Dos direitossociais

348 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
348
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
160
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dos direitossociais

  1. 1. Dos Direitos Sociais A intenção do legislador constituinte está exposta no preâmbulo da Constituição Federal, visando assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos. Visa ainda o encontro de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e com compromisso de soluções pacíficas. A igualdade social e a livre iniciativa são objetivos fundamentais da nossa República e estão inseridos no artigo 1º, inciso IV da Carta Magna. Logo, os direitos sociais também são considerados fundamentais e, portanto de observação obrigatória visando melhores condições de vida a todos os homens e buscando o desenvolvimento de uma sociedade mais igualitária e justa. Aprendemos que todos são iguais perante a lei, sem distinção, assim, garantimos aos brasileiros e estrangeiros residentes no país: “educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição”. Equivale dizer que o Estado deve garantir a todos – ricos ou pobres – a educação, saúde, alimentação, trabalho, moradia, lazer, segurança, previdência social, proteção à maternidade e à infância, assistência aos desamparados. Os direitos sociais também englobam as garantias mínimas para todos os trabalhadores: - relação de emprego, protegida contra dispensa arbitrária; - seguro desemprego, fundo de garantia, salário mínimo nacional - capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com
  2. 2. moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social; - piso salarial proporcional à qualidade de exercício exercida; irredutibilidade de salário, garantia de salário mínimo, 13º salário, adicional noturno, participação nos lucros (definido em lei específica – critério da empresa); - salário-família1 ; - duração de trabalho não superior a 8 horas diárias ou 44 semanais, salvo compensação mediante acordo ou Convenção Coletiva; jornada de 06 (seis) horas para trabalhos ininterruptos; repouso semanal remunerado de preferência aos domingos; horas extras nunca inferiores a 50%; - férias anuais com acréscimo de 1/3 do salário; licença à gestante de 120 dias – artigo 10, inciso II, b – estabilidade da confirmação da gravidez até 05 meses após o parto; licença paternidade – 05 dias; - aviso prévio; - redução de riscos do trabalho; adicional para as atividades penosas; aposentadoria; - assistência aos filhos e dependentes até 05 (cinco) anos em creches; - reconhecimento de convenções e acordos coletivos; - proteção em face da automação; - proibição de diferença de salários – idade, cor, sexo, estado civil, deficiente físico, proibição de distinção entre trabalho manual, técnico e intelectual ou entre os profissionais respectivos; proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de quatorze anos; igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo empregatício permanente e o trabalhador avulso. 1 De acordo com a Portaria Interministerial nº 02, de 06 de janeiro de 2012 , o valor do salário-família será de R$ 31,22, por filho de até 14 anos incompletos ou inválido, para quem ganhar até R$ 608,80. Para o trabalhador que receber de R$ 608,81 até R$ 915,05, o valor do salário-família por filho de até 14 anos de idade ou inválido de qualquer idade será de R$ 22,00.
  3. 3. Enquadra-se também nos direitos sociais a livre associação profissional ou sindical, ninguém sendo obrigado a filiar-se ou se manter filiado; ao trabalhador sindicalizado há garantia de estabilidade. Por fim, a Constituição Federal garante o direito de greve – artigo 9º. A natureza jurídica dos direitos sociais é de eficácia e aplicabilidade imediata.

×