Fundamentalismo teológico. prof. david rubens

983 visualizações

Publicada em

Fundamentalismo Teológico
Teologia contemporânea
Teologia Conservadora
Prof. David Rubens

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
983
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
234
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fundamentalismo teológico. prof. david rubens

  1. 1. Prof.DavidRubens-2014
  2. 2. • Fundamentalismo: • Movimento surgido nos Estados Unidos durante a 1ª Guerra Mundial, a fim de reafirmar o Cristianismo protestante ortodoxo e de defendê- lo contra as correntes intelectuais: Teologia Liberal e Alta-crítica, e de outros pensamentos considerados danosos para o Cristianismo norte- americano. Introdução Prof.DavidRubens-2014
  3. 3. O Termo “Fundamentalista”, é definido como alguém que adere o seguinte: • 1. Manter uma fidelidade incondicional à bíblia inerente, infalível e verbalmente inspirada; • 2. Acreditar que a Bíblia é a verdade ( e verdade absoluta, que é verdade sempre, em todo lugar); • 3. Julgar todas as coisas pela bíblia e ser julgado unicamente pela bíblia; Fundamentalismo Prof.DavidRubens-2014
  4. 4. 4. Afirmar as verdades fundamentais da Fé Cristã Histórica: a doutrina da trindade; a encarnação, o nascimento virginal; o sacrifício expiatório; a ressurreição física. Fundamentalismo Prof.DavidRubens-2014
  5. 5. a ascensão ao céu; a segunda vinda do senhor Jesus Cristo; o novo nascimento mediante a regeneração do Espírito Santo; a ressurreição dos Santos para a vida eterna; a ressurreição dos ímpios para o juízo final e morte eterna; a comunhão dos santos, que são o corpo de Cristo. Fundamentalismo Prof.DavidRubens-2014
  6. 6.  O Fundamentalismo começou entre os teólogos conservadores Presbiterianos no Seminário Teológico de Princeton no final do século XIX. Isto logo se espalhou entre conservadores Batistas e outras denominações por volta de 1910-1920. O propósito do movimento era de reafirmar antigas crenças dos cristãos Protestantes. A primeira formulação das crenças do fundamentalismo americano podem ser ligadas à Conferência Bíblica de Niagara e, em 1910, à Assembléia Geral da Igreja Presbiteriana que gerou o que ficou conhecido como os “cinco fundamentos”: Fundamentalismo Prof.DavidRubens-2014
  7. 7. • Os 5 Fundamentos: • 1ª A inspiração da Bíblia pelo Espírito Santo e a inerrância das escrituras como resultado disto. • 2ª O nascimento virginal de Cristo. • 3ª A crença de que a morte de Cristo foi a redenção para o pecado. • 4ª A Ressurreição de Jesus. • 5ª A realidade histórica dos milagres de Jesus. Fundamentalismo Prof.DavidRubens-2014
  8. 8. • A publicação em 1910-1915 da série “Os fundamentos”, doze volumes de artigos escritos por conservadores que defendiam os pontos fundamentais do cristianismo e atacavam o modernismo, a teoria da evolução etc., dos quais foram publicadas 3 milhões de cópias e espalhadas pelos Estados Unidos. Há artigos de eruditos conservadores como J.G. Machen, John Murray, B.B. Warfield, R.A. Torrey, Campbell. Fundamentalismo Prof.DavidRubens-2014
  9. 9. Prof.DavidRubens-2014
  10. 10. Prof.DavidRubens-2014
  11. 11. Prof.DavidRubens-2014
  12. 12.  Os fundamentalistas querem defender a sua verdade religiosa, pois para estes o modernismo teológico representa uma ameaça aos fundamentos do cristianismo, ou seja, os fundamentalistas sentem-se ameaçados pelos poderes da modernidade:  Pluralismo;  Relativismo;  Destruição das autoridades. Fundamentalismo Prof.DavidRubens-2014
  13. 13.  Resultados do Fundamentalismo no Brasil podem ser verificados a saber: • 1) uma fé cristã inteiramente voltada para o sobrenatural e para o não histórico; • 2) não há nenhuma abertura para o social, para igreja no mundo; • 3) uma fé passiva em busca de sinais, não favorecendo nenhum tipo de reflexão teológica; • 4) fé cristalizada nas doutrinas (dogmatismo escolástico), • 5) autoritarismo e ultra-conservadorismo. Fundamentalismo Prof.DavidRubens-2014
  14. 14. David Rubens de Souza  Formação em Teologia, Filosofia, História.  Pós graduando em Filosofia na Universidade Federal de São Carlos – UFSCar.  Professor de Teologia Bíblica e História do Cristianismo no IBAD, professor de Filosofia e Sociologia da rede estadual de ensino do Estado de São Paulo.

×