Sociedade feudal

375 visualizações

Publicada em

Aula sobre a sociedade feudal

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
375
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sociedade feudal

  1. 1. S É C U L O X I A O S É C U L O X V Baixa Idade Média
  2. 2. Divisão Social Medieval Clero - os que oravam  Alto: bispos, assuntos administrativos, origem nobre)  Baixo: padres que conviviam com camponeses  Regular: monges que viviam afastados em mosteiros Nobreza - os que lutavam Camponeses - os que trabalhavam  Servos ou servos de gleba: Camponês preso à terra, cuidava do cultivo e manutenção da terra, além de pagar impostos para o clero e o senhor feudal  Escravos: eram poucos, cuidavam principalmente de afazeres domésticos.  Vilões: Camponeses livres que viviam em vilas, originários do império romano tinham pequenos lotes de terra, embora muitos tenham cedido suas terras à senhores em troca de proteção  Cidades medievais chamavam-se burgos, burguês era quem vivia na cidade
  3. 3. Economia Feudal  Agrária e de subsistência  Comércio e artesanato, pouco, mas existente. Escambo: comércio que utilizava a troca de produtos ao invés de dinheiro. Senhorio: propriedade agrícola senhorial. Nos séculos XI e XIII eram divididos em:  Reserva senhorial ou manso senhorial (terras produzidas somente para o senhor);  Manso servil (terras destinadas aos servos);  Manso comum (produtos para todos). Tributos pagos pelos servos:  Corveia: cultivo do manso senhorial (2 ou 3 vezes por semana)  Talha: Entrega de parte de sua própria produção (30~40%)  Capitação: Imposto por cabeça  Banalidade: Imposto para uso de instalações (forno, moinho, etc)  Além de sempre terem que oferecer alimento e hospedagem se o senhor passasse por ali.
  4. 4. Cultura e Ensino na Idade Média  Renascimento Carolíngio: movimento que reuniu diversos estudiosos conhecedores da cultura antiga e da Bíblia, que revisaram e copiaram estes textos para difusão de conhecimento.  Escolas Palatinas: centros de difusão desse conhecimento Até o século X as escolas mantinham-se junto aos mosteiros e catedrais, ensino voltado à formação eclesiástica, formando principalmente filhos de nobres e futuros membros do clero. Estudo de gramática, retórica e dialética (trívio), e estudo de aritmética, geometria, astronomia e música) (quatrívio) Criação das Universidades  Literatura Idiomas orais, escrita em latim, à partir do século XI começam a surgir as literaturas profanas, com o desenvolvimento de uma gramática para cada língua. Jograis: recitadores, cantores, acrobatas e músicos contratados para entretenimento dos senhores feudais, normalmente eram pessoas nômades que viviam de doações. Romance de cavalaria: difundiam o código de conduta pautado em heroísmo, honra e lealdade.
  5. 5. Iluminuras
  6. 6. Arquitetura Românica
  7. 7. A B A D I A D E L E S S A Y
  8. 8. Arquitetura Gótica
  9. 9. C A T E D R A L D E N O T R E D A M E

×