Diz87

335 visualizações

Publicada em

Diz Jornal Edição 87

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
335
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diz87

  1. 1. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com Jornal Plural Ano 04 Nº 87 1ª Quinzena de Julho de 2013 Edição Online para 500.000 leitores Zona Sul, Oceânica e Centro de NiteróiImpressos com distribuição gratuita:16.000 Exemplares Edição Online para 500.000 leitores Impressos com distribuição gratuita:16.000 Exemplares DizDizO jornalO jornal Diretor:Responsável: Edgard FonsecaD i r e t o r : R e s p o n s á v e l : E d g a r d F o n s e c a Os Riscos Que Nos Rondam... Pág. 03 Diz: Todo Mundo Gosta. NayaneLopes*Makeup:WagnerRaiol*foto:JulioCerino
  2. 2. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com - A BPN-Biblioteca Pública de Niterói (Praça da República, s/n° - Centro) promove, dia 23 de julho, às 14h30, Roda de Leitura com textos de Stanislaw Ponte Preta; e às 17 h, A Cia Brasileira de Ballet, dirigida por Jorge Teixeira apresenta três es- petáculos: as suí- tes Don Quixote, Raymonda e Bra- sileira. Imperdível! Na foto, o mais antigo frequenta- dor da BPN, Luís Antônio Pimentel, colega do saudoso jornalista Sergio Porto. 2 Cultura Paulo Roberto Cecchetti prcecchetti@ig.com.br annaperet@gmail.com DIZ pra mim... (que eu conto) Anna Carolina Peret Edição na internet para 500 mil leitores N o último dia 21 de junho, iniciou- se a estação mais fria do ano. Serão três meses de clima mais frio, ventos gelados, casaquinhos, preguiça, chocolate quente, pipoca e... Isso mesmo: cinema! Pra muitos, trata-se da estação ideal para assistir a um filminho, de forma bem acolhedora e aconchegante. Então, é tempo de aproveitar. Afinal, daqui a pouco o sol estará de volta, a primavera irá reluzir no final de setembro e, muito provavelmente, num embate “cine- ma” versus “praia”, o mar de Itacoatiara vai nocautear a refrigeração da sala de projeção mais perto de você. É agora ou nunca! Dos títulos que já estão em cartaz, destaco alguns obrigatórios. O primeiro é “Hannah Arendt”. O filme foi dirigido por Margarethe von Trotta, nome relevante no cinema ale- mão, com títulos aclamados como “A Honra Perdida de Katharina Blum” (“Die verlorene Ehre der Katharina Blum”, no original) e “O Segundo Despertar de Christa Klages” (“Das Zweite Erwachen der Christa Klages”, no ori- ginal). Na película, quem dá vida à Hannah é a atriz Barbara Sukowa (“Romance e Cigarros” e “Veronika Decide Morrer”), conseguindo imprimir toda dor, angústia e energia que fo- ram marcas registradas desta grande filósofa e cientista política. Hannah, judia, emigrou da Alemanha, seu país de origem, devido à perseguição nazista. Conseguiu refazer sua vida nos Estados Unidos, deu aulas, traba- lhou como jornalista e escreveu grandes pu- Invernoblicações. Momentos marcantes de sua tra- jetória são construí- dos nesse filme que retrata a oportunida- de que ela viveu de ir a Israel para cobrir o julgamento do nazista Adolf Eichmann para a The New Yorker. Outro filme muito in- teressante em cartaz é “Truque de Mestre” (“Now You See Me”, no original). Particu- larmente falando, gos- to de mágicas. Não pela mágica em si, mas pelo poder dos má- gicos em usar de agilidade e inteligência pra ludibriar nossos sentidos e nos fazer “enten- der” a realidade de forma diferente. E, como este é o meu ponto de vista com relação ao ilusionismo, o filme em questão acaba sendo bem interessante. A forma com que a trama é desenvolvida acaba sendo, também, um gran- de truque com as nossas mentes. Enquanto prestamos atenção às mágicas, perdemos de vista a necessidade de nos fixarmos à história. E, quando o filme vai terminando, o “gran- de truque” nos dá uma rasteira. “Truque de Mestre” vale não apenas um ingresso, mas dois. O primeiro servirá para saber quais são as reviravoltas. O segundo, para tentar enten- dê-las. O elenco é realmente muito bom. A dupla Michael Caine (“Hannah e Suas Irmãs” e “A Origem”) e Morgan Freeman (“Invasão a Casa Branca” e “Invictus”) – que já tinham trabalhado juntos antes em “Batman Begins” – dispensam apresentação e tornam-se car- tão de visita do filme. Destaque também para a atuação de tirar o fôlego de Mark Ruffalo (“Minhas Mães e Meu Pai” e “Ilha do Medo”) e Jesse Eisenberg (“A Rede Social” e “A Rede Social”). Outro filme bacana em cartaz é “Meu Malva- do Favorito 2” (“Despicable Me 2”). Talvez, esta sequência tenha uma mensagem menos construtiva do que a primeira. Trata-se, com certeza, porém, de um filme de entretenimen- to. Mais uma vez o vilão-mocinho Gru fará de tudo para defender suas três filhotas lindas e conquistar o mundo. Neste episódio, ele até consegue uma namorada. A versão dublada conta com grandes nomes. Leandro Hassum dá voz à Gru, enquanto Maria Clara Gueiros dubla sua namorada. Destaque para o fan- tástico antagonista “El Mach” magistralmen- te interpretado por Sidney Magal. Aliás, vale destacar o trabalho de Magal como dublador. Arrasou em “Happy Feet 1 e 2”. Agora, re- torna às dublagens mostrando que tem muito a contribuir no cinema. Ainda neste final de semana, chega ao cine- ma uma produção bastante esperada: o novo filme do Super Homem. Este “O Homem de Aço” (“Man of Steel”, no original) foi dirigi- do por Zack Snyder, diretor responsável por filmes como “300”, “Watchmen” e “Madru- gada dos Mortos”. Nesta nova versão, quem dá vida ao jornalista-super-herói Clark Kent é o lindo e musculoso Henry Cavill, que vem de uma série de filmes interessantes (“Imor- tais” e “Tudo Pode dar Certo”) e que tem, hoje, o título de “homem mais desejado” de Hollywood. São muitos, muitos os títulos em cartaz. E são bons! E, mesmo sendo brasileiros e gostar- mos de verão, calor e praia, não podemos di- zer que não há diversão disponível neste final de semana. Façam suas escolhas, garantam seus ingressos e curtam a sétima arte! Bom filme! - A APAE-Niterói irá promover show beneficente dia 17 de julho no Teatro Municipal de Niterói (Rua 15 de Novem- bro, n° 35 - Centro). Participe. É importante o seu apoio. - A exposição “Sentimento Úni- co”, de Julia Aumüller terá visi- tação até 31 de julho na GLIA (Rua Nilo Peçanha, n° 142 - Ingá), durante o horário de fun- cionamento do espaço cultural. Mais informações: 3601-2092. - O Museu de Arte Contemporânea de Niterói – MAC, dirigido por Luiz Guilherme Vergara, recebeu comentários favoráveis do crítico americano Paul Goldberger. Para o ar- quiteto, o MAC atrai ótimo público e estimula as pessoas a irem ver a arte e a beleza do prédio criado por Niemeyer. - O Programa Aprendiz de música clássica e popular para estudantes da rede municipal de ensino de Niterói começa a colher bons frutos. Muitos dos alunos hoje são monitores do Aprendiz e os que prestaram vestibular para música em universidades públicas foram aprovados. - O curso “A linguagem das emo- ções”, ministrado por Laura Bo- telho (Consciência e Expressões), acontecerá no dia 27 de julho, sábado. Mais informações: ekvili- brofaleconosco@gmail.com. Im- perdível! - O produtor niteroiense João Carlos Carino acaba de pro- duzir, através da ONG Quinta do Parque, os discos: “O Samba da mais alta patente - Nelson Sargento” e “A So- berania do Samba – Monarco”. Ambos conquistaram os prêmios de melhor álbum de samba e o de melhor cantor, respectivamente, durante a 24ª edição do Prêmio da Mú- sica Brasileira. - A exposição “Niterói nas lentes do historiador” perma- nece na Galeria de Arte LaSalle (Rua Gastão Gonçalves, n° 79 - Santa Rosa) até 06 de agosto e pode ser visitada de 2ª a 6ª, das 9 às 21h; e sab., das 9 às 12h. Entrada franca.
  3. 3. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com 3 Documento dizjornal@gmail.com Edição na internet para 500 mil leitores Os Riscos Que Nos Rondam Os absurdos recentes na política, principalmente nestes últimos 10 anos, levaram o povo brasileiro para as ruas clamando por transformações. Nada mais legítimo e de- monstra o crescimento e a maturidade da nação, que sempre foi considerada como apática e dependente; levantou-se e disse: “desta forma não queremos e assim não dá para continuar”. Até esta página tudo certo e esta é a direção sensata e republicana na mais pura e cristalina verdade. Entretanto, não existe embate sem a resistência do lado con- trário e a clara possibilidade de uso da circunstância por aproveitado- res, minorias perversas e mercenários que se vendem para um lado e para o outro, tentando lucrar o máximo den- tro da situação de conflitos. Não vamos incluir nesta discussão, os bandidos, os salteadores e desordei- ros, pois esta camada independe de sistema ou de regime político. Eles re- presentam a desordem, a bandalha e o mal indiscriminado. Vivem nas som- bras, seja neste ou naquele momento político. Estes não contam como bra- sileiros e devem ser combatidos com as penas da lei, duramente! Apesar destes avisos, este componente pode adentrar num processo de reinvindica- ções legítimas e transformar tudo num verdadeiro caos. É preciso ter clareza de propósitos e metas razoáveis e aci- ma de tudo, realizáveis. O sonho é o componente motor, mas não conduz à negociação com o real. O sonho é onírico e serve para alimentar a alma. Processos políticos de transformação requerem pés no chão, idealismo ma- duro e capacidade de negociar para que avanços sejam possíveis. Os excessos levam sempre para a ponta do abismo e a queda é algo passível de ocorrer. O equilíbrio nas ações deve imperar acima dos sen- timentos de revolta. Deveremos ser firmes e caminhar em bloco para que não haja enfraquecimento e disper- são. É necessário vigiar os intrusos mal intencionados e não “patrulhar” os companheiros de caminhada. Mui- tas vezes caminha-se junto e não se marcha unido no final. O importante é chegar ao objetivo. Mais a frente cada um fará suas escolhas e as associações que considerar conveniente. Mas, o importante é não dispersar, perder o foco e a vontade de transformar. Os riscos de retrocessos são grandes e é preciso estar atento e informado. As razões que favoreceram ao golpe militar ocorrido no Brasil no ano de 1964 são muitas e por diversos acon- tecimentos políticos e sociais ocor- ridos ao longo da história do Brasil. Desde o período imperial, os militares demonstraram sua insatisfação com as condições vividas pelas Forças Arma- das Brasileiras. Com o fim da Guerra do Paraguai, os militares se conscien- tizaram que na América Latina apenas o exército brasileiro permanecia sem prestígio na sociedade e na política. A pressão que os militares exerceram foi tão grande que integraram o grupo re- publicano responsável pela queda do regime monárquico no Brasil, sendo que os dois primeiros presidentes da república foram militares. Este gosto dos militares por interven- ções é antigo, vide os anos da Velha República, passado por golpes diver- sos a partir de 1920, o Tenentismo, Getúlio Vargas e suas manobras, a re- sistência de Juscelino Kubitschek, até resultar no Golpe de 1964. Naquele momento havia até o cla- mor das ruas, muitas pessoas de boa fé, desinformadas e assustadas com a possibilidade de um golpe de esquer- da, pediam o golpe da direita. Deu no que deu. O que era um movimento nacionalista para “arrumar” o país re- dundou numa ditadura militar de 21 anos. Estamos vendo com muita apreen- são, a repetição desses mesmos fatos. Gente desinformada e imediatista. Cansada da bandalha que foram es- tes últimos anos, clamam pela vol- ta dos militares ao poder. Isto é um erro inaceitável! O país está maduro e a democracia é a única saída para os nossos problemas. Autoritarismo, de qualquer lado é prejudicial e nos leva à escravidão. As liberdades individuais e coletivas serão cerceadas e a liber- dade de expressão será aniquilada. Tememos por um golpe nos moldes bolivarianos, chavistas ou qualquer outra escravidão populista, mas não queremos também nenhuma ditadura militar, ou de qualquer outra origem. Devemos nos afirmar como um povo livre e soberano. E para tanto, é preci- so ter cuidado, comedimento e matu- ridade política. O país conta com você!
  4. 4. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com responsáveis pela fome e saciedade, res- pectivamente; diminui o risco de doenças cardiovasculares, regula a pressão e ainda existem estudos que comprovam que pes- soas que dormem bem são menos ansio- sas e depressivas. Disciplinar o corpo para uma boa noite de sono regula a produção de melatoni- na, hormônio responsável por veicular o organismo ao sono profundo e é neste momento que o corpo também produz o GH, hormônio do crescimento, que com o passar dos anos tem a sua produção di- minuída naturalmente. 4 Informes Expediente Edgard Fonseca Comunicação Ltda. Rua Otavio Carneiro 143/704 Niterói/RJ. Diretor Responsável: Edgard Fonseca Editor: Edgard Fonseca Registro Profíssional MT 29931/RJ Distribuição e circulação: Ernesto Guadelupe Diagramação: Erisvelton Santana Impressão: Tribuna RJ Tiragem 16.000 exemplares Redação do Diz End: Rua Cônsul Francisco Cruz, nº 3 Centro - Niterói, RJ Tel: 3628-0552 | 36285252 | 9613-8634 Correspondência para Administração Rua Domingues de Sá, 274/1103 Icaraí-Niterói - CEP 24.220-091 dizjornal@gmail.com www.dizjornal.com Os artigos assinados são de integral e absoluta responsabilidade dos autores. D! NutriçãoEdição na internet para 500 mil leitores clara.petrucci@dizjornal.com | Instagram: Clara Petrucci A Importância do Sono M uitos acreditam que dormir é perda de tempo ou apenas uma prática que devemos fazer quando estamos muito cansados. Sim- plesmente descansar e ponto! O sono é uma das atividades mais importantes para a nossa saúde, quando ele é de qualida- de, é claro. Existem pessoas que dormem dez, doze horas, e não atingem o estágio do sono profundo, o que realmente nos faz recu- perar as energias necessárias para todo organismo. Por isso, fique sempre atento a qualidade do seu sono. A quantidade, somente tem significado se ele cumprir a sua verdadeira função: recuperar o orga- nismo como um todo. Uma boa noite de sono nos traz benefí- cios para o sistema imunológico, recupe- ração muscular (é durante o sono que os músculos se reconstroem após um treino, ou esforço intenso), diminui os níveis de cortisol ( hormônio “do estresse”), regula a grelina e a leptina, que são hormônios Recital de Felipe Naim Formando pelo Conservatório de Músi- ca do Estado do Rio de Janeiro, Felipe Naim realizou o seu recital de formatura no último dia 14, no Museu de Arte Moderna (MAM) no Rio de Janeiro. Felipe é integrante do projeto Música no Museu desde os 11 anos e estudou com as mestras Celly Periard e Ísis Machado. No repertório do recital: Chopin, Schumann, Schubert, Haydn, e Villa-Lobos. Curso Gratuito de Peticionamento Eletrônico Atenta à necessidade dos advogados de saber como apresentar de modo virtual as petições e recursos à Justiça do Trabalho, a OAB Niterói promove dia 14 de agosto, às 16 horas, curso gratuito de Peticionamento Eletrônico. Em parce- ria com a OAB/RJ, as aulas serão realizadas no auditório José Danir Siqueira do Nascimento, na sede da OAB de Niterói. As inscrições, somente presenciais, devem ser fei- tas na secretaria da ESA Niterói, localizada na na Av. Ernani do Amaral Peixoto, 507/9º andar, Centro, das 9h às 20 horas, Informações pelo e-mail esa.nit@oabrj.org.br, ou nos telefones 2613-0703 e 3716-8916. Homenagem a Santos Dumont AFazenda Florença, do Vale do Paraíba, apresentará o sarau “Alberto Santos Dumont e o Vale do Paraíba”, em homenagem ao aviador brasileiro, na abertura da 11ª edição do Festival do Vale do Café. Será na sexta-feira, dia 19 de ju- lho, às 12h30, na Estrada da Ca- choeira, 1560, em Conservatória, Valença-RJ. A apresentação teatral e musical mostrará os vínculos de Dumont com o município de Valença, onde morou quando crian- ça. Oito personagens recriam a atmosfera do ano de 1929, com seus trajes e costumes num roteiro fictício, uma vez que, já adulto, não há registro de visitas dele à região. O evento acontece logo após a apresentação de Eudóxia de Barros, que tocará Ernesto Na- zareth a partir das 11horas, com ingressos a R$ 80 e meia entrada a R$ 40. Um brunch, servido às 10 horas, terá como base as preferências gastronômicas de Santos Dumont, que adorava favos de mel e goiabada em pasta, que será cozida, como na época, em um tacho à frente dos hóspedes e visitantes, e servida também com waffles. O valor do ingresso refere-se à apresentação de Eudóxia de Barros. O sarau e um brunch que será servido às 10 horas são cortesias do Hotel Fazenda Florença àqueles que forem assistí-la.
  5. 5. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com 5 InternetJuliana Demier - juliana.demier@gmail.com ORAÇÃOASANTO EXPEDITO Festa 19 de abril. Comemora-se todo dia 19 Se vc. está com algum , precisa de , peça a Santo Expedito. Ele é o Santo dos Negócios que precisam de pronta solução e cuja invocação nunca é tardia. Problema Difícil e aparentemente sem Solução Ajuda Urgente ORAÇÃO Obrigado. : Meu Santo Expedito da Causas Justas e Urgentes, socorrei-me nesta hora de aflição e desespero. Intercedei junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo! Vós que sois o Santo dos Aflitos, Vós que sois o Santo das Causas Urgentes, protegei-me, ajudai-me, Dai-me Força, Coragem e Serenidade. Atendei o meu pedido: (fazer o pedido) Ajudai-me a superar estas Horas Difíceis, protegei-me de todos que possam me prejudicar; Protegei minha família, atendei o meu pedido com urgência. Devolvei-me a Paz a Tranqüilidade Serei grato pelo resto da minha vida e levarei seu nome a todos que têm fé. Rezar 1 Padre Nosso,1 Ave Maria e Fazer o sinal da cruz. “para que os pedidos sejam atendidos é necessário que sejam justos”. Agradeço a Santo Expedito a Graça Alcançada.Santo Expedito Acesse o Nosso Site: www.dizjornal.com Facebook ou no Diz Jornalwww.dizjornal.com Edição na internet para 500 mil leitores O Mundo Apple Essa dica é especial para usuá- rios Apple. A App Store, loja de aplicati- vos da Apple, acaba de fazer cinco anos de vida nesta última terça e já conta com mais de 900 mil apps e 50 bilhões de downloads feitos nos iPhones, iPads e iPods espalhados pelo mundo. Comemorando esses números incrí- veis, a loja decidiu liberar 10 aplica- tivos para download gratuito até o dia 18 desse mês. É uma excelente oportunidade para os” Apple users” incrementarem ain- da mais seus dispositivos e da Apple ultrapassar em muito essa marca de 50 bilhões. Nessa lista podemos encontrar apps que vão ajudar os interessados em receitas culinárias, divertir e educar crianças, animar uma festa com uma boa discotecagem e, claro, garantir a distração com games. Mas como nem tudo são flores (não vou fazer um trocadilho com o nome 50 bilhões de downloads Apple do tipo ‘nem tudo são maçãs’), na mesma semana de aniversário da App Store, a empresa foi condenada por ter elevado os preços dos seus eBooks em 2010, na época do lan- çamento do iPad. Isso não atingiu o Brasil, pois só ti- vemos acesso à loja de eBooks no ano passado, mas segundo a acu- sação, a Apple obrigou seus consu- midores americanos a ‘pagarem de- zenas de milhões de dólares a mais’ pelos eBooks. E já que essa semana é dela, no úl- timo dia 9 a Apple decidiu encerrar um processo contra a Amazon sobre o uso do termo ‘App Store’ alegando que com essas marcas de 50 bilhões de downloads e 900 mil apps, não vale a pena discutir por um nome. A hegemonia já é da Apple (as pa- lavras não foram exatamente essas, mas duvido que eles se importem com isso). Enfim, esse é o mundo Apple.
  6. 6. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com 6 Edgard Fonseca edgard.fonseca22@gmail.com Edição na internet para 500 mil leitores Posse do Desembargador Cesar Cury Presidente do Tribunal, desª Leila Mariano, des. Cesar Cury e sua esposa AdrianaDesª. Nilza Bittar, pres. do Tribunal, desª. Leila Mariano, des. Cesar Cury e des. Ricardo Couto Fotos Ulisses Franceschi Por merecimento tomou posse neste dia 15, no cargo de desembargador de Justiça, o juiz Cesar Felipe Cury. Uma trajetória admirável e a conquista do respeito pleno por todos que o conhecem. Cesar Cury é o que se pode chamar de homem de bem. Correto, humano e consciente dos seus deveres, nunca ultrapassou os limites do direito, que sempre usou com austeridade e rigor, sem jamais se esquecer do uso da compaixão e da humanidade. Foi na épo- ca o delegado de polícia mais jovem do país, aos 23 anos e um ano após tornou-se defensor público. Essas instâncias lhe deram a vivência para dois anos após tornar-se juiz de direito: 11 anos a serviço do Tribunal do Júri (3ª Criminal), 7 anos no Juizado Especial Criminal, onde acu- mulou por 6 anos o Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher. Ainda, atuou como juiz eleitoral em diversos pleitos. Homem de família, filho do saudoso e brilhante advogado Darcy Felipe Cury, que certamente numa instância superior do universo, de lá aplaudiu. Não foi possível estar presente de forma corpórea, mas, manteve-se incorporado nos ensinamentos que deu ao filho, que hoje é um dos mais importantes valores do direito desta nação.
  7. 7. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com 7 Dr. Helder Machado Urologia Tratamento de Cálculo Renal a Raio Laser Rua Dr. Celestino, 26 Centro - Niterói. Tels:2620-2084 /2613-1747 Clínica Atendemos UNIMED eParticular Atendimento 24H pelo tels: 8840-0001e9956-1620 Edição na internet para 500 mil leitores Cabral Desce a Ladeira Da revolta popular que culminou com a belíssima demonstração de repúdio aos maus políticos, de todos os mais afetados, o governador Sergio Cabral superou todas as estatísticas. Foi declarada sua derrota final e já pediram até o seu Impeachment. A situação está tão séria que mesmo os seus mais chegados aliados estão se afastando e fingindo que nunca tiveram qualquer tipo de relação com ele. Do alto da sua habitual au- sência de percepção da sociedade, finge tam- bém que o repúdio absoluto, não é dirigido a ele. Como o Senador Renan Calheiros, reage sempre inicialmente com uma atitude arro- gante. Depois que vê o tamanho do estrago, volta atrás, supostamente “humilde” e diz exatamente o contrário do que disse. Esta impopularidade desmedida vai fazer um imenso estrago nos seus “filhotes políticos”, especialmente ao Felipe Peixoto, que deixou de ser prefeito de Niterói, para tentar ser deputado federal com as “bênçãos” do Cabral. Se a eleição fosse hoje, ele não conseguiria se eleger a cargo nenhum. E como um carneiro cego, insiste nesta desventura de ser secretário de uma pasta que mais tira do que dá. Ca- bral lhe deu um peixe, mas não ensinou a pescar. Na sua rede só colheu desafetos, basta perguntar aos comerciantes do CEASA. Tenho a impressão que se não mudar de rota, Niterói vai ter um político a menos. Atuando no Basquete Master Quatro jogadores de basquetebol máster de Niterói, vinculados à Associa- ção de Veteranos de Basquete de Niterói (AVBN), embarca- ram no dia 09 de ju- lho para a cidade de Thessaloníki, na Gré- cia, onde representam o Brasil no Campeo- nato Mundial da mo- dalidade, que aconte- ce no período de 11 a 21 de julho. Os atletas deste grupo são: Sérgio Vinagre, equipe de 65 anos; Luiz Felipe Reys e José Antônio Vinagre, equipe de 60 anos; e André Figueiredo, categoria de 35 anos. A equipe está muito motivada, treinaram diariamente, apesar das dificuldades com a falta de patrocínio e apoio ao desporto Máster do Brasil. Impasse na Aprovação de Projeto Aprefeitura de Niterói man- dou para ser aprovado pela Câmara dos Vereadores o Projeto de Revitalização do Centro, chamado Operação Urbana Consorciada (OUC), com modelo de Parceria Pú- blico Privada (PPP). Já foi feita uma audiência pú- blica na Câmara e outros en- contros na UFF e no IAB. Nos três encontros surgiram muitas dúvidas, principalmente pelas objeções feitas pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil e Urba- nistas da Universidade Federal Fluminense- Fórum UFF Cidades. Os urbanistas da UFF chegaram a pedir a retirada do projeto da pauta, por discordâncias inconciliáveis. Estas resistências ao projeto, feita por espe- cialistas, aumenta as dúvidas da população e das entidades de representação social, como o CCOB e Eu Sou Niterói, que en- grossam a rejeição. A ADEMI (Associação das Empresas Imo- biliárias de Niterói), também vê com muita preocupação e dúvidas quanto à execução do projeto: da forma como é apresentado e a sua viabilização financeira. Ou o projeto carece de detalhamento e maiores esclarecimentos, ou existem fun- ... ZAPS ...Ernesto Guadelupe vai comemorar seus 60 anos, completados no dia 25 de julho, com duas festas: no dia 20 de julho, no Iate Clube Icaraí, Silvio e Bruno Lessa vão oferecer um churrasco para os amigos do Guadá. No dia 29, numa segunda feira, será no Restaurante Verdana, às 20h, num jantar de adesão. ... Quem também vai comemorar a data de aniversário é o professor Jacy Lopes, no Praia Clube São Francisco, a partir das 20h, no dia 30 de julho, terça feira. damentos técnicos para tantas resistências. Como o prefeito tem maioria na Câmara, pressupõe-se que exista grande possibili- dade de aprovação do projeto. Entretanto, como estamos falando de um longo futuro urbanístico para a cidade, com possíveis desdobramentos para outros bairros, al- guns vereadores da base começam a pen- dular. Pensam na possibilidade de dificulda- des e insucesso do projeto e já começam a cochichar de lado, imaginando que se tudo não der certo, pagarão com a impossibilida- de de reeleição. Afinal, qual é o político que vota em proje- to, que em caso de fracasso, o levará para mesma direção? Plinio Serpa Pinto e Jean Pierre Biot (presidente da ADEMI)
  8. 8. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com 8 Renda Fina Aniversariantes da Edição Charbel Tauil Paola Francheschi João José Muylart Busquet Vinicius Martins Marival Gomes Edição na internet para 500 mil leitores Posse de Desembargadores no Tribunal de Justiça RJ Des. Cesar Cury e a promotora Jacqueline El Jaike Rapozo O clã da família Cury reunido Adriana (esposa), Cesar Cury e a juíza Rose Marie Pimentel Martins Des. Alcides Fonseca Neto, Desª. Tereza Cristina Sobral Bittencourt Sampaio e Des. Cesar Cury Tomaram posse no último dia 15, os novos desembargadores Alcides Fonseca Neto, Tereza Cristina Sobral Bittencourt Sampaio e Cesar Cury. Após a cerimônia, seguiu-se uma recepção em concorrido coquetel. Fotos Ulisses Franceschi
  9. 9. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com 9 thatiana.ncunha@gmail.com esferaholistica.com T! News contato@erisveltonsantana.com erisveltonsantana.com E! Games O Retorno do Horror A Grande Fraternidade Branca é com- posta por seres que estão na missão de ajudar no processo evolutivo da Terra. Esses seres iluminados prevalecem sobre tudo que aqui ocorre desde a criação até a sustentação e a transformação evolu- tiva para que o Plano Divino seja cumprido. Certamente você já ouviu falar de Elohims, Mestres Ascensionados, Arcanjos, Serafins, Querubins, Devas, Anjos, Elementais, en- tre outros. Todos esses estão, cada um nas suas especificidades, auxiliando os homens a trilharem sua caminhada rumo a Luz. Muitos desses Iluminados participam tam- bém de outras Hierarquias Superiores e de Conselhos Superiores de Iluminados, até de outras galáxias. O grande objetivo dessa Fraternidade é manter acessa a Chama Trina que cada um traz, e que muitas vezes, se encontra com menos intensidade. Essa é a chama da sabedoria, do amor incondicional e da fé em Deus na Terra. Para aqueles que anseiam por uma aproximação maior com o criador, é chega- da a hora. Esta é a hora dos ensinamentos serem compreendidos por mui- tos, é a grande hora do conhecimento quando muitos estão preparados para recebê-lo. Todo o tempo esses seres mandam para a Terra todo o conhecimento de luz, mas somente aqueles que se dispõem a dar atenção para isso, são capazes de recebê- los. Hoje a Terra passa por um momento de grande transformação. É importante que cada um possa compreender seu papel nessa grande mudança, para que contribua e passe por esse processo, cumprindo sua missão de evolução. É possível encontrar livros e também na internet, informações direcionadas para quem deseja se aprofundar no tema. Reu- niões em grupos e sérios encontros são realizadas em todo o país. Em edições próximas, falarei mais de alguns Mestres e seus Raios. Seja Luz e até a próxima! A Grande Fraternidade Branca Universal U m hospício aban- donado com um rastro de sangue como aviso de perigo e o misterioso desaparecimen- to dos policiais que foram investigar o acontecido. Esse é enredo inicial de “The Evil Within” o game destaque dessa edição. Criado por “Shinji Mikami” o designer que revolucio- nou o mundo dos games com “Resident Evil” e inau- gurou o gênero “horror de sobrevivência”, o novo game promete ser ao mesmo tempo um retorno às raízes do gênero tanto quanto um próximo passo para algo inovador nos games de horror. Talvez agrade os fãs dos “Residents” que sofreram com a leva atual da franquia. No game, você é Sebastian Castellanos, um detetive que tem a missão de investi- gar o desaparecimento de vários policiais em um hospício. Ao chegar, logo descobre que o lugar está abandonado e que houve um massacre sinistro no local, com direito a tripas e sangue pelo chão. Após a inves- tigação inicial na sala de segurança, Sebas- tian descobre que os policiais foram mor- tos por uma criatura translúcida que logo fará você como mais uma vítima. E ao acordar pendurado de cabeça para baixo numa sala cheia de cadáveres que sua jornada em busca de sobrevivência irá co- meçar tendo como primeiro obstáculo um açougueiro infernal que fatia os corpos ao seu lado. Assim é construída a atmosfera de terror que logo colocará você “gamer” cara a cara com os monstros mais insanos já vistos no mundo nos jogos do gênero. Algumas vezes, Sebastian conseguirá esca- par do hospício e encontrará uma cidade em ruínas e cercada de abismos, bem aos moldes do clássico “Silent Hill”. O game promete brincar com o conceito de reali- dade e sanidade do personagem, afinal, em um mundo onde demônios e zumbis estão soltos o que é real e o que é imaginação? “The Evil Within” promete muitas emo- ções, que vão desde o enfretamento de uma horda de zumbis famintos até seres grotescos como uma garota cheia de bra- ços. E só pra lembrar: atirar para todos os lados não é uma opção viável, até porque munição é um bem valioso e deve ser con- servado. Assim, ainda é possível incinerar os inimigos com tochas e instalar minas e armadilhas altamente destrutivas. Para sobreviver é preciso pensar, antes de um game de ação e horror, “The Evil Within” é um jogo de estratégia. O novo game de “Shinji Mikami” reúne referências que são conhecidas pelos ad- miradores do “horror de sobrevivência” e dos filmes de terror. No retorno as raízes, “The Evil Within” busca oferecer uma ex- periência assustadora e coesa. Mais ainda, busca liderar o caminho para a próxima geração de jogos do tipo, com mecânicas modernas, mas sem ceder espaço para as facilidades e convenções dos games de ação atuais. Até a próxima!
  10. 10. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com 10 Fernando Mello - fmelloadv@gmail.com Fernando de Farias Mello Seu canal direto para fazer denœncias. Nada melhor do que um telefone para quem, atŽ bem pouco tempo atr‡s, s— podia colocar a boca no trombone. www.alerj.rj.gov.br Venha para o Nova Auto Europeu Velocímetros, Contagiros, Marcadores de Gasolina, Temperatura e Pressão do Óleo. Bombas de Gasolina para injeção eletrônica, Reguladores de Pressão, Motores de Passo. Troca na hora de: Velocímetros e Bóias de Tanque. * Alarmes de Controle Remoto * Trava e Vidro Elétrico * Relógios Elétricos Rua Marechal Deodoro, 295 - Loja 103/104, Centro - Niterói- RJ. Tels: 2621-5702 / 2717-3881 O Que o Povo Quer D izer que este que lhe escreve é desse ou aquele partido é uma fa- lácia. Não consigo me identificar com nenhum partido político nacional. Até porque, apreciei bastante o socialismo fran- cês dos anos 80, pois passei pela França presidida por François Mitterrand, um so- cialista de primeira linha e que teve a vida pautada na democracia. O mais curioso do socialismo francês da- queles tempos era o que ele pregava e partia para realizar: o rico deve existir, mas os miseráveis deveriam ter a assistência do Estado até conseguirem boa formação mí- nima e trabalhar. Aumentaram, sem sustos, os impostos dos mais ricos. De forma gra- duada para que não ocorresse uma fuga de capitais. Pronto. Neste compasso, ficava boquiaberto com as coisas, pois percebi uma nítida diminui- ção dos pobres que habitavam as estações de metrô em busca de calor. Por outro lado, mais curioso ainda era ob- servar a riqueza dos nobres e a boa vida em geral da classe média. Assim, o Partido Socialista Francês dos anos 80 quase conseguiu reduzir a miséria a zero. Quase. Isto tudo sem bolsa-família, bolsa-gás, bolsa-presídio... É outra cultura cuidar dos mais necessitados sem ser populista ou le- var a Nação à bancarrota, como está acon- tecendo com o nosso rico Brasil. Em nosso país, políticos nada fazem de sé- rio, pois não há vontade política, mas sim, vontade de vencer, ser o melhor, ser minis- tro, ser governador e, quem sabe, sonhar com a presidência da república. Por isso, as vozes do povo, que em minha opinião, querem apenas trabalhar sem ser assaltado, estudar em boas escolas, ter hospitais limpos, equipados e com médicos de verdade e que a miséria desapareça das nossas escalas sociais. Afinal, o que mais chamou a minha aten- ção nas manifestações democráticas foi um cartaz que dizia mais ou menos assim: “país rico não é aquele que o pobre anda de carro, mas aquele onde o rico anda de transporte público”. Isso é, basicamente, uma verdade. Rico em país rico só usa carro para viagens cur- tas, pois o sistema de transporte público funciona. Nossas poucas ruas acabaram se enchendo de carros e as cidades, sem estrutura de transportes públicos, como a nossa Niterói, sofre com engarrafamentos a qualquer hora. Faltam vagas em estacio- namentos e em grande parte dos ônibus os motoristas não são bons e dirigem como loucos... Enfim, uma tristeza. Mas, como pensar assim se nem temos hos- pitais decentes ou médicos? O caso daquela funcionária de hospital que andava com moldes de digitais de vários médicos (que não apareciam ao serviço) no bolso para “bater o ponto”, já demonstra a nossa dificuldade cultural em lidar com os “espertos”. Já escrevi que o esperto não é inteligente, pois a esperteza é apenas uma pequena faísca da inteligência. Dura pouco e seu efeito não tem relevância. A inteligência é como o sol, pois é eterna e morre junto com o indivíduo. Portanto e voltando ao socialismo francês, onde bolsas caríssimas conviviam muito bem com mochilas, nosso país terá que vencer a esperteza dos 171, vencer as diferenças sociais, ainda plena de grandes abismos sociais. Ouvi dizer que Joaquim Barbosa pedirá para sair do STF e tentar as eleições pre- sidenciais ao lado de Aécio Neves. Será? Lula e Dilma iriam dizer: é covardia. Mas o Joaquim Barbosa junto com Aécio Neves? Hum... Será? Fernando Mello, Advogado www.fariasmelloberanger.com.br e-mail: fmelloadv@gmail.com
  11. 11. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com Pela Cidade 11 Edição na internet para 500 mil leitores Animais Peçonhentos em Encontro Internacional Niterói será sede do I Encontro Interna- cional Vital para o Brasil entre os dias 3 e 6 de setembro. O evento con- tará com a participação de pesquisadores de institui- ções nacionais e interna- cionais para debater sobre diferentes temas ligados direta ou indiretamente aos acidentes com animais peçonhentos. O encontro é uma parceria da Rede Vital para o Brasil com o Instituto Vital Bra- zil e será realizado no Mercure Hotel (Rua Engenheiro Velasco, 321 – Gragoatá). “O I Encontro Internacional Vital para o Brasil pretende ser a primeira de muitas confraternizações em prol do desenvol- vimento das ações conjuntas e dos avan- ços do conhecimento para melhor servir a todas as comunidades”, disse Érico Vital Brazil, coordenador do evento e neto do A Câmara de Niterói e o Recesso No início de julho, foi montada a Comis- são Parlamentar de In- quérito dos Transportes Públicos, de iniciativa dos vereadores Henrique Viei- ra (PSOL) e Bruno Lessa (PSDB). Na sua formação ficaram: presidente, Bru- no Lessa (PSDB), Luiz Carlos de Freitas Gallo (PDT) como relator, Ve- rônica Lima (PT) e José Vicente (PPS). Beto da Pipa (PMDB) e Priscila Nocetti (PSD) serão primeiro e segundo suplente, respectiva- mente. A CPI passará a atuar na primeira semana de agosto e terá 90 dias para apresentar seu relatório, podendo ser prorrogada por mais 90 dias. Na última semana, as atenções estiveram voltadas para a audiência pública sobre o projeto de Operações Urbanas Consorcia- das para a revitalização do Centro de Ni- terói. A proposta, de autoria da Prefeitura Municipal, encontrou resistência de impor- tantes entidades da cidade. O vereador Paulo Eduardo (PSOL) tem combatido exaustivamente o projeto prin- cientista Vital Brazil Mineiro da Campanha, principal fonte de inspiração para o encon- tro. Inscrições: vitalbrazil.rj.gov.br. A programação conta com debates sobre a Obra Científica de Vital Brazil Mineiro da Campanha, a Produção de Soros Antipe- çonhentos na América Latina, os Sistemas Nacionais de Informação, Escorpionismo e Escorpiofauna de Importância Médica na Região Tropical, os Museus, Coleções e Memória. cipalmente pela ausência de informações importantes e pelo curto período para a discussão da matéria, que requer muita atenção, diante das transformações que a cidade sofrerá, por tantas implicações urba- nísticas e econômicas. Apesar de o projeto ter aparência robusta e elegante, não ficou detalhado como será sua execução. Os níveis de viabilidade são questionáveis, haja vista a resistência gera- da em importantes representações como IAB, Fórum UFF Cidades e ADEMI. Na segunda-feira, 15, em uma reunião re- alizada no IAB, a prefeitura propôs a reali- zação do plano diretor para a área central. Uma segunda audiência será realizada na noite de terça feira. UFF Debate Brasil: Comissão da Verdade Ulisses Franceschi Os advogados compareceram expressivamente a posse do des. Cesar Cury, mostrando admiração e o carinho que têm pelo magistrado. Na foto, duas gerações, José Mauricio e Alexandre Ignácio Advogados Marcam Presença na Posse de Cesar Cury No dia 31 de julho, quarta-feira, “Co- missão da Verdade, acer- to com o passado” será o tema do UFF Debate Brasil, às 18 horas. O evento será realizado no auditório Macunaíma da Faculdade de Letras, blo- co B, Campus do Gra- goatá, São Domingos, Niterói. Entrada franca. A Comissão Nacional da Verdade foi criada há pouco mais de um ano, com objetivo de apurar as violações dos direitos humanos ocorridas de setembro de 1946 até a promulgação da Constituição, em 1988, período que inclui a época da dita- dura militar brasileira, de 1964 a 1985. Em Niterói, primeiro município do Estado a instituir a Comissão Municipal da Verda- de, os trabalhos estão subsidiando as co- missões Estadual e Federal, e resgatando memórias como a do estádio Caio Martins, um dos maiores pre- sídios políticos do re- gime militar em nosso país. Convidados para o debate: o pesquisador e professor Bernardo Kocher, do Departa- mento de História da UFF; o escritor, jorna- lista e sociólogo, João Batista de Abreu, professor de jornalis- mo do Instituto de Artes e Comunicação Social (IACS UFF); e o advogado, Fernando Dias, secretário-geral da OAB de Niterói e presidente da Comissão Municipal da Ver- dade do Município de Niterói. Transmissão ao vivo pela Unitevê (www.unitevê.uff.br ou www.uff.br/webtv)
  12. 12. Niterói 15/07 a 27/07/13 www.dizjornal.com Em Foco dizjornal@gmail.com 12 Edição na internet para 500 mil leitores Circuito Niteroiense de Tênis T eve início no último dia 13, a 1ª eta- pa do Circuito Niteroiense de Tênis no clube AABB de Piratininga, Ni- terói. O Circuito acontece em três etapas, sendo que a 1ª vai até o dia 04 de agosto e as etapas seguintes, 2ª e 3ª, vão de 07 a 29 de setembro e de 02 a 24 de novembro, respectivamente. Já a etapa Final (Master), onde jogarão os oito melhores de cada ca- tegoria, vai acontecer somente em janeiro do ano que vem. As categorias amadoras estão divididas em Veteranos, Livres Masculino, Livres Femi- nina e Infanto-juvenil. A categoria Profis- sional, que terá como premiação um valor total de R$ 10 mil, terá início no próximo dia 22. No dia 28 de julho, o Circuito irá sortear 36 atletas para participarem da Clínica de Tênis Kirmayr com palestra do prof. Carlos Alberto Kirmayr, um dos maiores treinado- res e jogadores da história do Brasil. Para Carlos Coelho, organizador do torneio há 20 anos, as competições são importan- tes para divulgação do esporte e também o aumento na qualidade dos atletas: “o Cir- cuito acrescenta muito aos tenistas de Nite- rói, principalmente trazendo atletas de nível elevado para as disputas. Quando comecei a dar aulas de Tênis em 1990 percebi que não havia na cidade torneios para inician- tes. Foi aí que dei início aos campeonatos entre os meus alunos e a partir disso foi crescendo e em 2003 passou a se chamar Circuito Niteroien- se de Tênis. Nesses anos, observei o cres- cimento do esporte, não só no número de atletas, mas também no nível técnico dos jogadores”. Também para incenti- var o esporte e ajudar a revelar talentos foi criada recentemente em Niterói a Liga Niteroiense de Tênis, que unificou os resultados dos torneios Nite- rói Open e Total Tennis Team: “a Liga foi criada para promover e incentivar o Tênis. Hoje temos muitos clubes e academias em Niterói, porém, os alunos não tinham onde competir a não ser nos torneios internos dos clubes. Então, criamos um circuito de torneios abertos nos clubes, para que os jo- gadores, alunos e praticantes possam parti- cipar”, explica Douglas Lombello, um dos organizadores e fundadores da Liga. Para quem se interessou, Niterói possui al- guns locais para praticar o esporte. O Tio Sam Gym Center, em Camboinhas, com funcionamento todos os dias da semana, inclusive feriados. O clube possui 2 Qua- dras Cobertas (saibro) e 1 Quadra Externa (lisonda); e o Niterói Racket, Itaipu, tam- bém todos os dias da semana com primeira aula experimental grátis. Processos Judiciais Digitalizados OSuperior Tribunal de Justiça (STJ) pu- blicou resolução que regulamenta o processo judicial eletrônico e determina que petições iniciais e incidentais sejam processadas e recebidas exclusivamente de forma digital. Com mais de 95% do total dos processos no STJ tramitando digital- mente, a obrigatoriedade do uso do meio eletrônico nas petições já era esperada, simplifica e agiliza o acesso à Justiça. Os advogados terão duas fases para se adap- tarem até que todos os processos passem a exigir petição digital. Sindicato dos Jornalistas Promove Encontro de Assessores No próximo dia 20, o Sindicato dos Jor- nalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro vai realizar o IV Encontro Estadu- al de Jornalistas em Assessoria de Impren- sa (EEJAI) , das 9h às 20h, no plenário da Câmara de Niterói, no centro da cidade. O tema principal do encontro será “Assessoria de Imprensa nos grandes eventos: Copa do Mundo e Olimpíadas”. As teses aprovadas serão encaminhadas ao Congresso Nacio- nal, que será realizado em agosto, no Rio. Entre os assuntos em pauta, o impacto dos grandes eventos no interior do Estado, a Sustentabilidade, a Pré-Conferência de Comunicação e o Marco Regulatório da Comunicação. Por Thatiana Cunha

×