16 o milênio

858 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
858
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
51
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

16 o milênio

  1. 1. O MILÊNIO I. TEXTO BÁSICO: Apocalipse 20. II. O INÍCIO DO MILÊNIO A. Um anjo desce do Céiu. 1. Jesus, o arcanjo. I Tess. 4:16; Judas 9. 2. Jesus, o derradeiro vencedor no conflito com Satanás. I Cor. 15:24-28; Mat. 12:28, 29; Gên. 3:15; Isa. 14:4, 5. “... os que zombaram e escarneceram da agonia de Cristo, e os maisacérrimos inimigos de Sua verdade e povo, ressuscitam para contemplá-Loem Sua glória, e ver a honra conferida aos fiéis e obedientes. ... “... Demônios reconhecem a divindade de Cristo, e tremem diante deSeu poder... “Jesus, na nuvem, avança como poderoso vencedor. Agora, não como"Homem de dores", para sorver o amargo cálice da ignomínia e miséria, vemEle vitorioso no Céu e na Terra... “O Rei dos reis desce sobre a nuvem, envolto em fogo chamejante.... “Seis mil anos esteve em andamento o grande conflito; o Filho de Deuse Seus mensageiros celestiais estavam em conflito com o poder domaligno... “Por ocasião da vinda de Cristo os ímpios são eliminados da face detoda a Terra: consumidos pelo espírito de Sua boca, e destruídos peloresplendor de Sua glória. ... “Ocorre agora o acontecimento prefigurado na última e solenecerimônia do dia da expiação. ... o bode emissário era então apresentadovivo perante o Senhor; e na presença da congregação o sumo sacerdoteconfessava sobre ele ‘todas as iniqüidades dos filhos de Israel, e todas assuas transgressões, segundo todos os seus pecados’ ... E assim como obode emissário era enviado para uma terra não habitada, Satanás serábanido para a Terra desolada... “O escritor do Apocalipse prediz o banimento de Satanás, e a condiçãode caos e desolação a que a Terra deve ser reduzida; e declara que talcondição existirá durante mil anos. Depois de apresentar as cenas da
  2. 2. O Milênio 2segunda vinda do Senhor e da destruição dos ímpios, continua a profecia:‘Vi descer do céu um anjo que tinha a chave do abismo, e uma grandecadeia na sua mão’.” – GC., 637, 641, 656-658. 3. Tem a chave do abismo. Apoc. 20:1. Comp. Apoc. 1:18; 9:1. 4. Uma grande cadeia em sua mão. Apoc. 20:1. Comp. II Ped. 2:4; Judas 6. B. Satanás é amarrado. Apoc. 20:2. C. Sumário dos acontecimentos que ocorrerão no início do milênio. 1. A batalha do grande dia do Deus Todo-poderoso. Apoc. 16:14, 16; 17:14; 19:11-16. 2. O juízo da ímpia Babilônia. Apoc. 16:19; 17:16;18:21. 3. A segybda vinda de Cristo. Apoc. 20:1; I Tess. 4:15. 4. A ressurreição dos justos mortos. I Tess. 4:16; João 5:28, 29; 6:40; I Cor. 15:51, 52; Ezeq. 37:12-14; Atos 24:25. 5. A trasladação dos justos vivos. I Tess. 4:17; I Cor. 15:52-54; Mat. 24:31; Sal. 50:4, 5. 6. Destruição dos ímpios vivos. II Tess. 1:7-9; 2:8; Luc. 17:26-30; Jer. 25:30-33; Apoc. 6:15-17; Isa. 11:4; 13:9; 66:14-16. 7. A Terra transformada num deserto desolado. Apoc. 16:18-21; II Ped. 3:7, 10; Sal. 50:3, 4; Jer. 4:23-27; Isa. 13:9-13; 14:17; Ezeq. 38:19-22. 8. Satanás preso na Terra. Apoc. 20:2, 3. III. O Milênio A. Satanás permanece preso durante mil anos. Apoc. 20:2. 1. O dragão. Apoc. 12:3, 9; Isa. 27:1. 2. A antiga serpente. Apoc. 12:9; Gên. 3:1, 4, 13, 15; Isa. 27:1. 3. O diabo. Apoc. 12:9; I Ped. 5:8.
  3. 3. O Milênio 3 B. Satanás no abismo. Apoc. 20:3. Comp. Gên. 1:2; Jer. 4:23-27; Isa. 14:14-20; 24:1-6, 19-23. “Que a expressão "abismo" representa a Terra em estado de confusãoe trevas, é evidente de outras passagens. Relativamente à condição daTerra "no princípio", o relato bíblico diz que "era sem forma e vazia; e haviatrevas sobre a face do abismo". Gên. 1:2. A profecia ensina que ela voltará,em parte ao menos, a esta condição. Olhando ao futuro para o grande dia deDeus, declara o profeta Jeremias: ‘Observei a Terra, e eis que estavaassolada e vazia; e os céus, e não tinham a sua luz. ... Vi também que aterra fértil era um deserto, e que todas as suas cidades estavam derribadas."Jer. 4:23-26.” – GC., pp. 658, 659. “A Terra tinha a aparência de um deserto solitário. Cidades e vilas,derrubadas pelo terremoto, jaziam em montões. Montanhas tinham sidoremovidas de seus lugares, deixando grandes cavernas. Enormes pedras,lançadas pelo mar, ou arrancadas da própria terra, estavam espalhadas portoda a sua superfície. Grandes árvores tinham sido desarraigadas, e seespalhavam pela terra. Aqui deve ser a morada de Satanás com seus anjosmaus, durante mil anos. Aqui estará ele circunscrito, para errar para cá eacolá, sobre a revolvida superfície da Terra, e para ver os efeitos de suarebelião contra a lei de Deus.” – PE., 290. C. Satanás não enganará as nações senão quando os mil anos estiverem terminados. Apoc. 20:3. “Aqui deverá ser a morada de Satanás com seus anjos maus durantemil anos. Restrito à Terra, não terá acesso a outros mundos, para tentar emolestar os que jamais caíram. É neste sentido que ele está amarrado:ninguém ficou de resto, sobre quem ele possa exercer seu poder. Estáinteiramente separado da obra de engano e ruína que durante tantosséculos foi seu único deleite. ... “Durante mil anos Satanás vagueará de um lugar para outro na Terradesolada, para contemplar os resultados de sua rebelião contra a lei deDeus. Durante este tempo os seus sofrimentos serão intensos.” – GC., pp.659, 660. D. O julgamento dos ímpios. Apoc. 20:4; I Cor. 4:5. 1. Efetuado pelos justos. Apoc. 20:4, 6; Dan. 7:22; I Cor. 6:2, 3.
  4. 4. O Milênio 4 “Durante os mil anos entre a primeira e a segunda ressurreição,ocorrerá o julgamento dos ímpios. ... Nessa oportunidade os justos reinarãocomo reis e sacerdotes diante de Deus. ... Em união com Cristo julgam osímpios, comparando seus atos com o código – a Escritura Sagrada, edecidindo cada caso segundo as ações praticadas no corpo. Então édeterminada a parte que os ímpios devem sofrer, segundo suas obras; eregistrada em frente ao seu nome, no livro da morte.” – GC., 660, 661. E. Sumário das condições durante o milênio. 1. Os justos todos vivos, no Céu. Apoc. 20:4, 6; I Tess. 4:17. 2. Os ímpios todos mortos, por toda a Terra. Apoc. 20:5; Jer. 25:33. 3. A Terra desolada. Jer. 4:23-27. 4. Satanás restrito a este mundo como prisão. Apoc. 20:2, 3. 5. A realização do juízo dos ímpios no Céu. Apoc. 20:4; I Cor. 6:2,3 IV. O Fim do Milênio. Apoc. 20:5-15. A. A ressurreição dos ímpios. Apoc. 20:5; João 5:28, 29; Atos 24:15; Isa. 24:22. “Ao fim dos mil anos, Cristo volta novamente à Terra. É acompanhadopelo exército dos remidos, e seguido por um cortejo de anjos. Descendo comgrande majestade, ordena aos ímpios mortos que ressuscitem para recebera condenação. Surgem estes como um grande exército, inumerável como aareia do mar. ... “Os ímpios saem da sepultura tais quais a ela baixaram, com a mesmainimizade contra Cristo, e com o mesmo espírito de rebelião.... “Cristo desce sobre o Monte das Oliveiras, donde, depois de Suaressurreição, ascendeu, e onde anjos repetiram a promessa de Sua volta. ...Descendo do Céu a Nova Jerusalém em seu deslumbrante resplendor,repousa sobre o lugar purificado e preparado para recebê-la, e Cristo, comSeu povo e os anjos, entram na santa cidade.” – GC., 662, 663. “Ao final dos mil anos, Jesus, com os anjos e todos os santos, deixa aCidade Santa, e enquanto Ele está descendo com eles para a Terra, osímpios mortos são ressuscitados... É ao final dos mil anos que Jesus estarásobre o Monte das Oliveiras, e o monte se fenderá ao meio tornando-se uma
  5. 5. O Milênio 5vasta planície. Os que fugirão nesse tempo serão os ímpios, que acabam deser ressuscitados. Então a Cidade Santa desce na planície.” – PE., 53. B. Satanás é solto de sua prisão. Apoc. 20:7. C. Satanás sai para enganar as nações, Gogue e Magogue. Apoc. 20:8. Comp. Ezeq. 38:2-4. “Agora Satanás se prepara para a última e grande luta pelasupremacia. ... sendo ressuscitados os ímpios mortos, e vendo ele as vastasmultidões a seu lado, revivem-lhe as esperanças, e decide-se a não render-se no grande conflito. Arregimentará sob sua bandeira todos os exércitosdos perdidos... Com diabólica exultação aponta para os incontáveis milhõesque ressuscitaram dos mortos, e declara que como seu guia é muito capazde tomar a cidade, reavendo seu trono e reino.” – GC., 663. D. O ataque à cidade. Apoc. 20:9. Comp. Ezeq. 38:16; 39:2-4; Zac. 12:8, 9; 14:3. “Finalmente é dada a ordem de avançar, e o inumerável exército sepõe em movimento – ... Satanás, o mais forte dos guerreiros, toma adianteira, e seus anjos unem as forças para esta luta final. ... Por ordem deJesus são fechadas as portas da Nova Jerusalém, e os exércitos de Satanásrodeiam a cidade, preparando-se para o assalto.” – GC., 664. E. A coroação de Jesus. Apoc. 20:11; 15:3, 4; Filip. 2:9-11; Zac. 14:9. “Agora Cristo de novo aparece à vista de Seus inimigos. Muito acimada cidade, sobre um fundamento de ouro polido, está um trono, alto esublime. Sobre este trono assenta-Se o Filho de Deus, e em redor dEleestão os súditos de Seu reino. ... “Na presença dos habitantes da Terra e do Céu, reunidos, é efetuada acoroação final do Filho de Deus.” – GC., pp. 665, 666. F. É pronunciada a sentença do juízo. Apoc. 20:12, 13. “E agora, investido de majestade e poder supremos, o Rei dos reispronuncia a sentença sobre os rebeldes contra Seu governo, e executajustiça sobre aqueles que transgrediram Sua lei e oprimiram Seu povo. ...
  6. 6. O Milênio 6 “Logo que se abrem os livros de registro e o olhar de Jesus incidesobre os ímpios, eles se tornam cônscios de todo pecado cometido. ... “Por sobre o trono se revela a cruz; e semelhante a uma vistapanorâmica aparecem as cenas da tentação e queda de Adão, e os passossucessivos no grande plano da redenção. ... “... Satanás, seus anjos e súditos não têm poder para se desviarem doquadro que é a sua própria obra. Cada ator relembra a parte quedesempenhou. ... “O mundo ímpio todo acha-se em julgamento perante o tribunal deDeus, acusado de alta traição contra o governo do Céu. ... “É agora evidente a todos que o salário do pecado não é nobreindependência e vida eterna, mas escravidão, ruína e morte. ... “Todos vêem que sua exclusão do Céu é justa. ... “Como que extasiados, os ímpios contemplam a coroação do Filho deDeus. ... Testemunham o irromper de admiração, transportes e adoração porparte dos salvos... “...Olhando Satanás para o seu reino, o fruto de sua luta, vê apenasfracasso e ruína. ... Reiteradas vezes, no transcurso do grande conflito, foiele derrotado e obrigado a capitular. ... “É ele objeto de aversão universal. ... “Satanás vê que sua rebelião voluntária o inabilitou para o Céu. ... Eagora Satanás se curva e confessa a justiça de sua sentença. ... “À vista de todos os fatos do grande conflito, o Universo inteiro, tanto osque são fiéis como os rebeldes, de comum acordo declara: ‘Justos everdadeiros são os Teus caminhos, ó Rei dos santos.’ Apoc. 15:3.” – GC.,pp. 666-671. G. Devorados pelo fogo do Céu. Apoc. 20:9; Ezeq. 28:6-8, 16-19; Isa. 9:5; Sal. 11:6; 37:9, 10, 20; II Tess. 1:7-9. “Apesar de ter sido Satanás constrangido a reconhecer a justiça deDeus e a curvar-se à supremacia de Cristo, seu caráter permanece semmudança. ... Chegado é o tempo para uma última e desesperada luta contrao Rei do Céu. Arremessa-se para o meio de seus súditos e esforça-se porinspirá-los com sua fúria, incitando-os a uma batalha imediata. Mas dentretodos os incontáveis milhões que seduziu à rebelião, ninguém há agora quelhe reconheça a supremacia. Seu poder chegou ao fim. Os ímpios estãocheios do mesmo ódio a Deus, o qual inspira Satanás; mas vêem que seu
  7. 7. O Milênio 7caso é sem esperança, que não podem prevalecer contra Jeová. Sua ira seacende contra Satanás e os que foram seus agentes no engano, e com furorde demônios voltam-se contra eles. ... “... De Deus desce fogo do céu. A terra se fende. São retiradas asarmas escondidas em suas profundezas. Chamas devoradoras irrompem decada abismo hiante. As próprias rochas estão ardendo. Vindo é o dia quearderá ‘como forno’. Mal. 4:1.” – GC., pp. 671, 672. H. O lago de fogo. Apoc. 20:10, 14, 15; Isa. 34:2, 8-10; Mal. 4:1; II Ped. 3:10. “... Os elementos fundem-se pelo vivo calor, e também a Terra e asobras que nela há são queimadas. (II Ped. 3:10.) A superfície da Terraparece uma massa fundida – um vasto e fervente lago de fogo. É o tempo dojuízo e perdição dos homens maus”. GC., pp. 673, 674. I. Conforme as suas obras. Apoc. 20:12, 13; Rom. 2:6. “Alguns são destruídos em um momento, enquanto outros sofremmuitos dias. Todos são punidos segundo as suas ações. Tendo sido ospecados dos justos transferidos para Satanás, ele tem de sofrer nãosomente pela sua própria rebelião, mas por todos os pecados que fez o povode Deus cometer. Seu castigo deve ser muito maior do que o daqueles aquem enganou. Depois que perecerem os que pelos seus enganos caíram,deve ele ainda viver e sofrer. Nas chamas purificadoras os ímpios sãofinalmente destruídos, raiz e ramos – Satanás a raiz, seus seguidores osramos.” – GC., 673. “... O fogo que consome os ímpios, purifica a Terra. Todo vestígio demaldição é removido.” – GC., 674. J. Sumário dos acontecimentos que ocorrerão no fim do milênio. 1. Jesus e os santos descem sobre a Terra. Zac. 14:4. 2. Ressurreição dos ímpios. Apoc. 20:5. 3. Descida da Nova Jerusalém. Apoc. 20:2, 10. 4. Satanás é solto de sua prisão. Apoc. 20:7. 5. Satanás recomeça seus esforços para enganar e para chefiar. Apoc. 20:8.
  8. 8. O Milênio 8 6. Satanás inicia o ataque à cidade santa. Apco. 20:9. 7. A coroação final de Jesus. Apoc. 20:11; Zac. 14:9. 8. Todos os justos e ímpios aclamam Jesus como justo. Apoc. 15:3, 4; Filip. 2:9-11. 9. Declaração de sentença dos ímpios. Apoc. 20:12, 13. 10. Os ímpios voltam-se contra Satanás. GC. 672. 11. Destruição de Satanás e dos ímpios. Apoc. 20:9, 10, 14, 15. 12. Purificação da Terra. II Ped. 3:7, 10-13; Isa. 34:4. BIBLIOGRAFIA Andrews, J. N., “The Lake of Fire”, R&H, Jan. 19, 1968, 28 Barnes, Albert, Notes on the Book of Revelation, 456-482 Bollman, Calvin P., “The Binding of Satan”, R&H, Sept. 27, 1928, 10 Boothly, Robert L., “When the Devil is Bound”, R&H, July, 1, 1948, 8 Bunch, Taylor G., Studies in the Revelation, 267-274 ________, “The Millennium”, R&H, Dec. 19, 1946, 7 Butcher, O. F., “The Millennium”, R&H, Feb. 15, 1917, 9 Clarke, Joseph, “The Second Death”, R&H, Feb. 8, 1881, 85 Dalrymple, G., “Satan Chained for a Thousand Years”, ST, June 8, 1943, 8 ________, “Will Evil Ever End?”, ST, June 15, 1943, 6 Elliott, E. B., Horae Apocalypticae, IV, 134-205 Haskell, Stephen N., “Revelation 20”, R&H, April 23, 1901, 263 ________, The Story of the Seer of Patmos, 324-337 Howell, W. E., “Gog and Magog”, R&H, May 4, 1939, 6 Lord, David N., An Exposition of the Apocalypse, 513-526 Pearce, William P., “Revelation 20:1-3”, R&H, Dec. 31, 1901, 845 Prescott, W. W., “Is the Revelation 20:5 Suprious?”, M., Aug. 1936, 25 Reed, Lucas Albert, “The Millennium and Its Purpose”, ST, Jan. 7, 1930, 13 Scott, C. Anderson, Revelation, 279-286 Seiss, J. A., The Apocalypse, III, 263-366 Smith, Uriah, Daniel and the Revelation, 739-753
  9. 9. O Milênio 9 ________, “Is the Rev. 20:5, Genuine?”, R&H, Jan. 28, 1890, 56 ________, “Revelation 20:5”, R&H, Nov. 1, 1892, 680 ________, “The Fall of Babylon”, R&H, Jan. 29, 1867, 90 ________, “The Lakes of Fire”, R&H, Jan. 29, 1867, 248 ________, “The Thousand Years of Rev. 20”, R&H, May 14, 1889, 312; Feb. 6, 1894, 86 ________, “Tormented Forever and Ever”, R&H, Dec. 31, 1872, 20 Thompson, George B., “The Millennium”, R&H, March 29, 1918, 5 White, Ellen G., O Grande Conflito, 657-674 ________, Primeiros Escritos, 51-54, 285-295 ________, Spiritual Gifts, I, 208-218 ________, Spirit of Prophecy, IV, 474-489 White, James, A Word to the Little Flock, 23, 24 ________, “The Millennium”, R&H, March 21, 1871, 105 Wilcox, F. M., “Christ’s Millennial Reign”, R&H, Nov. 16, 1944, 1

×