Alteração hematológica

14.672 visualizações

Publicada em

1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
14.672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
150
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alteração hematológica

  1. 1. Alterações Hematológicas em Doenças Sistêmicas 3.º ano - 2011
  2. 2. Anemia de Doença Crônica / CitoquinasDoenças Infecciosas Osteomielite Endocardite bacteriana Tuberculose Abscesso pulmonar Pneumonia de repetição AIDSDoenças Inflamatórias Doenças do tecido conjuntivo ( Doença Reumatóide, L. E. S. ) Sarcoidose Doença de Crohn Cirrose hepáticaDoenças Malignas Carcinoma, Linfoma, Mieloma, Sarcoma
  3. 3. Doenças infecciosasOsteomielite Endocardite v. a-v dTuberculose Necrose caseosa
  4. 4. Doenças inflamatórias D. Re. ( A. R. ) Gota L. E. S.
  5. 5. Doenças inflamatórias nefrite lúpica doença de Crohncolite ulcerativa cirrose hepática
  6. 6. Neoplasiascâncer gástrico câncer colo ascendente metástases fígado m. o.
  7. 7. Anemia de Doença Crônica /CitoquinasVários fatores causais VHS e Proteína C Reativa elevados Anemia normo / normo ou discretamente micro Hb > ou = 9 g / dL Ferro e CTLF ( Transferrina ) diminuídos Ferritina normal ou elevada Estoques de Ferro na medula óssea normais ( coloração de Perls = azul da Prússia ) Incorporação de Ferro nos eritroblastos diminuída
  8. 8. Anemia de Doença Crônica - Patogênese Diminuição da liberação de Ferro dos macrófagos ( S.R.E. ) para o plasma e para os eritroblastos Redução da vida média dos eritrócitos Eritropoetina ( EPO ): resposta inadequada à anemia (dosagem de EPO normal ou pouco elevada para o nível de Hemoglobina) Níveis plasmáticos elevados de citocinas ( IL-1, IL-6, TNF ) podem reduzir secreção de EPO
  9. 9. Anemia de Doença Crônica - Tratamento A correção da anemia depende do sucesso do tratamento da doença subjacente; Não responde a tratamento com Ferro; Responde a rH-EPO
  10. 10. Alterações Hematológicas em Neoplasias não originárias da Medula ÓsseaAnemia: Anemia de doença crônica (ADC) Perda de sangue e deficiência de Ferro Infiltração da medula óssea, frequentemente associada a reação leucoeritroblástica Deficiência de folato Hemólise Supressão medular por QT e RT Aplasia Pura de Série Vermelha ( Timoma )
  11. 11. Alterações Hematológicas em Neoplasias não originárias da Medula ÓsseaEritrocitose ( secundária ) Pode estar associada a tumores produtores de eritropoetina em: Rim Fígado Cerebelo Útero
  12. 12. Alterações Hematológicas em Neoplasias não originárias da Medula ÓsseaAlterações Leucocitárias Reações leucemóides ( por necrose e inflamação ) Atenção!  Linfoma de Hodgkin: eosinofilia, monocitose e linfopenia  Linfoma Não-Hodgkin: células malignas podem aparecer no hemograma
  13. 13. Alterações Hematológicas em Neoplasias não originárias da Medula ÓsseaHemostasia Trombocitose / Trombocitopenia CIVD ( tumores disseminados com secreção de mucina ) Fibrinólise em carcinoma de próstata Inibidores de fat. coagulação ( VIII ) Paraproteína interfere com função plaquetária Tromboses
  14. 14. Alterações hemorrágicas
  15. 15. Anemia da Insuficiência Renal Crônica Secreção diminuída de EPO Soro urêmico diminui proliferação eritróide Vida média dos eritrócitos diminui Elevação de 2,3-DPG e hiperfosfatemia diminuem afinidade da Hb pelo oxigênio e desviam a curva de dissociação da Hb para a direita ( poucos sintomas para o grau de anemia ) Tratamento: rH-EPO
  16. 16. Alterações Hematológicas em Doença Hepática Anemia discretamente macrocítica, com hemácias em alvo ( aumento de colesterol na membrana eritrocitária ) Anemia pode ser microcítica, com ferropenia ( sangramento de varizes de esôfago ) Deficiência de folato e supressão da hematopoese pelo álcool Anemia hemolítica em intoxicação alcoólica ( síndrome de Zieve ) e em doença de Wilson ( oxidação da membrana do eritrócito pelo cobre ) AHAI em hepatite crônica auto-imune Anemia aplástica em hepatite viral Pancitopenia por hiperesplenismo ( sequestro )
  17. 17. Alterações da Hemostasia em Doença Hepática Deficiência de fatores dependentes de vitamina K ( II, VII, IX e X ) e, em casos graves, de fator V e de fibrinogênio Trombocitopenia por hiperesplenismo ou por destruição de plaquetas mediada por imunocomplexos Alterações de função plaquetária Disfibrinogenemia CIVD (coagulação intravascular disseminada)
  18. 18. Hepatopatia crônica + hipertensão portal varizes de esôfago ascite “spiders”
  19. 19. Alterações Hematológicas no Hipotireoidismo Anemia leve a moderada, tendendo a macrocítica T3 e T4 potencializam a EPO Redução do consumo de O2 leva a redução da secreção de EPO VCM e Hb normalizam-se com a reposição hormonal; Associação de tireoidite auto-imune com anemia perniciosa Deficiência de Ferro por poli/hipermenorragia
  20. 20. Doenças da Tireóide Doença de GravesTireoidite de Hashimoto Tireoidite crônica
  21. 21. Anemia perniciosa & vitiligo Desmielinização Gastrite atrófica(carência de vit. B12) Vitiligo
  22. 22. Alterações Hematológicas em InfecçõesBactérias Leucocitose com neutrofilia e desvio à E Reação leucemóide em infecções graves: “score” de FAL elevado, em contraste com “score” baixo ou zero na leucemia mielóide crônica Anemia discreta / moderada se a infecção se prolongar Sepse por Gram-neg.: hemólise e CIVD Infecções agudas graves: trombocitopenia Mycoplasma pneumoniae: AHAI “a frio”
  23. 23. Alterações Hematológicas em Infecções Vírus Anemia discreta em infecções agudas Mononucleose: AHAI ( anti-i ) Hemoglobinúria paroxística a frio SHU (Síndrome hemolítico-urêmica) / PTT (Púrpura trombocitopênica trombótica) Síndrome hemofagocítica Anemia aplástica em hepatites virais Aplasia eritróide por parvovirose humana Trombocitopenia Linfocitose / Leucopenia / Neutropenia Hepatesplenomegalia + linfadenomegalia
  24. 24. Alterações Hematológicas em Doenças Parasitárias  Malária: hemólise, CIVD, hemoglobinúria, trombocitopenia, anemia de doença crônica  Toxoplasmose: linfadenomegalia, hepatesplenomegalia  Calazar: pancitopenia, hepatesplenomegalia e linfadenomegalia  Esquistossomose: hiperesplenismo, eosinofilia, anemia ferropênica por sangramento crônico (hipertensão portal: varizes de esôfago, hemorróidas)
  25. 25. Alterações hematológicas em carências nutricionais pordeficit de ingestão, deficit de absorção ou perdas excessivas Escorbuto (deficit de vitamina C)
  26. 26. Anemia perniciosa Anemia ferropênica
  27. 27. Esplenomegalia - CausasHematológicas: LMC LLC Leucemias agudas Linfomas Mielofibrose / Metaplasia mielóide Policitemia Vera Tricoleucemia ( “Hairy cell leukemia” ) Talassemia major / intermedia Anemia falciforme (até infartos esplênicos levarem à auto-esplenectomia) Outras anemias hemolíticas
  28. 28. Causas hematológicas de esplenomegalia Linfoma de Hodgkin LLC LMC
  29. 29. Esplenomegalia - CausasHipertensão Portal Cirrose Trombose ( vv. hepática / porta / esplênica )Doenças de Depósito Doença de Gaucher ( defic. Glicocerebrosidase ) Doença de Niemann-Pick ( defic. Esfingomielinase )Histiocitoses
  30. 30. Doenças de depósito Doença de Gaucher
  31. 31. Esplenomegalia - CausasDoenças sistêmicas: Sarcoidose Amiloidose Doenças do colágeno Mastocitose sistêmica
  32. 32. Esplenomegalia - CausasInfecções: Agudas: sepse, endocardite bacteriana, febre tifóide, mononucleose Crônicas: tuberculose, brucelose, sífilis, malária, leishmaniose, esquistossomose

×