D. Manuel I - dia do Agrupamento

5.379 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.379
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.944
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

D. Manuel I - dia do Agrupamento

  1. 1. D. Manuel I D. Manuel I° nasceu em Alcochete a 31 de Maio de 1469 e morreu em Lisboa a 13 de Dezembro de 1521 . Reinou mais de vinte e cinco anos . Filho do príncipe Fernando de Portugal , duque de Viseu, e de Beatriz de Aveiro , princesa de Portugal, D. Manuel I foi cognominado de O Venturoso, O Bem-Aventurado ou O Afortunado. De facto, vários eventos felizes ocorreram durante o seu reinado, a começar pela descoberta do caminho marítimo para a Índia em 1498 por Vasco da Gama e pela descoberta do Brasil por Pedro Álvares Cabral em 1500.
  2. 2. <ul><li>D. Manuel apoiou não apenas os descobrimentos portugueses como também o desenvolvimento dos monopólios comerciais , o que contribuiu para a constituição do Império português que tornou Portugal num dos países mais ricos e poderosos do mundo . </li></ul>Vasco da Gama Pedro Álvares Cabral Descobrimentos
  3. 3. Carta de Foral Diz-se foral ou carta de foral , o diploma concedido pelo rei, ou por um senhorio laico ou eclesiástico, a determinada terra, contendo normas que disciplinam as relações dos seus povoadores ou habitantes entre si e destes com a entidade outorgante .&quot; Serrão, Joel, in &quot;Dicionário de História de Portugal&quot; Vol III, Porto 1979 ANO de 1514 - Concessão do FORAL  por D. MANUEL I. ANO de 1855 - Extinção do Concelho de Pernes.
  4. 4. <ul><li>Graças à riqueza obtida pelo comércio ligado às Descobertas, D. Manuel I° foi à origem do estilo manuelino. Reinando quase em rei absoluto e muito católico, mandou construir numerosas igrejas , mosteiros e edifícios reais monumentais e riquíssimos. </li></ul>Monumentos de estilo Manuelino
  5. 5. Mosteiro dos Jerónimos Encomendado pelo rei D. Manuel I , pouco depois de Vasco da Gama ter regressado da sua viagem à Índia, foi financiado em grande parte pelos lucros do comércio de especiarias. Escolhido o local, junto ao rio, em Santa Maria de Belém, em 1502 é iniciada a obra com vários arquitectos e construtores, entre eles Diogo Boitaca (plano inicial e parte da execução) e João de Castilho. A jóia do estilo Manuelino
  6. 7. Mosteiro de Santa Maria da Vitória (Mosteiro da Batalha) Capitel com a Cruz de Cristo Esfera armilar
  7. 8. Janela da Sala do Capítulo do Convento de Cristo em Tomar
  8. 9. Janela Manuelina no Palácio Nacional de Sintra
  9. 10. Torre de Belém A Torre de Belém é um dos monumentos mais expressivos da cidade de Lisboa. Localiza-se na margem direita do rio Tejo, onde existiu outrora a praia de Belém. Inicialmente cercada pelas águas em todo o seu perímetro, progressivamente foi envolvida pela praia, até se incorporar hoje à terra firme. Classificada como Património Mundial pela UNESCO , em 7 de Julho de 2007 foi eleita como uma das Sete maravilhas de Portugal .
  10. 11. Moinho Manuelino da Ribeira de Pernes Moinho Manuelino de Pernes, situa-se na Ribeira do mesmo nome, junto ao Rio Alviela, fazendo parte de um conjunto de moinhos hidráulicos e azenhas do séc. XII. Foi, mais tarde, utilizado como habitação de recreio do Conde de Abrantes, para cujo efeito foi adaptado o piso superior. Essa utilização fica bem patente nas três janelas do andar nobre, com molduras Manuelino-Mudéjares de verga recortada, maineladas .
  11. 12. Jogos tradicionais

×