Voz do Mamede   Edição n° 1 / ano I - Escola Estadual José Mame de Aquino - Novembro de 2010 - Campo Grande / MS          ...
02                                                                                                    Voz do Mamede       ...
03                                                                                                         Voz do Mamede  ...
04                                                                                                        Voz do MamedePro...
Voz do Mamede                                                                                                         05  ...
06                                                                                                         Voz do Mamede  ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Voz do Mamede

916 visualizações

Publicada em

Jornal impresso elaborado pelos alunos da Escola estadual José Mamede de Aquino - parte integrando do Projeto Jovens Autores.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
916
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Voz do Mamede

  1. 1. Voz do Mamede Edição n° 1 / ano I - Escola Estadual José Mame de Aquino - Novembro de 2010 - Campo Grande / MS Violência no Jardim Entrevista com nossa Saúde: Anorexia – uma doença Aeroporto preocupa Diretora Fátima Leal, cada vez mais comum moradores que pedem que relembra momentos entre jovens, principalmente Nesta providências das marcantes da história meninas, tem tratamento edição: autoridades a Escola José e fácil diagnóstico, competentes. pg 02 Mamede. pg 06 mas os pais devem estar atentos. pg 03 Entreterimento: Conheça Curiosidades sobre os Urbandancers, Mato Grosso do Sul Relatos: Prisão em grupo de dança viram projeto nas mãos qualquer situação, de Mato Grosso da EJA – Educação do Sul. pg 02 de Jovens e Adultos. pg 05 até mesmo no velório Por Roseli Pires da Silva - 1º ano A Política: Exercer o voto é um Em meados de março, a Polícia invadiu um velório e prendeu dois ato de cidadania homens, suspeitos de tráfico de drogas. Mesmo sendo uma situaçãoPor Aline Alves de Assis e João Victor responsabilidade com a comunidade delicada como um velório, a políciade Almeida Lima – 2º ano A onde vivem. não fez cerimônias e “botou todo A crescente mudança de mundo no paredão” - só liberouVotar é um ato de cidadania, onde comportamento deve-se a dona Cláudia (mãe do morto), porpodemos expressar nossa vontade conscientização de que é através do que ela estava passando mal e elescomo nação soberana e livre, onde voto que se pode mudar certas tiveram que levá-la até a viatura.todos juntos podemos fazer valer realidades, como: educação, saúde, Assim, a polícia não liberou ninguém,nossos direitos e cobrar das desenvolvimento sustentável e muito até a outra viatura chegar e levar osautoridades competentes aquilo que mais daquilo em que a sociedade dois homens para interrogatório.nos é devido. está deficiente. Numa sala vazia, relata um dosO voto para jovens com 16 e 17 anos Através do voto é que a população suspeitos depois do acontecido, osé opcional, mas faz uma grande pode expressar sua vontade e opinião policiais começaram a espancar osdiferença dentro da sociedade. sobre o que é melhor para seu país. A dois homens, que foram obrigados aO adolescente de hoje é o adulto de partir desse momento é que nossa levá-los até o local onde seria aamanhã, e o que aconteceria se esse bandeira estiada passa a ter mais possível casa de refinamento dacidadão não se preocupasse com a valor, pois a população passa a droga – onde moravam os doissituação política de seu país? acreditar em seu poder de escolha, e rapazes acusados.Simplesmente não haveria um país, a exercer seu direito e dever para A polícia revistou a casa inteira e,uma nação, porque uma nação só é com o futuro da nação. quando chegaram no quarto,constituída à partir de uma luta pelo Imagem fonte: quebraram o guarda-roupa nas costabem estar de todos. http://www.dicasemgeral.xpg.com.br de um dos suspeitos, e no quarto do“O número de adolescentes com essa /wp-content/uploads/2010/09/urna- outro encontraram um quilo defaixa etária que estão optando por eletronica.jpg maconha.votar está crescendo Constrangido, o rapaz disse quedesenfreadamente desde 2002”, diz aquilo era da sua namorada e nãouma estudante de jornalismo da sabia que estava ali, mas a desculpaUSP(Universidade de São Paulo). não “colou” e os polícias levaram osUma pesquisa realizada pelos alunos dois para a Delegacia Pública eJoão Victor e Aline Alves, com depois de um mês eles foram levadosmoradores do bairro Jardim para a Segurança Máxima ondeAeroporto, constatou que a maioria tiveram que esperar até o julgamento,dos pais concordam que o voto deve que condenou os dois réus.ser exercido pelos adolescentes, poisassim eles passam a ter uma certa Direção Colaboradores Fátima Aparecida Leal Professora Ivone Chiquetti Adamo Del Pino Lino Professora Maria Aparecida de Souza Organização Professora Pérola Iris O. Magalhães Professora Diana Pilatti Professor Lucas Henrique F. Santos
  2. 2. 02 Voz do Mamede Policial: A violência no bairro Jardim AeroportoPor: Maria Joaquina, Eddmylson filhos, “as amizades podem levar segurança e também de umSouza,Thatiellen Fernanda nossos filhos para a as drogas e posto policial, precisamos de um assim furtam para manter seus combate eficaz contra roubos eMoradores do Jardim Aeroporto vícios.” A violência e as drogas furtos”.relatam que com o aumento da estão por toda parte, segundo a Foto tirada pelo aluno Eddmylsonpopulação do bairro que moradora do bairro, às vezes até Souza, onde um amigo exibe aaumento, a segurança diminuiu e ao lado, na casa de um vizinho arma que possui em casa, para oos riscos de roubo e os outros tipos próximo. portador é um sinal de status, parade violência aumentaram. Com “Como aconteceu comigo – os moradores do Jardimmedo, “ não podemos mais ficar relata Aparecida, de 40 anos - Aeroporto, perigo e medo.até tarde na frente de nossas meu filho (de 17 anos) há doisresidências, pois agora, se fizermos anos, teve sua bicicleta roubadaisso corremos riscos de levarmos de dentro da minha própria casauma bala perdida ou sermos e ninguém viu o melianteassaltados na frente do portão de entrando e nem saindo.casa”, explica uma das Chamamos a policia e não deumoradoras. em nada, disseram que tinha idoA preocupação das mães é ainda para um desmanche demaior, pois os círculos de amizade bicicleta.” Muito triste com opodem tanto ajudar como ocorrido, Ana Aparecida faz umprejudicar o desenvolvimento dos apelo e “Nós precisamos de Entretenimento: Os UrbandancersPor Matheus Gonçalves Santos apresentar e aplaudir”. fácil dar aula, na sua opinião? Confira mais um pouco da TMS: “Na faixa de 9 aos 14”.O grupo de dança Dançurbana entrevista: JVM: Quais os benefícios dacompleta, neste ano, sete anos JVM: A quanto tempo você é dança para o corpo?de desenvolvimento e divulgação professor de dança? TMS: “Aumenta a resistênciada dança como expressão TMS: “Há 3 anos sou formado.” cardiológica, bem estar físico ecorporal e artística em Mato JVM: O que significa a dança mental”Grosso do Sul. O grupo foi criado para você? Aqueles que querem saber maisem 2002, através de um curso de TMS: “É minha profissão, meu lazer, sobre a Cia Dançaurbana podemverão realizado pelo Grupo Funk- minha vida”. acessar o sitese. JVM: Vocês já apresentaram em www.dancurbana.comNascido em Campo Grande, outras cidades?desde o principio e até hoje, o TMS: “Sim, Ponta Porã, Três Lagoas, Foto: Matheus Gonçalves SantosDançaurbana acredita na idéia Rio Negro, Costa Rica,Corumbá,de levar a arte a todos os lugares Bonito,São Gabriel do Oeste,possíveis e de promover a Curitiba, Rondonópolis entreintegração com a comunidade. outras. Mas Curitiba foi a que maisEm nossa entrevista, conversamos marcou, pois foi a primeira vez emum pouco com o professor Thiago que viajei com o grupo todo”Mendes Souza, mas conhecido JVM: O que é uma pessoa temcomo Thi, especialista em Hip hop que fazer para poder começar ae Freestyle. Que nos disse dançar?“Dançurbana pra mim é trabalho, TMS: “Ter força de vontade evício, compromisso, amigos, rir começar a dançar” (risos)chorar, suar, suar bastante, JVM: Para qual faixa etária é masPor Renan Diego – 2º ano Esportes: Relatos - Meu tudoMeu nome é Renan Diego, tenho 16 a ter um bem estar e melhora cem (Aylton) que me mostrou aanos, moro na cidade de Campo por cento minha saúde. importância e beleza desse esporte,Grande, no Jardim Aeroporto, onde Conheci o futsal quando comecei a desde então jamais consegui parar.sou muito feliz principalmente porque estudar, de tal maneira me envolvi e Fica aqui a minha dica para todos ospratico esportes, Muay-Thai e Futsal, comecei a praticá-lo. leitores do Jornal A Voz do Mamede:são duas paixões que tenho e que O Muay-Thai surgiu quando desejava Pratiquem esportes! Pois eles trazemjamais sairão de minha vida. aprender algum tipo de luta por muitos benefícios, tanto para nossoO esporte é meu meio de sobreviver influências de inúmeros filmes que corpo, nossa saúde, auto-estima,neste mundo e uma boa maneira de assisti, e quando mudei para esse enfim, praticar esportes é sinônimo deadquirir boa forma física. Ele me ajuda bairro onde resido, conheci um amigo realização.
  3. 3. 03 Voz do Mamede Saúde: Doença adolescente -Doença x BelezaPor Regiane Morais Borges - 3º ano doEnsino Médio Existem algumas opções de tratamento, entre elas os Erros AlimentaresVivemos hoje numa sociedade emque são pregados vários padrões de antidepressivos tricíclicos*, através dos quais os pacientes melhoram, mas Benefícios de umabeleza, por meio da mídia, como não se recuperam completamente. alimentação saudável.filmes e novelas. Ser magro ou magra Existem também os antidepressivosa qualquer custo. IMAO*, que são mais aceitos por Por Luana Rodrigues 3°ano terem menos efeitos colaterais.Essa obsessão pela magreza pode Existem ainda outras opções, como a Atualmente um dos principais fatoresresultar em uma doença, a bulimia. psicanálise, a terapia que preocupa o homem é a máTal doença é caracterizada por cognitivocomportamental, terapias alimentação. A cada dia que passaepisódios, recorrentes de transtornos de grupos e pisicoterapias individuais. nos alimentamos muito mal, seja emalimentares, onde o indivíduo ingere casa, no trabalho ou em qualquerem um curto espaço de tempo, uma A busca pelo corpo perfeito às vezes pausa que fazemos no dia, trocamosgrande quantidade de alimento pode custar muito caro, um exemplo alimentos saudáveis por comidas decomo se estivesse com uma extrema disso é a bulimia, mas será que vale a fast-food, salgadinhos, refrigerantes,necessidade de comer. A pessoa pena acabar com a saúde pela doces e entre outros, esses alimentosperde o controle sobre si, e tenta beleza? têm um alto teor de gordura, corantesvomitar ou evacuar o que comeu, a e conservantes considerados, pelosfim de não ganhar peso. nutricionistas, os mais perigosos da cadeia alimentar.O indivíduo bulímico, em geral, tem Além de cometer esses errosvergonha de seu problema, sofrendo alimentares, esquecemos de nos exercitar e isso aumenta ainda os * Antidepressivos tricíclicos são riscos à saúde, que associado a vícios remédios que ajudam no como o consumo exagerado de tratamento contra a bulimia e bebidas alcoólicas e o hábito de outras síndromes depressivas. Eles fumar proporciona você a ter têm esse nome devido a doenças ligadas ao coração e até presença de três anéis de mesmo o câncer. átomos. *Os chamados antidepressivos Inibidores da Monoamina Oxidase (IMAO) promovem um resultado sem muitos efeitos colaterais no tratamento contra a bulimia e outras síndromes depressivas. *Uma forma de prevenção acom sentimentos de inferioridade e bulimia é prática de exercíciosauto-estima baixa. Com fortes físicos e uma boa alimentaçãoimpulsos a comer, a pessoa passa a desde a infância.esconder alimentos e a esperar *Bulimia não é a melhor forma deocasiões oportunas, já que esses se emagrecer, esteja bemdevem ser feitos secretamente, Pesquisas comprovam que ter uma consigo mesmo e procure outros alimentação saudável, não sócausando um isolamento social. métodos, como a pratica de melhora sua saúde como ajuda o exercícios físicos, mas tudo com nosso cérebro. Uma alimentação ricaEssa doença é bastante comum entre moderação..adolescentes, principalmente em em fibras, carboidratos e *Eleve sua auto-estima, tenha principalmente vitaminas, ajudam nogarotas, que, geralmente, estão boas conversas, ria bastante edentro do peso ideal ou um pouco desenvolvimento cerebral e na tenha uma vida saudável. capacidade de raciocínio lógico, aoacima dele, e em busca de métodosde emagrecimento e dietas contrário de uma alimentação ricamilagrosas, acabam por se tornarem em gorduras e calorias, que fazem obulímicas. nosso sistema nervoso enfraquecer muito mais rápido.Ao se induzir por inúmeras vezes o Alguns jovens já adotaram essa idéiavômito, a pessoa com bulimia pode de consumir alimentos saudáveis,desencadear em si mesma vários principalmente sabendo que isso iráproblemas, pois com o ato de vomitar, lhes beneficiar nos estudos e carreiranão se perde apenas o que comeu, profissional. E é sempre bom lembrarmas também sucos gástricos, que ao que “você é o que você come”, sepassarem rapidamente pelo esôfago, você não quer ter uma vida mórbidapodem comprometê-lo, provocando e sedentária introduza em seu dia-a-sangramentos, lesões e até dia um hábito alimentar saudável erompimentos. Além disto, as cordas você irá ter uma qualidade de vidavocais também podem ser afetadas muito melhor.pela acidez, provocando rouquidão eaté a perda temporária da voz.
  4. 4. 04 Voz do MamedeProfessora Pérola Iris Oliveira deMagalhães Curiosidades Que fome! Vou ao Mc Donald, fico em Vamos ver um exemplo prático de duvida entre o cheese burger e o hot como palavras da língua inglesa se dog, coke ou Milk shake. Dirijo ao driveQuem nunca comeu um hot dog? Ou incorporaram a nossa com a leitura thru, esta lotado. Prefiro o delivery.ainda, num dia quente, foi à do texto. Corro para o shopping, pego o ticket desorveteria e pediu um sundae para São duas horas, perco o sono, vou estacionamento e como uma saladarefrescar? para a Internet, entro nos sites de light. Passo no boticário e compro umNa Língua Portuguesa diversas pesquisas, navego no MSN, aproveito shampoo e um blush.palavras estrangeiras foram para trabalhar um pouco, não, não Chego em casa, depois de pegar oincorporadas com o passar do tempo, sou uma workholic. Cinco horas, meu cão, ligo a TV no Discovery Channel eo inglês é o mais comum, mas personal trainer está chegando, assisto uma reportagem sobre o city tour.também temos em nossa língua vamos fazer um Cooper, na volta Depois a ligo na FM Blink e escuto umpalavras de origem francesa, árabe, tomo um red Bull, preciso carregar remix com o DJ Fly, enquanto jogo noitaliana e espanhola. minhas energias. playstation com meu filho.Gosto de frisar com os alunos que o Pego meu Fox e vou trabalhar, paro Hora de dormir, banho, um shortdool einglês já faz parte do nosso cotidiano em uma blitz que me atrasa um zzzzzzzzzzzzzzz.e que em um mundo globalizado e pouco, é hora do rush.interdependente, o estrangeirismo faz À tardinha pego meu poodle toy e Agora vamos aproveitar e brincar umparte do nosso dia-a-dia, devido a deixou em um petshop, precisa tomar pouco com a língua inglesa?influencia sócio, econômica e cultural banho.em que vivemos. Mamedinho O cantinho da criança no Jornal a Voz do Mamede número de barulhos. Acenderei depois a luz e vocês Caça-Palavra Por Anne karoline de Araújo. Marcio deverão fazer a lista dos sons que Vieira e Lucas Gomes – 1º ano ouviram e reconheceram. & Ana Paula – 2º ano De antemão estabeleça a lista com uma dezena de ruídos bem Brincadeiras característicos: amassar papel, deixar cair uma cadeira, um objeto metálico,Os ruídos no escuro abrir e fechar uma porta, etc. Deixe um espaço de 5 segundos entreDescrição/Objetivo: jogo simples que cada ruído.exercita a audição e a memória. É interessante observar como osGrau de Dificuldade: fácil. jogadores organizam as listas: unsN.º de crianças: mínimo 2 (ideal: de 4 anotam os ruídos desordenadamente,a 6 crianças) outros tentam reconstituir a ordem emN.º de adultos: neste jogo é desejável que os ouviram.(mas não imprescindível) a presença * Se forem crianças muito pequenas,de um adulto. que não sabem escrever, elas podemUma pessoa escolhida para ser o cochicar no ouvido do coordenadorcoordenador do jogo diz: a relação dos ruídos queSentem-se. Vamos ver se vocês sabem reconheceram.ficar calados e atentos como bons Ganha o jogador que reconhecer aespiões e se têm ouvido apurado. Vou maior quantidade de sons.apagar a luz, e em seguida farei certo
  5. 5. Voz do Mamede 05 Cultura em Ação: Produção conjunta Professora Maria Aparecida e alunos da EJACom o objetivo de estimular a leitura, *Fez parte dessa pesquisa e viagem: descanso, reencontro com aa pesquisa e o conhecimento dos divulgação alunos da 1ª fase A da natureza, conhecer novos povos. Nasaspectos culturais do Brasil e chamar EJA, sob orientação da professora viagens, os turistas desejam estar ema atenção à peculiaridade da cultura Maria Aparecida de Souza. contato com os costumes do localpopular, a professora Maria visitado e adquirir peças queAparecida, juntamente com os alunos Superstições e Crendices representem a materialização dosda EJA – Educação de Jovens e Quem tem superstição é supersticioso aspectos culturais da região. AAdultos – desenvolveram o Projeto e quem tem crendice é crendeiro. As comercialização da cultura tornou-se,Ação: Folclore Brasileiro. superstições e as crendices provocam então, um dos pontos mais fortes paraFalar sobre cultura é riquíssimo, a mente dos sul-matogrossenses, o turismo no Brasil.teríamos inúmeros assuntos e desde as conhecidas “três panca- Quando comercializa a cultura, agastaríamos horas conversando, pois dinhas na madeira para isolar”, até a primeira providência que se toma é apara se compreender o que desconfiança pela sexta-feira treze. colocação de preço nos produtosrealmente significa Folclore, Uma crendice que é característica culturais, mas infelizmente o valormergulhamos num estudo da própria deste Estado de MS é o enterro. comercial está sempre relacionado àsnatureza do homem, não só no que Acredita-se que há muito tempo, imagens pré-concebidas que, emdiz respeito aos mitos e lendas, mas principalmente no período da Guerra primeiro lugar, os forasteiros fazem datambém à musica, dança, festas e do Paraguai, as pessoas enterravam região e, em segundo lugar, que osgastronomia. suas moedas e jóias, com receio de próprios habitantes do lugar fazem seDe uma forma mais simples, podemos serem roubadas pelos inimigos. si mesmos. Dando como exemplo dadizer que Folclore é o conjunto das Outra demonstração de representação do carnaval brasileirocriações culturais de uma crendice/superstição ocorre no para o turista estrangeiro, levando-o acomunidade, baseados nas suas período das festas juninas, durante as pagar mais caro pelo consumo dastradições expressas individual ou quais, ainda é possível encontrar imagens relacionadas a essacoletivamente, representativa de sua moças e rapazes que fazem orações manifestação cultural em detrimentoidentidade social. e simpatias para conseguirem de outra menos conhecida. No casoDurante as pesquisas sobre o Folclore casamento. O costume de retirar a do Pantanal uma das consequênciasem todas as regiões, os alunos imagem do menino Jesus dos braços é a programação e adaptação dapuderam conhecer e entender de Santo Antônio, para que ele fique Prefeitura local.melhor as diferenças culturais e com saudade do menino e atendasocializar no seu meio. Saborear a prontamente à graça solicitada ainda *Alunos da 3ª fase A da EJA, sobgastronomia regional ao som de persiste. Outro costume é o de afogar orientação da professora Mariamúsicas e apresentações que fazem o Santo Antônio num balde com água. Aparecida de Souza.nosso folclore. E para tanto fazer uma Os mitos e as lendas sempreretrospectiva histórico-geográfica da provocam, o imaginário do serregião Centro-oeste, mais humano desde os tempos das Feedback Mamede 2010precisamente do MS. cavernas. Utilizando-se dos sentimentos, o homem pôde Sarau MamedeGastronomia conhecer o mundo e transformar tudo No dia 28 de setembro de 2010,Em Mato Grosso do Sul, os alimentos o que viu em objeto de aconteceu a segunda edição dobásicos são o arroz, o feijão, a carne conhecimento. Sarau do Mamede, evento que reuniu(charque), a mandioca e a farinha de *Pesquisa elaborada pela 4ª fase A da professores, pais e alunos entorno damandioca. Além do arroz branco EJA, sob orientação da professora poesia.comum, pode-se encontrá-lo cozido Maria Aparecida de Souza. O evento contou com a participaçãocom outros alimentos, como por de vários alunos que cantaram,exemplo: Turismo declamarão, dançaram, encenaram Sabe-se que o turismo tem várias e homenagearam autoresArroz carreteiro – entre os variados motivações para justificar uma consagrados da nossa literatura.pratos, feitos com arroz, o carreteiro é O público aplaudiu e pediu bis, maso mais usado, utilizando-se da carne Curiosidades sobre agora só o ano que vem com o Sarauseca picadinha e frita, cozida junto Mamede 2011.com o arroz. a escolaIngredientes Por: Cassiana Correa, Eduardo Gincana Matemática1,200 Kg de arroz branco Dourado, Lidiane e Mirian Bruna. No dia 19 de outubro, aconteceu no1 ¹/2 Kg de carne seca Mamede nasceu no dia 17 de agosto Mamede a Primeira Gincana3 cebolas grandes de 1884 em Minas Gerais. Matemática, organizada pela6 dentes de alho Ele é uma figura que merece ser professora Elke Penha (Matemática),Cebolinha picadinha lembrado dentro da história de que contou com a colaboração deModo de Preparo Campo Grande, numa recompensa todos os professores do turno noturno.Frite a carne, acrescente a cebola, o pela sua dedicação desinteressada A gincana foi composta por uma sériealho, o arroz. Continue fritando bem, no trabalho de embelezamento da de desafios matemáticos, individuais ejunte o sal e água. Quando estiver cidade. Homem honesto, cumpridor em grupos, envolvendo todas assecando, abaixe o fogo e acrescente de seus deveres, ele morreu em sem turmas do ensino noturno – EJA ea cebolinha picadinha. sentir a riqueza, mas tendo certeza Ensino Médio – os representantes dasEsse prato é dos inúmeros pratos da que estava deixando os frutos de seu turmas tinham seus pontos (conformeculinária sul-matogrossense, cujas trabalho. os desafios iam terminando)receitas encontram-se nas mãos das 1984 - Primeira diretora Rosana Dichof marcados no quadro e somados.grandes cozinheiras, detentoras do Kasch A disputa foi acirrada, mas venceusaber popular e, por isso, o assunto Atual - Fátima Aparecida Leal com louvor o 1º ano B do Ens. Médio.merece uma obra à parte.
  6. 6. 06 Voz do Mamede EntrevistaPor Drielle, Maria Joaquina e Edmilson seu nome – noras e netos que já ficaram morando. Quando– 2º ano A visitaram a escola e são pessoas esquentava muito elas saiam e participativas na comunidade. Por picavam os alunos e estavam dentroNa primeira edição de nosso jornal, isso, foi decidido homenageá-lo com da sala de aula. Mas nós jávamos conversar com a Diretora o nome da escola. resolvemos este problema há algumFátima Aparecida Leal, que trabalha JVM: A escola já teve algum tempo, e os alunos podem ficarem nossa comunidade escolar a problema muito sério? tranquilos, que não serão ferroadosmuito tempo, tanto como professora, PFAL: Sim, há dez anos, houve o dentro das salas.coordenadora e, atualmente, na assassinato do nosso guarda, o senhor JVM: Como era a escola Joseadministração. Matias, que era uma pessoa muito Mamede de Aquino no principio?Jornal Voz do Mamede: Quando a conhecida no bairro e na escola e PFAL: Antigamente a escola era bemescola José Mamede Aquino foi inclusive foi assassinado por ex-aluno pequena e funcionava no prédiofundada? da escola. Foi um episódio muito triste onde hoje é a Creche Bem-te-vi.Professora Fátima Aparecida Leal: A que marcou a historia da JVM: É verdade que a Escola Joséescola José Mamede de Aquino foi comunidade. Mamede era anexa com a Escolafundada em setembro de 1984. JVM: Ficamos sabendo que na escola Clarinda Mendes de Aquino? JVM: Quem foi José Mamede de problemas com abelha, quando e PFAL: A José Mamede, em 2000, tinhaAquino? como ocorreu? tantos alunos que não cabiam naPFAL: José Mamede de Aquino era PFAL: O problema das abelhas escola, nessa época a diretora Márciaengenheiro e plantou todas as árvores aconteceu porque nossa escola é Miriam Machado, junto com Luisda Praça Ari Coelho, toda a doce (risos). A Escola José Mamede Carlos, resolveram fazer um anexoornamentação da praça foi um de Aquino tem um problema com a escola Clarinda.projeto dele. A família Mamede de estrutural, as paredes finas feitas deAquino é uma família muito blocos de concreto pré-moldados. Professora Fátima, nós do JVMconhecida em Campo Grande, Houve uma reforma em 1994 e depois agradecemos sua atenção e ainclusive hoje a muitas pessoas da dessa reforma a escola ficou com dedicação com que vem atuandofamília dele, como a Professora duas paredes uma do lado da outra, em nossa escola. Que esse trabalhoClarinda Mendes de Aquino – que no meio dessas paredes as abelhas continue, crença e torne nossa escolateve uma escola homenageada com resolveram fazer seu ninho e ali elas cada vez melhor. Acontece no MamedeNossa equipe de entrevistadores trabalho que ela faz. Feedback Mamede 2010ganhou mais um desafio, procurar Jornal Voz do Mamede: Há quantouma idéia diferente e criativa dentro tempo a senhora trabalha com Passeio no Museu das Culturas Domda nossa escola. Não foi fácil crianças especiais? Boscoescolher, mas entre muitas, o trabalho Professora Maria da Glória: Há 15da professora Maria da Glória anos, é um trabalho muito especial. Estudar não é só ficar na sala de aula(chamada carinhosamente por todos JVM: É um trabalho diferente? Por copiando conteúdo da lousa oude professora Glórinha) chama quê? assistindo a filmes dentro da sala deatenção de quem vem visitar nossa PMG: Sim, porque temos que envolver tecnologia. Aprender é ir a campo,escola. o aluno tal forma que as atividades pesquisar, especular, tomar nota, estimulem não só seu lado cognitivo, desvendar... A grande idéia mas também o social, físico e mental. É por isso que os alunos do 1º ano doPor Cassiana Correa, Eduardo JVM: O que é o Projeto Horta? Ensino Médio, nas aulas da professoraDourado, Lidiane e Mirian Bruna. PMG: É um projeto com dinâmicas Diclá Gueiros (Biologia e Química),3º ano A diferenciadas, onde os alunos saíram da sala de aula, ou melhor, aprendem teoria e prática sobre o saíram de dentro da escola e foram àA entrevista com a professora Glória cultivo de hortaliças, limpeza e busca do conhecimento e visitaram ofoi muito importante para nossa cuidados coma terra. Museu das Culturas Dom Bosco.equipe e interessante, pois a Classe JVM: Por que é importante esse tipo A visitação ao museu aconteceu noEspecial e a Sala de Recursos tem um de atividade com alunos especiais? dia 10 de setembro, os alunospapel fundamental de apoio e PMG: Devido à necessidade de estavam preparados e orientadosdesenvolvimento dentro da escola e aquisição de conhecimento prático e sobre seu dia de pesquisador e foramuma recompensa formidável. A cultural, ou seja, no Projeto Horta, o “armados” (no bom sentido) comprofessora Maria da Glória (professora aluno aprende a importância dos máquinas fotográficas, filmadoras eregente da classe) trabalha com alimentos, de uma alimentação celulares, todo a material necessáriovários projetos, Brincadeiras, Higiene, variada e rica e, o que eles aprendem para registrar todas as informaçõesDatas Comemorativas e, em especial, aqui, podem levar para casa deles, sócio-culturais oferecidas pelo museu.o Projeto Horta. melhorando assim a qualidade de “Foi uma aula diferente e inovadora,Ela montou na escola Mamede uma vida. estudo aqui desde o prézinho, e é ahorta com legumes e verduras e a JVM: O projeto horta já obtém primeira vez que temos uma aularecompensa vem não só os alimentos resultados? assim.” - diz a aluna Iara, do 1º ano Acolhidos que não um sabor especial a PMG: Sim, vejo os alunos comentando matutino.nossa merenda, mas também com o e relembrando cada momento Após a pesquisa de campo, os alunosconhecimento que as crianças aprendido, o que foi novo ou montaram vídeos sobre o passeio,adquirem. diferente. com a orientação da professoraEu, Cassiana Correa e meus colegas JVM: Esse trabalho é gratificante? Diana Pilatti (STE). Os vídeosde grupo, entrevistamos a professora PMG: Muito gratificante, podemos produzidos formam postados noGlória, juntamente com seus alunos, e perceber que os alunos estão super BlogMede (eejma.blogspost.com).percebemos como é gratificante o envolvidos no projeto.

×