3 ano história de santa catarina -parte 01

6.690 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.690
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.155
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
157
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

3 ano história de santa catarina -parte 01

  1. 1. HISTÓRIA DE SANTA CATARINA: PRÉ-HISTÓRIA CATARINENSE e PERÍODO COLONIAL
  2. 2. Pré-História Catarinense - interior Sítios arqueológicos nas margens do Rio Uruguai => aprox. 8.000 anos. Provavelmente deram origem a povos como os Xokleng (nômades, caçadores e coletores) e Kaingang (agricultura rudimentar). Ambos pertenceram ao tronco linguístico dos Jês.
  3. 3. Pré-História Catarinense LITORAL Sambaquis: concheiros, casqueiros, ostreiros, entre outros. Verdadeiros montes de restos de conchas e outros animais depositados por milhares de anos.
  4. 4. Pré-História Catarinense – litoral Sambaquis catarinenses possuem aproximadamente 5.000 anos, sua procedência é incerta. Seus habitantes poliam a pedra e faziam esculturas. Um grande número de sambaquis desapareceram frente o avanço urbano, principalmente.
  5. 5. Pré-História Catarinense – litoral Itararés: ocuparam varios pontos do litoral entre entre os século X e XIV.  Usavam a cerâmica, o que lança a hipótese do sedentarismo e da agricultura. Cariós ou Carijós: de ocupação recente, foi o povo que manteve contato mais próximo com os primeiros europeus através de trocas, socorro aos naufragos e abastecimento das embarcações.  Com o avanço europeu os carijós refugiaram-se no interior mas no fim foram assimilados, capturados ou mortos.
  6. 6. Pré-História Catarinense – litoral• O Governo de Santa Catarina criou reservas e parques onde os índios podem viver de acordo com seus costumes e tradições. • Reservas de Ibirama, alto vale do Itajaí (Xokleng) e de Xanxerê (Kaingang).• Vivem em condições de miséria: • Morro dos Cavalos (Palhoça) • Nas ruas de Florianópolis.
  7. 7. Santa Catarina no Período Colonial século XVII Várias expedições de inúmeras nações como:  o francês Palmier de Gonneville,  São Francisco do Sul (1504)  os espanhóis Juan de Solís (1516) e Rodrigo de Acuña (1527)  Ilha de Santa Catarina  o alemão Hans Staden.  Ilha de Santa Catarina (1549) No caso português temos Cristovão Jacques e Martim Afonso de Souza (1530):  Com Martim Afonso se estabeleceram os limites da Cap. De SantAna que, assim como muitas outras capitanias, ficou abandonada
  8. 8. CAPITANIA DE SANT’ANA• Pequena extensão de terras do sul do Paraná até as imediações de Laguna.• Doada a Pero Lopes de Sousa, que nunca teve interesse em ocupá-la.
  9. 9. POVOAMENTO VICENTISTA A partir da ação de bandeirantes, foram fundadas as primeiras povoações de Santa Catarina:  Manoel L. de Andrade – 1658 – N. Sª da Graça do Rio São Francisco.  Francisco D. Velho – 1672 – N. Sª do Desterro.  Domingos de Brito Peixoto – 1687 – Sº Antº dos Anjos da Laguna. Todas iniciativas particulares.
  10. 10. CAPITANIA DE SANTA CATARINA• 1738 => Criou a capitânia separando da jurisdição do atual estado de São Paulo.• Esta Capitania tinha como principal objetivo estabelecer fortificações militares no litoral para defender a Colônia do Sacramento • Em 1680, Portugal fundou a Colônia do Sacramento, na foz do rio da Prata (área espanhola do tratado de Tordesilhas – 1494).
  11. 11. Fortificações: a intenção da defesa.• Portugal procurava fortalecer militarmente a região.• Primeiro governador de Santa Catarina, Brigadeiro José da Silva Paes (1739 a 1749), construiu diversos fortes na ilha de Santa Catarina. • São José da Ponta Grossa; Santa Cruz de Anhatomirim; Santo Antônio de Ratones; Nª Sª da Conceição da Barra Sul...
  12. 12. Tratados de limites:• Tratado de Utrecht (1715): • Entre Portugal e Espanha, • Estabelecido: Colônia do Sacramento Pertencia a Portugal.• Tratado de Madri (1750): • Passaram a Portugal as terras que antes eram da Espanha • Incluindo os Sete Povos das Missões (no atual Rio Grande do Sul). • A Colônia do Sacramento passou para o domínio espanhol.• Tratado de Santo Ildefonso (1777): • Portugueses ficariam com a Ilha de Santa Catarina (invadida naquele ano pelos espanhóis) e os Espanhóis com os Sete Povos das Missões.• Tratado de Badajós (1801): • Portugal receberia por definitivo os Sete Povos das Missões e reconheceria o direito da Espanha sobre a Colônia de Sacramento, (atuais limites do extremo sul).
  13. 13. POVAMENTO AÇORIANO• 1746, a coroa resolve trazer açorianos para Santa Catarina, • Santa Catarina precisava de gente, não bastavam fortificações. • A ilha dos Açores estava lotada, sem comida e ainda com abalos sísmicos.• Vieram para Santa Catarina 6 mil açorianos e fixaram-se no litoral, desde São Francisco até Laguna.
  14. 14. POVAMENTO AÇORIANO• Principais freguesias fundadas: • São Miguel; • São José, • Enseada do Brito; • Santo Antônio (Florianópolis); • N.S da Conceição da Lagoa (Florianópolis); • Ribeirão (Florianópolis); • Rio Vermelho (Florianópolis); • Canasvieiras (Florianópolis); • Trindade (Florianópolis).• Penetraram também no Rio Grande do Sul.
  15. 15. Contribuição Açoriana• Atividades pesqueiras;• A construção naval;• O folguedo do boi-na-vara (farra do boi);• O carro de bois;• Construção, Olaria utilitária e decorativa;• Artesanato, a renda de bilro;• A língua, as danças e a literatura.• Gastronomia.
  16. 16. OS TROPEIROS E O PLANALTO CATARINENSE• Com a destruição das missões jesuítas do sul do Brasil (séc. XVII), o gado passou a viver sem dono e a se reproduzir livremente Rio Grande do Sul (campos de Viamão e Vacaria).• Em 1728 Francisco de Souza Farias abriu um caminho pelo Rio Araranguá até os campos de Lages (Caminho dos Conventos) • este caminho se integrava aos campos de Curitiba e a região de São Paulo.• Entre os inúmeros tropeiros, encontrava-se Antônio Correia Pinto que funda a vila de Lages em 1771. • A opção pelo caminho do planalto fez Laguna e o caminho dos conventos entrar em declínio.
  17. 17. OS TROPEIROS E O PLANALTO CATARINENSE• Nos anos seguinte após a fundação de Lages, surgiram novas frentes pastoris e surgiram Curitibanos, São Joaquim, Rio Negrinho, Mafra e Campos Novos...• A atividade pastoril e outras atividades como a exploração de madeira e o extrativismo da erva-mate caracterizaram a economia do Planalto Catarinense nos dois séculos seguintes.
  18. 18. 3ão2012 Prof. Msc. Daniel Alves Bronstrup BLOG: profhistdaniel.blogspot.com @danielbronstrup

×