Da Simulação ao Temor

322 visualizações

Publicada em

Somos desafiados a cultivar uma espiritualidade sem máscaras ou fingimentos, baseado em um coração sensível e submisso ao Senhor. Confira aqui como foi um pouco de nossa conversa sobre o assunto, olhando para a história de Ananias e Safira.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Da Simulação ao Temor

  1. 1. Tema: Da simulação ao temor | Pr. Daniel Faria |
  2. 2. SIMULAÇÃO
  3. 3. O QUE É SIMULAÇÃO? A tentativa de ser ou fazer algo de forma que imite aquilo que é autentico. Representar uma situação ou um personagem de forma a parecer real.
  4. 4. PARECE, MAS...NÃO É "Nada é mais necessário do que a aparência da religiosidade. De modo geral, os homens julgam mais com os olhos do que com o tato:todos podem ver, mas poucos são capazes de sentir. Todos veem nossa aparência, poucos sentem o que realmente somos.” Maquiavel, recomendando ao príncipe uma conduta religiosa
  5. 5. PARECE, MAS...NÃO É“A hipocrisia é a homenagemque o vício presta a virtude.”Rochefoucauld “A hipocrisia consiste na falta de santidade, combinada a uma simulação de santidade.” Tomás de Aquino
  6. 6. ATOS 5.1-111 Um homem chamado Ananias, juntamente com Safira, sua mulher, também vendeu uma propriedade.2 Ele reteve parte do dinheiro para si, sabendo disso também sua mulher; e o restante levou e colocou aos pés dos apóstolos.
  7. 7. ATOS 5.1-113 Então perguntou Pedro: "Ananias, como você permitiu que Satanás enchesse o seu coração, a ponto de você mentir ao Espírito Santo e guardar para si uma parte do dinheiro que recebeu pela propriedade?”
  8. 8. ATOS 5.1-114 “Ela não lhe pertencia? E, depois de vendida, o dinheiro não estava em seu poder? O que o levou a pensar em fazer tal coisa? Você não mentiu aos homens, mas sim a Deus.”
  9. 9. ATOS 5.1-115 Ouvindo isso, Ananias caiu e morreu. Grande temor apoderou-se de todos os que ouviram o que tinha acontecido.6 Então os moços vieram, envolveram seu corpo, levaram-no para fora e o sepultaram.
  10. 10. ATOS 5.1-117 Cerca de três horas mais tarde, entrou sua mulher, sem saber o que havia acontecido.8 Pedro lhe perguntou: "Diga-me, foi esse o preço que vocês conseguiram pela propriedade?“ Respondeu ela: "Sim, foi esse mesmo".
  11. 11. ATOS 5.1-119 Pedro lhe disse: "Por que vocês entraram em acordo para tentar o Espírito do Senhor? Veja! Estão à porta os pés dos que sepultaram seu marido, e eles a levarão também".
  12. 12. ATOS 5.1-1110 Naquele mesmo instante, ela caiu aos pés dele e morreu. Então os moços entraram e, encontrando-a morta, levaram-na e a sepultaram ao lado de seu marido.
  13. 13. ATOS 5.1-1111 E grande temor apoderou-se de toda a igreja e de todos os que ouviram falar desses acontecimentos.
  14. 14. SIMULAÇÃO:1 COMO EMERGE? 1 Um homem chamado Ananias, juntamente com Safira, sua mulher, também vendeu uma propriedade.
  15. 15. O PARADIGMA32 Da multidão dos que creram, uma era a mente e um o coração. Ninguém considerava unicamente sua coisa alguma que possuísse, mas compartilhavam tudo o que tinham. O CONTEXTO ATOS 4.32-37
  16. 16. A PROCLAMAÇÃO33 Com grande poder os apóstolos continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus, e grandiosa graça estava sobre todos eles. O CONTEXTO ATOS 4.32-37
  17. 17. A PRÁTICA34 Não havia pessoas necessitadas entre eles, pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, traziam o dinheiro da venda35 e o colocavam aos pés dos apóstolos, que o distribuíam segundo a necessidade de cada um. O CONTEXTO ATOS 4.32-37
  18. 18. UMA PESSOA36 José, um levita de Chipre a quem os apóstolos deram o nome de Barnabé, que significa encorajador,37 vendeu um campo que possuía, trouxe o dinheiro e o colocou aos pés dos apóstolos. O CONTEXTO ATOS 4.32-37
  19. 19. SIMULAÇÃO:1 COMO EMERGE?1 Um homem chamado Ananias, juntamente com Safira, sua mulher, também vendeu uma propriedade.2 Ele reteve parte do dinheiro para si, sabendo disso também sua mulher; e o restante levou e colocou aos pés dos apóstolos.
  20. 20. SIMULAÇÃO:2 POR QUE EMERGE?3 Então perguntou Pedro: "Ananias, como você permitiu que Satanás enchesse o seu coração...?”
  21. 21. SIMULAÇÃO:2 POR QUE EMERGE? BARNABÉ ANANIAS E SAFIRA Venderam propriedades que possuíam Levaram o dinheiro para os apóstolos Demonstraram desapego para ajudar outros
  22. 22. SIMULAÇÃO:2 POR QUE EMERGE? BARNABÉ ANANIAS E SAFIRA Como fruto do seu amor Como fruto do seu amor a Deus e aos outros, a si próprio,torna-se um encorajador torna-se uma ameaça que abençoa. que contamina.(sob a influência do evangelho) (sob a influência da religiosidade)
  23. 23. SIMULAÇÃO:2 POR QUE EMERGE? 1. O desejo de ficar bem aos olhos dos apóstolos; 2. O desejo de não ficar para trás em relação às outras famílias como Barnabé; 3. O desejo de ter uma imagem admirada pela comunidade.
  24. 24. SIMULAÇÃO:3 COMO TRATÁ-LA?3 Então perguntou Pedro: "Ananias, como você permitiu que Satanás enchesse o seu coração, a ponto de você mentir ao Espírito Santo e guardar para si uma parte do dinheiro que recebeu pela propriedade?”
  25. 25. SIMULAÇÃO:3 COMO TRATÁ-LA?4 “Ela não lhe pertencia? E, depois de vendida, o dinheiro não estava em seu poder? O que o levou a pensar em fazer tal coisa? Você não mentiu aos homens, mas sim a Deus.”
  26. 26. SIMULAÇÃO:3 COMO TRATÁ-LA?7 Cerca de três horas mais tarde, entrou sua mulher, sem saber o que havia acontecido.8 Pedro lhe perguntou: "Diga-me, foi esse o preço que vocês conseguiram pela propriedade?“ Respondeu ela: "Sim, foi esse mesmo".
  27. 27. SIMULAÇÃO:3 COMO TRATÁ-LA?9 Pedro lhe disse: "Por que vocês entraram em acordo para tentar o Espírito do Senhor?” CONFRONTAÇÃO
  28. 28. SIMULAÇÃO:3 COMO TRATÁ-LA?5 “Ouvindo isso, Ananias caiu e morreu...”6 Então os moços vieram, envolveram seu corpo, levaram-no para fora e o sepultaram.9 (...)“Veja! Estão à porta os pés dos que sepultaram seu marido, e eles a levarão também".
  29. 29. SIMULAÇÃO:3 COMO TRATÁ-LA?10 Naquele mesmo instante, ela caiu aos pés dele e morreu. Então os moços entraram e, encontrando-a morta, levaram-na e a sepultaram ao lado de seu marido.
  30. 30. SIMULAÇÃO:3 COMO TRATÁ-LA? CONFRONTAÇÃO DISCIPLINA PÚBLICA
  31. 31. SIMULAÇÃO: 3 COMO TRATÁ-LA?RESULTADO:5 (...) Grande temor apoderou-se de todos os que ouviram o que tinha acontecido. 11 E grande temor apoderou-se de toda a igreja e de todos os que ouviram falar desses acontecimentos.
  32. 32. Não importa quão bem estejamos com Deus e1 quão dependente do Espírito nossa comunidade esteja, a sedução do inimigo estará sempre próxima de nosso coração. Por isso, precisamos constantemente exercitarmos a humildade de coração e a avaliação de nossas reais motivações em determinadas ações. PENSAR PARA PRATICAR
  33. 33. Uma espiritualidade sadia e consistente é desenvolvida a partir da consciência da maravilhosa graça de Deus2 e da reverência de coração para com Sua pessoa e vontade. Na medida em que Deus renova em nossas vidas a convicção de que somos amados e perdoados, deve crescer em nós o desejo de lidar com reverência para com Sua pessoa. PENSAR PARA PRATICAR
  34. 34. Aprenda3 com o violinista. PENSAR PARA PRATICAR

×