Brincando de comer apresentação do power point

2.313 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.313
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
185
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Brincando de comer apresentação do power point

  1. 1. Energia dos alimentos
  2. 2. O ser humano também precisade combustível para"funcionar" e aproveita aenergia liberada no processo decombustão dos alimentos, demodo similar ao que acontecenos carros, isto é, através dereação com oxigênio eprodução de substâncias maissimples, geralmente gáscarbônico e água.
  3. 3. A principal fonte de energia do ser humano são osalimentos, compostos basicamente decarboidratos, proteínas e gorduras. Aliás, cerca de50% do que ingere é de carboidratos, mas boa partenão sofre o processo de digestão. Os carboidratosdigeríveis são os açúcares e amidos.
  4. 4.  Carboidratos, também conhecidos como hidratos de carbono, glicídios, glucídeos, glúcidos, glúcid es, sacarídeos ou açúcares, são as biomoléculas mais abundantes na natureza, constituídas principalmente por carbono, hidrogênio e oxigênio. Dentre as diversas funções atribuídas aos carboidratos, a principal é a energética.
  5. 5. • As proteínas são moléculas grandes constituídas por uma sequência de aminoácidos, formando como se fosse uma corrente. Segundo o nutricionista Romero Alves Teixeira, elas formam o que chamamos de massa corporal magra, juntamente com os ossos e líquidos corporais. A principal função das proteínas no nosso organismo é sem dúvida a de constituir os nossos músculos e vísceras.
  6. 6.  Os lipídios, também chamados de gorduras, são biomoléculas orgânicas compostas, principalmente, por moléculas de hidrogênio, oxigênio, carbon o. Sua principal função é a de fornecimento de energia para as células.
  7. 7. ENTALPIA COMPOSIÇÃO (porcentagem) ESPECÍFICAALIMENTO Água Proteína Gordura Carboidrato (kJ/g) Maçã 84,3 0,3 0,0 11,9 2,5Carne bovina 54,3 23,6 21,1 0,0 13,1 Pão 39,0 7,8 1,7 49,7 12,6 Queijo 37,0 26,0 33,5 0,0 17,0Hamburguer 40,9 15,8 14,2 29,1 17,3 Leite 87,6 3,3 3,8 4,7 2,6 Batata 80,5 1,4 0,1 19,7 3,5
  8. 8.  Para suprir as necessidades de nutrientes do nosso organismo, ou seja, para ficarmos bem alimentados, basta comer o suficiente. Não devemos exagerar. Uma caloria é a quantidade de calor necessária para aumentar em um grau Celsius (1ºC) a temperatura de uma grama de água.
  9. 9.  Quando o organismo obtém mais energia do que gasta, seu peso aumenta. A obesidade geralmente é consequência de um excesso de energia no organismo em relação ao gasto. A atividade muscular é a principal forma de gastar energia. Metade da energia gasta por uma pessoa corresponde à sua atividade muscular.
  10. 10. Alimento Quantidade Calorias Café com açúcar 1 xícara de 50 ml 33 Suco de abacaxi natural 1 copo de 240 ml 100 Costeleta de porco 2 unidades (100g) 483 Hamburguer bovina 1 unidade (56g) 116 Salsinha 1 unidade (40g) 120Biscoito Recheado chocolate 1 unidade 72 Biscoito integral de trigo 1 unidade (15g) 28 Banana 1 unidade (65g) 55 Batata 100g 83 Leite integral 1 copo 166 ovo 1 unidade 77
  11. 11. Energia necessária (valores Fases da vida aproximados em Kcal/dia)Bebê em fase de amamentação 950 Mulher em fase de 3100 amamentação Adolescente do sexo 3200 masculinoAdolescente do sexo feminino 2300
  12. 12. Energia gasta (valores aproximados Atividades em Kcal/dia) Assistir aula 126 Assistir TV 70 Dormir (8h) 60 Dançar 315 Correr 560 Nadar devagar 560Andar de bicicleta 400
  13. 13.  O projeto visa sensibilizar algumas pessoas, sobre o quão importante é uma alimentação saudável e balanceada, obedecendo aos horários e as necessidades de cada indivíduo.
  14. 14.  O projeto está em andamento no município de Miracema- RJ onde observamos através de pesquisas de campo em algumas escolas públicas e privadas da rede de ensino local, a alimentação oferecida por essas instituições, o quanto em dinheiro foi investido, a quantidade de alimentos consumidos e não aproveitados.
  15. 15.  Pudemos observar que nas escolas da rede pública em questão a alimentação oferecida é muito variada e rica, e o índice de pessoas que desfrutam de tais alimentos é elevado. Abaixo, um dos cardápios de uma das escolas entrevistadas.
  16. 16.  Já as escolas da rede particular não servem a “merenda” sendo esta comprada em cantinas na própria escola, e os alimentos vendidos em sua maioria são ricos em gorduras ou lipídios favorecendo assim ao risco elevado de obesidade e dificultando, na maioria das vezes, o acesso do aluno na compra do alimento devido ao elevado preço do produto.
  17. 17.  As cantinas nas escolas são proibidas por lei segundo relata este seguinte documento cedido por um dos diretores dentre as escolas públicas:
  18. 18.  Por isso, surgiu a necessidade de elaborarmos este projeto com o devido auxílio e acompanhamento de nutricionistas, comparando a alimentação nessas instituições de ensino, e demonstrar ao público alvo o quanto podemos aprender, tendo por base os conceitos de “Práticas pedagógicas na construção do conhecimento”, utilizando-se de uma atividade simples como a construção de uma pirâmide alimentícia.
  19. 19.  Conclui-se com o projeto que se as escolas investirem o dinheiro (proveniente do governo ou não) na compra de alimentos saudáveis haverá um maior índice de aprovação dos alunos, pois estes terão acesso a uma merenda de qualidade, não sendo assim influenciados pela mídia, tendo em vista que aprenderão um conteúdo da Ciência que é a Nutrição.
  20. 20.  http://www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/sala_de_ aula/quimica/quimica_organica/bioquimica/energia_ dos_alimentos http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Corpo/alim entos7.php
  21. 21.  Matheus Benásio Ribeiro Wellington Carreiro Campos
  22. 22.  À Deus primeiramente; À nossa orientadora Sandra Azevedo; À toda a família jovens talentos; Às escolas que nos cederam estas grandiosas informações; À todos que participaram direta ou indiretamente na elaboração do projeto;………………………………………………………………………………….
  23. 23. À todos vocês o nosso muito… Obrigado!!! Jovens Talentos para a Ciência Miracema - RJ

×