Detalhamento - Escada

9.972 visualizações

Publicada em

Aula teórica abordando algumas formas de escadas objetivando mostrar criatividade, agregar valores, diferentes funções. Nomenclatura das partes de escada e cálculo de Blondel. Representação em plantas baixas, cortes e vistas. Forma construtiva e materiais. Detalhamento construtivo: encaixes, suportes, fixação, dimensionamentos... desenhos em perspectivas. Exemplos de trabalhos completos. Exercício final focando na representação gráfica, no detalhamento e no desenho de arquitetura para representação.

* esse é apenas um ppt, necessitando assim da parte teórica demonstrada em sala de aula.

Publicada em: Design
2 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.972
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.350
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
392
Comentários
2
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Detalhamento - Escada

  1. 1. ESCADAS - Interiores Residenciais - - Detalhamento - Arquitetura, Design e Construção Professor: Danilo Saccomori Colaboração: Ana Clara Paiva e Juliana Mascarenhas www.ds.arq.br
  2. 2. EXEMPLOS DE ESCADA
  3. 3. Diferentes maneiras de aproveitar o espaço arquitetesuasideias.com construcaoedesign.com - exemplos -
  4. 4. Diferentes tipos de guarda-corpo www.plataformaarquitectura.cl www.arthurcasas.com - exemplos -
  5. 5. Diferentes formas e materiais forumdacasa.comhttp://www.favoritaplanejados.com.br/ - exemplos -
  6. 6. casavogue.globo.com+Interiores+noticia+2013+04+11-escadas-para- escalar-e-decorar http://www.amearquitetura.com/2014/02/07/como-usar-pallets-na-decoracao-diy/ Escada toda em vidro - exemplos - Escada feita pelo empilhamento de pallets
  7. 7. casavogue.globo.com+Interiores+noticia+2013+04+11- escadas-para-escalar-e-decorar blogdazelinha.wordpress.com A escada faz parte da decoração - exemplos -
  8. 8. Arquitetura&construção, ano 31, nº4, abril de 2015 http://euamoarquitetura.com/2013/04/22/escadas-inovadoras/ - exemplos -
  9. 9. - exemplos - Criatividade e inovação contiarquitetura.blogspot.com.br www.mdig.com.br
  10. 10. Planta baixa 1º pav. Livro Top of Space and Art - exemplos - Kid’s Republic in Beijing
  11. 11. Livro Top of Space and Art - exemplos - Kid’s Republic in Beijing
  12. 12. Livro Top of Space and Art - exemplos - Kid’s Republic in Beijing
  13. 13. Planta baixa 2º pav. Livro Top of Space and Art - exemplos - Kid’s Republic in Beijing
  14. 14. - exemplos - Kid’s Republic in Beijing Livro Top of Space and Art
  15. 15. - exemplos - Livro Top of Space and Art
  16. 16. Criatividade Agregar função, mistura de materiais... são possibilidades que estimulam a criatividade no projeto de uma escada. http://canaldoensino.com.br/
  17. 17. CÁLCULO DE ESCADAS
  18. 18. •Degraus – pisos + espelhos •Pisos – pequenos planos horizontais que constituem a escada. •Espelhos – planos verticais que unem os pisos. •Patamares – pisos de maior largura que sucedem os pisos normais da escada, geralmente ao meio do desnível do pé direito, com o objetivo de facilitar a subida e o repouso temporário do usuário da escada. •Lances – sucessão de degraus entre planos a vencer, entre um plano e um patamar, entre um patamar e um plano e entre dois patamares. - partes da escada -
  19. 19. Largura – a não ser em casos muito específicos, uma escada com menos de 80 cm pode ser muito estreita e de difícil circulação. Principalmente se ela estiver entre duas paredes altas. A partir de 90 cm as escadas se tornam confortáveis. A partir de 1,20 m de largura duas pessoas podem usar a escada juntas. Altura do espelho – uma altura confortável para o espelho é de cerca de 10% da altura das pessoas, ou seja, entre 16,5 cm e 18 cm em média. Comprimento do piso – Não deve ser inferior a 25 cm para que os nossos pés caibam confortavelmente e o ideal é que fique entre 27 cm e 30 cm. http://casaeimoveis.uol.com.br/tire-suas-duvidas/arquitetura/qual-a-forma-correta-de-construir-escadas-existe-uma-formula-para-calcular.jhtm - cálculo de escadas -
  20. 20. 2E + P = 62 a 64 Espelho Piso (ou H) Caso seja adotada a altura de 18cm, o piso será de 27cm. Veja: (2 x 18) + p = 63cm P = 63 – (2 x 18) P = 63 – 36 P = 27cm. - cálculo de escadas -
  21. 21. cursos.construir.arq.br pt.slideshare.net-cipasap-instrucao-tecnica-12 - partes da escada -
  22. 22. http://kb.promob.com/support/pt-br/Paginas/KB2157.aspx#mostrar7 fazfacil.com.br Escada Armada - partes da escada -
  23. 23. PLANTA BAIXA E CORTES
  24. 24. - planta baixa - Planta baixa térreo – 1/25
  25. 25. - planta baixa - Planta baixa 2º pav. – 1/25
  26. 26. - corte longitudinal - Corte AA – 1/25
  27. 27. - corte transversal - Corte BB – 1/25
  28. 28. - detalhes - Piso Detalhe 01 – Planta baixa – 1/10 Detalhe 01 – Corte Longitudinal – 1/10 Detalhe 01 – Corte Transversal – 1/10 Detalhe 01.1.1 – Corte Longitudinal – 1/1
  29. 29. - detalhes - Guarda Corpo Detalhe 02 – Corte Transversal – 1/10 Detalhe 02.1.2 – Corte Transversal – 1/1 Detalhe 02.1.1 – Vista – 1/10
  30. 30. - detalhes - Corrimão Detalhe 03.1.1 – 1/1 Detalhe 03 Corte Transversal -- 1/10 Detalhe 03 – Corte Longitudinal – 1/10
  31. 31. A CONSTRUÇÃO
  32. 32. 1 – Estrutura de madeira, que funciona como base e será retirada no final do processo. http://umacasaclean.blogspot.com.br/2013/06/evolucao-escada-plissada.html - construção -
  33. 33. 2 – Estrutura em vergalhão, que dará origem ao piso e ao espelho. http://umacasaclean.blogspot.com.br/2013/06/evolucao-escada-plissada.html http://umacasaclean.blogspot.com.br/2013/06/evolucao-escada-plissada.html - construção -
  34. 34. 3 – Escada cheia e pronta para receber o revestimento. http://umacasaclean.blogspot.com.br/2013/06/evolucao-escada-plissada.html - construção -
  35. 35. forumdacasa.com forumdacasa.com Viga metálica embutida na alvenaria - construção -
  36. 36. MATERIAIS
  37. 37. Madeira Concreto Ferro Vidro Mármore Granito - materiais -
  38. 38. - materiais - É comum encontrar combinação de materiais. Existem vários fatores que envolvem a escolha do revestimento, como segurança, tipo/ forma da escada, durabilidade e manutenção. O estilo da decoração também deve ser levado em consideração, para que haja um resultado harmônico. Para que a escada possa ser considerada segura, por exemplo, é recomendado que o revestimento do piso proporcione aderência. Os materiais também podem variar na estrutura, que pode ser metálica, de alvenaria, vidro, madeira, entre outros. A cor do revestimento, tapetes e carpetes são outros detalhes que podem compor a escada.
  39. 39. DETALHAMENTO
  40. 40. Arquitetura&construção, ano 31, nº4, abril de 2015Arquitetura&construção, ano 31, nº4, abril de 2015 - detalhamento -
  41. 41. Fotos do autor - detalhamento -
  42. 42. Fotos do autor Fotos do autor Fotos do autor Fotos do autor - detalhamento -
  43. 43. Fotos do autor Fotos do autor Fotos do autor Fotos do autor - detalhamento -
  44. 44. Fotos do autorFotos do autor - detalhamento -
  45. 45. Fotos do autor Fotos do autor Fotos do autor Fotos do autor 10 cm 20 cm 0.5 cm - detalhamento -
  46. 46. - detalhamento - VÍDEO
  47. 47. Detalhamento- detalhamento -
  48. 48. - detalhamento / aluna Thallys dos Santos - Planta baixa térreo – 1/25 – - – - – - – PLANAT BAIXA ESCALA: 1/25
  49. 49. Detalhe 01 – Planta baixa – 1/05 Detalhe 01 – Corte AA’ – 1/05 Detalhe 01 Corte BB' – 1/05 PLANAT BAIXA – DET. 01 ESCALA: 1/05 CORTE AA' – DET. 01 ESCALA: 1/05 - detalhamento / aluna Thallys dos Santos -
  50. 50. 0 1 PLANAT BAIXA – DET. 02 ESCALA: 1/05 0 2 CORTE AA' – DET. 02 ESCALA: 1/05 - detalhamento / aluna Thallys dos Santos -
  51. 51. Detalhe 02 – Corte BB' – 1/05 CORTE BB' – DET. 02 ESCALA: 1/0501 - detalhamento / aluna Thallys dos Santos -
  52. 52. Detalhe 03 – Planta baixa / Corte AA’/ Corte BB' – 1/05 0 1 PLANAT BAIXA – DET. 03 ESCALA: 1/05 CORTE AA' – DET. 03 ESCALA: 1/0502 CORTE BB' – DET. 03 ESCALA: 1/05 03 - detalhamento / aluna Thallys dos Santos -
  53. 53. Corte AA’ longitudinal – 1/25 - detalhamento / aluna Isabel -
  54. 54. Detalhe 02.1 – 1/1 Detalhe 02 Corte BB’ transversal – 1/10 Detalhe 02 Corte AA' longitudinal - 1/10 Detalhe 02.2 – 1/1 DETALHE 2.1 DETALHE 2.2 - detalhamento / aluna Isabel -
  55. 55. - detalhamento – aluna Camila - Planta baixa– 1/25 - detalhamento / aluna Camila Ramundo -
  56. 56. Corte BB’ longitudinal – 1/25 - detalhamento – aluna Camila -- detalhamento / aluna Camila Ramundo -
  57. 57. Corte AA’ transversal – 1/25 - detalhamento – aluna Camila -- detalhamento / aluna Camila Ramundo -
  58. 58. Detalhe 01 Planta baixa estrutura – 1/10 Detalhe 01 – Corte BB' estrutura – 1/10 Detalhe 01 – Corte AA' estrutura – 1/10 - detalhamento – aluna Camila -- detalhamento / aluna Camila Ramundo -
  59. 59. Detalhe 03 – Planta baixa guarda corpo – 1/10 Detalhe 03.2 – Esticador – 1/1 Detalhe 03.1 – Fixador – 1/1 Detalhe 03 – Corte AA guarda corpo – 1/10 DETALHE 3.2 DETALHE 3.1 - detalhamento – aluna Camila -- detalhamento / aluna Camila Ramundo -
  60. 60. Detalhe 03 – Corte BB guarda corpo – 1/10 - detalhamento – aluna Camila -- detalhamento / aluna Camila Ramundo -
  61. 61. Detalhe 01 – Planta baixa – 1/10 Detalhe 01 – Corte transversal – 1/10 Detalhe 01 – Corte longitudinal – 1/10 Detalhe 01 – Engaste – 1/10 - detalhamento / aluna Giovana -
  62. 62. EXEMPLOS DE TRABALHOS
  63. 63. - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  64. 64. - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  65. 65. - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  66. 66. - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  67. 67. Planta baixa térreo – 1/25 - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  68. 68. Corte AA' – 1/25 - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  69. 69. Corte BB' – 1/25 - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  70. 70. Vista 01 – 1/25 - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  71. 71. DETALHE 1.1 PLANAT BAIXA – DET. 01 ESCALA: 1/10 CORTE AA' – DET. 01 ESCALA: 1/10 CORTE BB'– DET. 01 ESCALA: 1/10 - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  72. 72. Detalhe 01.1 – Planta Baixa – 1/01 PLANAT BAIXA – DET. 1.1 ESCALA: 1/01 CORTE AA' – DET. 1.1 ESCALA: 1/01 Detalhe 01.1 – Corte AA' – 1/01 - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  73. 73. DETALHE 2.1 PLANAT BAIXA – DET. 02 ESCALA: 1/10 PLANAT BAIXA – DET. 2.1 ESCALA: 1/01 - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  74. 74. DETALHE 2.2 CORTE AA' – DET. 2.2 ESCALA: 1/01 CORTE AA’ – DET. 2 ESCALA: 1/10 - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  75. 75. DETALHE 2.3 CORTE AA'– DET. 02 ESCALA: 1/10 CORTE AA' – DET. 2.3 ESCALA: 1/01 - exemplo / aluna Adriana Batalha dos Santos -
  76. 76. - exemplo / aluna Anna Luiza do Canto e Mello -
  77. 77. - exemplo / aluna Anna Luiza do Canto e Mello -
  78. 78. Planta baixa – 1/25 - exemplo / aluna Anna Luiza do Canto e Mello -
  79. 79. Corte AA’ longitudinal – 1/25 - exemplo / aluna Anna Luiza do Canto e Mello - - exemplo / aluna Anna Luiza do Canto e Mello -
  80. 80. Corte BB’ transversal – 1/25 - exemplo / aluna Anna Luiza do Canto e Mello -
  81. 81. Detalhe 01 – Planta baixa – 1/2 Detalhe 01 - Corte longitudinal – 1/20 Detalhe tensor – 1/2 - exemplo / aluna Anna Luiza do Canto e Mello -
  82. 82. Detalhe 02 – Planta baixa – 1/1 Detalhe 02 Corte transversal – 1/1 Detalhe 02 - Vista lateral – 1/2 - exemplo / aluna Anna Luiza do Canto e Mello -
  83. 83. Detalhe 03 – Corte – 1/1 Detalhe 03 Corte transversal – 1/1 Detalhe 03 Vista frontal – 1/1 - exemplo / aluna Anna Luiza do Canto e Mello -
  84. 84. - exemplo de trabalho – aluna Gabrielle - - exemplo / aluna Gabrielle de Castro -
  85. 85. - exemplo de trabalho – aluna Gabrielle - - exemplo / aluna Gabrielle de Castro -
  86. 86. - exemplo de trabalho – aluna Gabrielle - - exemplo completo / aluna Gabrielle de Castro -
  87. 87. Planta baixa – 1/25 - exemplo de trabalho – aluna Gabrielle - - exemplo / aluna Gabrielle de Castro -
  88. 88. Corte AA’ transversal – 1/25 DETALHE 1.1 - exemplo de trabalho – aluna Gabrielle - - exemplo / aluna Gabrielle de Castro -
  89. 89. Corte BB’ longitudinal – 1/25 DETALHE 1.2 - exemplo de trabalho – aluna Gabrielle - - exemplo / aluna Gabrielle de Castro -
  90. 90. Detalhe 01 Planta baixa – 1/10 Detalhe 01.2 – Corte longitudinal – 1/10 Detalhe 01.1 – corte transversal – 1/10 Detalhe 01.1.1– Corte longitudinal 1/10 DETALHE 1.1.1 - exemplo de trabalho – aluna Gabrielle - - exemplo / aluna Gabrielle de Castro -
  91. 91. Detalhe 02.1 – Corte longitudinal – 1/10 Detalhe 02 – Planta baixa – 1/10 Detalhe 02.2 – Corte transversal – 1/10 Detalhe 02.2.1 – Corte transversal – 1/10 DETALHE 2.2.1 - exemplo de trabalho – aluna Gabrielle - - exemplo / aluna Gabrielle de Castro -
  92. 92. Detalhe 03 – Planta baixa – 1/5 Detalhe 03.2 – Vista – 1/5 Detalhe 03.1 Corte longitudinal – 1/5 - exemplo de trabalho – aluna Gabrielle - - exemplo / aluna Gabrielle de Castro -
  93. 93. EXERCÍCIO
  94. 94. 1) O trabalho consiste em projetar uma escada que vença um piso a piso tradicional (em torno de 3,00m) e detalhar os diversos itens de composição. a) As dimensões serão estabelecidas a sua escolha, portanto que esteja dentro dos padrões das Normas Técnicas e que seja executável. b) O detalhamento de escada deve ser entregue em papel canson A3 (a mão) com material de desenho técnico com gramatura mínima de 150g. c) A escada deve conter guarda corpo. d) Escalas: PB 1/25 Corte Transversal 1/25 Corte Longitudinal 1/25 Detalhes de 1/10 até 1/1 (pelo menos 03 detalhes). - escada - exercício de projeto
  95. 95. 2) Critérios de avaliação a) PB - avaliação técnica, representação do desenho e criatividade. Deve ser cotada, indicar materiais e dets. Vale 4.0 pontos. Esc. 1/25. Inserir dados normativos. b) 02 Cortes (01 longitudinal e 01 transversal) - avaliação técnica, representação do desenho e criatividade. Devem ser cotados, com indicação dos materiais e dets. Vale 2.0 pontos cada corte. Esc. 1/25. Inserir dados normativos. c) Detalhes - devem ser representados em PB, corte longitudinal e corte transversal (pelo menos). Podem ter perspectivas. Indicar materiais, cotas e fixação. O detalhamento deve ser pensado em como será construído o objeto em questão. Como ele será sustentado? Apoiado? Como será fixado? Qual o tamanho?... Se houver furo, cota de eixo. Vale 2.0 pontos cada. Esc. 1/10 a 1/1. d) Representação dos materiais - quando olhar p/ o desenho eu devo saber qual material está sendo utilizado. Vale 1,0 ponto. e) Apresentação do caderno - A3 aberto. Vale 2,0 pontos. f) Criatividade - objetos mais simples não indicam necessariamente menos detalhes ou menos trabalho! Vale 3,0 pontos. - escada - exercício de projeto
  96. 96. a) Cotas - PB: nos dois sentidos (x,y) Cortes: somente vertical (y) Detalhes e perspectivas: em todos os sentidos (x,y,z) b) Especificação dos materiais – cor, tipo, categoria, espécie, material, marca, linha, espessura, comprimento, largura... c) Indicação de padronização (sugestão): 3) Atenção exercício de projeto- escada -
  97. 97. BIBLIOGRAFIA  Neufert, Arte de projetar em arquitetura - Ernest Neufert
  98. 98. www.ds.arq.br OBRIGADO - Interiores Residenciais - - Detalhamento - Arquitetura, Design e Construção Professor: Danilo Saccomori Colaboração: Ana Clara Paiva e Juliana Mascarenhas

×