Circular nº 033 À Ordem DeMolay brasileira

920 visualizações

Publicada em

Circular emitida à Ordem DeMolay brasileira, esclarecendo informações relativas aos trâmites para fundação e funcionamento do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Não sei se é intecional mas estes dados estão expostos pra qualquer um, aconselho usar sistemas operacionais nas nuvens tais como EyeOS que são sistemas operacionais Online e divulgar seus artigos para todos os membros da ordem é só um conselho de um profissional em segurança da informação. Creio que você não quer que qualquer pessoa leia estes artigos. É só uma medida de segurança. Por mais que pareçam dados inofensivos.

    Espero não ofender ninguem.
    XXXXX XXXXXX

    Conhecimento é Tudo
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
920
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Circular nº 033 À Ordem DeMolay brasileira

  1. 1. Circular n.º033 / 2009–2011 / SCODRFB Brasília-DF, 24 de dezembro de 2010.Circular n.º033 / 2009-2011 / SCODRFB Brasília-DF, 24 de dezembro de 2010. A ORDEM DEMOLAY BRASILEIRAAos Grandes Conselhos Estaduais e Capítulos DeMolay do Brasil, Estimados Irmãos e Sobrinhos da Ordem DeMolay brasileira: Como membros e dirigentes do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para aRepública Federativa do Brasil – SCODRFB -, estamos preocupados com o desenvolvimentoda Ordem, sob nossa tutela, bem como com os grandiosos projetos em execução, porquantonão nos sobra tempo para respostas a documentos que abordam tópicos que sempreenvergonham a nação DeMolay Brasileira. Contudo, somos obrigados a enfatizar algunsesclarecimentos, tudo em função de distorções dos fatos, além de outras perturbadoras ações. A verdade dos fatos: A Administração do antigo Supremo Conselho (SCODB) deixou-se envolver emescândalos financeiros e conflitos políticos Maçônicos dos quais a DeMolay Internacional - DIpossui um largo dossiê arquivado em sua sede. Destacamos que a comunidade DeMolay eMaçônica brasileira, à época, clamavam por providências, exigindo dessas lideranças, nomínimo, esclarecimentos. Leiam, logo abaixo, uma parte da carta enviada pelo Irmão Greg Kimberling aoSCODRFB, traduzida: At the Annual Session in Buffalo (2003) we met with Alberto in a room at the hotel. Hewas accompanied by a man who was clearly Jewish and we believed was from New York. At that session Alberto was told that he was in violation of the convenant and ouragreement and we intended to end the contract. It was reviewed in great detail with JudgePatterson from Texas taking the lead roll in explaining why he was in violation of the contract.The Board of Directors during one of their meetings following the Buffalo Session voted tobreak relations with Alberto. At the Annual Session in Denver (2004) the Supreme Council voted to end theagreement and recognize the new Supreme Council. Alberto was present at the session and ina private meeting he was once again informed we were recognizing a new Supreme Council inBrasil.Further, he received a letter from Fred Welch, who was Grand Master at the time, informinghim of our decision. He was told many times in many ways and whatever information they are sending outwhich is contrary to the above facts it is inaccurate.Greg L. Kimberling. www.demolaybrasil.org “18 DE MARÇO - DIA DO DEMOLAY, LEI FEDERAL N.º 12.208/2010" TEMA ANUAL: “Diga Não ao Bullying e ao Abuso Infantil, Educar Para a Paz.” SEDE PRÓPRIA C12 - Área Especial 02, 1º Andar - sala 122. Setor Central. Edifício Conj.Nacional (Cine Lara) CEP: 72.010-901 - Taguatinga – DF Tel/FAX: (61) 3562-5746 / scodrfb@demolaybrasil.org.br
  2. 2. Circular n.º033 / 2009–2011 / SCODRFB Brasília-DF, 24 de dezembro de 2010. TRADUÇÃO: Na Sessão Anual em Buffalo em 2003, nós nos reunimos com Alberto em um quarto dehotel. Ele estava acompanhado de um homem que era claramente um Judeu e nósacreditávamos que vinha de New York. Naquela sessão foi dito a Alberto que ele estava em violação do tratado e de nossoacordo e nós pretendíamos encerrar o contrato. Isto foi revisto em grande detalhe com o JuizPatterson, do Texas, tendo o papel principal em explicar porque ele estava violando ocontrato. O Conselho Administrativo (Board), durante uma de suas reuniões após a Sessão deBuffalo, votou por romper relações com Alberto. Na Sessão Anual em 2004 em Denver, o Supremo Conselho votou por encerrar otratado e reconhecer o novo Supremo Conselho. Alberto estava presente à sessão e, em umareunião privada, ele foi mais uma vez informado que nós estávamos reconhecendo um novoSupremo Conselho no Brasil. Além disso, ele recebeu uma carta de Fred Welch, que era Grande Mestre na época,informando-o sobre nossa decisão. Foi-lhe dito muitas vezes, de muitas maneiras, e qualquer informação que eles estejamenviando que seja contrária aos fatos acima, é imprecisa.Greg L. Kimberling. Como visto acima o processo que culminou com o encerramento do contrato entre DI eSCODB durou aproximadamente três anos, e não foi rompido por uma simples carta comocitam. Infelizmente, os fatos foram escondidos por aqueles dirigentes brasileiros durante todoeste tempo. Pelo acima descrito, a DeMolay Internacional cassaria a Carta Constitutiva do SupremoConselho anterior e ofereceria aos DeMolays do Brasil a oportunidade de se filiaremdiretamente ao DeMolay Internacional. Foi quando o ilustre irmão João Alexandre Rangel deCarvalho (in memorian), então Deputado da DeMolay Internacional para o Brasil, conseguiuconvencer os membros do DI de que duas Instituições Maçônicas brasileiras teriam ascondições de moralidade, além do senso organizacional necessário, para o início de umtrabalho de reestruturação da Ordem no País e assim, dar uma última chance ao Brasil depossuir uma organização séria e respeitada. Estas organizações a que o irmão João Alexandrese referia foram a CMSB (Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil) e o SCREAA(Supremo Conselho do Grau 33 do Rito Escocês Antigo e Aceito da Maçonaria para RepúblicaFederativa do Brasil). A DeMolay Internacional formalizou então, junto à CMSB, a fundação do SupremoConselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil, fato acontecido no ano de2004 e emite a Carta Constitutiva da DeMolay International, assinada pelo Grande MestreInternacional, à época, Greg L. Kimberling. Muitos sabem que foi um processo doloroso e até desrespeitoso; na época, pessoas quehoje se colocam como vítimas usaram a internet e outros meios de comunicação para ofenderpublicamente dirigentes nacionais e internacionais da Maçonaria, e da Ordem DeMolay. Éoportuno citar que todas essas ofensas foram impressas e registradas em cartório de títulos edocumentos, ocasionando inclusive que essas pessoas passassem a ser consideradas personasnão gratas nas Obediências Maçônicas ofendidas. www.demolaybrasil.org “18 DE MARÇO - DIA DO DEMOLAY, LEI FEDERAL N.º 12.208/2010" TEMA ANUAL: “Diga Não ao Bullying e ao Abuso Infantil, Educar Para a Paz.” SEDE PRÓPRIA C12 - Área Especial 02, 1º Andar - sala 122. Setor Central. Edifício Conj.Nacional (Cine Lara) CEP: 72.010-901 - Taguatinga – DF Tel/FAX: (61) 3562-5746 / scodrfb@demolaybrasil.org.br
  3. 3. Circular n.º033 / 2009–2011 / SCODRFB Brasília-DF, 24 de dezembro de 2010. O fato é que a DeMolay Internacional durante três anos discutiu com o antigo Supremoos problemas e denúncias em que estava envolvido. Várias reuniões aconteceram até que, em2004, conforme citado anteriormente, na reunião da DeMolay Internacional nos EUA com apresença da administração do antigo Supremo, o reconhecimento do Brasil foi retirado, eaquela instituição deixou de existir para a Ordem DeMolay Internacional. Mesmo estandopresentes à sessão, os membros do antigo Supremo voltaram ao Brasil sem comentar nada doque tinha sido decidido naquela reunião e, dias após, receberam o comunicado oficial. Mesmoassim, infelizmente, continuaram fazendo Ordem DeMolay em silêncio e de forma irregular. Após a fundação e instalação do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para aRepública Federativa do Brasil, vale a pena ressaltar alguns fatos: 1. Os membros do SCODRFB conseguiram convencer o DI que os membros iniciados na Ordem não tinham culpa dos acontecimentos e que por isso deveriam inter- relacionar-se enquanto a situação se definisse, ao passo que o antigo Supremo determinou para os seus através de decreto a proibição da intervisitação e, ao que nos consta, é mantido até hoje. 2. Os membros do Grande Conselho do Mato Grosso do Sul – GCEMS -, com muito sacrifício, fundaram o DeMolay Shop e de forma brutal e truculenta sofreram do antigo Supremo uma ação judicial civil de busca e apreensão de todos os materiais e, o pior, um processo criminal contra os “irmãos” que administravam a Loja à época. Hoje depois de todas as provas oferecidas à justiça já conseguimos liberar todos os nossos materiais e inocentar nossos irmãos que foram muito humilhados com este processo. Vale ressaltar que toda esta guerra judicial foi iniciada pelos membros do antigo Supremo e não do nosso. 3. Os três últimos Grandes Mestres Nacionais de nosso Supremo tiveram oportunidades de se reunirem com dirigentes do antigo Supremo e, em todas as ocasiões, não obtiveram êxito nas negociações. No dia 08 de novembro 2009, após um “acordo de paz e harmonia” celebrado entre o Grande Mestre Nacional do SCODRFB, Carlos Eduardo Braga, e o dirigente da outra organização, propomos à Doutora Juíza do Mato Grosso do Sul um recesso no processo, enquanto chegaríamos a um denominador comum, no que para nossa surpresa o advogado da outra parte, de forma muito grotesca, em juízo, negou que pudesse haver qualquer acordo, desautorizando o recesso do processo. 4. No dia 11 de setembro de 2010, tivemos uma reunião com os mesmos dirigentes, na cidade de Belo Horizonte, onde recebemos a proposta formal de unificação. Informei que somente após o dia 04 de dezembro poderia responder oficialmente. Porém, no mês de novembro, fomos surpreendidos por um Agravo de Instrumento no STJ – Supremo Tribunal de Justiça, insurgindo-se à decisão da Ministra que não reconheceu o Recurso Especial interposto pelo requerente, com uma tentativa de desqualificar a decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul em favor da requerida (GCEMS) tutela antecipada de R$ 100.000.00 (cem mil reais). Eu não entendo a idoneidade de uma proposta de acordo quando alguns dias depois tomarmos conhecimento de manobras judiciais para nos prejudicar. É incrível, esse tipo de procedimento. Como citamos no início, nunca tivemos o interesse de divulgar essas histórias,principalmente por se tratarem de assuntos negativos, contudo, infelizmente, estamos sendoobrigados. www.demolaybrasil.org “18 DE MARÇO - DIA DO DEMOLAY, LEI FEDERAL N.º 12.208/2010" TEMA ANUAL: “Diga Não ao Bullying e ao Abuso Infantil, Educar Para a Paz.” SEDE PRÓPRIA C12 - Área Especial 02, 1º Andar - sala 122. Setor Central. Edifício Conj.Nacional (Cine Lara) CEP: 72.010-901 - Taguatinga – DF Tel/FAX: (61) 3562-5746 / scodrfb@demolaybrasil.org.br
  4. 4. Circular n.º033 / 2009–2011 / SCODRFB Brasília-DF, 24 de dezembro de 2010. Por que o SCODRFB por unanimidade não aceitou a proposta? Na verdade, o SCODRFB encaminhou a resposta em anexo no dia 10 de dezembro de2010, pelos Correios, para o antigo Supremo Conselho, informando que estamos abertos aodiálogo, porém, por razões muito sérias e grandes compromissos assumidos, não podemosaceitar a idéia de fechar nossa organização, pois desse modo todos os DeMolays brasileirosseriam considerados irregulares, à medida que não mais existiria nenhuma organização legal elegítima no Brasil. Para estes pontos precisamos destacar: 1. A Ordem DeMolay não pode ser confundida com a Maçonaria, onde existem várias Obediências que ao longo do processo vão conseguindo reconhecimentos, mesmo que não seja universal; 2. A Ordem DeMolay é uma instituição que possui fundador e registro de fundação, ou seja, a Ordem DeMolay tem propriedade, patente, etc., logo esta propriedade é da DeMolay International, Instituição que legalmente controla as ações do Supremo Conselho Internacional. Portanto, quaisquer pessoas ou instituições que trabalharem a Ordem sem autorização estão no caminho errado e deverão comprovar a situação de regularidade junto à DeMolay Internacional para o funcionamento. 3. Se o SCODRFB acatar a decisão de fechar suas portas para abrir uma nova instituição, como foi proposto, estará simplesmente contribuindo para que todos os Capítulos do Brasil caiam na irregularidade até que se filiem diretamente ao DI; é desse modo que funcionam os Betheis das Filhas de Jó, Estrela do Oriente e Arco Íris, que ao contrário do SCODRFB recolhem suas taxas em dólares para os Supremos Conselhos Internacionais. 4. Por que então fechar uma instituição que, em apenas seis anos de sua existência, foi considerada pelo DeMolay Internacional como “a melhor organização DeMolay do mundo”? E, que em tão pouco tempo com a união dos Irmãos já adquiriu sua sede própria, fora as inúmeras outras conquistas? 5. Nossos projetos são inúmeros; viajamos o Brasil inteiro para bem representar o Supremo Conselho e a Ordem, temos Capítulos afiliados nos 26 Estados da Federação e no Distrito Federal; somos convidados para trabalhar a Ordem em vários países, o que muito nos orgulha. Logo, como citamos antes, não nos sobra tempo para projetos abstratos. 6. Finalmente, devemos obediência e respeito a instituições Maçônicas que, no mínimo, do ponto de vista ético, salvaram a Ordem DeMolay brasileira, oportunizando o surgimento do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República do Brasil. Portanto, jamais iremos decepcioná-las e nada faremos sem ouvi-las. 7. Enfatizamos que recebemos do DI semanalmente e-mails de jovens brasileiros membros do antigo Supremo que entram em contato com a Ordem DeMolay nos Estados Unidos, Alemanha ou outros países para visitar Capítulos e somos incumbidos de informá-los que, infelizmente, eles são irregulares e por isso não podem visitar Capítulos no exterior e que em função da irregularidade eles não podem ser recebidos. Seria interessante que o Brasil todo ficasse nesta situação? 8. Nossas portas continuam abertas a todos os que amam a Ordem DeMolay, desde que observado nosso Estatuto, Regras e Regulamentos, Código de Ética e Disciplina, bem como outras normas já publicadas e do conhecimento de todos, inclusive do antigo Supremo. www.demolaybrasil.org “18 DE MARÇO - DIA DO DEMOLAY, LEI FEDERAL N.º 12.208/2010" TEMA ANUAL: “Diga Não ao Bullying e ao Abuso Infantil, Educar Para a Paz.” SEDE PRÓPRIA C12 - Área Especial 02, 1º Andar - sala 122. Setor Central. Edifício Conj.Nacional (Cine Lara) CEP: 72.010-901 - Taguatinga – DF Tel/FAX: (61) 3562-5746 / scodrfb@demolaybrasil.org.br
  5. 5. Circular n.º033 / 2009–2011 / SCODRFB Brasília-DF, 24 de dezembro de 2010. 9. Reafirmamos que o SCODRFB está de portas abertas para aceitar na regularidade DeMolay os membros e células que hoje estão na irregularidade a se filiarem em seus quadros conforme explica a carta aberta 021. Nós, do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil,temos um compromisso firmado não apenas com as Instituições Maçônicas queproporcionaram a reorganização administrativa da Ordem DeMolay no Brasil e com aDeMolay International que permitiu esse processo. Nosso compromisso é, principalmente,com os princípios basilares criados por Frank Sherman Land, quando, ainda em 1919,construiu a base de nossa Organização. A seriedade com que a Ordem DeMolay tem sidoadministrada desde a fundação do SCODRFB é resultado do esforço de Maçons e SenioresDeMolays, sempre imbuídos pelas Sete Virtudes Cardeais e pela defesa das liberdades civil,religiosa e intelectual e que buscam, no dia-a-dia, ser exemplos para os milhares de jovens quesão positivamente influenciados pela Ordem DeMolay. Despedimo-nos rogando ao Pai Celestial que conduza e ilumine os passos de todosaqueles que acreditam que a Ordem DeMolay pode transformar a sociedade em que estáinserida, com jovens e adultos sendo exemplos de filhos, irmãos, amigos e pais queconstruíram o próprio caráter nas fileiras de nossa Instituição. "O plantio é opcional, mas a colheita é obrigatória."Fraternalmente, CARLOS EDUARDO BRAGA FARIAS YHURY GUIMARÃES A. DE OLIVIERA GRANDE MESTRE NACIONAL GRANDE SECRETÁRIO NACIONAL www.demolaybrasil.org “18 DE MARÇO - DIA DO DEMOLAY, LEI FEDERAL N.º 12.208/2010" TEMA ANUAL: “Diga Não ao Bullying e ao Abuso Infantil, Educar Para a Paz.” SEDE PRÓPRIA C12 - Área Especial 02, 1º Andar - sala 122. Setor Central. Edifício Conj.Nacional (Cine Lara) CEP: 72.010-901 - Taguatinga – DF Tel/FAX: (61) 3562-5746 / scodrfb@demolaybrasil.org.br

×