Projeto de Educação para aSexualidade e Afetos (PESA)  Escola Secundária com 3º Ciclo Arquitecto Oliveira Ferreira  12 de ...
PESA•   Objetivos:          • Refletir sobre a prática no âmbito da educação para a sexualidade.          • Apresentar o m...
PESA• Retrospetiva Histórica:• Década de 70 – reforma Veiga Simão, 1ª comissão  inter-ministerial sobre “sexualidade e edu...
PESA– Tema de debate público:   • 1998- plano interministerial de ação em educação     e planeamento familiar   • 1999- le...
PESA•   2005- 2007- organização obrigatória de um programa de educação para a saúde com quatroáreas - Alimentação e Activi...
PESA                    • Lei 60/2009:• Obrigatoriedade da existência de programas regulares  de educação sexual em todos ...
PESA       In: therabbitway.com                              7
PESAQuestionário13. Diversos temas podem ser abordados num programa de Educação   Sexual. Dos temas a seguir apresentados,...
PESA• “ O Ministério da Educação considera que a vertente da  sexualidade não pode circunscrever-se a um conjunto  de cont...
PESA – por base DIP 3Objetivo:      que os jovens adquiram uma visão da sexualidade  em todas as suas componentes:        ...
PESA• 26.3% (3ºciclo e secundário num total de 1519  alunos)iniciaram atividade sexual – 15anos• Destes 65% - iniciaram at...
PESAComponente: BiológicaComponente: Psico-afetivaComponente: Construção de um projeto de Vida                            ...
Componente BiológicaObjetivos:•    Conhecer a anatomia do aparelho reprodutor feminino e     masculino•    Compreender a f...
Componente BiológicaCompetências a desenvolver:• Respeito e valorização do seu sexo e do seu corpo;• Respeito e valorizaçã...
Componente Biológica• Anatomia e fisiologia                Estratégias (exemplo)  do aparelho reprodutor               Sli...
16
Componente Biológica• Fecundação                 Estratégias• Desenvolvimento  embrionário                Questão frequent...
Componente Psico-afectivaObjetivos:• Distinguir os vários tipos de emoções (paixão e raiva) e  de sentimentos (amor e ódio...
Componente Psico-afetivaCompetências a desenvolver:• Integração da componente psicológica e afetiva no  desenvolvimento do...
Componente: construção de um projeto de vida             (Capacidade de ser pai e de ser mãe)Objetivos:• Compreender que a...
Componente: construção de um projeto de vidaCompetências a desenvolver:•   Respeitar-se a si próprio (autonomia nas decisõ...
Componente: construção de um projeto de vida• Definição do projeto da          Estratégias  vivência da sexualidade que  c...
Componente: construção de um projecto de vida          A vida diária de um bebé                                           ...
Componente: construção de um projecto de vida O não Sem Razão      Respeitar a palavra não                                ...
Componente: construção de um projecto de vida • As      escolhas  e     a        Estratégias   responsabilidade inerente  ...
O contributo da minha disciplina…•   Filosofia•   Português•   Matemática•   História•   Biologia•   Geografia•   Educação...
27
PropostaPESA bem…            28
Proposta               PESA bem…•   As tuas ideias…•   Os teus interesses…•   Os que são importantes para ti…•   O que val...
Bibliografia•   Ribeiro.Tomé. “Educação da sexualidade na escola : um treino de    competências” Braga.2006•   Dias. Alda ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto%20de%20 educação%20para%20a%20sexualidade%20e%20afetos%20apresentação[1]

692 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
692
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
260
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto%20de%20 educação%20para%20a%20sexualidade%20e%20afetos%20apresentação[1]

  1. 1. Projeto de Educação para aSexualidade e Afetos (PESA) Escola Secundária com 3º Ciclo Arquitecto Oliveira Ferreira 12 de Abril de 2012 UCC Arcozelo-Gaia Sandra Almeida (enfermeira) 1
  2. 2. PESA• Objetivos: • Refletir sobre a prática no âmbito da educação para a sexualidade. • Apresentar o modelo de desenvolvimento integral da pessoa em 3 dimensões – DIP 3. • Sugerir estratégias de abordagem do assunto com os alunos 2
  3. 3. PESA• Retrospetiva Histórica:• Década de 70 – reforma Veiga Simão, 1ª comissão inter-ministerial sobre “sexualidade e educação”;• Década de 80 – os programas de ensino oficial passam a englobar o tema da sexualidade “programa de promoção e educação para a saúde”;• Década de 90 – Orientações técnicas para a educação sexual nas escolas – APF; 3
  4. 4. PESA– Tema de debate público: • 1998- plano interministerial de ação em educação e planeamento familiar • 1999- lei 120/99 • 2000 – regulamentada a lei 120/99 (DL 259/2000) » “educação sexual em meio escolar - linhas orientadoras” 4
  5. 5. PESA• 2005- 2007- organização obrigatória de um programa de educação para a saúde com quatroáreas - Alimentação e Actividade Física, Consumo de Substâncias Psicoativas (droga e álcool), Sexualidade/ISTNIH-SIDA e Violência em Meio Escolar;- organização de gabinetes de saúde como estruturas dinamizadorasdestes projectos de educação para a saúde;- designação obrigatória de um professor coordenador com uma redução dotempo letivo, a fim de poder exercer estas funções;- celebração de um protocolo entre os Ministérios da Saúde e da Educação, oqual deveria impulsionar, pelo seu lado, o estabelecimento de parcerias entre asescolas e os centros de saúde. 5
  6. 6. PESA • Lei 60/2009:• Obrigatoriedade da existência de programas regulares de educação sexual em todos os ciclos de ensino: 1º e 2º ciclo – 6 horas 3ºciclo e secundário - 12horas 6
  7. 7. PESA In: therabbitway.com 7
  8. 8. PESAQuestionário13. Diversos temas podem ser abordados num programa de Educação Sexual. Dos temas a seguir apresentados, selecione os que, em sua opinião, devem ser incluídos num programa de Educação Sexual para o 3º ciclo do Ensino Básico e do Secundário.• Conceito (s) de sexualidade. 84%• Doenças Sexualmente Transmissíveis. 89%• Contraceção e Planeamento Familiar. 89%• Aspetos morais da sexualidade 74%• Gravidez na adolescência 84%• Relações interpessoais e afetivo-emocionais (amizade, namoro…) 95% 8
  9. 9. PESA• “ O Ministério da Educação considera que a vertente da sexualidade não pode circunscrever-se a um conjunto de conteúdos integrados numa ou mais disciplinas, mas sim uma dimensão interdisciplinar, plenamente integrada na organização e na vida de escola. Simultaneamente a escola não pode assumir sozinha um processo de construção de um sistema de valores e condutas neste domínio, devendo haver também uma co-responsabilização da família, dos técnicos de saúde e de toda a comunidade em geral” (Relatório da comissão interministerial para a elaboração de um plano de ação em educação sexual e planeamento familiar) 9
  10. 10. PESA – por base DIP 3Objetivo: que os jovens adquiram uma visão da sexualidade em todas as suas componentes: Biológica Emocional Afetiva Social Espiritual e adquiram competências para a vivência adulta da sexualidade 10
  11. 11. PESA• 26.3% (3ºciclo e secundário num total de 1519 alunos)iniciaram atividade sexual – 15anos• Destes 65% - iniciaram atividade sexual ocasional (Estudo dos adolescentes em meio escolar sobre comportamentos e conceitos de sexualidade. Teresa Tomé Ribeiro) Programa de treino de competências individuais DIP 3 11
  12. 12. PESAComponente: BiológicaComponente: Psico-afetivaComponente: Construção de um projeto de Vida 12
  13. 13. Componente BiológicaObjetivos:• Conhecer a anatomia do aparelho reprodutor feminino e masculino• Compreender a fisiologia do aparelho reprodutor feminino e masculino• Identificar as mudanças biológicas que ocorrem nos rapazes e nas raparigas no período da adolescência• Identificar as diferenças fisiológicas entre sexos• Compreender as mudanças corporais que ocorrem durante a gravidez• Conhecer o desenvolvimento embrionário/ fetal• Perceber o parto e as várias fases que o compõem. 13
  14. 14. Componente BiológicaCompetências a desenvolver:• Respeito e valorização do seu sexo e do seu corpo;• Respeito e valorização do sexo oposto e do corpo do outro;• Respeito e valorização da capacidade de ser pai e de ser mãe;• Respeito e valorização da vida humana. 14
  15. 15. Componente Biológica• Anatomia e fisiologia Estratégias (exemplo) do aparelho reprodutor Slide simultâneo do aparelho masculino e feminino; reprodutor masculino e feminino• Fertilidade masculina – (analogias) hormona sexual dominante Filme (testosterona)• Fertilidade feminina – Atividade: “um corpo diferente, Hormonas sexuais femininas necessidades diferentes” (estrogénio e progesterona) Preenchimento do texto• Ritmo hormonal masculino• Fases do ciclo menstrual 15
  16. 16. 16
  17. 17. Componente Biológica• Fecundação Estratégias• Desenvolvimento embrionário Questão frequente no GIAA• Parto - Gémeos?• Ciclo menstrual feminino• Conhecimento do Atividade: “um corpo diferente, espermatozóide e do necessidades diferentes” óvulo• Aspectos particulares relacionados com a fertilidade 17
  18. 18. Componente Psico-afectivaObjetivos:• Distinguir os vários tipos de emoções (paixão e raiva) e de sentimentos (amor e ódio)• Aprender a gerir as emoções• Aprender a construir os sentimentos• Fomentar capacidades de auto-estima e auto-controlo• Sensibilizar para uma futura construção duma relação de paridade. 18
  19. 19. Componente Psico-afetivaCompetências a desenvolver:• Integração da componente psicológica e afetiva no desenvolvimento do adolescente;• Construção da identidade pessoal;• Estruturação das relações interpessoais;• Construção dum conceito de paridade. 19
  20. 20. Componente: construção de um projeto de vida (Capacidade de ser pai e de ser mãe)Objetivos:• Compreender que a sexualidade integra a identidade da pessoa;• Compreender que a sexualidade não está reduzida ao acto sexual e à manifestação de afectos;• Desenvolver competências que lhes permitam uma decisão consciente e livre de pressões;• Valorizar as várias etapas na escolha do parceiro e a repercussão numa relação conjugal duradoura e estável;• Perceber que a sexualidade ao longo da vida é vivida de forma diferente;• Compreender as implicações inerentes às escolhas. 20
  21. 21. Componente: construção de um projeto de vidaCompetências a desenvolver:• Respeitar-se a si próprio (autonomia nas decisões);• Respeitar o outro (honestidade para com o par);• Compromisso face ao projeto de vida;• Responsabilidade;• Capacidade de tomar decisões assertivas. 21
  22. 22. Componente: construção de um projeto de vida• Definição do projeto da Estratégias vivência da sexualidade que cada um tem para si e quais as razões e os valores em que se “A Vida diária de um bebé” assenta. Entrevista aos familiares• Análise dos projetos de vida das pessoas de referência “Auto retrato” (pais, tios, avós). “O valor da Família”• Perceção das dificuldades que existem em ser fiel ao projeto de vida e quais as Análise de músicas… consequências a desenvolver para o conseguir. 22
  23. 23. Componente: construção de um projecto de vida A vida diária de um bebé 23
  24. 24. Componente: construção de um projecto de vida O não Sem Razão Respeitar a palavra não cristianoweb.net Nunca significa sim…Talvez… 24
  25. 25. Componente: construção de um projecto de vida • As escolhas e a Estratégias responsabilidade inerente aos métodos de regulação “Em sexo nada se anula, tudo se de fertilidade (métodos soma.” compartilhados, métodos individuais) “ O momento Certo” • As doenças de transmissão sexual (etiologia, Manuseio de alguns métodos prevalência e tratamento) contracetivos 25
  26. 26. O contributo da minha disciplina…• Filosofia• Português• Matemática• História• Biologia• Geografia• Educação Moral e religião católica• Inglês• Educação Física• Francês 26
  27. 27. 27
  28. 28. PropostaPESA bem… 28
  29. 29. Proposta PESA bem…• As tuas ideias…• Os teus interesses…• Os que são importantes para ti…• O que valem as pessoas…• O que te faz feliz… Sandra Almeida sandraa@csarcozelo.min-saude.pt 925099683 29
  30. 30. Bibliografia• Ribeiro.Tomé. “Educação da sexualidade na escola : um treino de competências” Braga.2006• Dias. Alda (et al). “Educação da sexualidade o dia a dia da pratica educativa. Braga. 2002• Diário da República, 1.ª série — N.º 151 — 6 de Agosto de 2009, Lei n.º 60/2009 de 6 de Agosto• Lei n.º 3/84 (24 de Março 1984)• Diário da República, 1.ª série — N.º 69 — 9 de Abril de 2010, Portaria n.º 196-A/2010 de 9 de Abril 30

×