LOC-USP                       FMVZ-USP     Daniel Giberne Ferro           Dissertação de mestrado      Membros da banca ex...
Estudo clínico da aplicação de  peptídeo sintético de adesãocelular (PepGen P-15®) em lesões  periodontais graves de cães
OBJETIVOS1. Avaliar a resposta clínica do uso de um peptídeo sintético que   mimetiza o sítio de adesão do colágeno tipo-I...
OBJETIVOS3. Avaliar a resposta clínica pós-operatória dos animais, discutindo   possíveis complicações relacionadas ao uso...
REVISÃO DE LITERATURA
REVISÃO DE LITERATURAAnatomia do periodonto - gengiva - cemento - ligamento periodontal - osso alveolar       *epitélio ju...
REVISÃO DE LITERATURAHarvey; Emily, 1993A doença periodontal é a moléstia que mais acomete cães e gatos.        - caráter ...
REVISÃO DE LITERATURAWiggs; Lobprise, 1997A bolsa periodontal verdadeira forma-se a partir da migração apical doepitélio j...
REVISÃO DE LITERATURADe Forge; Colmery, 2000O diagnóstico das lesões ósseas causadas pela doença periodontaldeve passar pe...
REVISÃO DE LITERATURAHennet; Harvey, 1992Bolsas periodontais com mais de 4mm de profundidade em cãesdevem ser tratadas com...
REVISÃO DE LITERATURAJohnson; Urist; Finerman, 1988; Yukna, 1989; DeForge,1997; Gross, 1997; Kinoshita et al., 1997; Yukna...
REVISÃO DE LITERATURAYukna, 2002Estudo da aplicação do P-15 em 25 pacientes (até 3 anos)        - 16,6% de recuperação de ...
O PepGen P-15®e o princípio da adesão celular
Formação do osso           (Osteogênese)1. Adesão celular (Sinalização)2. Conversão celular (Diferenciação)3. Produção do ...
Cerca de 20-25% do osso                               é composto orgânico                            90% deste é Colágeno ...
Colágeno Tipo-I                   Seqüência de 15 aminoácidos                     Células possuem                       re...
O P-15 naturalCélulas aproximam-       ...e vão aderir ao sítiose do colágeno tipo-         766-780 (P-15)        I...
O P-15 sintético                            Carreador                              (HA)(P-15)         PepGen P-15
PepGen P-15®     Células aproximam-se do colágeno                mimetizadoColágeno biomimetizado (PepGen P-15) adere às  ...
Muitos sítios de adesãoMuito mais células osteogênicas
Materiais e Método
Material e Método                       Material Grupo de animais       - 21 cães, com raça definida, com doençaperiodont...
Material e Método                    Material Avaliação e documentação      - exame físico com sonda periodontal milimetr...
Material e Método                            Método Procedimento inicial       - avaliação da cavidade oral e seleção dos...
Material e Método                            MétodoTécnica cirúrgica        - retalho muco-gengival em todos os dentes   ...
Material e Método                            MétodoAvaliações pós-cirúrgicas       - 3 meses e 6 meses após a cirurgia   ...
Material e Método                           MétodoAnálise dos dados        - comparação de números absolutos através de m...
Resultados
ResultadosGrupo de animais estudados     Yorkshire Terrier               Whippet            Schnauzer            Poodle To...
ResultadosExposição de furca dentalDistribuição do número absoluto e de porcentagem dos dentes com exposição defurca (EF) ...
ResultadosRecuperação ou perda (%) do Nível Clínico de Inserção                     3 meses                            Can...
Resultados                          Recuperação ou perda (%) do Nível Clínico de Inserção                                 ...
Resultados  Nível Clínico de Inserção de cada face aos 3 e 6 meses                       Grupo controle                   ...
Resultados    Nível Clínico de Inserção de cada face aos 3 e 6 meses                       Grupo PepGen P-15              ...
Resultados              Comparação das faces em todos os momentos e                         entre os dois gruposDistribuiç...
Resultados                 Histogramas – taxa de recuperação do NCI                               Controle                ...
ResultadosLesão vertical tratada com PepGen P-15®     Pré-cirúrgico                        6 meses após aplicação         ...
ResultadosBolsa infra-óssea tratada com PepGen P-15®                           PepGen P-15    Ato cirúrgico (10mm)        ...
ResultadosComparativo – mesmo animal                          6 meses apósMolar inferior esquerdo                  Molar i...
Discussão
Discussão Animais de pequeno porte comdoença periodontal                       Gioso, 1998 Retalho muco-gengival efetivo...
Discussão Somente um proprietário realizou higienização diáriadurante os 6 meses (4,76%)       - contra 24% dos autores  ...
Discussão Dentes tratados com PepGen P-15 – porcentagem derecuperação aos 6 meses       - caninos: p=0,0094*       - mola...
Discussão Face que melhor respondeu ao PepGen P-15       - palatina: p=0,0023* (0 a 6 meses) Faces que não responderam b...
Discussão Comparação (em mm) dos dois grupos – PepGen P-15 xControle       - ato cirúrgico: p=0,1030       - 3 meses: p=0...
Discussão Observou-se “acomodação ” dos grânulos após 3 meses nosítio de aplicação Perda de grânulos em casos de exposiç...
Conclusão1. A aplicação de PepGen P-15® em lesões periodontais graves   mostrou-se clinicamente satisfatória e apresentou ...
Conclusão3. Não se observou qualquer tipo de complicação durante ou depois   da cirurgia de aplicação do PepGen P-15®, mes...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estudo clínico da aplicação de peptídeo sintético de adesão celular (PepGen P-15®) em lesões periodontais graves de cães

735 visualizações

Publicada em

The aim of this study was to evaluate the attachment loss, periodontal pocket, gingival ressection and II and III furcation lesion response in teeth after 3 and 6 month with collagen cell-binding peptide (PepGen P-15®) graft application. Twenty one dogs from the FMVZ-USP Veterinary Hospital were anesthetized in order to accomplish periodontal treatment and 91 tooth faces with attachment loss were treated, with 45% (41 faces) receiving PepGen P-15® and 55% (50 faces) constituting the control group that received conventional treatment (muco-gingival flap and root planning). Eight teeth showed furcation lesions. Five received the peptide and three did not. The procedure was documented by radiography and all periodontal probing were photographed. After 3 and 6 month, the animals were re-anesthetized in order to accomplish new photography, radiography and periodontal probing exams. In the furcation exposure of teeth treated with PepGen P-15®, two exhibited reduction of furcation degree, two did not change their conditions and one had the furcation enhanced after 6 month. The conventional treatment group presented one tooth with furcation reduction and no changes in two teeth. The 41 attachment loss faces that received graft material exhibited 40% of regeneration rate after 6 month. The control faces did not change their attachment level. The palatal face presented the better regeneration rates (40%) and the canines and molars teeth showed the better responses (57,14% and 65%, respectively). There was no post-surgical infection related to absence of oral home care. One owner (4,76%) reported
16
daily teeth brushing on his pet. It can be concluded that the PepGen P-15® helps a more rapidly periodontal structure re-attachment and regeneration, including alveolar bone. Its application is easy and practical and the post-surgical complications incidence is low. Nevertheless, more studies and researches are necessary to evaluate the amount and the quality of formed bone and periodontal ligament.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
735
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo clínico da aplicação de peptídeo sintético de adesão celular (PepGen P-15®) em lesões periodontais graves de cães

  1. 1. LOC-USP FMVZ-USP Daniel Giberne Ferro Dissertação de mestrado Membros da banca examinadora Prof. Dr. Moacir Santos de Lacerda Prof. Dr. Paulo Eduardo Guedes CarvalhoOrientador e presidente da banca examinadora Prof. Dr. Marco Antonio Gioso
  2. 2. Estudo clínico da aplicação de peptídeo sintético de adesãocelular (PepGen P-15®) em lesões periodontais graves de cães
  3. 3. OBJETIVOS1. Avaliar a resposta clínica do uso de um peptídeo sintético que mimetiza o sítio de adesão do colágeno tipo-I como auxiliar no processo de recuperação do osso alveolar e do epitélio juncional nos casos de perda do nível clínico de inserção decorrente da doença periodontal severa;2. Comparar a evolução das lesões que receberam PepGen P-15® com as que receberam técnica convencional para tratamento de elementos dentais com perda do nível clínico de inserção;
  4. 4. OBJETIVOS3. Avaliar a resposta clínica pós-operatória dos animais, discutindo possíveis complicações relacionadas ao uso de substâncias osteogênicas e condutoras de crescimento ósseo na cavidade oral dos cães;4. Avaliar a necessidade de higienização mecânica do local implantado com base na evolução da resposta reparadora do osso tratado.
  5. 5. REVISÃO DE LITERATURA
  6. 6. REVISÃO DE LITERATURAAnatomia do periodonto - gengiva - cemento - ligamento periodontal - osso alveolar *epitélio juncional
  7. 7. REVISÃO DE LITERATURAHarvey; Emily, 1993A doença periodontal é a moléstia que mais acomete cães e gatos. - caráter epidemiológicoLöe; Theilad e Borglum, 1965Estreita correlação entre a destruição dos tecidos periodontais e apresença de placa bacteriana - estudo pioneiro para a doença do periodonto - inflamação inicial em 10 a 20 diasPage; Schröeder, 1976A doença crônica promove a destruição permanente das estruturasde sustentação do periodonto - atuação de mediadores imunológicos - proteases e colagenases - estimulação de osteoclastos
  8. 8. REVISÃO DE LITERATURAWiggs; Lobprise, 1997A bolsa periodontal verdadeira forma-se a partir da migração apical doepitélio juncional - devido à ação de toxinas - acompanhando a redução da crista alveolarGioso, 1998Concluiu que o processo tem evolução mais rápida em cães de pequenoporte - perda precoce de elementos dentais
  9. 9. REVISÃO DE LITERATURADe Forge; Colmery, 2000O diagnóstico das lesões ósseas causadas pela doença periodontaldeve passar pelo exame radiográfico intra-oral - para determinar a extensão e localização da perda ósseaHolmstrom; Frost; Gammon, 1992Recomendaram as técnicas radiográficas para aplicação na cavidadeoral de cães e gatos - paralelismo – dentes distais aos pré-molares inferiores - bissetriz – demais elementos
  10. 10. REVISÃO DE LITERATURAHennet; Harvey, 1992Bolsas periodontais com mais de 4mm de profundidade em cãesdevem ser tratadas com auxílio de retalho muco-gengival - para facilitar observação - para melhor debridamento e detoxificação do localWidman (1918) apud Ramfjord; Nissle, 1974Apresentou técnica de retalho muco-gengival para tratamento debolsas periodontaisHiatt; Schallhorn; Aaronian, 1978O tratamento convencional da bolsa periodontal profunda consistede raspagem e aplainamento radiculares - após confecção de retalho - a fim de reduzir contaminação * o osso alveolar perdido, porém, não se regenera
  11. 11. REVISÃO DE LITERATURAJohnson; Urist; Finerman, 1988; Yukna, 1989; DeForge,1997; Gross, 1997; Kinoshita et al., 1997; Yukna, 1998;Bhatnaghar et al., 1999; Krauser; Rohrer; Wallace, 2000;Sigurdsson; Nguyen; Wikesjö, 2001; Barboza et al., 2002;Yukna; Salinas; Carr, 2002; Lallier et al., 2003Estudaram diversos tipos de materias para implante e enxertia notratamento de lesões periodontaisBhatnaghar; Qian, 1992Apresentaram os primeiros estudos mostrando a capacidade de umpeptídeo sintético (P-15) promover aumento de adesão defibroblastos
  12. 12. REVISÃO DE LITERATURAYukna, 2002Estudo da aplicação do P-15 em 25 pacientes (até 3 anos) - 16,6% de recuperação de aderência - maior parte das alterações nos 6 primeiros mesesKubler et al., 2004Compararam 5 materiais para implante ósseo em cultura de células - 2 HAs bovinas, HA de corais, fosfato alfa-tricálcico, PepGen P-15 - o PepGen p-15 apresentou a mais alta taxa de proliferação e diferenciação celularThorwarth et al., 2005Mostraram que o PepGen P-15 promoveu significativo aumento daprodução de tecido mineralizado em porcos - histológico 3 dias após já mostrava processo de formação óssea
  13. 13. O PepGen P-15®e o princípio da adesão celular
  14. 14. Formação do osso (Osteogênese)1. Adesão celular (Sinalização)2. Conversão celular (Diferenciação)3. Produção do osso (Indução)
  15. 15. Cerca de 20-25% do osso é composto orgânico 90% deste é Colágeno Tipo-I O Colágeno Tipo-I é responsável pela adesão celular que dará início à cascata de migração, proliferação e diferenciação3 cadeias de aminoácidos celular (sítio 766-780)
  16. 16. Colágeno Tipo-I Seqüência de 15 aminoácidos Células possuem receptores de membrana específicos para o sítio 766-780 (P-15) do colágeno tipo-I
  17. 17. O P-15 naturalCélulas aproximam- ...e vão aderir ao sítiose do colágeno tipo- 766-780 (P-15) I...
  18. 18. O P-15 sintético Carreador (HA)(P-15) PepGen P-15
  19. 19. PepGen P-15® Células aproximam-se do colágeno mimetizadoColágeno biomimetizado (PepGen P-15) adere às células como um receptor natural
  20. 20. Muitos sítios de adesãoMuito mais células osteogênicas
  21. 21. Materiais e Método
  22. 22. Material e Método Material Grupo de animais - 21 cães, com raça definida, com doençaperiodontal grave - não houve pré-seleção dos animais - triagem apenas dos animais com alterações clínicas Dentes estudados - quatro faces de cada dente com lesão maior ou igual a 4mm de profundidade - dentes com lesão de furca graus II ou III
  23. 23. Material e Método Material Avaliação e documentação - exame físico com sonda periodontal milimetrada - radiografias intra-orais - fotografia com câmera digital Material para enxertia - PepGen P-15 - solução fisiológica a 0,9% - pote Dappen estéril - cureta de Luccas estéril
  24. 24. Material e Método Método Procedimento inicial - avaliação da cavidade oral e seleção dos dentes que foram estudados - tratamento periodontal convencional em todos os cães Grupos estudados - 91 faces de dentes com perda do Nível Clínico de Inserção (NCI) 40 faces: PepGen P-15 51 faces: tratamento convencional - 8 dentes com exposição de furca
  25. 25. Material e Método MétodoTécnica cirúrgica - retalho muco-gengival em todos os dentes - raspagem e aplainamento radicular em todos os dentes - grupo controle: sutura em ponto simples separados do retalho - grupo PepGen P-15: aplicação e sutura em ponto simplesseparados do retalho nos demais dentes
  26. 26. Material e Método MétodoAvaliações pós-cirúrgicas - 3 meses e 6 meses após a cirurgia - exame com sonda periodontal - radiografias intra-orais - fotografiasCuidados pós-operatórios - espiramicina/metronidazol (75.000UI/kg de peso / 12,5mg/kgde peso), a cada 24 horas, durante 7 dias - clorexidina a 0,12% para enxágüe oral, quatro vezes ao dia,durante 15 dias - recomendada escovação dental diária a ser inciada 10 diasapós a intervenção
  27. 27. Material e Método MétodoAnálise dos dados - comparação de números absolutos através de médias e demedianas - taxa de recuperação do NCI em porcentagem calculada combase nas medianas das mensurações obtidas na data da cirurgia - nível de significância: p<0,05
  28. 28. Resultados
  29. 29. ResultadosGrupo de animais estudados Yorkshire Terrier Whippet Schnauzer Poodle Toy Poodle Dobermann Pinscher Daschund Cocker Spaniel Bichon Frisé Bassethund 0 1 2 3 4 5 6 7 8 Núm ero de anim ais Idade (anos) Peso (kg) Média 9,05 8,25 Mediana 9,00 5,50 Desvio-padrão 2,52 5,95
  30. 30. ResultadosExposição de furca dentalDistribuição do número absoluto e de porcentagem dos dentes com exposição defurca (EF) que receberam tratamento com PepGen P-15 ® e que não o receberam,agrupados segundo a evolução durante os 6 meses de estudo (redução daexposição de furca, sem alteração da exposição de furca, aumento da exposiçãode furca). FMVZ-USP, São Paulo, 2005. PepGen P-15® ControleGrau N Nexposição % 1 %2Redução 2 40 1 33,33Sem alteração 2 40 2 66,66Aumento 1 20 0 0Total 5 100 3 100Nota: teste não-paramétrico - Mann-Whitney. (1) p = 1,0000. (2) p = 0,7220.
  31. 31. ResultadosRecuperação ou perda (%) do Nível Clínico de Inserção 3 meses Caninos Incisivos Pré-molares Molares 80 60 40 Porcentagem (%) 20 0 -20 -40 PepGen P-15 Controle Ilustração representando os dois grupos (o que recebeu PepGen P-15 ® e que não o recebeu) e o percentual de recuperação do nível clínico de inserção das faces dentais após três meses de tratamento. Estão agrupados segundo os tipos de dentes a que cada face pertence (caninos, incisivos, pré-molares e molares)
  32. 32. Resultados Recuperação ou perda (%) do Nível Clínico de Inserção 6 meses Caninos Incisivos Pré-molares Molares 80 60 Diferença entre 6 meses e o ato cirúrgico 40 Significância (p) 20 PepGen P- Control Porcentagem (%) 0 15 e -20 Caninos 0,0094 0,5254 -40 Incisivos 0,2516 0,2348 -60 Pré- - 1,0000 -80 molares -100 Molares 0,0143 0,4948 PepGen P-15 ControleIlustração representando os dois grupos (o que recebeu PepGen P-15 ® eque não o recebeu) e o percentual de recuperação do nível clínico deinserção das faces dentais após seis meses de tratamento. Estãoagrupados segundo os tipos de dentes a que cada face pertence (caninos,incisivos, pré-molares e molares)
  33. 33. Resultados Nível Clínico de Inserção de cada face aos 3 e 6 meses Grupo controle Grupo controle Cirurgia 3 meses 6 meses 6 5 4 NCI (mm) 3 2 1 0 Vestibular Palatina Mesial DistalIlustração representando o grupo controle e os valores absolutos dos níveis clínicosde inserção das quatro faces dentais nos três momentos do estudo
  34. 34. Resultados Nível Clínico de Inserção de cada face aos 3 e 6 meses Grupo PepGen P-15 Grupo que recebeu PepGen P-15 Aplicação do P-15 3 meses 6 meses 7 6 5 NCI (mm) 4 3 2 1 0 Vestibular Palatina Mesial DistalIlustração representando o grupo tratado com PepGen P-15 ® e os valores absolutosdos níveis clínicos de inserção das quatro faces dentais nos três momentos doestudo
  35. 35. Resultados Comparação das faces em todos os momentos e entre os dois gruposDistribuição dos valores (em mm) das médias e desvios-padrões correspondentes aos níveisclínicos de inserção (NCI) das faces dentais mensuradas nos três momentos (cirurgia e pós-operatório de 3 e de 6 meses) e porcentagem de recuperação do NCI, agrupados nos doisconjuntos experimentais (o que recebeu PepGen P-15 ® e o que não o recebeu). FMVZ-USP,São Paulo, 2005. Momentos Recuperação do NCI (%)Todas as Cirurgia / Cirurgia / Cirurgia1 3 meses2 6 meses3faces 3 meses4 6 meses5PepGen P-15®(N = 41) 5,87 ± 2,56 3,62 ± 2,03 3,84 ± 2,43 +40,00 +40,00Controle(N = 50) 5,00 ± 2,70 5,00 ± 2,61 5,00 ± 3,00 0 0Nota: teste não-paramétrico – Menn-Whitney. (1) p = 0,1030. (2) p = 0,0309. (3) p = 0,0698. (4) p = 0,0001. (5) p= 0,0029
  36. 36. Resultados Histogramas – taxa de recuperação do NCI Controle PepGen P-15 35 45 30 40 35 25 30Frequency Frequency 20 25 15 20 15 10 10 5 5 0 0 -350 -300 -250 -200 -150 -100 -50 0 50 100 -350 -300 -250 -200 -150 -100 -50 0 50 100 Controle PepGen P-15
  37. 37. ResultadosLesão vertical tratada com PepGen P-15® Pré-cirúrgico 6 meses após aplicação do PepGen P-15
  38. 38. ResultadosBolsa infra-óssea tratada com PepGen P-15® PepGen P-15 Ato cirúrgico (10mm) 6 meses após (5mm)
  39. 39. ResultadosComparativo – mesmo animal 6 meses apósMolar inferior esquerdo Molar inferior direito PepGen P-15 Controle
  40. 40. Discussão
  41. 41. Discussão Animais de pequeno porte comdoença periodontal Gioso, 1998 Retalho muco-gengival efetivo para aplicação do PepGenP-15 Levine, 1972; Ramfjord; Nissle, 1974; Fedi; Vernino, 1995; Controle radiográfico mostrou-se satisfatório para avaliação das dalesões durante os 6 meses de estudo – exceção na face palatina dos caninos DeForge; Colmery, 2000; Holmstrom; Frost; Gammon, 1992
  42. 42. Discussão Somente um proprietário realizou higienização diáriadurante os 6 meses (4,76%) - contra 24% dos autores Miller; Harvey, 1994 Falta de higiene prejudicou a reparação óssea - manutenção de agentes infecciosos - ativação de osteoclastos - antogoniza ação do peptídeo Page; Schroeder, 1976Lesões de furca grau III - desafio - sustentação do retalho - uma só parede Chang-Sung Kim et al., 2004
  43. 43. Discussão Dentes tratados com PepGen P-15 – porcentagem derecuperação aos 6 meses - caninos: p=0,0094* - molares: p=0,0143* - incisivos: p=0,2516 >> tipo de lesão óssea Dentes que receberam tratamento convencional –porcentagem de recuperação aos 6 meses - sem diferença estatisticamente significativa Chang-Sung Kim et al., 2004
  44. 44. Discussão Face que melhor respondeu ao PepGen P-15 - palatina: p=0,0023* (0 a 6 meses) Faces que não responderam bem (0 a 6 meses) - vestibular: p=0,7556 - distal: p=0,0759
  45. 45. Discussão Comparação (em mm) dos dois grupos – PepGen P-15 xControle - ato cirúrgico: p=0,1030 - 3 meses: p=0,0309 - 6 meses: p=0,0698 Comparação (em % de recuperação) dos dois grupos –PepGen P-15 x Controle - 3 meses: p=0,0001 - 6 meses: p=0,0029 Valores absolutos (em mm) superiores aos de Yukna etal., 2002
  46. 46. Discussão Observou-se “acomodação ” dos grânulos após 3 meses nosítio de aplicação Perda de grânulos em casos de exposição de furca - ineficiência do retalho para sustentação Barboza et al., 2000  Resultados mostraram reduções de bolsas de até 10mm para 2mm - epitélio juncional longo? - formação de ligamento periodontal? Bhatnaghar et al., 1999; Qian; Bhatnaghar, 1996; Yukna et al., 1998
  47. 47. Conclusão1. A aplicação de PepGen P-15® em lesões periodontais graves mostrou-se clinicamente satisfatória e apresentou taxa de recuperação de inserção do epitélio estatisticamente significativa em faces palatinas e em dentes caninos e molares2. A comparação do uso de PepGen P-15® com a técnica convencional de raspagem e aplainamento radicular apresentou diferença estatisticamente significativa, em números absolutos, aos 3 meses após o implante; e em taxa de recuperação aos 3 e 6 meses após o implante. O uso do PepGen P-15® mostrou-se simples e viável para o tratamento de lesões periodontais de cães
  48. 48. Conclusão3. Não se observou qualquer tipo de complicação durante ou depois da cirurgia de aplicação do PepGen P-15®, mesmo nos casos em que a higienização oral dos animais não foi mantida4. É provável que a higienização oral diária possa conduzir a melhores resultados nos casos de implante com PepGen P-15® e que estes resultados tenham sido influenciados, neste estudo, pela falta de escovação dos dentes dos cães Obrigado!

×