Aula EBD - Influência do Cristão

11.385 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
10 comentários
27 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.385
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
27
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
10
Gostaram
27
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula EBD - Influência do Cristão

  1. 1. Serie cidadania do reino a INFLUÊNCIA do Cristão Compreendendo o papel do Cristão no mundo Prof.º Dilsilei Monteiro © DMM, 2009
  2. 2. a INFLUÊNCIA do Cristão Texto Básico: Mateus 5:13-16 www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  3. 3. a INFLUÊNCIA do Cristão Texto: Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe 13 restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens. 14 Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; 15 nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos que se encontram na casa. 16 Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus. www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  4. 4. a INFLUÊNCIA do Cristão Considerações Iniciais • O sermão do monte é o estilo de vida dos cidadãos do Reino de Deus. • Jesus, depois de falar do caráter do cristão, agora usa das metáforas “sal da terra” e “luz do mundo” para nos informar a respeito da necessidade do cristão influenciar o mundo e não ser influenciado por ele. • Que influência poderiam exercer as pessoas descritas nas bem-aventuranças, neste mundo violento e agressivo? www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  5. 5. a INFLUÊNCIA do Cristão Considerações Iniciais • Que bem duradouro poderiam proporcionar o humilde e o manso, os que choram e os misericordiosos, ou aqueles que tentam fazer paz e não guerra? Não seriam simplesmente tragados pela enchente do mal? • O que poderiam realizar aqueles cuja única paixão é um apetite pela justiça, e cuja única arma é a pureza de coração? Essas pessoas não seriam frágeis demais para conseguir realizar alguma coisa, especialmente se constituem uma minoria no mundo? www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  6. 6. a INFLUÊNCIA do Cristão Cristãos no mundo: Conceito da palavra mundo no N. T. 1. Boa ordem natural de Deus – a criação – a terra. 2. Humanidade como um todo – caída em pecado – desordem natural. – Os habitantes do mundo em culpa e vergonha pelo mau uso das coisas criadas. Cristãos são enviados ao mundo: 1. Testemunhar a respeito de Cristo (Mateus 24:14 – cf. Rm. 10.18 e Colossenses 1:6,23). 2. Atuar diariamente na vida civil e nas atividades de seu país. De que forma? www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  7. 7. a INFLUÊNCIA do Cristão Viver no mundo, eu?? Como?? • Sem cair vitima do materialismo do mundo – Mateus 6:19-24, 32 • Sem cair vitima do desinteresse do mundo por Deus e pela eternidade – Luc 12:13-21. • Sem imitar o mundo na busca do prazer e do status – I João 2:15-17 • Agir como peregrinos: – Estamos em viagem para o lar – I Pe. 2:11 – Nem nos isolamos, nem somos mundanizados – Tt. 2:12 www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  8. 8. a INFLUÊNCIA do Cristão Como agir no mundo? A fim de definir a natureza de sua influência, Jesus recorreu a duas metáforas domésticas. Todo lar, por mais pobre que seja, usava e ainda usa tanto o sal como a luz. Durante a sua própria infância, Jesus devia ter observado freqüentemente sua mãe usando o sal na cozinha e acendendo as luzes quando o sol se punha. www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  9. 9. a INFLUÊNCIA do Cristão Como agir no mundo? De um lado está quot;o mundoquot;; de outro, quot;vósquot; que sois a luz do mundo. É verdade que as duas comunidades (quot;elesquot; e quot;vósquot;) estão relacionadas uma com a outra, mas essa relação depende da sua diferença. É importante declará-lo hoje em dia, quando é teologicamente elegante tornar obscuras as fronteiras entre a Igreja e o mundo, bem como referir-se a toda a humanidade indiscriminadamente como quot;o povo de Deusquot;. www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  10. 10. a INFLUÊNCIA do Cristão Porque SAL DA TERRA? • Sal em nossos dias é um produto simples e barato – encontra- se em qualquer lugar. • No AT era parte fundamental nos sacríficios, significando compromisso e pureza – Lv 2:13 (fidelidade no compromisso) • Na época de Jesus era algo muito precioso – Soldados recebiam o seu pagamento em sal – dai vem a palavra SALÁRIO. – Meio de preservação de muitos alimentos {Carne} – Impedia a deterioração dos alimentos www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  11. 11. a INFLUÊNCIA do Cristão Porque SAL DA TERRA? • O sal é um composto iônico resultante da reação de um ácido e uma base. Há inúmeros sais na natureza. • Sal comum (“sal de cozinha”) = cloreto de sódio (NaCl) – A eletrólise do sal produz o cloro e a soda cáustica. – Na cozinha é condimento e conservante www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  12. 12. a INFLUÊNCIA do Cristão Porque SAL DA TERRA? O elemento que preserva um corpo • Deterioração orgânico da corrupção é o sal! O crente em Cristo • Corrupção é o sal que misturado ao corpo orgânico da • Putrefação humanidade evita a sua putrefação! www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  13. 13. a INFLUÊNCIA do Cristão Porque SAL DA TERRA? • Onde estiver um verdadeiro crente, aí estará o fermento que pode levedar a massa toda! Disse mais: A que compararei o reino de Deus? 21 É – 20 semelhante ao fermento que uma mulher tomou e escondeu em três medidas de farinha, até ficar tudo levedado. (Lc 13.20- 21) • Somos essencialmente diferentes e temos que ser ostensivamente diferentes: diferenças ressaltadas e enfatizadas. www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  14. 14. a INFLUÊNCIA do Cristão Porque SAL DA TERRA? “O crente deve ser tão diferente de seus semelhantes incrédulos como Jesus era claramente diferente das pessoas do mundo no qual vivia. O crente é uma espécie separada, inigualável, destacada de indivíduo. Nele deve existir alguma coisa que o distinga de todas as outras pessoas, alguma coisa que possa ser patente e inequivocamente reconhecida. Em conseqüência, que cada D. M. Martin Lloyd Jones in: Estudos no Sermão do Monte um de nós se examine a si mesmo quanto a essa questão.” www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  15. 15. a INFLUÊNCIA do Cristão Porque SAL DA TERRA? “A salinidade do cristão é o seu caráter conforme descrito nas bem-aventuranças, é discipulado cristão verdadeiro, visível em atos e palavras. Para ter eficácia, o cristão precisa conservar a sua semelhança com Cristo, assim como o sal deve preservar a sua salinidade. Se os cristãos forem assimilados pelos não-cristãos, deixando-se contaminar pelas impurezas do mundo, perderão a sua capacidade de influenciar. A influência dos cristãos na sociedade e John Stott in: Contracultura Cristã sobre a sociedade depende da sua diferença e não da identidade. ” www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  16. 16. a INFLUÊNCIA do Cristão Ser sal da terra... • Não é esperar que a Igreja, através de suas posições e seus pronunciamentos, intervenha diretamente nos diversos campos da vida secular, assim tentando aperfeiçoar a humanidade; • É atuar individualmente, cada um de nós, em nossas vidas pessoais, manifestando um diferente caráter, a pessoa diferente que somos em cada esfera em que estejamos atuando. www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  17. 17. a INFLUÊNCIA do Cristão Ser sal da terra... “Embora a Igreja continue a fazer pronunciamentos solenes a respeito de temas políticos, econômicos e sociais, bem como a respeito de outros grandes temas, o indivíduo comum não se sente afetado por tais declarações. Não obstante, quando um homem trabalha como simples operário, mas é um crente autêntico, cuja vida tenha sido salva, e ele esteja sendo transformado pelo Espírito Santo, D. M. Martin Lloyd Jones in: Estudos no Sermão do Monte então tal homem afeta todas as pessoas ao seu redor!” www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  18. 18. a INFLUÊNCIA do Cristão Ser sal da terra, portanto... • Não é algo para ser realizado pela Igreja cristã, em geral. É algo a ser realizado por cada crente individual, no seu dia-a-dia e no seu ambiente. “Uma pequena quantidade de sal dá sabor a uma grande quantidade de alimento.” www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  19. 19. a INFLUÊNCIA do Cristão Porque LUZ DO MUNDO? - Podemos destacar que a luz tem 3 simbologias principais: visibilidade, direção e vida. O mundo é evidentemente um lugar escuro, com pouca ou nenhuma luz própria, pois precisa de uma fonte de luz externa para iluminá-lo. É verdade que ele quot;sempre está falando sobre a sua iluminaçãoquot;, mas na realidade grande parte de sua pretensa luz não passa de trevas. www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  20. 20. a INFLUÊNCIA do Cristão Ser luz do mundo... Cristo é a luz do mundo (comp. Jo 1:4–9; 8:12). Os crentes são a luz do mundo somente na medida que Cristo mora e reina em suas vidas. Por certo, o crente reflete a luz do próprio Senhor Jesus. Não é uma luz própria do cristão. Cultivar diariamente uma comunhão vital com Cristo é a única maneira para assegurar que a lâmpada esteja acendida. www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  21. 21. a INFLUÊNCIA do Cristão Ser luz do mundo... A luz acesa, para cumprir sua função deve colocar-se em um lugar alto e visível. Seria absurdo acender uma lâmpada, cuja função é iluminar a escuridão, e escondê-la de modo que não se veja a luz. Assim os discípulos devem viver diante do mundo e no mundo. Suas vidas devem ser visíveis a todos de modo que possam ver o poder e benefícios do evangelho: suas vidas transformadas e suas boas obras. A motivação deve ser a de glorificar a Deus, não de exaltar-se a si mesmos. Glorificar a Deus significa deixar que Ele se veja tal qual é: todo poder, todo amor, toda bondade e toda misericórdia. www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  22. 22. a INFLUÊNCIA do Cristão Aplicação: A função do sal é principalmente negativa: evitar a deterioração. A função da luz é positiva: iluminar as trevas. a. Há uma diferença fundamental entre os cristãos e os não-cristãos, entre a igreja e o mundo. b. Temos de aceitar a responsabilidade que esta diferença coloca sobre nós. c. Temos de considerar a nossa responsabilidade cristã como sendo dupla. www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  23. 23. a INFLUÊNCIA do Cristão Aplicação: quot;O sal e a luz têm uma coisa em comum: eles se dão e se gastam, e isto é o oposto do que acontece com qualquer tipo de religiosidade egocentralizada.“ Esta, então, é a grande vantagem da vida honesta e semelhante à de Cristo, e também da contracultura cristã. Produz bênçãos para nós mesmos, salvação para os outros e, finalmente, glória para Deus. www.dmmonteiro.com © DMM, 2009
  24. 24. a INFLUÊNCIA do Cristão Oração Final! Que Deus nos proporcione graça para nos examinarmos a nós mesmos à luz desse propósito e nos conceda graça para cumprirmos, cada um, o nosso papel como sal da terra! “Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que o não serve.” Malaquias 3:18. Que Deus nos abençoe e nos torne como sal e luzeiros verdadeiros no meio desta geração incrédula e perversa. Amém! www.dmmonteiro.com © DMM, 2009

×