício - Até domingo, 29, o Museu do Trem (Rua Arquias Cor- deiro, 1046, no Engenho de Dentro - Rio de Janeiro) pro- move a exposição “O Rio Grande na era dos trens”, regis- tro fotográfico de José e Alfonson Abraham. Visitação gratuita. - A Aliança Francesa de Niterói/AFN (Rua Lopes Trovão, nº 52 - 2º andar – Icaraí) promove a exposição “Mulheres na Literatura”. Visitação até 12 de outubro de 2013. Entrada franca. Mais informações: 2710-9619. - Os artistas plásti- cos Maurício Kiffer e Itamar Oliveira apre- sentam no Instituto Cultural Germânico (ICG) de Icaraí, a exposição intitula- da “Unsere Freunde sind Kunstwerke – Nossos amigos são obras de arte”. Vale conferir! - As “Mandalas”, da designer Claudia Swan estarão expostas na Glia (Rua Nilo Peçanha, 142 - Ingá), de 06 de outu- bro a 05 de novembro de 2013. A curadoria é deste colunista. O vernis- sage acontece dia 04 de outubro, às 18 horas. - Caetano Veloso faz show “Abraçaço”, dia 29 de setem- bro, domingo, na Praça do Teatro Popular de Niterói, lá no Caminho Niemeyer. A entrada, com portões abertos às 18h, será 1 kg de alimento não perecível, e tudo que for recebido será doado para instituições filantrópicas de Nite- rói. O show abre o circuito “Quadro Estações da Música”. - A Orquestra de Sopros do Programa Aprendiz, do ma- estro Gabriel Delatorre, se apresentou na Sala de Cultura Leila Diniz (R Profº Heitor Carrilho, nº 81 - Centro). - Laura Botelho vem fa- zendo sucesso em Por- tugal escrevendo seus textos para a Revista In- sights, que aborda temas como Saúde, Bem estar e Desenvolvimento Pes- soal. - O fotógrafo e historiador Pedro Vasquez toma posse no IHGN/Instituto Histórico e Geográfico de Niterói, na cadei- ra nº 4, patronímica de Alberto Torres. A solenidade será dia 3 de outubro, às 17h30, no auditório da Secretaria de Educação (Rua Visconde do Uruguai, 414 - Centro - Ni- terói). - O poeta e trovador Sávio Soares de Sousa comemorou seu aniversário, na praça Getúlio Vargas, em Icaraí, com os “Escritores ao ar Livro”. Bela festa!
  3. 3. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com 3 Documento dizjornal@gmail.com Edição na internet para 900 mil leitores Os Santos Gêmeos Os santos gêmeos Cosme e Damião, são originários da Arábia, de uma família nobre de pais cristãos, no século III. Seus nomes verdadeiros eram Acta e Passio. Diz a história que foram médicos e sua santidade é devida por exercer a medicina gratuitamente e por caridade. Mor- reram em cerca de 300 d.C. decapitados pela lealdade a fé cristã. Sua festa é celebrada atualmente no dia26 de setembro pela Igreja Católica, no dia 27 de setembro pelas religi- ões afro-brasileiras e no dia 1º de novembro pela Igreja Ortodoxa. I nclusive, nos cultos, tanto cristãos como afro-brasileiros, incorporaram mais uma criança, chamada Doúm, que também foi dado as misturas das re- ligiões no nosso país. Uma característica marcante na Umbanda e no Candomblé em relação às representações de São Cosme e São Damião é que junto aos dois santos católicos aparece uma criancinha vestida igual a eles. Essa criança é chama- da de Doúm ou Idowu, que personifica as crianças com até sete (7) anos, sendo ele o protetor das crianças nessa faixa de ida- de. Existe também a crença popular, de que Doum, era filho de uma empregada da família dos gêmeos, Cosme e Damião, e que morreu no dia seguinte ao martírio dos irmãos, e foi levado por eles que o amavam muito. É comum nas estampas de Cosme e Damião se incluir a figura de uma outra criança, que representa Doúm. Em verdade, Cosme Damião, são mártires asiáticos e ibejis e os eres, são de origem afro-brasileira. Para que se possa fazer as comparações e diferenças. Cosme e Da- mião são personificados nas suas orações quando se pede para eles nos livrar das superstições e falsas crenças. O culto aos dois irmãos é muito antigo, que viviam na Silícia, as margens do Me- diterrâneo, havendo registros sobre eles desde o século V, que relatam à existên- cia, em certas igrejas cristãs, de um óleo santo, que lhes levava o nome, que tinha o poder de curar doenças e dar filhos às mulheres estéreis. Nos cultos afros, as entidades se mistu- ram com “santos”, orixás e eguns (que são espíritos de mortos vagantes pela ter- ra). Estes espíritos rebeldes e que vagam pelo planeta são como sobreviventes no astral e fazem qualquer coisa para atingir seus objetivos e satisfazer suas necessi- dades. Daí, eles se apresentam como for conveniente e que lhes dê algum provei- to pessoal. Por isso, é preciso esclarecer determinadas práticas e crenças. Se per- guntarem se eles são Cosme e Damião , vão afirmar que sim, da mesma forma se for conveniente dirão que são Pedro, João ou José. Para eles esta identidade é volú- vel e volátil. Não tem qualquer significa- do, exceto a satisfação de algum objetivo egoísta. A figura do “demônio” é também uma re- presentação das religiões judaico-cristãos para representarem o mal, que são na ver- dade espíritos mais primitivos, sem evolu- ção para luz e que se prestam a qualquer propósito. Fazem o mal, pois, não têm a concepção de moral, ética ou compaixão. Fazem o que for oportuno e proveitoso para seus objetivos. Inclusive, é preciso dizer que nesta classificação existem es- píritos do mal que são crianças. Daí, os candomblés os recrutam, cooptam por diversas trocas, para os usarem para a prática de “serviços”. Por esta razão é que se diz que existem “exuzinhos”, sen- do o mais popular o Exu Mirim, que é vultado como uma criança de uns quatro anos e com chifres de capeta. Os santos Cosme e Damião são figuras puras e benfazejas e não se prestam para serviços menores, do tipo “trago o seu amor em 3 dias”. Este tipo de “serviço” é feito por espíritos sem luz, que as ve- zes até trazem, mas o trazido não fica e geralmente causa grandes sofrimentos e desencontros, muito piores para quem se utiliza destes “expedientes”. Existe o lado lúdico destes cultos, mis- turados e sincretizados pela Igreja Ca- tólica e os terreiros. Na Bahia, as festas e oferendas para os santos gêmeos são muito comuns e concorridas. Se diz que quem deu um “Caruru” para as “crian- ças” uma vez, vai ter que dar até o fim da vida, pois quando se faz promessas para crianças, elas serão cobradas com afinco e sem concessões. Prometeu, vai ter que cumprir. O Caruru é uma comida feita com quia- bos, camarão seco e dendê. Alguns colo- cam amendoins torrados. Ele é comida de vários orixás, mas é mais popular para os “Ibejis”. Um Caruru completo, deste que se oferece aos amigos pagando promes- sa, é muito mais rico. Acompanha, arroz branco, acarajé, abará, vatapá, galinha de xinxim, pipocas e até “roletes de cana-de- açúcar”. Ainda se serve um “munguzá”, iguaria doce feita com milho branco, leite, açúcar, cravo e canela. No Rio de Janeiro, também é chamada de canjica, embora na Bahia, canjica é feita de outra forma, e no Rio a chamam de “Papa”. O ritual de pagamento da promessa é fei- to com 7 crianças sentadas no chão, que comem caruru com as mãos dentro de uma bacia de metal. Não é uma das cenas mais confortáveis para se assistir, princi- palmente pela voracidade que comem as crianças. No Rio de Janeiro existe a prática de ofe- recer doces pelas ruas, e geralmente do- ces de má qualidade, como se fosse para “enganar o santo”. Enfim, os Santos milagrosos Acta e Pas- sio, ou Cosme e Damião, devem, por informação e direito, serem distinguidos dos demais “santos”. Quem tiver pro- blemas de saúde e tiver fé, pode invocar Cosme e Damião. Eles são amigos e bons sustentáculos neste nosso planeta de ex- piação e confrontos. A vida sem crença fica muito mais árida e difícil de levar. Salve os santos curadores e puros! Salve a grandeza. Salve Cosme e Salve Damião! Muita fé se deposita nestes santos católicos e, no Bra- sil, por corruptelas e necessidades dos cultos africa- nos, foram “sincretizados”, incarnando-os na figura dos “Ibejis” (que também são crianças e gêmeos), e relacio- nados aos “Erês,” que são espíritos (ou encantados) de crianças, embora em verdade não sejam as mesmas entidades. Cosme quer dizer “enfeitado” e Damião, quer dizer “popular. Esta é uma denominação festiva, mas de ten- dência profana. Ibejis
  4. 4. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com 4 Informes Expediente Edgard Fonseca Comunicação Ltda. Rua Otavio Carneiro 143/704 Niterói/RJ. Diretor Responsável: Edgard Fonseca Editor: Edgard Fonseca Registro Profíssional MT 29931/RJ Distribuição e circulação: Ernesto Guadelupe Diagramação: Erisvelton Santana Impressão: Tribuna RJ Tiragem 16.000 exemplares Redação do Diz End: Rua Cônsul Francisco Cruz, nº 3 Centro - Niterói, RJ Tel: 3628-0552 | 36285252 | 9613-8634 Correspondência para Administração Rua Domingues de Sá, 274/1103 Icaraí-Niterói - CEP 24.220-091 dizjornal@gmail.com www.dizjornal.com Os artigos assinados são de integral e absoluta responsabilidade dos autores. D! NutriçãoEdição na internet para 900 mil leitores clara.petrucci@dizjornal.com | Instagram: Clara Petrucci O Dia do Idoso ODia do Idoso é celebrado nacionalmente em 1° de outubro. O Conselho Municipal de Defesa dos Direi- tos da Pessoa Idosa-COMDDEPI irá realizar no dia 05 de Outubro no Parque Municipal Palmir Silva, (Horto do Barreto), no horário de 9 às 14 horas uma grande celebração do Dia do Idoso homenageando a população de Niterói. Este evento tem como propósito marcar a im- portância do Estatuto do Idoso como bandei- ra de luta pelo fortalecimento dos direitos dos idosos e das políticas públicas direcionadas a essa população. Contará também com espaços culturais e de lazer, informações sobre saúde, educação, di- reitos, distribuição do Estatuto, tendas infor- mativas, corais, show de chorinho, ginástica e atividades de expressão corporal e muita dança. “O Clube Humaitá está completando 80 anos e vamos homenageá-lo apresentando casais Atualmente muito usada e sem qualquer fiscalização nas disputas entre os prati- Proibição do Cerol Estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplica- da (Ipea) mostrou que a Lei Maria da Penha, em vigor desde 2006 para combater a violência contra a mulher, não teve impacto no nú- mero de mortes por esse tipo de agressão. O Ipea apresentou uma estima- tiva sobre mortes de mulheres em razão de violência doméstica com base em dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde. As taxas de mortalidade foram 5,28 por 100 mil mulheres no pe- ríodo 2001 a 2006 (antes da lei) e de 5,22 em 2007 a 2011 (depois da lei), diz o es- tudo. Conforme o Ipea, houve apenas um “sutil de- créscimo da taxa no ano 2007, imediatamen- te após a vigência da lei”, mas depois a taxa Lei Maria da Penha de dançarinos frequentadores do clube.” Dis- se a presidente do Conselho do Idoso, Sônia Rocha. “O objetivo é marcar o dia de comemorações com discussões sobre o respeito aos direitos da população idosa e promover a integração dos grupos de idosos existentes na cidade.” cantes do uso de pipas, a mistura de cola de madeira com vidro moído, o “cerol” é cotidia- namente usada nas linhas de pipas. Ela provo- ca – principalmente em pedestres, ciclistas, paraquedistas, skatistas e até em aeronaves- acidentes com consequências que podem ser fatais quando a linha inesperadamente, entra em contato, com o pescoço humano. O Projeto de Lei 230/2013, de autoria do vereador Leonardo Giordano, proíbe a pro- dução e o uso de cerol em Niterói, que pre- tende “preservar vidas” – destaca o autor da proposta. voltou a crescer. O instituto estima que teriam ocorrido no país 5,82 óbitos para cada 100 mil mulheres en- tre 2009 e 2011. "Em média ocorrem 5.664 mortes de mulheres por causas violentas a cada ano, 472 a cada mês, 15,52 a cada dia, ou uma a cada hora e meia”, diz o estudo. Radicais Livres e Antioxidantes A tualmente todo mun- do fala de radicais livres e an- tioxidantes, mas, poucos sabem re- almente o que são, o que fazem ou se são realmente bons ou ruins. Sabe-se que um combate o outro; mas, por que isso acontece? O estresse, desgaste emocional, trabalho, excesso de atividade física ou sedentaris- mo, acaba trazendo consequências quí- micas no nosso organismo e o aumento do cortisol (o hormônio do estresse) gera desequilíbrio nos átomos, (aquela partícula mínima que estudamos quando criança, indivisível, deixando um elétron livre, desemparelhado na sua última ca- mada). Este elétron fica buscando outro elétron para se emparelhar, "roubando energia" de outra estrutura. Isso gera um desequilíbrio em cadeia. Não vou ficar aqui falando de estresse oxidativo, de química nos mínimos deta- lhes; vou tentar simplificar para um en- tendimento comum. Quando ocorre esse fato em que os antioxidantes entram em ação, eles doam esse elétron, “reequili- brando” este fenômeno que nos envelhe- ce. Isto causa morte celular e comprome- te nossas funções básicas. Mas é só isso? Não, estes antioxidantes que combateram os radicais livres tinham que exercer outras funções no nosso or- ganismo. Por exemplo: o ácido ascórbico (vitamina C) melhora a resistência da pa- rede capilar, age diretamente no sistema imunológico, auxilia a absorção do ferro e mais; quando ele age diretamente no combate dos radicais livres as demais fun- ções ficam comprometidas, por isso a im- portância do equilíbrio de nutrientes. Isso ocorre com o zinco, carotenóides e todos os outros antioxidantes. A ingestão excessiva também pode com- prometer as nossas funções através de uma hipervitaminose, e até mesmo pato- logias mais graves. Então, cuidem-se através de uma ali- mentação rica em antioxidantes, evitem o estresse e não façam suplementação alimentar por conta própria. Só um pro- fissional qualificado é capaz de avaliar a necessidade real de cada indivíduo e do- sar a dieta ideal. Sonia Rocha, presidente do COMDDEPI
  5. 5. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com 5 InternetJuliana Demier - juliana.demier@gmail.com Edição na internet para 900 mil leitores ORAÇÃOASANTO EXPEDITO Festa 19 de abril. Comemora-se todo dia 19 Se vc. está com algum , precisa de , peça a Santo Expedito. Ele é o Santo dos Negócios que precisam de pronta solução e cuja invocação nunca é tardia. Problema Difícil e aparentemente sem Solução Ajuda Urgente ORAÇÃO Obrigado. : Meu Santo Expedito da Causas Justas e Urgentes, socorrei-me nesta hora de aflição e desespero. Intercedei junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo! Vós que sois o Santo dos Aflitos, Vós que sois o Santo das Causas Urgentes, protegei-me, ajudai-me, Dai-me Força, Coragem e Serenidade. Atendei o meu pedido: (fazer o pedido) Ajudai-me a superar estas Horas Difíceis, protegei-me de todos que possam me prejudicar; Protegei minha família, atendei o meu pedido com urgência. Devolvei-me a Paz a Tranqüilidade Serei grato pelo resto da minha vida e levarei seu nome a todos que têm fé. Rezar 1 Padre Nosso,1 Ave Maria e Fazer o sinal da cruz. “para que os pedidos sejam atendidos é necessário que sejam justos”. Agradeço a Santo Expedito a Graça Alcançada.Santo Expedito Acesse o Nosso Site: www.dizjornal.com Curta Nossa Fanpage www.facebook.com/dizjornal Nuvem de Livros Já imaginou uma biblioteca inteira ao alcance dos seus dedos? Acesso ilimitado a milhares de obras, de qualquer lugar com apenas um login e senha? Pois é essa a proposta da Nuvem de Livros. Apesar do nome remeter diretamente a livros, essa nuvem é muito maior. É praticamente uma tempestade de conhecimento: livros, audiolivros e vídeos interativos estão disponíveis nessa pla- taforma. O usuário entra nesse ambiente e pode buscar o material que quiser. Praticamente tudo está lá: clássicos nacionais e internacionais, biografias, contos e crônicas de todos os gêneros literários, além de atlas, enciclopédias e dicionários. Vídeos do Canal Futura e do Canal Brasil, por exemplo, também fazem parte desse acervo vir- tual. E para melhorar ainda mais essa experiência, nada desse vasto material é baixado nos dispo- sitivos dos usuários. Como o próprio nome diz, tudo é acessado através da nuvem, de forma online, o que não pesa o equipamento e agiliza todo o processo de visualização. Além de ser uma superdica para amantes da lite- ratura e de conhecimento geral, é especialmente interessante para estudantes, já que conta com diversas obras didáticas, inclusive com acesso às salas de revisão do conteúdo e tira dúvidas. Se você está achando muito, saiba que além disso tudo na Nuvem de Livros ainda é possível passear por museus do mundo inteiro com visitas guiadas. Esse universo de conhecimento e descoberta já está disponível para usuários Vivo e pode ser as- sinado por escolas e instituições, com planos de acesso irrestrito aos alunos, e mesmo por qual- quer interessado que faça a assinatura nesse am- biente. Distância ou preços altos em livros já não são mais desculpas. De qualquer lugar e por assinatu- ras justas qualquer pessoa pode ter acesso a esse imenso acervo através de computadores, tablets e smartphones. Se você acha que conhecimento cai do céu, está redondamente correto! Nesse caso, cai da nuvem, como chuva. www.nuvemdelivros.com.br.
  6. 6. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com 6 Edgard Fonseca edgard.fonseca22@gmail.com Edição na internet para 900 mil leitores Q uando era ainda adolescente, li o “Admirável Mundo Novo” de Al- dous Huxley, e mesmo encantado com a obra, considerei um perfeito exercí- cio de ficção. Hoje, distante uns quarenta e cinco anos, aproximadamente, deste mo- mento, me deparo com um misto de espan- to, admiração e constrangimento, vivendo as páginas do livro na vida real. Foi como uma espécie de premonição do Huxley que originalmente escreveu esta obra em 1932 e publicada a primeira vez em 1941. Atu- alíssima! Ao abrir o meu laptop mais íntimo e que suponho, que ninguém mais o utilize, numa manhã de segunda feira, estava inteiramen- te tomado por uma infestação de vírus, Trojans, Spywares, Malwares e Adwares. Aparentemente, nomes complicados na tão corriqueira linguagem da ‘web’, onde os mais jovens tratam com desigual intimida- de. Aí, nos perguntaríamos: entrou em al- gum site suspeito? Abriu algum e-mail ma- licioso? Permitiu o uso de algum pen-drive de alguém? Não. Absolutamente não! Começou uma maratona para me livrar da infestação, que mais pareceu uma guerra dispendiosa. Os anti-virus instalados, as portas de segurança e os demais cuidados com a minha mais absoluta certeza que alguém sempre tenta me “invadir” virtual- mente, por imaginar que eu saiba algum se- gredo ou possuo documentos ‘top-secret’, não foram suficientes e nem eficazes. Está Tudo Dominado Usei informações de quem conhece o me- andro da guerra virtual, pesquisei e me assustei com o estrago que os tais vírus fizeram na minha máquina. Pare- cia uma crise de esqui- zofrenia tecnológica. A mais perfeita fragmen- tação da personalida- de da ferramenta. No fim, depois de eliminar aqueles que se auto reproduziam e outros menos sofisticados, ficou um que não ha- via remédio. Ele se escondia, se fingia de eliminado, mas, no dia seguinte, os sintomas apareciam e eu reiniciava a busca de gato e rato. Como não conseguia derrotá-lo e meus amigos “ha- ckers” estavam sendo insuficientes, busquei informações na rede, fóruns de debates e falei do tal vírus resistente. Ele era mais conhecido do que eu imaginava. Outras pessoas, de escalas profissionais e sociais diversas, também tinham sido vítima do tal vírus. O pior ficou por conta de alguns comentários, que diziam tratar-se de uma ferramenta policial de investigação, e alguns chegaram a dizer que era internacional. Não sou adepto a teorias da conspiração, e nem sou tão importante que desperte in- teresse do Obama, e nem das pessoas com quem falei, muitas delas, pessoas comuns, sem interesses políticos ou econômicos. Meros seres viventes, mas, ainda assim, vitimados pela bisbilhotice de alguém. Aí, fiquei me perguntando a razão: não cometo ilícitos, pago meus impostos, não me rela- ciono com pessoas, ditas suspeitas, e nem sei segredos. Que loucura é esta? Fui me informando e tomando conhecimento que a questão é generalizada e extremamente desconfortável. É uma questão de privaci- dade. Não há mais! Não é comigo, É com todo mundo! Seu telefone é monitorado, até suas con- versas são ouvidas com o celular desliga- do. Tem sempre um “guardião”, como uma espécie de “grande irmão”, tomando conta de tudo. Muitas vezes me perguntava como tentavam me vender exatamente o que eu desejava comprar. Recebia telefonemas, e- mails e até correspondências sobre meus gostos e predileções. Como sabiam meu endereço e meu nome inteiro? Imaginava um banco, um cadastro da Receita Federal, alguma pesquisa rápida que tivesse respon- dido... Nada! A coisa é mais complicada. Já existem ferramentas para pesquisas dirigidas, mi- crofones direcionais de longa distância que ouvem conversas íntimas num botequim, ou somos filmados num motel! Os nossos prazeres sexuais não são mais íntimos! Tem sempre alguém sabendo do que gostamos. E a esta hora já tem gente com a mão na cabeça... Sabem que foram descobertos. Não adianta enrustir. Os caras já sabem.. O melhor é assumir. Fica mais barato. E as tais redes sociais? São ferramentas fantásticas para fazer negócios e divulgar o que queremos que todos saibam, mas é uma cilada viva se você abre a guarda, mos- tra a sua vida e sua intimidade. Se imagina que só os seus “amigos” estão te vendo, enganou-se. Os bandidos estão armando seus esquemas através destas informações e até as empresas traçam perfis de compor- tamento baseado naquilo que você escreve ou apresenta nas suas fotos. Bem vindos ao Admirável Mundo Velho! Tão velho que já está apodrecendo. Inacreditável... Depois dizem que a localização é que é ruim. No espaço “Abrigo de Bon- des”, anexo onde foi construído o mais inadequado geograficamente, Supermer- cado Guanabara, de Niterói, as lojas do entorno estão fechando aos poucos. A única farmácia da região, já fechou as portas... Daí, assistimos fatos inusitados. Na úni- ca LotéricaCaixa Econômica, em plena segunda feira, 23, às 11h55, funcionava com um único atendente, enquanto a fila crescia e se alargava pelo pátio do Abri- go. Inexplicavelmente, o atendente levantou- se e comunicou que iria almoçar, deixando aquela fila enorme de boca aberta. A loja cheia de gente, geladeira externa cheia de refrigerantes, balcão com expositores de vendas de bombons, etc... E nada im- pediu do cidadão avisar que iria demo- rar uns vinte minutos e entrou, deixando a loja sozinha. A fila indignada ficou aos protestos a esperar. É claro que não falta- ram ideias extremistas emocionais, como “sair quebrando e ir embora”... A questão no fim das contas é sempre de má gerência do negócio e descumprimen- to de normas contratuais. É claro que a Caixa Econômica, representada naquele estabelecimento, não aprova este com- portamento. Depois, quando não dá mais para continuar, dizem que o lugar é que não presta! Inacreditável...
  7. 7. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com 7 Dr. Helder Machado Urologia Tratamento de Cálculo Renal a Raio Laser Rua Dr. Celestino, 26 Centro - Niterói. Tels:2620-2084 /2613-1747 Clínica Atendemos UNIMED eParticular Atendimento 24H pelo tels: 8840-0001e9956-1620 Edição na internet para 900 mil leitores ZAPS... ...Dia 05 de outubro.às 18h30, tem Bingo Beneficente na Igreja Nª Sª Auxiliadora. Convites na entrada da igreja na Secretaria Paroquial. ...A ADAMA – Associação dos Amigos da Mama de Niterói, ONG com 17 anos de atuação na cidade e tem a direção da mastologista Thereza Cypreste está convidando para a iluminação do MAC, como símbolo da Campanha de Prevenção ao Câncer de Mama, no dia 4 de outubro, as 18h30. ...O jornalista Octacílio Barros fará palestra sobre as Atrações Culturais em Fortaleza, na Academia Cearense de Ciências, Letras e Artes do Rio de Janeiro, no dia 02 de outubro, às 16 horas. A entrada é franca e o endereço é: Rua Teixeira de Freitas,03- Lapa-RJ. Como nos Bons Tempos J á havia perdido o hábi- to de assistir a grandes exibições da prática ju- rídica, especialmente dos grandes juris. Ouvir o bri- lhantismo de uma defesa e o deleite de presenciar uma vultuosa fala, rica de conhecimentos, mas aci- ma de tudo com a rapidez mercurial dos raciocínios luminosos. Recentemente, diante de desembargadores atentos, assisti o meu amigo e gran- de advogado Orquinésio Oliveira brilhar. Fez uma sustentação oral na Segun- da Instância, nos moldes de uma grande jurí. Foi um imenso prazer ver que o conheci- mento jurídico, o bom e oportuno discurso, ainda é capaz de trilhar pelos caminhos da legalidade, da segurança das leis e da éti- ca, mas, com inteligência e a dose certa de humor e malícia para provocar e quebrar as resistências contritas. Venceu o pleito por unanimidade e ainda arrancou um valioso elogio de um dos de- sembargadores. Bom saber que o tempo, apesar das contradições e falácias pode ser um grande aliado de quem soube ousar com dignidade e ser reconhecido e louvado ao longo de tanto espaço, num mundo tão carente de valores. Agradeço ao Orquinésio Oliveira por ter me dado esta oportunidade de assistí-lo. Parabéns! Falando em Absurdos E por falar em ina- creditável, al- guém precisa re- ver a questão do tempo dos sinais de trânsito das ruas que cruzam a Alameda São Boaventu- ra, no Fonseca em Nite- rói. A falta de sincronis- mo, ou defeito mesmo, é inaceitável. É claro que a prioridade é da Alameda por ter um fluxo muito intenso e é uma via de escoamento e passagem para municípios vizinhos. O sinal fica aberto para a via principal a maior parte do tempo; mas, quando abre para as ruas vicinais não dá tempo para o quarto veículo da fila ultrapassar. Ele fecha tão rapidamente que provo- ca invariavelmente engarrafamentos em tudo, como nas Ruas 22 de Novem- bro ou Desembargador Lima Castro. É de doer... Como se não bastasse este trânsito caótico da cidade, ainda existe este tipo de “engenharia”. Tenham paci- ência! Vamos todos precisar muito! Aquele Abraço Fui abraçar meu amigo Maurício Guimarães, que por sua trajetória de vida me emocio- nou ao assistir um vídeo produzido por Sandra, sua companheira, falando dos 80 anos de muita vitalidade e esperança. Lhe disse que quando eu crescer quero ser igual a ele. Em trajetória de vida, pois na altura fica de todo impossível. Maurício é de uma grande estatura: física, moral e afetiva. Na foto com os amigos Silvio Lessa e Gentil Costa Lima.
  8. 8. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com 8 Renda Fina Aniversariantes da Edição Babi Petrucci Lilian Monteiro Ulisses Francheschi Ivone Marcolini Pedro Siqueira Edição na internet para 900 mil leitores 80 Anos de Maurício Guimarães Ernesto Guadelupe, Cristina Ruas, Sandra Fonseca e Maurício Guimarães Maurício com filhos e netos Maurício, Manoel Arribas e Eva Figueiredo Loesch Sandra e Maurício Guimarães O fotógrafo Maurício Guimarães, no alto da sua juventude e vitalidade, comemorou 80 anos, ao lado da sua mulher Sandra Fonseca, dos filhos e netos. Foi uma festa belíssima com direito a um precioso vídeo mostrando a trajetória gloriosa desta vida que é um exemplo de coragem, dignidade e afeto. Salve as oito décadas de história e ensinamentos e muita humanidade. Salve Maurício Guimarães, o mesmo homem bom e simples de tantos amigos. Que venham muitas mais!
  9. 9. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com 9 thatiana.ncunha@gmail.com T! News contato@erisveltonsantana.com erisveltonsantana.com E! Games Viva Melhor 300 Km por Hora Q uantas e quantas vezes nos sen- timos cansados, desanimados e sem vontade para realizarmos as pequenas tarefas do dia a dia. Somos, mesmo sem percebermos, “bombardea- dos” energeticamente o tempo todo. Mesmo que o cenário a nossa volta ou até mesmo os acontecimentos favoreçam esse estado, é bom lembrá-los que essa não é a nossa essência. Viemos ao mundo para sermos prósperos e felizes e, se sua sintonia não está nessa vibração, é preci- so conectá-la, expandi-la para que tudo possa melhorar. Como um lago em que jogamos uma pedra e as ondas vão se for- mando, uma após as outras. Se ficarmos presos a energia mais densa, a atrairemos cada vez mais, aumentando o esforço para mudá-la e transmutá-la. Ainda que pareça difícil, vamos sempre tentar manter os bons pensamentos, sentimentos e ações. Claro que isso não acontece de uma hora para a outra. Somos humanos e por isso, suscetíveis a erros. É preciso estar em vigí- lia constante, o orai e vigiai. Com o passar do tempo, tudo acon- tecerá de forma mais natural. É o encontro com nossa verdadeira essência. A essência divina. Vale lembrar que atraímos tudo que pre- cisamos, tanto situações, como pessoas. Então, numa relação difícil, tente enxergar qual é o aprendizado. Ninguém entra nas nossas vidas ao acaso... Não existe coin- cidência. Procure estabelecer maior conexão com a Mãe Terra. Qual foi a última vez que a contemplou? São tantas paisagens lindas: o mar, o céu, os animais. Respire fundo, deixe que a energia do prana encha seus pulmões. Sinta a brisa, o sol, a chuva. Não pense em nada, apenas SINTA. E, com os pés fincados na mãe terra, entre- gue a ela toda e qualquer energia negativa e peça para que ela te devolva uma ener- gia transmutada. Estamos vivos e isso é divino. Vamos preencher a nossa volta de amor e assim, num trabalho de formigui- nha, irradiar a tudo e a todos, para quem sabe, vivermos num mundo mais humano. D isputas alucinantes, velocidade máxima nas retas e curvas muito perigosas. Em uma corrida onde a precisão e técnica precisam ser perfeitas para derrotar seus adversários e se tornar o grande campeão. É isso mesmo, o tema da coluna desta é edição são as corridas de formula 1. O game “F1 2013” da “Codemasters” pro- mete ser a melhor adaptação desta famosa modalidade automobilística, tanto em au- tenticidade quanto em conteúdo. Prova disso, é que o game pretende simular com precisão tudo o que envolve o mundo des- te incrível e perigoso esporte. Desenvolvido para os processadores de alto desempenho, o game re- produzirá em detalhes a temporada 2013 da Formula 1. Todos os 22 pi- lotos e seus carros, as 11 construto- ras e as 19 pistas estarão presentes no game, incluindo as mudanças nas regras. Quanto a jogabilidade, o que vale destacar é o sistema de controle dos car- ros e a inteligência artificial mais presentes e ativos podendo ser regulada através de níveis de dificuldade. Outra novidade é a opção de iniciar uma carreira como um piloto novato, assim os “gamers” deve- rão competir com carros mais “fracos” e criar o seu nome neste mundo até chegar às disputas mundiais. É verdade que a tempo- rada atual não é das mais empolgantes e que os tempos áureos do esporte já se foram, assim o game possibilitará o modo “F1 Classics” onde os “ga- mers” voltam a década de 80/90 quando o esporte era mais perigoso, com seus carros incontroláveis e lendas como Emerson Fitti- paldi, Michael Schumacher, Nigel Mansell, Mika Hakki- nen estavam na ativa. A modalidade reproduz com fidelidade as diferen- ças de controle entre os carros clássicos e os atuais, de forma que entrar em um dos veículos mais antigos e controlá-lo com precisão é uma tarefa apenas para os mais confiantes em suas habilidades. Como já é tradição, o “F1 2013” permiti- rá que os “gamers” corram sob as mesmas regras do mundo real, ou então desativá- las para transformar o game em uma ex- periência mais livre, ainda assim, continua a marca do esporte em que erros custam caro. Mesmo os melhores terão dificuldade de alcançar o pódio após cometer um erro grave em um Grand Prix. “F1 2013” será lançado no dia 8 de ou- tubro para PlayStation 3, Xbox 360 e PC. No Brasil, o game será totalmente em por- tuguês.
  10. 10. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com 10 Fernando Mello - fmelloadv@gmail.com Fernando de Farias Mello Tecnicamente Tendenciosa Quando eu estava na faculdade, um professor foi logo dizendo na pri- meira aula: o direito é uma ciência dinâmica. Ou seja, o direito vai se modifi- cando com os avanços sociais em todos os aspectos. É por isso que os Tribunais devem estar conectados à questão social atual, princi- palmente quando estão prestes a definir e atualizar entendimentos. Isto aconteceu com a permissão para o aborto de fetos com anencefalia e no caso do casamento entre homossexuais. Portanto, por força da evolução da socie- dade e da mudança dos costumes, os Tri- bunais seguem exercendo a sua capacidade de depurar e esculpir esses entendimentos, dando a devida e justa forma. Diante deste, digamos, perfil dos Tribunais, podemos facilmente dizer que o STF per- deu a hora de ficar perfilado com a socieda- de, ficando exatamente igual ao Congres- so, ou seja, como um maestro que fica de costas para o povo e vai regendo a vida da maneira que quer. Digo isso por conta do público e esperan- do o julgamento do mensalão, tenho que discordar absolutamente do Min. Celso de Mello que chamou de pressão popular aquilo que a sociedade mais deseja: um julgamento equilibrado com a condenação dos ladrões/mensalei- ros. A sociedade sabe e sente nos bolsos e na baixa qualidade do tripé saúde-educa- ção-segurança que os mensaleiros furtaram o nosso dinheiro. E o julgamento foi abso- lutamente “técnico”. Conclusão: para os ricos e importantes, mesmo que ladrões, o processo judicial não termina nunca! Jamais teremos uma certidão de trânsito em julgado. Com todo respeito, neste caso, o STF mostrou ao povo no que se transformou: numa casa partidá- ria, pois os ministros escolhidos pelos pre- sidentes do PT votaram a favor dos melian- tes. Coincidência? Falta de preparo? Ausência de imparcialidade? Tudo pode ser! Mas nós todos queremos que a Lei seja aplicada por igual na sociedade, sem dis- tinção alguma. É o que prevê a nossa Carta Magna, a Constituição Federal. Será que eu ou você conseguiríamos obter esta “vitória” tão contraditória com os costumes? Afinal, não podemos roubar porque é contra a Lei; não podemos nos juntar com outros e praticar um delito porque fica configurada formação de quadri- lha. Tudo isso (incrível) foi abandona- do pelo Min. Celso de Mello. Nós todos sabemos que o “Regimen- to Interno” do STF não pode ser su- perior às Leis. Apenas o Min. Celso de Mello, decano, afirma que não pode ser sufocado pelo clamor po- pular ao concordar com os embargos infringentes. Pode sim, senhor Ministro. O povo pode e deve exigir justiça. O povo pode até exigir que o senhor saia deste Tribunal, no caso de um revolta violenta, porque o seu voto não está enquadrado com os costumes da ho- nestidade e legalidade, e não obser- vou os avanços da sociedade. Espero que o tal clamor não se trans- forme em ódio. Assim como, espero que não fiquemos sentados, lamen- tando e choramingando nos cantos, mas reagir com respeito e dignidade. Fernando Mello, Advogado www.fariasmelloberanger.com.br e-mail: fmelloadv@gmail.com AOSAMIGOSTUDO! PIZZARIA NACIONAL SEUS PROBLEMAS NÃO PRECISAM VIRAR UMA NOVELA. EXIJA. RECLAME. DENUNCIE. CONTE COM O ALÔ ALERJ. Venha para o Nova Auto Europeu Velocímetros, Contagiros, Marcadores de Gasolina, Temperatura e Pressão do Óleo. Bombas de Gasolina para injeção eletrônica, Reguladores de Pressão, Motores de Passo. Troca na hora de: Velocímetros e Bóias de Tanque. * Alarmes de Controle Remoto * Trava e Vidro Elétrico * Relógios Elétricos Rua Marechal Deodoro, 295 - Loja 103/104, Centro - Niterói- RJ. Tels: 2621-5702 / 2717-3881
  11. 11. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com Pela Cidade 11 Edição na internet para 900 mil leitores Palestra do IFEC na ONU OInstituto Interamericano de Fomento à Educação, Cultura e Ciência (IFEC) realizou no dia 18 passado a palestra anual (tema 2013: “Direitos Humanos no Bra- sil”) no Palácio Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores) na cidade do Rio de Janeiro. Este evento faz parte oficial do calendário da ONU no Brasil através de sua Represen- tação para Comunicação (UNIC-Rio). A audiência contou com a presença de IX Parada do Orgulho LGBT OGrupo Diversi- dade Niterói re- alizará no dia 06 de outubro de 2013, na praia de Icaraí, a 9ª Pa- rada do Orgulho LGBT da cidade com o tema “Estado Laico: Pelo Direito de Amar”. Os organizadores esperam cerca de 100 mil pes- soas na manifestação, que será composta por quatro trios elétricos: Trio Oficial: GDN; Trio Grupo Sete Cores;Trio Centro de Ci- dadania LGBT de Niterói (Programa Rio Sem Homofobia); Trio Tribal Ideal. Os prédios residenciais e o comércio lo- cal, receberão ofício de notificação quanto à estrutura e desvio de trânsito durante a manifestação, que é considerada a segunda maior atividade do município, após o Re- veillon. Olivro “O Sincronicí- dio”, de Fabio Shiva (Caligo Editora) tem o lan- çamento marcado na cidade de Salvador, Bahia, para o sábado, 28 de setembro, das 15h às 18h, na Jhana Livros, - Boulevard 161, loja 05 – Térreo – Rua Aní- sio Teixeira, 161 – Itaigara – Salvador – BA . No Rio de Janeiro, o lança- mento acontecerá no dia 8 de outubro, às 19h, na Casa de Lícia, - Rua Fontes Cas- telo, 11 – Alto da Boa Vista – Rio de Janeiro – RJ . Esse, que é o primeiro ro- mance policial do músico e poeta Fabio Shiva, marca também a estreia da Caligo Editora no mercado literário brasileiro. Fabio, que tam- bém na música, já passou por banda de Heavy Metal e atualmente está na Banda Mensageiros do Vento. Pra- ticante do oráculo chinês, o “I Ching”, divide o seu livro em 64 partes, mesmo número dos hexagramas do oráculo, e cada capítulo é aberto com um hexagrama e a sua descrição. “Sincronicídio” Revalida para Médicos Estrangeiros em Niterói Overeador Bruno Lessa (PSDB) apresentou o projeto de lei que regulamenta no município a contra- tação de médicos estrangeiros ou de brasileiros formados no exterior. Pelo projeto, a Prefeitura Municipal fica impedida de contratar ou permitir a atuação de médicos com diploma de graduação emitido por universidades estrangeiras sem a revalidação do di- ploma, conforme estabelece a Lei Fe- deral n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. O Projeto visa assegurar que caso o município resolva fazer parte do “Mais Médicos”, que seja obrigatório a realização desse exame para certifi- cação que esses profissionais reúnam con- dições de atender a população nos níveis exigíveis pelas Universidades brasileiras. Além disso, fica também instituído que a Prefeitura, de acordo com a resolução 1.831 do Conselho Federal de Medicina, também terá que exigir desses médicos es- trangeiros o Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiro (CEL- PE/BRAS), emitido pelo Ministério da Edu- A concentração acontecerá na Rua Miguel de Frias, a partir das 15h, com início da Pa- rada previsto para as 17 horas. O Grupo realiza ainda diversos eventos du- rante o mês de outubro, chamado “Mês da Diversidade”, em que ocorrem debates e exibições culturais sobre a temática LGBT. Contatos através da assessoria de imprensa do Grupo Diversidade Niterói, com Vini- cius Rocha, tels: (21) 3617-0251e 8600- 2646, ou vrocha12@gmail.com. cação. “A dispensa da revalidação do diploma acarreta a violação direta da Lei Maior, as- sim como da Legislação infraconstitucional (e Lei 9.394), pois acarretará ilegalidade na contratação de pessoas sem a necessária comprovação de habilitação profissional e sem o domínio do idioma nacional,” alegou o vereador, justificando a necessidade do projeto. autoridades e representantes de inúmeras instituições e segmentos da sociedade. Na ocasião, ocorreu o lançamento oficial do Cartaz - Campanha IFEC-ONU intitulado: “65 Anos da Declaração Universal dos Di- reitos Humanos”. O palestrante convidado foi o Dr. Valdir Costa (Docente da UFF e Presidente da Co- missão de Direitos Humanos e Cidadania da OAB/Niterói) e na ocasião registrou-se os nove anos de parceria IFEC-ONU. Sergio Gomes Bruno Lessa
  12. 12. Niterói 28/09 a 12/10/13 www.dizjornal.com Em Foco dizjornal@gmail.com 12 Edição na internet para 900 mil leitores Projeto Mais Leitura OProjeto Mais Leitura vai fun- cionar perto da Esta- ção das Barcas, numa loja, de 60 metros quadrados, no 3º andar do Shopping Bay Market, ao lado do cinema. A inau- guração desta quarta agência, reivindica- ção antiga dos mora- dores, será no dia 30 de Setembro, às 18h. Nas gôndolas, títulos, dos mais diversos gêneros, es- tarão sendo disponibizados a R$ 2,00 e R$ 3,00. Admirado pelos mais de 300 mil ci- dadãos atendidos desde a criação, em 2011, o Projeto Mais Leitura, da Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro, é um sucesso. Já ultrapassou a Está aberta a exposição “2 Escultu- ras”, uma obra pública de grande dimensão que consiste em duas es- culturas formadas pelo empilhamento de oito cubos vazados. Cada traba- lho possui três cubos de dois metros e cinco cubos de um metro de lado. Construídos em perfis de ferro pinta- dos, eles são formados pelo sequen- ciamento de elementos pretos e bran- cos, empilhados em dois sentidos. Exposição “2 Esculturas” marca de 1 milhão de livros vendidos. Criado com o objetivo de democra- tizar a cultura com a venda de livros a preços populares, o Projeto Mais Leitura conta ainda com agências fi- xas, instaladas nos Poupa Tempo do Shopping Grande Rio, em São João de Meriti, no Bangu Shopping e no Sho- pping São Gonçalo. Estão expostos na Praça Tiradentes, no Centro do Rio de Janeiro. As obras podem ser vistas como um comentário à arquitetura dos espaços habitáveis. “2 Esculturas”, ficará em cartaz até 31 de outubro. Esta é a segunda ex- posição do “Projeto Prisma” idealiza- da pelo produtor Mauro Saraiva. A primeira foi “Balanços” de Raul Mou- rão em setembro de 2012. Em paralelo o artista também abre a mostra documental/retrospectiva “Entre Arquitetura e Paisagem”, no Centro Carioca de Design/Studio-X (Praça Tiradentes, 48), que reúne fo- tos, projetos e comentários do artista sobre intervenções que realizou em espaços arquitetônicos,assim como trabalhos que lidam com questões da paisagem realizados no MAC Niterói.

×