Mídia Ninja e Tradicional:

quem está fora do eixo?
Um estudo sobre a participação da Mídia Ninja nas

manifestações ocorr...
Mídia Ninja
2000 Membros

Casa Fora do Eixo
2005 – Cuiabá – MT

Narrativas Independentes, Jo
2011
Propósito: Cobertura midiática de pautas espefíficas
Principal Canal: Facebook
Principais Características:
• Amadorismo na...
Jornalismo
Cidadão Online
LÓGICA DOS BITS

Lógica de
átomos

Lógica de
bits

Segundo Negroponte (1995) a mídia deve ser pensada de acordo com a lógi...
DEFINIÇÃO DO JORNALISMO CIDADÃO
De acordo com Flew (2005), existem três elementos cruciais que podem nos ajudar a identifi...
O JORNALISMO CIDADÃO E A TECNOLOGIA
Avanço da tecnologia:

•
•
•

Aumento da banda larga
Crescimento do número de lares co...
Gráfico de tecnologias emergentes Hype Cycle, produzido pelo Grupo Gartner em Agosto de 2013.

Entre 2 há 5 anos todos os ...
DIFERENÇA ENTRE JORNALISMO CIDADÃO E PARTICIPATIVO
Jornalismo Cidadão

Jornalismo Participativo

No jornalismo cidadão, o ...
Mídia Ninja à Luz
da teoria do
reconhecimento
MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO RECONHECIMENTO
Três correntes básicas se fazem presentes
entre as razões que movem a ativid...
MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO RECONHECIMENTO

AMOR

DIREITO

SOLIDARIEDADE

“Como um meio social a partir do qual as prop...
MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO RECONHECIMENTO
Para reforçar sua teoria, Honneth utiliza-se do ex negativo (aus negatum em
...
MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO RECONHECIMENTO
Para esclarecer as formas de desrespeito Honneth adota o conceito psicanalít...
MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO RECONHECIMENTO

A motivação dos Ninjas dar-se-á
pela busca de autoestima e como
resposta ao...
Mídia Ninja à Luz
da teoria do agir
comunicativo
MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO AGIR COMUNICATIVO

Diálogo deliberativo entre os indivíduos

Emancipação humana
MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO AGIR COMUNICATIVO
MUNDO DA VIDA

SISTEMA

Processo de
comunicação se
desenvolve

Organizaçã...
MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO AGIR COMUNICATIVO

Habermas destaca que devido a modernização de nossa
sociedade, cada vez ...
MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO AGIR COMUNICATIVO

Podemos assegurar que o Mídia Ninja atua justamente
nesse contexto.
Atra...
Conclusões Finais
CONSIDERAÇÕES FINAIS
• O Mídia Ninja surge como resposta ao desrespeito social.
• Através de aparatos tecnológicos, jornal...
QUESTIONAMENTOS
• É possível manter a isenção mediante influência de poderes externos?

• O jornalismo cidadão pode comple...
J.
Habermas

Axel
Obrigado!
http://www.slideshare.net/daniellabrito Daniella Borges de Brito
Roberto G. Macedo
Apresentacao midia ninja
Apresentacao midia ninja
Apresentacao midia ninja
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentacao midia ninja

426 visualizações

Publicada em

Apresentação exibida no Politicom 2013 que foi realizado em Juiz de Fora na UFJF no dia 17/10/2013

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
426
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Começar contando a história de como surgiu a ideia para escrever o artigo. Dizer que era muito pequena quando ocorreu as manifestações Diretas Já e Caras Pintadas. Dizer que superficialmente as manifestações podem parecer homogêneas, no entanto, existem muitas características novas e divergentes e estudar essas características me chamou a atenção. Dizer que “nós”, eu e o Roberto Gondo nos empenhamos em estudar esse novo elemento, o Mídia Ninja.
  • Falar a respeito do grupo Fora do Eixo. Explicar seu conceito. Não esquecer de falar que 2 mil membros são externos e internos.
  • Introdução: Sendo o Mídia Ninja uma mídia que utiliza-se do jornalismo cidadão como principal meio de expressão comunicativa, é preciso entender o jornalismo cidadão para que a atuação do Mídia Ninja possa ser explicada nesse contexto. Segundo Negroponte (1995) a mídia deve ser pensada de acordo com a lógica dos bits que enfatiza a possibilidade de personalização da informação, de acordo com os interesses de cada ser humano. O autor ainda acredita que em uma era de pós-informação o modelo econômico de comunicação das mídias de massa mudará na medida em que o usuário optar por pagar por uma informação mais personalizada e com dispensa a publicidade. Este é um modelo baseado na encomenda da informação. O usuário não pagará mais pelos bits transmitidos, mas sim, pela informação recebida. Dizer que o Mídia Ninja respeita esse modelo, pois segundo Pablo Capilé no Roda Viva, eles tem intenção de implementar esse modelo.
  • O jornalismo cidadão não nasceu online. Navisão de Gilmor (12004), a prática ganhou maior repercussão nos Estados Unidos durante os eventos ocorridos em 11 de Setembro de 2001Tom Paine que publicou uma série de 85 artigos (que no conjunto da obra ficou conhecido como “O Federalista”) sobre a Constituição Federal dos Estados Unidos, no século XVIII. Os artigos, em sua maioria, foram publicados por autores anônimos e influenciaram diretamente a política daquele país.Já em tempos mais atuais, alguns vídeos do assassinato do presidente estadunidense John F. Kennedy, ou então do espancamento por policiais a Rodhey King, taxista afro-descendente, também nos Estados Unidos, podem ser considerados jornalismo cidadão, pois os vídeos foram filmados e divulgados por cidadãos comuns que estavam presenciando as cenas citadas.outros eventos de grande importância também foram pautas para ações realizadas por jornalistas cidadãos, tais como autores que publicavam em seus blogs notícias da Guerra do Iraque, ou então, mais tarde, em 2005, quando várias fotos dos atentados de Londres, em 7 de Julho de 2005
  • BYOD = traga seu próprio dispositivo.
  • Habermas é um estudioso que representa a segunda geração da Escola de Frankfurt. É conhecido principalmente por romper com as ideias centrais de Adorno, Horkheimer e Marcuse. Filósofo e sociólogo alemão. Honneth foi assistente de Habermas entre 1984 e 1990, hoje é o estudioso mais destacado do que pode ser considerada a terceira geração da Escola de Frankfurt.
  • Apresentacao midia ninja

    1. 1. Mídia Ninja e Tradicional: quem está fora do eixo? Um estudo sobre a participação da Mídia Ninja nas manifestações ocorridas no Brasil em Junho de 2013
    2. 2. Mídia Ninja
    3. 3. 2000 Membros Casa Fora do Eixo 2005 – Cuiabá – MT Narrativas Independentes, Jo 2011
    4. 4. Propósito: Cobertura midiática de pautas espefíficas Principal Canal: Facebook Principais Características: • Amadorismo na produção do material midiático, pois a grande maioria dos partipantes do grupo é composta de cidadãos que não são profissionais da área de jornalismo ou estão ingressando na área. • Ao vivo e sem cortes. • Ótica muitas vezes não alcançada pela grande mídia. • Grande aceitação pelas redes sociais. • Assume sua parcialidade. #AGROTÓXICO MATA #MARCO CIVIL #CINELÂNDIA CITIADA #PINK BLOC #BLACK BLOCS # 1 MILHÃO PELA EDUCAÇÃO #DESMILITARIZA JÁ #MACHISMO #MOBILIZAÇÃO INDÍGENA #OCUPA USP #SOMOS TODOS AMARILDO
    5. 5. Jornalismo Cidadão Online
    6. 6. LÓGICA DOS BITS Lógica de átomos Lógica de bits Segundo Negroponte (1995) a mídia deve ser pensada de acordo com a lógica dos bits.
    7. 7. DEFINIÇÃO DO JORNALISMO CIDADÃO De acordo com Flew (2005), existem três elementos cruciais que podem nos ajudar a identificar o jornalismo cidadão: • publicação aberta • edição colaborativa • distribuição do conteúdo Kelly (2009) complementa esse posicionamento versando que o jornalismo cidadão pode ser resumido em uma frase: Envolvimento dos leitores em ambos os processos: produção e uso da notícia.
    8. 8. O JORNALISMO CIDADÃO E A TECNOLOGIA Avanço da tecnologia: • • • Aumento da banda larga Crescimento do número de lares com acesso a Internet Popularização dos aplicativos mobile. Consolidação do jornalismo cidadão em grandes centros cosmopolitas. Dinamismo informacional
    9. 9. Gráfico de tecnologias emergentes Hype Cycle, produzido pelo Grupo Gartner em Agosto de 2013. Entre 2 há 5 anos todos os tipos de dispositivos móveis acessarão as informações que estarão hospedadas na nuvem. Também terão baterias de longa duração, entre outros avanços, o que permitirá que qualquer pessoa possa ter sua autonomia tecnológica.
    10. 10. DIFERENÇA ENTRE JORNALISMO CIDADÃO E PARTICIPATIVO Jornalismo Cidadão Jornalismo Participativo No jornalismo cidadão, o cidadão não está envolto e pressionado por nenhuma regra préestabelecida pelos veículos, no quesito formato ou modo de exibição e coleta de imagens. Ele pode publicar a notícia sem necessariamente precisar passar por um processo de autorização ou edição daquela mensagem. A informação publicada pelo veículo pode ser analisada, coletada, reportada, disseminada, reutilizada. O cidadão também pode em uma exemplificação hipotética, produzir um novo conteúdo baseado no conteúdo já existente, no entanto, ele fica a mercê das regras daquele veículo. Exemplo: comentário de cunho informativo em uma matéria jornalistítica em um site.
    11. 11. Mídia Ninja à Luz da teoria do reconhecimento
    12. 12. MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO RECONHECIMENTO Três correntes básicas se fazem presentes entre as razões que movem a atividade de um cidadão-repórter: • O desejo de pertencimento a uma coletividade; • Aprimoramento de habilidades individuais • Mera resposta à solicitação da atividade. (BRAMBILLA, 2006))
    13. 13. MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO RECONHECIMENTO AMOR DIREITO SOLIDARIEDADE “Como um meio social a partir do qual as propriedades diferenciais dos seres humanos venham à tona de forma genérica, vinculativa e intersubjetiva.” (SOUZA e MATTOS, 2007)
    14. 14. MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO RECONHECIMENTO Para reforçar sua teoria, Honneth utiliza-se do ex negativo (aus negatum em latim), ou seja, para cada exemplo de reconhecimento ele propôs um relativo negativo. “A forma de reconhecimento da solidariedade corresponde uma forma de desrespeito da degradação moral (Entwürdigung em alemão) e da injúria (Beleidigung em alemão). Honneth entende que a dimensão da personalidade ameaçada é aquela da dignidade (Würde em alemão). A experiência de desrespeito deve ser encontrada na degradação da autoestima (Selbstschätzung em alemão), ou seja, a pessoa aqui é privada da possibilidade de desenvolver uma estima positiva de si mesma.” (ROSENFIELD e SAAVEDRA, 2013)
    15. 15. MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO RECONHECIMENTO Para esclarecer as formas de desrespeito Honneth adota o conceito psicanalítico de patologia. Dessa forma, somente as experiências de injustiça que acarretam fenômenos patológicos devem ser consideradas fenômenos de desrespeito. (SOUZA e MATTOS, 2007) “O surgimento de um movimento social deve ser explicado a partir da existência de uma semântica coletiva que permita a interpretação das experiências individuais de injustiça, de forma que não se trate mais aqui de uma experiência isolada de um indivíduo, mas sim de um círculo intersubjetivo de sujeitos que sofrem da mesma patologia social.” (SOUZA e MATTOS, 2007)
    16. 16. MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO RECONHECIMENTO A motivação dos Ninjas dar-se-á pela busca de autoestima e como resposta ao desrespeito social.
    17. 17. Mídia Ninja à Luz da teoria do agir comunicativo
    18. 18. MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO AGIR COMUNICATIVO Diálogo deliberativo entre os indivíduos Emancipação humana
    19. 19. MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO AGIR COMUNICATIVO MUNDO DA VIDA SISTEMA Processo de comunicação se desenvolve Organização política, econômica e estratégica Esfera Pública Esfera Privada Assuntos de interesse coletivo Família = autoridade livre Opinião Pública Emancipação humana
    20. 20. MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO AGIR COMUNICATIVO Habermas destaca que devido a modernização de nossa sociedade, cada vez mais, o mundo da vida vê-se distante do mundo do sistema. O autor assevera que a sociedade civil compõe-se de movimentos sociais, organizações livres não estatais e não econômicas, os quais captam os problemas sociais que ressoam na esfera privada e o transmitem para a esfera pública política. (OLIVEIRA e FERNANDES, 2013)
    21. 21. MÍDIA NINJA À LUZ DA TEORIA DO AGIR COMUNICATIVO Podemos assegurar que o Mídia Ninja atua justamente nesse contexto. Através do jornalismo cidadão é possível levar para a esfera pública discussões de interesse privado sem a interferência da mídia tradicional (ou de massa) que segundo Habermas atuou na decadência da esfera pública, pois o jornalismo acabou por substituir a necessidade de discussões, transformando este em mercadoria.
    22. 22. Conclusões Finais
    23. 23. CONSIDERAÇÕES FINAIS • O Mídia Ninja surge como resposta ao desrespeito social. • Através de aparatos tecnológicos, jornalistas cidadãos são capazes de praticar um jornalismo cidadão, online, ativista e político. • Essa nova mídia assume a sua parcialidade em nome da transparência. • Está intimamente ligado as manifestações sociais, pois ele também trata-se de uma manifestação social. • Sua pauta é focada em recortes que personificam a problemática social. • Sem cortes e sem edição, sem muito profissionalismo, o Mídia Ninja cumpre o papel mais importante: o de promover a emancipação humana.
    24. 24. QUESTIONAMENTOS • É possível manter a isenção mediante influência de poderes externos? • O jornalismo cidadão pode complementar ou substituir o jornalismo tradicional? • ??? • ???
    25. 25. J. Habermas Axel
    26. 26. Obrigado! http://www.slideshare.net/daniellabrito Daniella Borges de Brito Roberto G. Macedo

    ×