Curso: Artes Visuais – Turma 4            Disciplina: Arte e Sociedade        Docente: Elke Pereira Coelho Santana        ...
Análise crítica de uma obra de Andy Warhol             Os Embreantes, texto de Anne Cauquelin, faz um paralelo entre a art...
A citação de Anne é refletida na obra Cinco garrafas de Coca-Cola, 1962,de Warhol, onde o artista busca expressar o consum...
época. Ele utiliza de serigrafia em suas obras, cores fortes, marcantes para causarimpacto nas pessoas. Observando esses p...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASCAUQUELIN, Anne. Arte contemporânea: uma introdução. São Paulo: MartinsFontes, 2005.Disponível e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Andy warhol

2.368 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.368
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Andy warhol

  1. 1. Curso: Artes Visuais – Turma 4 Disciplina: Arte e Sociedade Docente: Elke Pereira Coelho Santana Acadêmica: Daniela Farago de LimaAnálise crítica de uma obra de Andy Warhol Londrina 2011
  2. 2. Análise crítica de uma obra de Andy Warhol Os Embreantes, texto de Anne Cauquelin, faz um paralelo entre a artemoderna e contemporânea. Moderna no sentido de expressar o consumismo emmassa, característica do “movimento” e, contemporânea, pois as obras são “criadase expressas” através da comunicação. Um artista da época, que chama atenção e foi muito criticado por suasobras é Andy Warhol. Fazendo uma comparação entre as obras e estilo deDuchamp e de Warhol, Cauquelin afirma que em relação às obras de difícil acessode Marcel: “... a obra de Warhol é, em compensação, tão pública, e toma emprestado de maneira tão notória as vias e os meios da publicidade mercantil, que torna difícil a avaliação de sua contemporaneidade.” Isso mencionado faz-se pensar em que estilo este artista se enquadra: émoderno ou contemporâneo? Suas obras são verdadeiras manifestações críticas domundo do consumismo, ao mesmo tempo, expostas nos meios de comunicação.Assim, Anne define alguns termos que caracterizam Warhol: “Certamente, os termos que são em geral adotados a seu respeito são aqueles que caracterizam uma saciedade de consumo „moderna‟: máquina-ferramenta, sistema de publicidade, máquina de consumo. Suas séries, suas repetições estereotipadas de produtos de consumo, sua empresa (...) concebida como um verdadeiro consórcio, a declarações que as acompanham, em forma de slogans publicitários, tudo parece indicar que ele é o porta voz lúcido dessa sociedade de consumo”. Porta voz lúcido, pelo fato do artista saber o que move o consumismodescontrolado do mundo moderno e, ao mesmo tempo, ganhar dinheiro com apublicação de suas obras (releituras estereotipadas) em diversos meios decomunicação.
  3. 3. A citação de Anne é refletida na obra Cinco garrafas de Coca-Cola, 1962,de Warhol, onde o artista busca expressar o consumo excessivo da sociedade,através de um signo comum, algo conhecido e apreciado pela maioria das pessoas.Assim, Andy se apropria de um objeto do cotidiano, ready-made onde “opõe arepetição em série, a saturação das imagens e o paradoxo de umadespersonalização hiperpersonalizada” (Cauquelin 2005, p.110). Andy Warhol Cinco garrafas de Coca-Cola, 1962. Tinta de serigrafia sobre tinta pulmerizada sintética sobre tela / 40,6 x 50,8 cm. Uma das marcas de Warhol é não utilizar espaços artísticos – galeriasentre outros – para expor suas obras, ele as publica nos espaços de comunicação,de grande circulação, sem querer se preservar assim, se opondo a outros artistas da
  4. 4. época. Ele utiliza de serigrafia em suas obras, cores fortes, marcantes para causarimpacto nas pessoas. Observando esses preceitos do artista, Cauquelin diz que osconceitos que regem a comunicação são: “a rede, com a redundância e a saturação; o paradoxo, com o bloqueio em torno de si mesmo; a auto-proclamação com o nominalismo; a circulação dos signos dentro da rede sem autor nem receptor, e finalmente o totalitarismo, com a internacionalização do sistema de comunicação”. Como é o impacto perante o público que importa em relação às suasobras, Andy costuma retratar a morte em seus “projetos”, o que causa mais espantoe intriga nas pessoas. Embora não seja este o tema da obra citada acima. O quevem representado nesta obra seria o consumo excessivo da sociedade moderna. As obras de Warhol são críticas e, acima de tudo, inspiradas em objetoscomuns. Sua marca é simplesmente sua assinatura. Ao contrário de Duchamp, Andyse expõe, sua assinatura é a obra em si, onde o signo Warhol marca uma série deobras da comunicação. Suas produções são impessoais, pois, segundo Cauquelin,em seu re-made não há criação, toque especial, nem transformação do objetoescolhido, ele só é produzido em sua forma original e assinado, se tornando suaobra nos meios de comunicação. Em relação à obra “Cinco garrafas de Coca-Cola”, penso que Warholprocurou retratar e criticar o consumismo incontrolável da sociedade. Porém, o que oartista pretendeu ao serigrafar garrafas vazias do refrigerante? Será que o objetivoera mostrar a futilidade, o vazio interior em que as pessoas modernas possuem coma obsessão pelo consumo? Mostrar que a época é repleta de pessoas insatisfeitas,que buscam uma satisfação no descartável, no modismo? Essas e outras questões são o que moviam e promoviam as obras deWarhol, deixando este artista de negócios mais prósperos em seus “investimentos”.
  5. 5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASCAUQUELIN, Anne. Arte contemporânea: uma introdução. São Paulo: MartinsFontes, 2005.Disponível em: http://6aarteband2101e6.blogspot.com/2010/11/liliana-no-21-andy-warhol-biografia.html. Acesso em 24/10/2011.

×