Cruzadas e o fim da idade média

1.134 visualizações

Publicada em

Aula sobre as cruzadas e o fim da idade média

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.134
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cruzadas e o fim da idade média

  1. 1. Cruzadas Com a tomada de Jerusalém pelos mulçumanos em 1076, O papa Urbino convoca os cristãos para reconquistar Jerusalém. As Cruzadas receberam esses nome posteriormente por causa das cruzes que os guerreiros costuravam em suas roupas. Outros nomes para as Cruzadas são Peregrinação e
  2. 2.  As Cruzadas não foram motivadas apenas pela religião, mercadores as incentivavam para tentar controlar os portos do Oriente.  Além disso, como somente os primogênitos tinham direito à herdar terras, muitos filhos nobres foram para as Cruzadas para buscar riquezas no Oriente.  Os cruzados conseguiram tomar Jerusalém, mas no século XVIII ela foi tomada novamente pelos mulçumanos.
  3. 3. Mas as Cruzadas contribuíram acelerar mudanças sociais tais como:  Enfraquecimento do sistema feudal;  O Mar Mediterrâneo recupera importância;  Aumento do comércio entre Oriente e Ocidente.  Ampliação dos conhecimentos na filosofia, matemática e arquitetura.  Renascimento comercial e urbano.
  4. 4. O Outono da Idade Média
  5. 5. A Peste Negra  1315 – Devido à problemas climáticos as colheitas de cereais são prejudicadas.  1315 – 1317 – A Grande Fome  Nesse período a Peste Negra chega à Gênova.  1348 – Disseminação da Peste Negra pela Europa.
  6. 6.  Cerca de um terço da população europeia faleceu em decorrência da Peste Negra.  Na Inglaterra a população caiu de 3,7 milhões em 1348, para 2,25 milhões em 1377.
  7. 7. O conhecimento médico da época era insuficiente. E muitas das curas estavam envoltas em superstição, tais como:  Jogar vinagre sobre moedas;  Acender fogueiras em encruzilhadas;  Borrifar enxofre e perfumes nas casas e roupas;  Além do uso de máscaras na forma de cabeças de pássaros.
  8. 8.  As pessoas acreditavam que a Peste Negra fosse um castigo divino.  Muitos culpavam os judeus pela Peste, pois dizia-se que eles foram os responsáveis pela crucificação de Cristo; outros culpavam os leprosos.  Muitas pessoas cumpriam penitências se autoflagelando em procissões.  Entretanto, a Peste continuou até o século XV, com poucos intervalos em suas sucessivas epidemias.
  9. 9. A Guerra dos Cem Anos Batalha de Poitiers
  10. 10. A Guerra dos Cem Anos  A mais longa guerra medieval, travada entre a Inglaterra e a França, durou, na verdade, 116 anos, de 1337 à 1453.  As guerras deste período, não ocorriam entre Estados nacionais, mas sim entre nobres.  Conquistar um território significava o aumento de impostos arrecadados, controle de rotas comerciais e aumento de alianças (incluindo lealdades vassálicas).
  11. 11. Causas da Guerra  A Guerra dos Cem anos inicia-se com a morte de Carlos IV em 1328, que faleceu sem deixar herdeiros.  O rei Eduardo III da Inglaterra julga-se herdeiro do trono francês por ser sobrinho do antigo rei.  Entretanto, a nobreza francesa apoiava Filipe de Valois, primo do rei, que assume o trono.
  12. 12.  Em 1340 tem início uma série de batalhas, nas quais a Inglaterra sai vitoriosa. Primeiramente dominando a região de Flanders com apoio local, depois o norte de França.
  13. 13.  Finalmente em 1420 com o Tratado de Troyes, Carlos VI deserda o próprio filho e casa sua filha Catarina a Henrique V tornando-o herdeiro da França.
  14. 14. Em 1422 Henrique V morre depois de voltar para a Inglaterra. Carlos VII assume o trono francês e forma um exército de camponeses, que partem do vale do Loire e reconquista os territórios perdidos. Carlos, governou a França até sua morte em 1461.
  15. 15. Joana d’Arc  Nascida na atual região da Lorena em 1412, Joana d’Arc alegava desde os 13 anos ouvir “vozes celestiais”.  Aos 16 anos foi de encontro à Carlos VII, dizendo que a vozes lhe diziam que ela salvaria a monarquia francesa.  Com a benção do rei, liderou os franceses em diversas batalhas com sucessivas vitórias.
  16. 16.  Em 1430 Joana d’Arc foi capturada pelos ingleses.  Em 1431 foi condenada à fogueira como bruxa, tinha então 19 anos.  Em 1909 foi beatificada e canonizada em 1920.
  17. 17. A crise do feudalismo  Em meio à guerras, fome e a peste, a população europeia encontrava-se desamparada.  Frequentemente bandido ou soldados roubavam camponeses e mercadores, além de atacarem mulheres.  Em busca de proteção, senhores feudais e camponeses fogem para as cidades.  Campos são abandonados, em alguns casos aldeias inteiras.
  18. 18.  A nobreza perde sua influência e tem seu poder enfraquecido.  A cavalaria perde a importância com a valorização dos arqueiro e a chegada de armas de fogo, principalmente os canhões.
  19. 19.  Em um primeiro momento, os senhores feudais criam impostos e taxas para evitar o êxodo dos camponeses, mas é pouco efetivo.  Já no século XV, devido à falta de mão-de-obra nos campos, os trabalhadores rurais começam a ter melhorias.  A ocupação de terras não cultivadas dá origem à uma nova aristocracia rural.  Cria-se uma nova dinâmica, com produção de excedentes agrícolas e criação de animais para abastecimento das cidades.
  20. 20.  Nesse meio tempo, os turcos otomanos avançam seu território, ultrapassando o Mar Negro e adentrando o Mediterrâneo oriental.  O Império Bizantino já estava em crise desde o século XI, e após uma série de disputas com os mulçumanos cai em 1453, dando fim ao Império Romano do Oriente, e marcando o início da Era Moderna.

×