Dionossauros

1.555 visualizações

Publicada em

Alguns dinossauros para saber mais sobre eles. (atenção a apresentação está em portugues)(atention, the apresentation is in portuguese)

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.555
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dionossauros

  1. 1. Tiranossauro<br />O Tiranossauro (Tyrannosaurus, que significa &quot;lagarto tirano &quot; ou numa tradução alternativa &quot;réptil&quot;) foi uma espécie de dinossauro carnívoro e bípede que viveu no fim do período Cretáceo, principalmente na região que é hoje a América do Norte.<br />Segundo os cálculos feitos até então, o tiranossauro podia alcançar até 48 km/h (alguns cientistas discordam desse valor e dizem que ele podia alcançar até 60 km/h) quando corria, era portanto apto a caçar suas presas, embora, possivelmente, utilizasse de emboscada para um ataque mais bem sucedido.<br />Se por um lado as pernas de um tiranossauro eram bem desenvolvidas e fortes, por outro lado seus braços eram fracos, pequenos e curtos. Isto se deve a evolução dos terópodes do cretáceo. No início desse período, os carcharodontossaurídeos como o Giganotossauro, Carcharodontossauro e o Mapussauro, já apresentavam braços pouco desenvolvidos, possibilitando uma maior velocidade de ataque. Seguindo essa tendência, os Tiranossauros sucederam esses animais, apresentando, além de um crânio mais robusto e eficiente, braços ainda menores, no intuito de balancear o peso com a cauda e atingir velocidades ainda maiores que os outros carníveros mais primitivos.<br />É provável que os tiranossauros vivessem em grandes grupos familiares, tal como elefantes. O achado de um crânio de tiranossauro danificado comprova que deveriam ocorrer violentas batalhas por comida e pelo direito de se acasalar entre os indivíduos dessa mesma espécie.<br />
  2. 2. Tricerátopo<br />O tricerátopo (Triceratopshorridus, do latim &quot;cabeça com três chifres&quot;) foi uma espécie de dinossauro herbívoro e quadrúpede que viveu no fim do período Cretáceo, principalmente na região que é hoje a América do Norte.<br />O tricerátopo possuía enormes chifres e, ao que se sabe, foi o maior de todos os dinossauros com essa característica, media em torno de 9 metros de comprimento, 3 de altura e pesava em torno de 6 toneladas.<br />A descoberta do primeiro crânio de tricerátopo ocorreu em 1888 em Denver, no estado americano do Colorado, Já em 1889, um ano após a descoberta, Othniel Charles Marsh fez a nomeação oficial da espécie.<br />É um dos dinossauros mais conhecidos do público, tendo aparecido no filme JurassicPark de StevenSpielberg. Nos EUA, é um dos símbolos oficiais do Wyoming.<br />As características principais deste dinossauro são, sem sombra de dúvidas, a presença de dois enormes chifres (cada um com cerca de 1 metro de comprimento), um pequeno chifre acima do nariz e seu majestoso e resistente folho . A função destas estruturas é alvo de debates: uns dizem que são armas contra seus predadores ; outros dizem que eram usadas para atrair as fêmeas, na época da reprodução. O crânio também era colossal: tinha mais de 2 metros de comprimento.Os olhosse encontram nas laterais da cabeça, isso lhes garantia uma visão mais complexa do seu redor. Este animal era, ainda, provido de um bico possivelmente usado para rasgar os vegetais, os quais se alimentava.<br />
  3. 3. Estegossauro<br />O estegossauro (Stegosaurusarmatus, do latim &quot;lagarto telhado&quot;) foi uma espécie de dinossauro herbívoro e quadrúpede que viveu no fim do período Jurássico principalmente na América do Norte. Media em torno de 9 metros de comprimento, 4 metros de altura e pesava em torno de 4 toneladas.<br />Os estegossauros possuíam enormes espigões ósseos nas costas, estes eram usados tanto para a defesa quanto para estabilizar a temperatura do corpo do dinossauro. Havia também espigões nas caudas usados apenas para a defesa. Uma característica curiosa é que há fortes indícios de que o estegossauro possuía dois centros nervosos em seu corpo, ou seja, dois cérebros, um na cabeça e outro na região lombar.<br />O primeiro fóssil de estegossauro foi encontrado por Othniel Charles Marsh em 1877 no estado americano do Colorado. Desde então muitos outros fósseis deste mesmo dinossauro foram encontrados, o que leva os estudiosos a crêr que havia uma grande população de estegossauros no fim do período Jurássico.<br />
  4. 4. Velociraptor<br />O velociraptor (Velociraptormongoliensis, que significa &quot;ladrão veloz&quot;) foi um dinossauro carnívoro e bípede que viveu durante o período Cretáceo. Media 1,5 metros de comprimento e pesava aproximadamente 15quilogramas.<br />Foi um grande predador que provavelmente caçava em bando. Era leve, rápido, possuía ótima visão e um cérebro bastante desenvolvido, além de um poderoso maxilar. Assim como o seu parente próximo, o deinonico, todo velociráptor possuía uma terrível garra retrátil em forma de foice no segundo dedo da pata, usada para furar o ventre ou o pescoço da presa.<br />O primeiro esqueleto de velociráptor foi encontrado no Deserto de Gobi, na Ásia, em 1923. Mais tarde, em 1970, foi encontrado um esqueleto de velociráptor agarrado a um protoceratops. Não se sabe, ao certo, porque morreram, mas se acredita que uma violenta tempestade de areia os soterrou. As perfeitas condições desse achado e a situação na qual os dois dinossauros morreram fizeram dessa descoberta uma verdadeira sensação.<br />
  5. 5. Diplodoco<br />O diplodoco (Diplodocuslongus, do latim &quot;dupla alavanca&quot;) foi uma espécie de dinossauro herbívoro e quadrúpede que viveu durante o período Jurássicohá aproximadamente 150 milhões de anos. Media em torno de 27 metros de comprimento e pesava cerca de 20 toneladas. É um dos dinossauros mais conhecidos.<br />O diplodoco viveu na América do Norte e foi descoberto por Othniel Charles Marsh, que publicou sua descoberta em 1878.<br />Existem muitas cópias de seus esqueletos espalhados em vários museus do mundo. Os diplodocos tinham pés largos e redondos e andavam de forma semelhante aos elefantes, Acredita-se que eles se alimentavam de plantas aquáticas, ramos de copas de árvores e vegetação tenra rasteira.<br />O longo pescoço dos diplodocos possuía 15 vértebras enormes, que sustentavam sua pequena cabeça, o dorso possuía 10 vértebras maiores ainda, e a cauda 70 vértebras que iam afunilando até a sua extremidade, a qual servia de chicote para defesa.<br />

×