As Três Ceias do ApocalipsePor Otoniel Tavares de Carvalho (RA, jan. de 1991)O livro do Apocalipse está repleto de revelaç...
O ato de cear junto com alguém representa familiaridade, intimidade. Jesus não querser um Amigo distante, ausente, frio e ...
"Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro." Apoc.19:9."Então dirá o Rei aos que estiverem à S...
Também o Noivo pediu a Seus amigos, chamados de discípulos, que estendessem oconvite para a ceia da salvação a todos os ho...
está morto, estendido sobre a face de toda a Terra, como coisa fétida, esterco ecomida para as aves de rapina. Alimento ap...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As três ceias do apocalipse

547 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
547
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
55
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As três ceias do apocalipse

  1. 1. As Três Ceias do ApocalipsePor Otoniel Tavares de Carvalho (RA, jan. de 1991)O livro do Apocalipse está repleto de revelações surpreendentes, dadas por Deus, parao crescimento espiritual da Igreja, através dos séculos. E o próprio livro afirma que são"bem-aventurados aqueles que lêem, e aqueles que ouvem as palavras da profecia, eguardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo". Apoc. 1:3. Ler, ouvir eguardar (praticar, vivenciar) a mensagem profética do Apocalipse é o convite de Deus atodos aqueles que entram em contato com suas revelações. Feliz o homem que entraem sintonia com o conteúdo do livro do Apocalipse, "pois o tempo está próximo". Ora,se o tempo do cumprimento das coisas reveladas nesse livro era considerado comoestando "próximo", já na época em que foi escrito (cerca do ano 100 A.D.), o que sepode dizer do tempo atual?Dentro desse contexto de proximidade do fim do presente século, convido o leitor arefletir no conteúdo da revelação apocalíptica a respeito das TRÊS CEIAS oferecidas porDeus à humanidade em geral.A ceia da graça salvadoraDiz o Senhor: "Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso, e arrepende-te. Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e abrir a porta, entrareiem sua casa, e cearei com ele e ele comigo." Apoc. 3:19 e 20.A ceia da graça salvadora é o convite de Deus ao arrependimento e à conversão.Em Seu grande amor pelo ser humano (João 3:16; Rom. 5:6-8), Deus tudo fez para osalvar. Apesar disto, o homem continua rebelde, arisco, fugindo de Deus. O Senhor,porém, não desiste de procurá-lo. Vai às avenidas, aos becos, às favelas e aos morros,vai às encruzilhadas da vida humana, qual amante e zeloso Pastor, à procura de Suasovelhas desgarradas. Por amar tanto ao homem, e não desejar vê-lo arruinado edestruído pelos vícios e descaminhos da vida diária, Deus usa estratégias de correção eorientação, chamadas disciplinas.Enquanto disciplina, ama. Disciplina para salvar, não para matar. Convida o homem aoarrependimento. Chama-o à reflexão. Pede que o homem observe o caminho por ondeestá andando. Note que é um atalho perigoso. Solicita-lhe que dê meia-volta ecaminhe pelo caminho da VIDA.Usando uma linguagem figurativa, Jesus Se apresenta ao homem como alguém quechega a uma casa, e bate à porta, pedindo pousada. Quer entrar e cear com o dono dacasa, tomando-Se amigo íntimo daquela pessoa. Quer conversar, trocar idéias,dialogar. Quer sentir o calor e a acolhida de um lar.É usando essa ilustração que Deus oferece ao homem a preciosa chance de tornar-seum amigo íntimo da Divindade. Deus quer restaurar o relacionamento que o pecadoquebrou. Deus quer que o homem O aceite como AMIGO ÍNTIMO, companheiros pelaestrada da existência, tal como fora Seu propósito, lá no Éden.
  2. 2. O ato de cear junto com alguém representa familiaridade, intimidade. Jesus não querser um Amigo distante, ausente, frio e indiferente às necessidades de Seus amigos. Sequisesse agir assim, não precisaria vir até às mazelas humanas, sofrê-las e vivenciá-las.Teria preferido ficar lá na casa do Pai, onde todos O amavam. Jesus, porém, sabia quequem ama gosta de estar junto da pessoa amada. Somente os inimigos gostam deviver separados uns dos outros. É por isso que as pessoas que não amam ao próximogostam de viver sozinhas, isoladas, ilhadas em seu próprio mundo de mistérios,sombras, temores e tremores. Colocar-se junto à porta de alguém, bater à porta eoferecer amizade e companheirismo só é possível àqueles que sabem amar. "Deus éamor", afirmou João, o mesmo escritor do Apocalipse. E por ser a personificação doamor, Jesus Cristo Se oferece a cada homem e mulher, a cada moço e moça, a cadamenino e menina, para fazer companhia, para entrarem juntos em casa e juntos sebanquetearem e se regozijarem.Essa primeira ceia juntos é o ponto de partida para uma grande amizade entre oCriador e a criatura. Outras ceias virão, e a amizade se repetirá, continuamente, até osamigos não mais se separarem.Jesus Cristo está batendo à porta de sua vida. Ele quer fazer parte do seu dia-a-dia. Eledeseja partilhar com você o manjar celestial (João 6; Apoc. 2:7), que o alimentará paraa vida eterna. Quer alegrar-Se junto a você. Quer transformar sua vida triste e sofrida,cheia de lágrimas e decepções, em uma vida feliz, abençoada, transbordante dealegria. Quer penetrar nos escuros recantos de sua mente, iluminando-a com a luzdiáfana de Sua glória. Quer abrir as janelas de sua alma, para que sua vida receba abrisa vivificante do Espírito Santo.Jesus, entretanto, é muito educado. Ele usa o lugar certo para entrar na casa: a porta.Bate, e solicita entrada. "Se alguém abrir a porta", Ele entra. A porta de sua vida sóabre por dentro. Somente você controla a maçaneta. É a você que cabe tomar adecisão de abrir a porta da vida para Jesus. Jesus respeita integralmente sua decisão.Ele não violenta a porta, pondo-a abaixo, forçando entrada. Ele não é um marginal, umassaltante, mas um amigo. Você vai deixá-Lo entrar?"Se.. .abrir"... Essa é uma declaração importante. Está condicionada à vontade do donoda casa. Jesus não deseja forçar a amizade. Ele quer sua amizade e companheirismovoluntário. Nada de constrangimento. A pior coisa é alguém chegar à casa de outrem,e forçar entrada. Torna-se um intruso, uma pessoa indesejada, "persona non grata".Jesus quer evitar o constrangimento de uma presença indesejada. Por isso, Ele bate àporta, solicitando entrada.Isto representa a salvação vindo ao homem, gratuitamente. Deus não apenas criou asalvação para o homem, ao oferecer Jesus como oferta pelo pecado, como tambémoferece essa salvação gratuita, de porta em porta, à semelhança de um vendedorambulante. Quanta humildade há em Deus! Quanta grandeza!A ceia da graça salvadora é oferecida a todos. E, porém, partilhada somente comaqueles que abrem a porta de sua vida para Jesus Cristo, deixando-0 entrar. Rejeitar aentrada do amigo Jesus Cristo é constrangê-Lo, decepcioná-Lo, entristecê-Lo. É dizerpara Jesus: "Não quero Tua amizade. Não Te desejo como amigo. Não Te quero emminha vida, partilhando minhas emoções e meu dia-a-dia. Vai embora, já tenhocompanhia."Vai você abrir a porta? Abra-a já. É urgente.A ceia das bodas do Cordeiro
  3. 3. "Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro." Apoc.19:9."Então dirá o Rei aos que estiverem à Sua direita: Vinde, benditos de Meu Pai! entraina posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo." Mat. 25:34.".. .Porque o reino de Deus está dentro em vós." Luc. 17:21.Quando Deus criou o homem, criou-o para Sua glória (Isaías 43:7). O Reino de Deusincluía o homem. O homem vivia, interior e exteriormente, a realidade feliz e gloriosado Reino de Deus, num clima de bem-aventurança. Deus havia criado a vida na Terra;criara o homem, e partilhara com este o domínio do planeta (Gên. 1:26-28). Amizadeperfeita, perfeita sintonia entre o querer de Deus e o querer do homem. Felicidadeplena e absoluta.O pecado, porém, criou uma mancha negra no planeta Terra, estabelecendo a quebrado bom relacionamento entre o Criador e a criatura. Acabou-se a amizade do homemcom Deus. O homem escolheu ser amigo de Satanás, rejeitando o companheirismocom o Senhor. Como "todos pecaram e carecem da glória de Deus" (Rom. 3:23), oReino de Deus, em glória, abandonou o planeta Terra, deixando na escuridão e sombrada morte, controlado por Satanás. O príncipe das trevas reinou quase absoluto pormuito tempo, com a aquiescência de todos os homens.Quando Deus Se fez homem, em Jesus Cristo, tomou a Si a tarefa de iluminar o mundodos homens, com a luz radiante e confortadora de Sua presença. Mas, para que a Luzprevalecesse, teria de ser mais forte do que as trevas. Teria de vencer as trevas. JesusCristo, a Luz (João 8:12) não deveria fazer nenhuma amizade com as Trevas (Satanás).Satanás bem que tentou captar a amizade de Jesus. Muitas e variadas vezes bateu àSua porta, querendo entrada. Jesus, porém, recusou insistentemente que as trevasviessem encobrir a claridade de Sua alma pura e santa.Quando Jesus morreu, por causa dos pecados alheios, Ele desceu à região da sombrada morte, o sepulcro. Tudo era escuro e tétrico. Lugar muito próprio para Satanás, orei das trevas. Mas, para Jesus, o Príncipe da Luz, o sepulcro era indesejável. Aquelanão era Sua casa. Sua casa era a Casa do Pai (João 14:1-3), onde a Luz dominava.Glorioso, cheio de luz, iluminou a casa dos mortos, o sepulcro, naquele dia daressurreição, triunfando sobre a morte e as trevas, abrindo o poço da escuridão, paraque a Luz da esperança brilhasse em cada coração que se dirigia à região do inferno.Hoje, graças a Jesus Cristo, podemos olhar para a sepultura não mais com terror, mascom esperança. Depois de um breve estágio ali, sairemos também para a Casa do Pai,no dia glorioso da breve vinda de Jesus Cristo.Ao sairmos da sepultura, receberemos de Deus o convite pessoal para irmos a umagrande e reluzente ceia: a ceia das bodas do Cordeiro. A comemoração do reencontrodo Noivo, Jesus Cristo, com Sua amada noiva, a Igreja.Para o banquete da Ceia das Bodas do Cordeiro, somente são convidados os amigos doNoivo.Em Sua primeira vinda à Terra, Jesus Cristo veio convidar todos os habitantes doplaneta para se juntarem a Ele, para serem amigos, e partilharem juntos da ceia dasalvação, através da qual o Noivo, também chamado de "0 Cordeiro de Deus", JesusCristo, estaria selando Seu compromisso de noivado com a Igreja. Ele veio do Céu, aCasa do Pai, para a Terra, nossa casa, para nos convidar para o banquete da redenção.Pagou o preço do banquete, e nos ofereceu gratuitamente a ceia celestial: vida eternaa todo aquele que O recebe como amigo.
  4. 4. Também o Noivo pediu a Seus amigos, chamados de discípulos, que estendessem oconvite para a ceia da salvação a todos os homens do planeta Terra, aos quais Ele nãopode ir pessoalmente. Passou-nos uma procuração, documentada na Palavra de Deus(Mat. 28:18-20; Atos 1:8), autorizando-nos a ir aos morros, às favelas, às mansõesprincipescas, às encruzilhadas, convidando os moradores da Terra para que 0 recebamcomo Amigo.Aqueles que aceitaram Seu convite para a Ceia da Salvação, são chamados de"amigos". Formaram uma sociedade de "AMIGOS DO NOIVO", reunindo-seperiodicamente para relembrar as promessas feitas pelo Noivo. Esperaram fielmentepelo cumprimento da promessa que o Noivo fizera, de levá-los para a Casa do Pai, afim de participarem da Ceia das Bodas do Cordeiro.Quando Jesus voltar, voltará para Seus amigos. Chamá-los-á da Terra, onde estiverem,em cima da terra ou embaixo da terra, o lugar não é importante; importante é seramigo do Noivo. Convidá-los-á para a grande ceia comemorativa das Suas bodas, istoé, Sua união definitiva com a Igreja. Nunca mais Se separará de Seus amigos terrestres.Morará com eles para sempre. Alegrar-se-ão para sempre (Apoc. 21:1-4).A ceia dos animaisLogo após relatar a visão sobre a Ceia das Bodas do Cordeiro, João anotou uma outrarevelação que Deus lhe mostrou. Nessa nova revelação, João foi levado, em espírito, acontemplar um ambiente escuro, tétrico, fétido, onde estaria acontecendo uma outraceia. Ele contemplou a visão, e relatou o que viu:"Então vi um anjo posto em pé no Sol, e clamou com grande voz, falando a todas asaves que voam pelo meio do céu: Vinde, reuni-vos para a grande ceia de Deus, paraque comais carnes de reis, carnes de comandantes, carnes de poderosos, carnes decavalos e seus cavaleiros, carnes de todos, quer livres, quer escravos, assim pequenoscomo grandes." Apoc. 19:17 e 18.Uma estranha ceia! Uma ceia no escuro. Tudo negro, pois o Sol não mais estarábrilhando sobre a Terra (Jer. 4:23-26). A ceia do abismo. A ceia dos perdidos. Somenteaqueles que rejeitaram o convite para participarem com Deus da Ceia da Graça, e quenão puderam participar da Ceia das Bodas do Cordeiro, em glória, estarão envolvidosna Ceia das Trevas. Porém, é necessário atentar para um detalhe: Na Ceia das bodasdo Cordeiro, os amigos do Noivo são comensais, deliciam-se com os finos e preciososmanjares do Céu. Enquanto que na ceia dos animais, os desobedientes serão oalimento. Serão comidos pelos animais de rapina. Servirão de repasto a todas as avesde rapina, as quais, convidadas por Deus, fartar-se-ão naquele alimento imundo.Triste sorte desses homens e mulheres que, feitos à imagem de Deus, para a glória deDeus, rejeitaram viver em glória, preferindo a escuridão do pecado e da morte. Foi umato voluntário. Jesus bateu à porta de sua vida, pedindo entrada, mas foi impedido deentrar. Sua presença, na ocasião, foi tida como indesejada.Deixaram-nO de fora da vida, preferindo continuar na companhia de Satanás. Agora,quando tudo está selado e definido; quando o quem é quem do destino já confirmouas opções que cada um fez quando em vida terrena, nada mais pode ser mudado.Quem escolheu ser amigo de Jesus Cristo, e Lhe abriu a porta da alma, está vivendo na"Casa do Pai", na companhia do Cordeiro de Deus, dos anjos e de todos os seusconservos, "os que guardam os mandamentos de Deus e têm a fé de Jesus". Apoc.14:12. Quem rejeitou o amor divino, o qual, gratuitamente, ofereceu a salvação, agora
  5. 5. está morto, estendido sobre a face de toda a Terra, como coisa fétida, esterco ecomida para as aves de rapina. Alimento apodrecido para a ceia dos animais.O profeta Jeremias recebeu uma visão de Deus sobre esse acontecimento, a qual eleescreveu em seu livro:"Os que o Senhor entregar à morte naquele dia, se estenderão de uma à outraextremidade da Terra; não serão pranteados, nem recolhidos, nem sepultados; serãocomo esterco sobre a face da Terra." Jer. 25:33.Querido amigo e irmão em Cristo, você hoje está sendo convidado à salvação. Tudo jáfoi feito. Jesus Cristo já realizou sua salvação. Ela já é uma realidade. Agora Jesus Cristovem a sua casa (sua mente, sua vida) e pede entrada. Ele não Se conforma em trazer asalvação ao mundo, de maneira geral, como fato histórico. Vem até você,pessoalmente, e quer trazer essa salvação eterna à sua vida íntima. Quer que vocêreconheça que o "Reino de Deus" está dentro de você, pois você não foi criado para astrevas, mas para a luz. Você foi criado "à imagem de Deus". Seu lugar é no Reino daGlória, não no reino das trevas. Abra, pois, sua vida para Jesus. Não o deixe passaradiante, para salvar outros, e você ficar de fora do Reino. Escancare as portas da almapara Cristo, e deixe-0 ficar aí. Isto será gozo e alegria para o seu coração. E para ocoração de Jesus.Nós e Jesus devemos ser AMIGOS PARA SEMPRE.Que isto se cumpra em mim e em você. Amém.

×