No Tempo Dos Dinossaurios 1

722 visualizações

Publicada em

trabalho sobre as pegadas de dinossaurios na jazida da serra da arrabida - portugal

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
722
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

No Tempo Dos Dinossaurios 1

  1. 1. Trabalho elaborado por: João Faustino,nº12 Mariana Serra,nº15 Ricardo Silva,nº21
  2. 2. Nome da escola: E.B 2, 3 Alcanede; Disciplina: Área de projecto; Tema e sub tema: Parque Natural da Serra da Arrábida; Autores: João Faustino nº12; Mariana Serra nº15; Ricardo Silva nº21; Turma: 8ºA; Local: Alcanede.
  3. 3. Nós com este trabalho pretendemos aprofundar os nossos conhecimentos de cultura geral acerca de alguns parques naturais de Portugal Continental e apresentar à turma.
  4. 4.   Vertente: Sul da Serra da Arrábida Cidade mais próxima: Setúbal Área: 10 800 hectares Gestão: Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade
  5. 5. Nesta área protegida persiste vegetação natural de grande importância conservacionista, não só do ponto de vista nacional como internacional. As estruturas vegetais de laurissilva e nas arribas marítimas junto do Cabo Espichel também caracterizam a área.
  6. 6. Estão registadas no Parque Natural da Arrábida um número considerável de espécies, num total de 213. Entre os mamíferos destacam-se a raposa, a doninha, o texugo e a provável ocorrência de gato-bravo e a fuínha. Entre as aves destacam-se a águia de Bonelli com um único casal a nidificar na costa portuguesa,
  7. 7. Nos anfíbios e répteis, a lagartixa, a cobra-de-pernas-pentadáctila, a cobra-de-escada, a cobra-rateira, a víbora-cornuda e a cobra-de-ferradura. Os recursos aquáticos proporcionam abrigo ao cágado e a cobras-de-água.
  8. 8. O Parque apresenta fundos diversificados, rochosos e arenosos, com profundidades até aos 100 metros. Com zonas abrigada. A elevada diversidade animal pode ser facilmente observada junto às rochas, onde são frequentes as anémonas, as estrelas-do-mar e crustáceos.
  9. 9. A variabilidade de peixes é também surpreendente, com espécies menos conhecidas, por não serem alvo de pesca. A flora subaquática tem também características de assinalável importância ecológica. O Parque Marinho inclui uma área de Protecção Total com 4 km onde não é permitida qualquer pesca sem licença.
  10. 10. De especial importância, a existência de alguns afloramentos rochosos, que geram uma abundância de grutas . De referir a existência da conhecida brecha da Arrábida, uma rocha de origem sedimentar formada de fragmentos grandes e angulosos, em meio de uma massa de cimentação composta de material mais fino.
  11. 11. Os primeiros dinossauros foram descobertos em finais do século XVIII. Estes fascinantes animais surgiram no período Triássico, há 230 milhões de anos, mas ao que tudo indica extinguiram-se devido à colisão de um enorme meteorito com o planeta terra.
  12. 12. No entanto, a aventura na terra destes fascinantes animais não acabou totalmente, pois os seus descendentes directos continuam por cá em grande número e variedade: as aves! Portugal, a nível Europeu, é um dos países mais ricos em vestígios de dinossauros, especialmente do período Jurássico, tendo sido encontrados até agora mais de 20 géneros diferentes de dinossauros.
  13. 13. O curso de pegadas situa-se junto a um precipício. Olhando com atenção percebe-se claramente que o caminho definido por estes animais vem da zona onde hoje é o mar. E diz-se hoje, porque há cerca de 70 milhões de anos não existia o oceano.
  14. 14. O terreno, quase na vertical, est á assim não porque os dinossauros fossem equilibristas. Resulta da evolu ç ão geol ó gica que fez mover as placas calc á rias.
  15. 15. Nós concluímos que este tema é muito interessante e contribui para o nosso conhecimento acerca da sua localização, da sua fauna e da sua flora
  16. 16. Diz-se que, há muitos séculos atrás, vinha Nossa Senhora da Mua montada no seu burro e que se deparou com a falésia. Corajoso, o animal, conseguiu subir toda aquela escarpa, ficando o seu rasto cravado na pedra. A lenda correu como o vento e ali mesmo junto ao cabo foi construído um templo, cujos azulejos contam precisamente esse acontecimento. Só que as pegadas, no fim de contas não eram de burro, mas sim de dinossauro.

×