Ficha de leitura: A volta ao mundo em 80 dias

2.304 visualizações

Publicada em

Aqui está a ficha da leitura do livro "A volta ao mundo em 80 dias ", de Júlio Verne

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.304
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ficha de leitura: A volta ao mundo em 80 dias

  1. 1. FICHA DE LEITURA do livro “À volta ao mundo em 80 dias” 1. Dados do aluno Nome do aluno: Luciano Bruno de Paula Campos Turma: 8°c Nome do professor: Maria Piedade Teodoro Da Silva Nome da escola: EE Professor João Cruz Local: Jacareí Data de entrega: 05/09/2014 2. Titulo da obra: A volta ao mundo em 80 dias 3. Informações bibliográficas: Editora: Melhoramentos Local: São Paulo – SP – Brasil Ano de publicação: 2008 Nº de páginas: 128 Tradução: Maria Alice de A. Sampaio Doria Ilustração: Neuville e L. Benett 4. Dados biográficos resumidos do autor: Julio Verne nasceu em na cidade de Nantes, em 8 de fevereiro de 1828. Filho do advogado Pierre Verne e de Sophie Allotte de la Fuye, aos 11 anos iniciou seus estudos no colégio Saint - Stanislas e, em seguida, começou suas escritas em prosa. Em 1848 passou a viver em Paris, e começou a cursar Direito, como pediu seu pai. Em 1849 se torna advogado, mas continua dividido entre a exercer o cargo e escrever suas histórias. Ele é conhecido como o pai da ficção científica, por suas mais famosas obras serem histórias de aventura, nas quais descrevia tecnologias e descobertas científicas muito antes delas se tornarem realidade. Em 1850 estreia sua primeira peça de teatro, sendo incentivado por Alexandre Dumas. Nessa mesma época se interessou pela ficção científica, área que se aprofundou, especialmente em Ciências e Geografia. Em 1851 lançou seu primeiro livro de ficção científica. Em 1857 se casou com uma viúva de 28 anos que já tinha duas filhas, chamada Honorine Anne Hebe Morel, com a qual teve seu único filho: Michel Jean Pierre Verne. Trabalho na Bolsa de
  2. 2. Valores para sustentar a família, mas nas horas vagas estudava cada vez mais sobre invenções e lia cada vez mais revistas científicas. No ano de 1886, Julio Verne sofre um atentado cometido por seu sobrinho: ele “toma” um tiro, uma das balas se alojou no tornozelo, o deixando manco pelo resto da vida. Suas últimas obras de ficção científica já não tinham um grande entusiasmo com os avanços tecnológicos, perdendo assim toda a força e prestígio que tinha. Em 24 de março de 1905, Julio falece junto à mulher e ao filho. 5. Informações sobre a obra: No ano de 1863, o Professor Otto Lidenbrock, cientista alemão e professor de geologia de Hamburgo, encontra um manuscrito escrito em código pelo antigo alquimista islandês Arne Saknussemm no século XVI, e depois de o ter decifrado, ele descobre que quem desce pelo vulcão Sneffels, que se encontra na Islândia, é possível chegar ao centro da Terra. Aguçado pela vontade de realizar tal feito e descobrir se era verdade, ele e o seu sobrinho Axel partiram para a Islândia para adentrar no interior da Terra. Chegando na Islândia, o Prof. Lidenbrock contratou Hans Bjelke para servir de guia até o vulcão e de ajudante na sua jornada no interior da Terra. Ao entrarem no vulcão, os três homens desceram muitos corredores, passando por vários obstáculos, até que chegaram a uma área aberta onde existia um oceano, ilhas, nuvens, e até mesmo luz, gerada de maneira desconhecida. Outra característica inusitada era que existia vida naquele mundo, vida que na superfície era considerada extinta. Resistiram a uma tempestade de vários dias que os levou à outra margem do oceano, onde encontraram a passagem do centro da Terra, mas estava bloqueada. Hans explodiu o obstáculo, mas essa explosão foi tão forte que fez a jangada que os três estavam fosse puxada para o meio do vulcão, que por uma erupção, eles foram emergidos para fora deste. Quando encontraram alguns moradores do local, descobriram que tinham saído no vulcão Stromboli na Sicília, percorreram mais de cinco mil quilômetros sem ao mesmo ter noção do tempo. 5. Informações sobre a obra: a. Tema: O livro “A volta ao mundo em 80 dias” trata de uma aposta de que a personagem conseguisse dar a volta no mundo em exatamente 80 dias. b. Palavra chave: Viagem, Aposta, Aventura, Desafios, Vitória c. Personagem: Phileas Fogg, Jean Passepartout, Sr. Fix, Aouda, d. Classificação da obra: infanto-juvenil e juvenil 6. Tempo da Narrativa: a. Histórico: b. Cronológico: de setembro de 1872 até dezembro do mesmo ano
  3. 3. Psicológico: As personagens estão de acordo com o calendário, pois elas teriam que seguir esta para conseguir ganhar a aposta. 7. Espaço geográfico: Londres é onde se passa o ápice da história, onde a aposta foi feita. Depois as personagens viajam pelo mundo todo 8. Meio Social: A personagem principal pertence a alta sociedade de Londres 9. Foco narrativo: 3ª pessoa 10. Outros recursos usados: 11. Citações: “Um inglês nunca brinca com uma coisa tão séria quanto uma aposta – retrucou Phileas Fogg- Aposto vinte mil libras que darei a volta ao mundo em oitenta dias, ou seja, em mil novecentos e vinte horas ou cento e quinze mil e duzentos minutos. Aceitam?”. 12. Glossário: Imprevisto: Que não é previsto. Inopinado súbito. Que surpreende. Que não prevê; desacautelado. Aquilo que não se prevê. Suficiente: Que basta ou é bastante; que satisfaz Que ocupa lugar entre o bom e o sofrível. Tanto quanto é indispensável. Hábil para qualquer obra ou empresa. Diz-se da graça que, com a colaboração do homem, se tornará eficaz. Classificação escolar entre o medíocre e o bom. Sincronia: Arte de comparar, de conciliar as datas. 2Concorrência de fatos num dado tempo. Estudo da língua em que se faz abstração do tempo; descrição de estados de língua. Passageiro: Que passa depressa, que dura pouco; transitório, efêmero. Diz-se de local por onde transita muita gente. De pouca importância. Diz-se do veículo que leva O que vai de passagem a qualquer veículo de transporte terrestre, marítimo ou aéreo; viajante. (Rio Grande do Sul) Barqueiro ou balseiro que transporta gente de uma para outra margem de um rio. unidade de medida de transporte coletivo, equivalente a um quilômetro viajado por cada passageiro, como unidade de medida de volume de tráfego. Peninsular: Relativo a uma península ou aos seus habitantes Italianos. Pessoa que habita numa península ou dela é natural (aplica-se especialmente a pessoa da Península Ibérica).
  4. 4. 13. Comentários: Eu achei esse livro muito bom, a aventura é super divertida, essa aposta foi uma das mais loucas e divertidas que eu já vi. 14. Dúvidas: Eu não tenho dúvidas

×