Poríferos e cnidários

13.613 visualizações

Publicada em

0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.613
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
226
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Poríferos e cnidários

  1. 1. ESCOLA ESTADUAL SENADOR PETRONO PORTELLAPoríferos e Cnidários MANAUS 2012
  2. 2. Alunos 3 ano3Daniela Mota 11Francisco Junior 19Jessica Carolina 24Larissa Ferreira 30 Manaus 2012
  3. 3. O Filo Porífera O que é um Porífero? São animais pluricelulares que apresentam poros na parede do corpo.
  4. 4. Classificação dos Poríferos As divisão do filo tipo maisem classes é animal,com base no por A esponjas são o Porífera primitivo de feita classificados tipo isso no grupo parazoa, considerado um taxon paralelo ao de todos os de espículas que apresentam: outros animais. • Classe Calcarea. • Classe Hexactinellida. • Classe Demospongiae. Esses animais tinham uma classificação vaga, mas agora o consenso é de que eles são um tipo de esponjas.
  5. 5. Características dos Poríferos São os únicos metazoários capazes de acumular sílica; Os poríferos não formam tecidos verdadeiros, não apresentando, portanto, órgãos e sistemas. A única circulação que ocorre no corpo das esponjas é a corrente unidirecional de água.
  6. 6. Anatomia dos Poríferos A parede do corpo é formada por duas camadas celulares; • A camada mais externa é dermal, de origem ectodérmica, e a mais interna, denominada gastral, tem origem endodérmica. • Entre as duas camadas celulares, há um mesênquima gelatinoso. A cavidade central do corpo é chamada átrio ou espongiocela. Nas duas camadas celulares e no mesênquima, encontramos os seguintes tipos celulares: • Pinacócitos; São células achatadas que, justapostas, formam a camada dermal.
  7. 7. • CoanócitosSão células flageladas e providas de umcolarinho, uma formação membranosaque envolve o flagelo. Revestem acavidade atrial e constituem a camadagastral.• PorócitosSão células, percorridas por umaperfuração cônica. São estasperfurações dos porócitos queconstituem os numerosos poros queligam o átrio ao meio externo.• MiócitosSão células alongadas e contrácteis, que formam esfíncter em torno dosporos e do ósculo.• AmebócitosCélulas, situadas no mesênquima, que possuem movimento emebóide,realizando várias funções.
  8. 8. Reprodução dos Poríferos O principal mecanismo é de natureza química, e ocorre deste modo: algumas esponjas produzem uma substância tóxica e outras produzem substâncias com atividade anti-microbiana. Também são muito comuns relações de comensalismo. Várias espécies dependem dessa proteção na sua fase jovem, do contrário suas populações não ficariam estáveis. Assexuada - Ocorre, por exemplo, por brotamento. Neste caso, formam-se brotos, que podem se separar do corpo do animal e dar origem a novas esponjas. Sexuada - Neste caso, quando os espermatozoides estão maduros, eles saem pelo ósculo, junto com a corrente de água, e penetram em outra esponja, onde um deles fecunda um óvulo.
  9. 9.  Tipos de Reprodução Assexuada dos Poríferos. Brotamento Fragmentação Gemulação
  10. 10.  Reprodução Sexuada;• Algumas espécies são hermafroditas ou monóicas.• Tanto os óvulos como os espermatozoides se formam a partir dos amebócitos.• Os espermatozoides nadam ativamente para dentro do átrio da fêmea, onde penetram na parte do corpo e fecundam os óvulos ali presentes. O zigoto assim formado se multiplica.• Como há um estágio larval entre o zigoto e o adulto, diz-se que as esponjas apresentam desenvolvimento indireto.
  11. 11. Importância das Esponjas Os poríferos possuem grande importância ecológica - fazem simbiose. Abriga grande comunidade de organismos aquáticos. Servem de alimento para muitas teias alimentares. Esponjas marinhas vêm de peixarias no Mediterrâneo e nas Índias Ocidentais. Os corais exportam matéria orgânica e nitrogênio para seu redor, aumentando a produtividade das águas e a reprodução de muitos peixes, que servirão de alimento para nós.
  12. 12. O Filo Cnidários É um filo de animais aquáticos conhecidos popularmente como celenterados ou cnidários, de que fazem parte as hidras de água doce, medusas, alforrecas ou águas-vivas, que são normalmente oceânicas, os corais, anémonas-do-mar e as caravelas. Atualmente considerado um filo separado, composto por animais também gelatinosos como as medusas, mas com características próprias.
  13. 13. Classificação dos Cnidários O filo Cnidária está dividido em cinco classes de organismos atuais e mais uma de fósseis:• Antozoários - as anémonas-do-mar e corais verdadeiros;• Cifozoários- as verdadeiras água-vivas;
  14. 14. • Cubozoa - as medusas em forma de cubo;• Hidrozoários - as hidras, algumas medusas, a garrafa-azul e os corais-de-fogo
  15. 15. • Staurozoa - as medusas que habitam regiões costeiras dos oceanos em zonas temperadas e estão fixas pelos tentáculos;• Conulata - extinta.
  16. 16. Características dos Cnidários Os cnidários são animais onde se nota a formação de tecidos. Possui sua organização corporal superior ao das esponjas. Os cnidários são animais onde se nota a formação de tecidos. Possui sua organização corporal superior ao das esponjas. Na classe Scyphozoa (cifozoários) predominam as formas medusóides (medusas verdadeiras). Na classe Anthozoa (antozoários) existem só formas polipóides. São as anêmonas e os corais. Na classe Cubozoa encontramos a forma de medusa. Apresentam véu (dobraduras) - craspédotas.
  17. 17. Anatomia dos Cnidários Ao redor da abertura os celenterados ostentam um anel de tentáculos com células urticantes, os cnidócitos, capazes de injetar um minúsculo espinho, o nematocisto que contém uma toxina ou material mucoso. Os cnidários apresentam polimorfismo, ou seja, possuem duas formas corporais possíveis: o pólipo e a medusa. Os cnidários são diblásticos, protostômios e com simetria radial. Podem formar colônias como é o caso das caravelas e dos corais.
  18. 18. Reprodução dos Cnidários Os machos e fêmeas libertam os produtos sexuais na água e ali se conjugam, dando origem aos zigotos. Os pólipos reproduzem-se assexuadamente formando pequenas réplicas de si mesmos por evaginação da sua parede, chamadas gomos. Estes discos libertam-se, dando origem a pequenas medusas chamadas éfiras que eventualmente crescem e se podem reproduzir sexuadamente.
  19. 19.  A reprodução sexuada• Com a chegada da estação favorável, rompe-se a casca e emerge uma pequena hidra que cresce até atingir a fase adulta. Não há larva. O desenvolvimento é direto.
  20. 20. Referências Bibliográficas http://reino-animalia.blogspot.com.br/ http://www.google.com.br/search?q=poriferos+e+cnidarios&hl=pt- BR&biw=1280&bih=653&prmd=imvns&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa =X&ei=RQZvUIybDY6k8gTd2IDoCw&sqi=2&ved=0CC0QsAQ http://alexiaejulia.blogspot.com.br/2008/09/cnidarios.html http://www.slideshare.net/Rhayana/porferos-e-cnidrios http://poriferosecnidarios.no.comunidades.net/ http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos2/porifero.php http://www.youtube.com/watch?v=sJx9enD_yc8&feature=related http://www.essaseoutras.xpg.com.br/poriferos-resumo-estruturas- caracteristicas-das-esponjas-reproducao/ http://www.youtube.com/watch?v=LjSKjab2hUM&feature=related
  21. 21.  http://www.youtube.com/watch?v=LjSKjab2hUM&feature=related http://www.grupoescolar.com/pesquisa/as-esponjas-poriferos.html http://www.portalbrasil.net/educacao_ser… http://www.infoescola.com/biologia/poriferos-porifera/ http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos2/biocnidario2.php http://pt.wikipedia.org/wiki/Cnid%C3%A1rios#Ciclo_de_vida http://pt.wikipedia.org/wiki/Medusa_(animal) http://www.escolakids.com/poriferos.htm http://www.geocities.ws/opinatudo/reproducao.html http://www.google.com.br/search?q=Importância+para+os+humanos+po riferos&hl

×