LEI Nº 11.738, DE
16 DE JULHO DE 2008.
Regulamenta a alínea “e”
do inciso III do caput do art.
60 do Ato das
Disposições C...
Ao postar informações manipuladas,
nas redes sociais, sobre a remuneração
do professor Joel Almeida, dirigente do
SINTESE,...
A VERDADE DOS FATOS SOBRE A REMUNERAÇÃO DO PROFESSOR JOEL ALMEIDA
A SEED fez espalhar nas redes sociais informações sobre ...
PROFESSOR JOEL ALMEIDA POSSUI DOIS VÍNCULOS PÚBLICOS COM O ESTADO DE SERGIPE, APROVADO EM CONCURSO PÚBLICO.
Contra cheque ...
PROFESSOR JOEL ALMEIDA POSSUI DOIS VÍNCULOS PÚBLICOS COM O ESTADO DE SERGIPÉ, APROVADO EM CONCURSO.
Contra cheque – 2º Vín...
Jornalista Elton Coelho, assessor de imprensa da SEED, postou informação
manipulada sobre a remuneração da professora Cláu...
Piso Salarial do nível médio em 2015
R$ 1.917,78
Vencimento nível superior em início de carreira
em 2015
R$ 1.943,53
Difer...
COMPARAÇÃO ENTRE AS REMUNERAÇÕES DO PROFESSOR DE NÍVEL MÉDIO COM OS PROFESSORES DE NÍVEL SUPERIOR
DA REDE PÚBLICA ESTADUAL...
www.analucia-se.com.br
Ana Lúcia defende magistério público de ataques da SEED
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ana Lúcia defende magistério público de ataques da SEED

284 visualizações

Publicada em

No primeiro dia da greve dos educadores da rede estadual de Sergipe, a deputada estadual Ana Lúcia (PT) usou a tribuna para apresentar uma profunda avaliação da qualidade da educação da rede estadual e a situação dos professores e professoras da rede. Militantes do SINTESE lotaram as galerias da Assembleia Legislativa de Sergipe para acompanhar o pronunciamento.

Um dos aspectos abordados por Ana Lúcia foi a tentativa do Secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho, de vender para a sociedade uma solução “milagrosa” para a educação: entregar a rede estadual para os municípios. Jorge Carvalho vem propondo publicamente transferir a matrícula de 167 mil alunos da rede estadual - sendo mais de 100 mil do ensino fundamental - para as redes municipais que tiverem interesse. Em contrapartida para os municípios, ele promete repassar 14% do ICMS para esta política de municipalização do Ensino Fundamental. A meta é transferir 40% da matrícula da rede estadual para as redes municipais até o final do governo Jackson.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
284
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ana Lúcia defende magistério público de ataques da SEED

  1. 1. LEI Nº 11.738, DE 16 DE JULHO DE 2008. Regulamenta a alínea “e” do inciso III do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. Art. 2o O piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica será de R$ 950,00 (novecentos e cinquenta reais) mensais, para a formação em nível médio, na modalidade Normal, prevista no art. 62 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. § 2o Por profissionais do magistério público da educação básica entendem-se aqueles que desempenham as atividades de docência ou as de suporte pedagógico à docência, isto é, direção ou administração, planejamento, inspeção, supervisão, orientação e coordenação educacionais, exercidas no âmbito das unidades escolares de educação básica, em suas diversas etapas e modalidades, com a formação mínima determinada pela legislação federal de diretrizes e bases da educação nacional.
  2. 2. Ao postar informações manipuladas, nas redes sociais, sobre a remuneração do professor Joel Almeida, dirigente do SINTESE, o Secretário de Estado da Educação o Sr. Jorge Carvalho extrapolou todos os limites éticos e morais de um gestor público?
  3. 3. A VERDADE DOS FATOS SOBRE A REMUNERAÇÃO DO PROFESSOR JOEL ALMEIDA A SEED fez espalhar nas redes sociais informações sobre minha remuneração no mês de abril , sem nenhuma contextualização , com o único objetivo de fragilizar a luta dos professores de Sergipe por ver efetivado o direito de ter a revisão do piso salarial de 13,01 % para todos na carreira . Sobre esse ponto queria fazer os seguintes esclarecimentos : 1- Eu tenho dois vínculos com o estado . Todos dois por concurso público . O primeiro vínculo é de 1990 , este ano farei 25 anos . O meu segundo vínculo é de 1998, este ano farei 17 anos . Todos são sabedores que como professor tenho direito a ter até dois vínculos públicos . Os meus dois são do mesmo ente federativo , O Estado de Sergipe. 2- A minha remuneração líquida no vínculo mais antigo somou R$ 2. 984,03 , no mês de março de 2015 . Já no segundo vínculo nesse mesmo mês e ano , somou R$. 2.558, 07 . Essa é a minha remuneração mensal. 3 - No mês de abril de 2015 , a minha remuneração líquida sempre aumenta , é o mês do meu aniversário e como todos sabem , o Estado faz o pagamento proporcional do Décimo Terceiro salário no mês do aniversário , no meu caso recebi 1/3 do décimo , nos dois vínculos. 4- Este ano o Estado atrasou o pagamento do meu 1/3 de férias , estranhamente o valor referente a 1/3 de férias saiu exatamente no mesmo mês do décimo terceiro, abril, como os meus dois vínculos são na mesma escola , o pagamento das duas férias saiu no mesmo mês .A junção do pagamento proporcional do décimo terceiro com o pagamento das férias fez elevar minha remuneração bruta e líquida de forma atípica. 5- como forma de que a verdade sempre prevaleça , e com a máxima transparência possível, estou anexando os meus contra cheques de março , dos dois vínculos , bem como os de abril. No mais deixar claro que quem pensar que com essa política de criminalizar os professores e lideranças sindicais vão desorganizar a base ou ganhar opinião pública para facilitar seus interesses vis , vão saber que a luta está apenas começando , e aqueles , que com essas tentativas sórdidas de fragilizar o Sintese e sua base a parti do ódio e da arrogância
  4. 4. PROFESSOR JOEL ALMEIDA POSSUI DOIS VÍNCULOS PÚBLICOS COM O ESTADO DE SERGIPE, APROVADO EM CONCURSO PÚBLICO. Contra cheque – 2º Vínculo – Abril 2015Contra cheque – 1º Vínculo – Abril 2015 No mês de abril de 2015 a SEED pagou ao professor Joel férias e 13º salário
  5. 5. PROFESSOR JOEL ALMEIDA POSSUI DOIS VÍNCULOS PÚBLICOS COM O ESTADO DE SERGIPÉ, APROVADO EM CONCURSO. Contra cheque – 2º Vínculo – Março 2015Contra cheque – 1º Vínculo – Março 2015
  6. 6. Jornalista Elton Coelho, assessor de imprensa da SEED, postou informação manipulada sobre a remuneração da professora Cláudia Oliveira sem informar que a mesma possui por concurso público dois vínculos públicos no Estado de Sergipe. Remuneração do Jornalista Elton Coelho de R$ 7.206,52 + o pagamento de retroativos no valor de R$ 11.530,43. No mês de abril totalizou R$ 18.736,95
  7. 7. Piso Salarial do nível médio em 2015 R$ 1.917,78 Vencimento nível superior em início de carreira em 2015 R$ 1.943,53 Diferença R$ 25,75 1,32% ENTENDA COMO FUNCIONA A POLÍTICA DE DESVALORIZAÇÃO E DESESTÍMULO A FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DE SERGIPE.  Até 2009, por ocasião da aprovação da Lei Complementar nº 163, a diferença entre o vencimento dos professores de nível médio e os de nível superior era de 76,76%, conforme estabelecia o PCRM nº 16/2001;  Até dezembro de 2011, por ocasião da Lei Complementar nº 213, a diferença entre o vencimento dos professores de nível médio e os de nível superior era de 40%.
  8. 8. COMPARAÇÃO ENTRE AS REMUNERAÇÕES DO PROFESSOR DE NÍVEL MÉDIO COM OS PROFESSORES DE NÍVEL SUPERIOR DA REDE PÚBLICA ESTADUAL DE ENSINO DE SERGIPE Nível Médio Classe G Vencimento R$ 1.917,78 Regência de Classe R$ 767,12 Triênios R$ 575,33 Remuneração R$ 3.260,23 Nível superior classe A (0 a 3 anos) Vencimento R$ 1.943,53 Regência de Classe R$ 777,41 Triênios Remuneração R$ 2.720,94 Nível superior classe B (3,1 a 6 anos) Vencimento R$ 1.962,97 Regência de Classe R$ 785,19 Triênios R$ 98,15 Remuneração R$ 2.846,31 Nível superior classe C (6,1 a 9 anos) Vencimento R$ 1.982,60 Regência de Classe R$ 793,04 Triênios R$ 198,26 Remuneração R$ 2.973,90 Nível superior classe D (9,1 a 12 anos) Vencimento R$ 2.002,43 Regência de Classe R$ 800,97 Triênios R$ 300,36 Remuneração R$ 3.103,76 Nível superior classe E (12,1 a 15 anos) Vencimento R$ 2.042,67 Regência de Classe R$ 817,07 Triênios R$ 408,53 Remuneração R$ 3.268,27 Diferença em R$ Diferença em % -R$ 413,92 -12,70% Diferença em R$ Diferença em % -R$ 539,29 -16,54% Diferença em R$ Diferença em % -R$ 286,33 -8,78% Diferença em R$ Diferença em % -R$ 156,47 -4,80% Diferença em R$ Diferença em % R$ 8,04 0,25% Em atividade existem apenas 38 professores no quadro do magistério estadual
  9. 9. www.analucia-se.com.br

×