Pilates na sala_de_aula

2.160 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.160
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.141
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pilates na sala_de_aula

  1. 1. Pilates e alongamentoEnvie por email ImprimaObjetivosApresentar e estimular o conhecimento e a prática de exercícios de flexibilidade e fortalecimentomuscular do Pilates Solo.ConteúdosForça, flexibilidade, resistência, equilíbrio, desafio, controle da respiração, manutenção depostura.Tempo estimadoUma aulaMateriaisSuperfície confortável e adequada, colchonete ou mat (tapete emborrachado específico para estetipo de atividade).IntroduçãoTrabalhar a flexibilidade nas aulas de Educação Física no Ensino Médio continua sendo umdesafio para grande parte dos professores. Assim, a reportagem Agora, com uma dose de alegria,publicada em VEJA, chama a atenção para uma tendência que tem conquistado - além dopúblico adulto - crianças e, sobretudo, adolescentes: o Pilates. Leia o texto abaixo e aproveite aoportunidade para trabalhar esta modalidade com os alunos.Texto de apoio ao professor - PilatesNa adolescência, o crescimento acelerado dos ossos pode não ser acompanhado pelocrescimento e fortalecimento de outras estruturas, como os músculos e tendões. Estedescompasso pode gerar um quadro de encurtamento muscular, desequilíbrios posturais e, emalguns casos, até mesmo dor.Para conhecer o método do Pilates, bem como suas técnicas, de forma aprofundada e ser umprofessor habilitado é necessário fazer um curso e obter certificado. Entretanto, o profissionalde Educação Física pode se utilizar de elementos presentes nesta modalidade para estimularseus alunos e incrementar suas aulas.Muitas alterações posturais, principalmente as relacionadas à coluna vertebral, têm sua origemneste período em que o aluno transporta mochilas pesadas, passa grande parte do temposentado nas cadeiras do colégio, assistindo televisão ou utilizando o computador.Há uma alta prevalência de alterações posturais de coluna entre crianças e adolescentes emuitos elementos presentes no Pilates podem ser valiosas ferramentas para prevenir estescasos.A sistematização do método desta atividade tem uma abordagem funcional, ampla e
  2. 2. integrada que garante a associação de desenvolvimento muscular e controle neuromuscular -permitindo, assim, melhor ganho de força, flexibilidade, resistência e estabilização dinâmica.Concentração, respiração, conscientização e controle dos movimentos também sãoconstantemente trabalhados nos exercícios.Outra vantagem deste tipo de atividade é exercitar-se com mais eficiência e com menosrepetições, o que possibilita ao aluno uma aquisição gradativa de um controle adequado de seucorpo. Devido à necessidade de se concentrar, conectando mente e corpo durante as rotinas deexercícios é garantido a turma vai se sentir mais consciente das funções musculares e aindacontrolá-las mais adequadamente.A prática centraliza os trabalhos na região do tronco - ombros, abdome, lombar e quadril - paragarantir uma boa postura e deixar os membros livres para se exercitarem.Outra diferença em relação ao treinamento tradicional é que o objetivo do aquecimento não selimita a aumentar a temperatura do corpo - em especial da musculatura - como preparação paraas atividades que serão desenvolvidas na sequência e nem tem um momento rigidamentedefinido para ser realizado, como antes e/ou ao final do treino.Na prática de Pilates, o aquecimento e o alongamento são realizados com o propósito deconscientizar o praticante das condições de seus músculos e articulações naquele momento,estimulando-o a identificar tensões e desequilíbrios, concentrar-se e assumir o controle de seupróprio corpo.O alongamento não ocorre necessariamente antes ou ao final da aula, já que durante osexercícios exige-se do praticante o alongamento de cada musculatura simultaneamente aotrabalho de fortalecimento do mesmo ou de outro grupo muscular.Assim, se a turma não é muito fã do momento do alongamento, este vai acontecer duranteexercícios que também trabalham força e talvez tornem a atividade mais prazerosa.Após uma série de exercícios que priorizam uma determinada musculatura (como a das costas,por exemplo) são realizados outros que alongam e relaxam-na para que esta possa se recuperarenquanto outra musculatura será solicitada.Utilizando os princípios do método, o professor deve incentivar o comprometimento do alunocom seu aperfeiçoamento, auxiliando-o no reconhecimento de seus padrões posturais efornecendo os meios necessários para que ele adquira a consciência corporal necessária pararealizar as mudanças no seu dia-a-dia, incentivando a autonomia e apresentando-lhe um novoingrediente a ser incorporado ao cotidiano, ao estilo de vida do aluno.Portanto, força e alongamento devem caminhar lado a lado se desejamos um desenvolvimentoamplo, integral e equilibrado de todo o corpo e este método é composto, tanto por exercíciosrealizados em aparelhos quanto por exercícios de solo, que podem ser facilmente utilizados parase trabalhar flexibilidade, força e resistência muscular durante as aulas de Educação Física.DesenvolvimentoEm um bate-papo inicial com a turma, pergunte se já ouviram falar sobre o método Pilates,quem o criou, em que época, se conhecem algum exercício. Prepare-se para a aula lendo sobre otema, compartilhe um pouco do que sabe e estimule os alunos para lerem, pesquisarem a
  3. 3. respeito, trazerem informações e propostas, além de investigar se a turma teria interesse emtrabalhar o tema nas aulas de Educação Física.Encerrada esta discussão inicial, que pode ser fomentada com a utilização de materiais comoartigos de revistas e sites especializados no assunto, proponha para que na etapa seguinte daaula eles experimentem e desafiem a si mesmos, tentando executar alguns exercícios de PilatesSolo.Abaixo, há alguns propostos, mas lembre-se de considerar e, se possível, utilizar ainda nestaaula o que os alunos possam ter sugerido nesta conversa inicial.1. Pilback: Na posição de quatro apoios eleve o braço direito à frente na altura da cabeça e,simultaneamente, eleve a perna esquerda, alinhando-a na altura do quadril enquanto expira.Inspire retornando à posição de quatro apoios.Veja a imagem2. Spine stretch forward (Alongamento região da coluna lombar): sentado, com as pernasestendidas e afastadas um pouco além da largura do quadril. Com a cabeça alinhada à coluna ebraços estendidos à frente na altura dos ombros, inspire pelo nariz inclinando o tronco à frente eexpire pela boca para retornar à posição inicial.Veja a imagem3. Leg pull back (Elevação da perna para trás): sentado com as pernas estendidas e unidas,bumbum contraído, mãos apoiadas ao lado do corpo com os dedos voltados para a frente. Eleveo quadril, chute uma das pernas para o alto e volte. Repita com a outra perna mantendo oquadril elevado. Inspire quando elevar uma perna e expire na outra.Veja a imagem4. Teaser: deitado de barriga para cima com as pernas estendidas e unidas para o alto, tronco ebumbum contraídos e braços estendidos ao longo do corpo. Inspire pelo nariz, expire elevando otronco e os braços como se os dedos das mãos quisessem alcançar os pés. Inspire e voltelentamente para a posição inicial expirando.Veja a imagem5. The hundred: deitado com a região lombar totalmente apoiada no solo e pernas flexionadasformando um ângulo de 90 graus, braços estendidos e apontando para o teto. Inspireprofundamente pelo nariz enquanto eleva a parte alta do tronco do solo, estenda as pernasformando um ângulo de 45 graus com o chão e desça os braços ao longo do corpo (foto). Nessaposição, suba e desça os braços com movimentos curtos e vigorosos. Volte lentamente à posiçãoinicial no solo.Veja a imagem6. Marmeid side bend: Sentada de lado com os joelhos semiflexionados, o pé da perna decima (que está um pouco à frente) também apoiado no solo, bumbum contraído, cabeça no
  4. 4. prolongamento da coluna, mão do braço de baixo apoiada no solo e o outro braço ao longo docorpo. Inspire profundamente pelo nariz, elevando ao mesmo tempo os quadris e o braço acimada cabeça. Volte lentamente expirando pela boca.Veja a imagemAvaliaçãoQuestões orientadorasOs adolescentes já tinham ouvido falar em Pilates? Onde? (Internet, TV...)Demonstraram interesse pelo assunto?Sentiram-se desafiados ou ao menos tentaram realizar os exercícios propostos?Perceberam e respeitaram seus limites, manifestando a vontade de superá-los?Têm interesse de continuar trabalhando com o tema?IndicadoresConhecimento acerca do tema;Interesse pela discussão;Empenho na tentativa de realizar os exercícios;Percepção dos potenciais e limites individuais;Interesse demonstrado pelo tema;O que gostaram, o que não gostaram e propostas para as próximas aulas.Consultoria Fabiana Pinheiro

×