Gestão de estoque

1.260 visualizações

Publicada em

Aulas de fluxo de materiais - Aula 3 Gestão de Estoque

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
145
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão de estoque

  1. 1. FLUXO DE MATERIAISGESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA
  2. 2. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA ESTOQUE É um ativo circulante que constituem todos os materiais que a empresa possui e utiliza no processo de produção de seus produtos ou serviços.
  3. 3. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA ESTOQUE ALMOXARIFADO OU DEPÓSITO?
  4. 4. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA ESTOQUE Tipo de Operação Exemplos de estoques mantidos em operação. Hotel Alimentos, material de limpeza, itens de toalete. Hospital Gaze, instrumentos, sangue, remédio, alimentos. Casa Bahia Televisores, geladeira, computadores. Fabrica de Televisores Fios, parafusos, componentes. Senac Conhecimento, informações. Na sua Casa Papel higiênico, sabonetes, pasta de dente.
  5. 5. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA ESTOQUE Quanto? O que? Reposição?
  6. 6. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA FUNÇÕES DO ESTOQUE Porque se faz estoque? Garantir o abastecimento de materiais á empresa Proporcionar economia de escala
  7. 7. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA PLANEJAMENTO DE ESTOQUE Consumo (C) ou Demanda (D): É a quantidade consumida ou requisitada para uso em um determinado período. Método de consumo pelo ultimo período: É o método mais simples e empírico (que se baseia em experiências). Baseasse em prever o consumo do período seguinte com base no consumo do período anterior. Consumo do Ultimo Mês Consumo Previsto de 10% 1.000 und 1.100 und
  8. 8. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA CONSUMO Método da média móvel: É o calculo a partir das médias de consumo dos períodos. Meses Consumo Janeiro 100 und Fevereiro 200 und Março 300 und Abril 400 und Maio 500 und Total 1.500 und Média Móvel 300 und
  9. 9. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA CONSUMO Método de média ponderada: Os valores dos períodos mais recentes recebem um peso maior do que os valores dos períodos mais antigos. Meses Consumo Peso Total Janeiro 100 und 1 100 und Fevereiro 200 und 2 400 und Março 300 und 3 900 und Abril 400 und 4 1.600 und Maio 500 und 5 2.500 und Acumulado 1500 und 15 pts 5.500 und Média Ponderada 366,66 und
  10. 10. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA PLANEJAMENTO DE ESTOQUE Estoque de Segurança (ES) Ou Estoque Mínimo (EM): É a quantidade de material destinada a evitar rupturas de estoque Estoque de Segurança (ES) ES = Consumo Médio x Período de Tempo Estoque Máximo (EM): É a quantidade máxima de materiais a se mantido no estoque. Estoque Máximo (EM) EM = Estoque de Segurança + Lote de Reposição
  11. 11. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA PLANEJAMENTO DE ESTOQUE Lead Time (LT): É o tempo de ressuprimento entre a liberação do pedido até o recebimento. Ponto de Pedido (PP): É o nível de estoque que ao ser atingido indica a necessidade de ressuprimento. Ponto de Pedido (PP) PP = Consumo Médio x Lead Time + Estoque de Segurança
  12. 12. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA Grafico dente de serra PLANEJAMENTO DE ESTOQUE
  13. 13. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA PROBLEMA Manoel tem uma padaria e utiliza como matéria prima a farinha da marca XPTO, ele fez o levantamento do consumo por meio de média móvel e descobriu que consome cerca de 10 kg a cada duas semanas. Ele compra de um único fornecedor em sacos de 10 kg. Esse fornecedor demora cerca de 1 semana para entregar. Vamos ajudar Manoel a fazer o controle de estoque? Mês Consumo / KG Semana 1 6 Semana 2 4 Semana 3 8 Semana 4 2 Total 20 Média 5 Estoque de Segurança (ES) ES = Consumo Médio x Período de Tempo Estoque Máximo (EM) EM = Estoque de Segurança + Lote de Reposição Ponto de Pedido (PP) PP = Consumo Médio x Lead Time + Estoque de Segurança
  14. 14. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA PROBLEMA
  15. 15. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA REGISTRO DE ESTOQUE Kardex: É um relatório que permite saber todas as movimentações dos produtos em estoque, Quantidade Inicial, Entradas, Saídas e Quantidade Atual em estoque.
  16. 16. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA REGISTRO DE ESTOQUE Planejamento das necessidades de materiais (MRP e MRPII): São softwares que inter-relaciona previsão de vendas, planejamento da produção, programação de materiais, compras e financeiro
  17. 17. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA SISTEMA TOYOTA DE PRODUÇÃO Just in time: É um modelo que procura eliminar estoques e agilizar a produção. Armazena-se o mínimo de matéria prima em estoque. Kaban: É um termo de origem japonesa e significa literalmente “cartão” ou “sinalização”. É um conceito relacionado com a utilização de cartões (post-it e outros) para indicar o andamento dos fluxos de produção em empresas de fabricação em série
  18. 18. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA JUST IN TIME https://youtu.be/SLVQiF8y2sY
  19. 19. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA JUST IN TIME
  20. 20. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA AVALIAÇÃO DE ESTOQUE Curva ABC ou Diagrama de Pareto: Baseia-se no principio de que a maior parte do investimento em materiais está concentrada em um pequeno numero de itens. Vilfredo Pareto 1848 - 1923 Classe A: É constituída de poucos itens de 15 á 20% do total, que representa 80% do investimento. Classe B: é constituída de uma quantidade média de itens de 35 a 40% do total, que representa 15% do investimento. Classe C: É constituída de uma enorme quantidade de itens 40 a 50% do total, que representa 5% do investimento. A B C
  21. 21. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA CURVA ABC
  22. 22. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA REQUISIÇÃO DE MATERIAIS Autorizar a saída de material do almoxarifado Muitas empresas utilizam o sistema de requisição de materiais para três finalidades Proceder ao respectivo lançamento de saída de material na ficha de estoque Ajudar no cálculo do custo de produção
  23. 23. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA LAYOUT DO ESTOQUE Porta de Acesso Verticalização Corredores
  24. 24. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA ESTOCAGEM DE MATERIAIS PEPS (FIFO): A sigla PEPS é a abreviação da frase “primeiro que entra, primeiro a sair” (no inglês “frist in, frist out). É a técnica que se baseia na ordem cronológica das entradas de materiais. UEPS (LIFO): A sigla UEPS é a abreviação da frase “Ultimo que entra, primeiro a sair” (no inglês “last in,frist out”). É a técnica que se baseia na ordem cronológica de valores.
  25. 25. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA ESTOCAGEM DE MATERIAIS PVPS: A sigla PVPS é a abreviação da frase “Primeiro que venci, primeiro que sai”. É a técnica que se baseia na ordem cronológica do vencimento do produto.
  26. 26. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA CODIFICAÇÃO DE MATERIAIS Sistema Alfabético: Esse sistema representa os materiais por meio de letras. Sua principal característica é conseguir associar letras com as características do material. Cod. Desc. Vl. Und AA Arroz Agulhinha 5Kg R$:14,90 AP Arroz Parabolizado 5Kg R$:14,50 AI Arroz Integral 1Kg R$:5,09
  27. 27. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA Sistema Alfanumérico: Este sistema representa os materiais por meio de números e letras, atualmente é um sistema muito utilizado na classificação de peças automotivas e na codificação de placas de automóveis. CODIFICAÇÃO DE MATERIAIS
  28. 28. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA CODIFICAÇÃO DE MATERIAIS Sistema Numérico: Esse sistema é um dos métodos mais utilizado pelas empresas, devido sua forma simples e prática de ser utilizado. Ele tem como base a atribuição de números para representar um material.
  29. 29. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA CODIFICAÇÃO DE MATERIAIS Sistema Código de Barras: Representa a informação de um material através de alternância de barras, que só podem ser lidas através de um software.
  30. 30. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA CODIFICAÇÃO DE MATERIAIS Sistema QRCODE: É um dos mais novos sistemas de codificação, código de barras bidimensional que pode ser facilmente esquadrinhado usando a maioria dos telefones celulares equipados com câmera.
  31. 31. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA CODIFICAÇÃO DE MATERIAIS
  32. 32. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA INVENTÁRIO É um levantamento físico dos materiais existentes, por meio de contagem. Ou seja, serve para confrontar e precificar o que foi dado entrada e saída do estoque. Inventários Gerais: São efetuados no final do exercício fiscal da empresa, abrangendo a totalidade dos itens de estoque de uma só vez. Inventário Rotativo: São feitos por meio de uma programação mensal, envolve determinado item
  33. 33. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA INVENTÁRIO Convocação das equipes e tempo hábil: Os inventariantes devem ser escolhidos entre os funcionários da empresa e separados em duas equipes Arrumação Física: Os materiais devem ser agrupados por tipo e devem ficar de forma visível Etiquetas ou cartão de inventário: Constituem no meio de registro de contagem de cada item. Atualização dos registros: Os registros de entradas, saídas e saldos de estoque deverão ser atualizados até a data do inventário.
  34. 34. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA INVENTÁRIO Contagem do estoque: Cada item de estoque a ser inventariado deverá ser obrigatoriamente contado duas vezes. Reconciliações e ajustes: Nos casos de divergência entre o real e o registrado, a secções envolvidas no controle de estoques deverão justificar as variações
  35. 35. GESTÃO DE ESTOQUE - PROF. DANILO BRAGA DICAS #1 - Estipule Horários #2 - Controle os Estoques #3 - Limpeza #4 - Evite outros objetos #5 - Pessoa Responsável
  36. 36. Obrigado! /dbdanillo @dbdanillo +DanilloBraga /dbdanillo roumillac.danilo braga.danillo@gmail.com EMPRESAS E SITEMAS DE PRODUÇÃO - PROF. DANILO BRAGA

×