Da alienação à consciência

996 visualizações

Publicada em

A ultima palestra da série "Espiritualidade" em Atos 19. Um tempo para repensar nossas alienações.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
996
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Da alienação à consciência

  1. 1. ALIENAÇÃO
  2. 2. O QUE É ALIENAÇÃO? “Processo ligado essencialmente à ação, à consciência e à situação dos homens, e pelo qual se oculta ou se falsifica essa ligaçãode modo que apareça o processo (e seus produtos) como indiferente, independente ou superior aos homens, seus criadores.”
  3. 3. O QUE É ALIENAÇÃO? Quando a consciência torna-se desconhecida a si própria ou a sua própria essência.  Resultado de algum tipo de abandono ou efeito da ausência de um direito comum: alienação da segurança. Afastamento da realidade.
  4. 4. Da Alienação à ConsciênciaAVATAR: um filme que retrata a alienação...
  5. 5. Viagens de PauloCORINTO ÉFESO
  6. 6. Éfeso Da alienação à consciênciaCapital da província romana na ÁsiaMaior centro político e econômico daÁsia Menor e uma potência comercial. Riqueza e prestígio ligado ao templo de Artemis (Diana) Marcada pelo ocultismo, magias, espiritismo, encantamentos.
  7. 7. Atos 19.1-20 Da alienação à consciênciaDeuteronômio 18.10-1210. Não permitam que se ache alguém entre vocês que queime em sacrifício o seu filho ou a sua filha; que pratique adivinhação, ou dedique-se à magia, ou faça presságios, ou pratique feitiçaria.11. ou faça encantamentos; que seja médium ou espírita ou que consulte os mortos.
  8. 8. Atos 19.1-20 Da alienação à consciênciaDeuteronômio 18.10-1212. O Senhor têm repugnância por quem pratica essas coisas, e é por causa dessas abominações que o Senhor, o seu Deus, vai expulsar aquelas nações da presença de vocês.
  9. 9. Atos 19.1-20 Da alienação à consciênciaPercepções: 1. A Bíblia não nega a existência de poderes ocultos. 2. No entanto, nenhum desses poderes são equiparados ao poder de Deus. (nem chega perto) (veja Efésios 1.18-23 e 6.10-20) 3. Deus deixa claro que é contra a busca, o uso e a confiança em qualquer tipo de poder.
  10. 10. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência1. Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, atravessando as regiões altas, chegou a Éfeso. Ali encontrou alguns discípulos2. e lhes perguntou: "Vocês receberam o Espírito Santo quando creram?“ Eles responderam: "Não, nem sequer ouvimos que existe o Espírito Santo". CENÁRIO 1: PAULO E OS DISCÍPULOS DE JOÃO ATOS 19.1-7
  11. 11. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência3. "Então, que batismo vocês receberam? ", perguntou Paulo. "O batismo de João", responderam eles.4. Disse Paulo: "O batismo de João foi um batismo de arrependimento. Ele dizia ao povo que cresse naquele que viria depois dele, isto é, em Jesus". CENÁRIO 1: PAULO E OS DISCÍPULOS DE JOÃO ATOS 19.1-7
  12. 12. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência5. Ouvindo isso, eles foram batizados no nome do Senhor Jesus.6. Quando Paulo lhes impôs as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo, e começaram a falar em línguas e a profetizar. 7. Eram ao todo uns doze homens. CENÁRIO 1: PAULO E OS DISCÍPULOS DE JOÃO ATOS 19.1-7
  13. 13. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência ALIENAÇÃO ESPIRITUAL1. O objetivo principal deste trecho não é sistematizar batismos. (batismo com água e com Espírito Santo, rebatismo, falar em línguas, profetizar). 2. Deus age de formas diferentes, com objetivos diferentes. (veja os capítulos de Atos: 2, 8, 10, 19)
  14. 14. Atos 19.1-20 Da alienação à consciênciaALIENAÇÃO ESPIRITUAL3. O foco principal recai sobre a necessidade principal que eles tinham do Evangelho e do Espírito Santo. 4. Lucas inclui este trecho para sinalizar que: (a) O poder de Deus que atua em Pedro é o mesmo poder de Deus que atua em Paulo. (b) O mover de Deus que aconteceu em Jerusalém, Judéia e Samaria é o mesmo que na Ásia e Europa.
  15. 15. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência8. Paulo entrou na sinagoga e ali falou com liberdade durante três meses, argumentando convincentemente acerca do Reino de Deus. Entre a Teologia do Mérito e a Teologia da Mediocridade CENÁRIO 2: PAULO NA SINAGOGA ATOS 19.8-9a
  16. 16. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência9. Mas alguns deles se endureceram e se recusaram a crer, e começaram a falar mal do Caminho diante da multidão. Paulo, então, afastou-se deles. ALIENAÇÃO RELIGIOSA CENÁRIO 2: PAULO NA SINAGOGA ATOS 19.8-9a
  17. 17. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência9. (...) Tomando consigo os discípulos, passou a ensinar diariamente na escola de Tirano. ALIENAÇÃO COGNITIVA CENÁRIO 3: PAULO NA ESCOLA DE TIRANO ATOS 19.9b-12
  18. 18. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência9. (...) Tomando consigo os discípulos, passou a ensinar diariamente na escola de Tirano.10. Isso continuou por dois anos, de forma que todos os judeus e os gregos que viviam na província da Ásia ouviram a palavra do Senhor. CENÁRIO 3: PAULO NA ESCOLA DE TIRANO ATOS 19.9b-12
  19. 19. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência11. Deus fazia milagres extraordinários por meio de Paulo,12. de modo que até lenços e aventais que Paulo usava eram levados e colocados sobre os enfermos. Estes eram curados de suas doenças, e os espíritos malignos saíam deles. CENÁRIO 3: PAULO NA ESCOLA DE TIRANO ATOS 19.9b-12
  20. 20. Atos 19.1-20 Da alienação à consciênciaALIENAÇÃO MÍSTICO-SINCRETISTA1. Quem toma a iniciativa não é o líder, mas as pessoas. (as quais ainda estão aprendendo sobre Jesus).2. Não tinha a ver com prosperidade, mas com curas e possessão.3. Em meio à mentalidade religiosa efésia mística, Deus exerce graça, manifestando seu poder em uma cidade que se volta para deuses falsos e usa poderes ocultos.
  21. 21. Atos 19.1-20 Da alienação à consciênciaALIENAÇÃO CIENTÍFICA1. A ciência sempre nos levará na direção de Deus e redimensionará nossa fé.2. O problema dos efésios não era o uso da ciência, mas a mistura de ciência com práticas de magias e ocultismo.3. Não precisamos ter medo da ciência. Deus é Criador e Senhor de tudo, inclusive da ciência.
  22. 22. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência13. Alguns judeus que andavam expulsando espíritos malignos tentaram invocar o nome do Senhor Jesus sobre os endemoninhados, dizendo: "Em nome de Jesus, a quem Paulo prega, eu lhes ordeno que saiam! " ALIENAÇÃO DO CARÁTER CENÁRIO 4: PAULO E ÉFESO ATOS 19.13-17
  23. 23. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência14. Os que estavam fazendo isso eram os sete filhos de Ceva, um dos chefes dos sacerdotes dos judeus.15. Um dia, o espírito maligno lhes respondeu: "Jesus, eu conheço, Paulo, eu sei quem é; mas vocês, quem são?". CENÁRIO 4: PAULO E ÉFESO ATOS 19.13-17
  24. 24. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência16. Então o endemoninhado saltou sobre eles e os dominou, espancando-os com tamanha violência que eles fugiram da casa nus e feridos.17. Quando isso se tornou conhecido de todos os judeus e os gregos que viviam em Éfeso, todos eles foram tomados de temor; e o nome do Senhor Jesus era engrandecido. CENÁRIO 4: PAULO E ÉFESO ATOS 19.13-17
  25. 25. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência18. Muitos dos que creram vinham, e confessavam e declaravam abertamente suas más obras. CONSEQUÊNCIAS: O EVANGELHO EM ÉFESO ATOS 19.18-20
  26. 26. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência19. Grande número dos que tinham praticado ocultismo reuniram seus livros e os queimaram publicamente. Calculado o valor total, este chegou a cinqüenta mil dracmas. CONSEQUÊNCIAS: O EVANGELHO EM ÉFESO ATOS 19.18-20
  27. 27. Atos 19.1-20 Da alienação à consciênciaCompêndios de artes mágicas conhecidos nomundo greco-romano;Descoberto nas areias do Egito e se temreferências por Clemente de Alexandria (200 d.C);Continham fórmulas eficazes no tratamento deenfermidades, ajudas em questões domésticase problemas amorosos. CONSEQUÊNCIAS: O EVANGELHO EM ÉFESO ATOS 19.18-20
  28. 28. Atos 19.1-20 Da alienação à consciência20. Dessa maneira a palavra do Senhor muito se difundia e se fortalecia. Avivamento em Éfeso 1. Crença pessoal 2. Confissão pública 3. Consagração prática CONSEQUÊNCIAS: O EVANGELHO EM ÉFESO ATOS 19.18-20
  29. 29. 1 Todas as alienações excluem o evangelho e a fé. Alienação Alienação Alienação Espiritual Cognitiva Científica Alienação Alienação Alienação Religiosa Místico-Sincretista do Caráter PENSAR PARA PRATICAR
  30. 30. 1 Todas as alienações excluem o evangelho e a fé. Alienação Alienação Alienação Espiritual Cognitiva Científica Alienação Alienação Alienação Religiosa Místico-Sincretista do Caráter PENSAR PARA PRATICAR
  31. 31. 1 Todas as alienações excluem o evangelho e a fé.  Para lidar com as alienações, precisamos nos voltar para o evangelho. (esvaziar-se de si mesmo, encher-se do Espírito)  Para lidar com as alienações, precisamos agir com fé em Jesus Cristo. PENSAR PARA PRATICAR
  32. 32. 2 Render-se ao evangelho não significa ser medíocre. Surfistas ou Soldados? PENSAR PARA PRATICAR
  33. 33. 3 Leve o evangelho à cidade em nome de Jesus Cristo.  O evangelho precisa fazer parte de nossas vidas.  O evangelho transformará nossa cidade. PENSAR PARA PRATICAR

×